O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

QAnon | 'Minha mãe põe minha vida em risco': as famílias destruídas pela teoria conspiratória

Doug.Exausto

Bam-bam-bam
Mensagens
1.386
Reações
3.014
Pontos
303
No porão de casa, sentada numa cadeira de escrivaninha ao lado de sua cama, Louise, de 24 anos, descreve em voz baixinha as únicas cinco conversas que teve com a mãe Margareth nos últimos oito meses. Na mais recente, Margareth afirmou que tropas chinesas estavam estacionadas na fronteira do Canadá, onde a família vive, com os Estados Unidos, esperando um sinal do recém-empossado presidente americano Joe Biden para tomar o país e instaurar o socialismo.


Louise mora sozinha com a mãe, que durante a entrevista estava no andar de cima da casa, na cozinha. Originalmente, os quartos de ambas eram vizinhos e elas costumavam cozinhar juntas ou surpreender uma à outra com uma nova receita de bolo.
Agora, Louise vive no porão, limita sua circulação na casa aos momentos em que se esgueira para a cozinha para buscar comida, e só toma banho durante as madrugadas, quando Margareth já está dormindo.


O rompimento quase completo da relação familiar de Margareth e Louise começou há quase um ano e é uma sequela da disseminação de teorias da conspiração associadas à pandemia do novo coronavírus e ao processo eleitoral americano.

Como nasce um devoto do QAnon?

Ao mesmo tempo em que a covid-19 se espalhava pelo mundo, a mãe de Louise começou a duvidar da gravidade da doença: se rebelou contra o uso de máscaras e o lockdown e passou a procurar por fontes na internet que reforçassem suas crenças. Contava orgulhosa gastar entre cinco e 10 horas diárias nessa busca.

Submergiu em fóruns de teorias conspiratórias, como QAnon — que propala a tese extremista e sem fundamento de que Donald Trump estaria travando uma guerra secreta contra pedófilos adoradores de Satanás do alto escalão do governo, do mundo empresarial e da imprensa.

E passou a inundar a caixa de e-mail de amigos, conhecidos e mesmos clientes com suas mensagens com esse tipo de teor. "Ela acredita que Trump estava defendendo a liberdade e salvando as pessoas, que elas estavam sendo oprimidas pela covid, uma farsa transformada em arma pelos chineses", resume Louise.

A história de Louise e Margareth tem se repetido nos últimos meses em milhares de lares nos Estados Unidos e no Canadá. As crises familiares envolvendo pais, irmãos ou companheiros adeptos fervorosos do QAnon são o ápice de um processo que vem se desenrolando em menor grau em outros países ocidentais, como o Brasil, em que as trocas de conteúdos falsos e divergências políticas afastam parentes e amigos.

E embora não existam pesquisas sobre o rompimento das famílias nos EUA, alguns indicadores servem como métrica. Na rede Reddit, um grupo batizado de "Baixas do QAnon" foi criado em julho de 2019 com o objetivo de ser um espaço em que familiares compartilhem as experiências e ofereçam conforto e dicas para quem está na exata situação de Louise. Até junho de 2020, o fórum tinha apenas 3,5 mil membros, mas agora são 132 mil deles e centenas de milhares de relatos de ruptura e dor.

"Apesar de teorias conspiratórias serem tão antigas quanto a própria humanidade, um ambiente de incerteza, ansiedade e isolamento social, como o 2020 da pandemia, é ideal para disseminação desse tipo de interpretação do mundo. E foi ainda mais facilitado pela capacidade de as pessoas consumirem tanto informações verdadeiras quanto conteúdo comprovadamente falso nas redes sociais", afirma Dannagal Young, especialista em opinião pública e estudiosa de teorias conspiratórias da Universidade de Delaware.

Efeitos reais do conteúdo em redes

Só que as ações de Margareth não ficaram apenas no mundo virtual. Ela foi a manifestações de rua de grupos anti-vacina, acabou banida de comércios em seu bairro depois de se recusar a usar máscaras e desrespeitou medidas restritivas para conter a pandemia.

"Ela convidou pessoas para reuniões aqui em casa durante o lockdown, quando era ilegal, para falar sobre suas conspirações. Quando essas pessoas estavam aqui, eu não saia do quarto. Estou em risco porque tenho asma grave, tratada com remédio. Sinto medo por mim mesma", diz Louise.

"Por muito tempo as pessoas pensavam: 'Ah, minha mãe está lá explorando essas coisas bizarras na internet, e eu não consigo nem lidar com isso'. Então deixavam o assunto de lado, até que a coisa se tornou cada vez mais proeminente, mais aparentemente perigosa e com impactos fora das redes", diz Young.

Um dos mais evidentes impactos reais foi a invasão do Capitólio por apoiadores do ex-presidente no último dia 6 de janeiro, que resultou em cinco mortes e impediu por algumas horas a certificação da vitória eleitoral de Biden pelo Congresso americano.

Um dos manifestantes, que entrou no prédio com trajes vikings, ostentava uma placa em que dizia "Q me mandou aqui", em referência ao codinome do usuário de internet que iniciou a teoria da conspiração QAnon, se dizendo um infiltrado da máquina estatal que atuaria contra Trump.

À BBC News Brasil, dois homens da Geórgia que estavam em frente ao Capitólio no momento da invasão naquele dia disseram que dirigiram 14 horas desde seu estado "para lutar contra os pedófilos de Washington" e afirmaram ter certeza de que Biden sequer assumiria, pois seria preso na hora, outras crença de seguidores do QAnon.

Na madrugada de 7 de janeiro, horas depois de o Capitólio ter sido invadido, Margareth foi a sua conta de Twitter anunciar: "Trump venceu. Essa noite nem dormi, feliz demais pra isso".
"Eu achava que ela ia acabar se afastando quando visse que as coisas em que acreditava não se confirmavam, que Biden venceu e tomou posse. Mas infelizmente, isso não aconteceu. Ela é muito devota a essas ideias e a espalhá-las e convenceu nosso pai de 85 anos a não tomar a vacina contra a covid-19, não sei como resolver isso agora", afirma Joanna, irmã de Margareth, que confirmou à BBC News Brasil o relato feito pela sobrinha Louise.

Ela também contou ter restringido o contato com a irmã ao mínimo necessário para os cuidados com uma tia e o pai idosos.

Mudança de governo, não de crença

A crença de que a derrota eleitoral de Trump e a transição de governo resolveria os conflitos familiares é frequente. E embora algumas das maiores contas de seguidores de QAnon tenham mostrado dúvidas sobre a consistência de suas ideias após a posse de Biden, para um número significativo deles, a adesão à teoria e a raiva aumentaram. Em muitas famílias, o problema se aprofundou.

"Para as pessoas que estão totalmente envolvidas com uma teoria da conspiração, se o que está previsto para acontecer pela teoria não acontecer, não importa. Às vezes é aí que as pessoas se comprometem ainda mais fortemente com a própria conspiração. Isso porque, neste ponto, as pessoas investiram tanto tempo e energia nisso, danificaram suas relações pessoais em nome disso. Virar as costas à teoria da conspiração seria uma admissão de que o último ano, dois anos ou três anos de sua vida foram um desperdício", explica Young.

É exatamente o que relata Sônia*, de 26 anos, expulsa da casa onde vivia com a mãe, o padrasto e os dois irmãos mais novos em um subúrbio tranquilo de Kansas City, no Missouri.
De acordo com ela, o casal de corretores de seguros de meia-idade tinha uma vida financeira confortável e pouco interesse por política até que a morte de George Floyd, um homem negro e desarmado asfixiado por um policial branco no fim de maio de 2020, detonou os maiores protestos de rua dos EUA nas últimas décadas.

Enquanto Sônia e o noivo apoiaram a pauta antirracismo e se juntaram a protestos pacíficos do movimento Black Lives Matter, a mãe e o padrasto se mostraram temerosos sobre os rumos das ações e começaram a acompanhar cada vez mais páginas de direita, até passar a consumir conteúdo QAnon nas redes sociais.

O nível de tensão da família escalou até que tanto ela quanto seus pais concluíram que era impossível continuar vivendo sob o mesmo teto. "Quando chegou perto da eleição, era noite de Halloween, eu e meu noivo chegamos da rua e meu padrasto estava conversando com um de seus amigos. Nós entramos, ele nos olhou, não disse oi, se virou para o seu amigo e falou: 'se você vota em alguém que não seja Trump, você é um traidor do país'", conta ela.

Não foi um episódio isolado. "Eles estavam agindo de forma fria durante toda a semana, ficando cada vez mais agressivos. Então, eu simplesmente não sentia que aquele era um ambiente seguro e não queria causar problemas. Meu padrasto tinha comprado uma arma pela primeira vez no último verão, quando os protestos do Black Lives Matter estavam acontecendo, porque estava convencido que progressistas iam entrar em sua casa e matar as pessoas. Naquele momento, simplesmente não parecia seguro para mim confrontá-lo", diz Sônia.

Ela se casará em junho de 2021 e provavelmente não contará com a presença da família na festa. Hoje mora de favor na casa da família de uma amiga, já que não teria como bancar o aluguel de um espaço sozinha com seu salário de assistente de professor do ensino fundamental. Desde que saiu de casa, seus contatos com a mãe se resumem a mensagens de celular, nos quais a mãe repassa conteúdos falsos sobre covid-19 e reafirma que Trump venceu a eleição.

Para Margareth, Trump voltará à Casa Branca em 4 de março — a nova data de reviravolta espalhada na internet por aqueles que acreditaram sucessivamente que Trump venceria a eleição no dia 3 de novembro, que o Colégio Eleitoral não confirmaria a vitória de Biden no dia 15 de dezembro, que o Congresso não ratificaria os votos no dia 6 de janeiro e que Biden não assumiria a presidência no dia 20 do mesmo mês. Como se sabe, nenhuma delas se provou verdadeira.

Prejuízos políticos e pessoais

A falsa data de posse levou a Guarda Nacional a manter um contingente na capital federal até o dia 14 de março, à espera da chegada de um grupo grande de trumpistas e seguidores de conspirações que possam tentar reeditar cenas como as de 6 de janeiro. Desde a invasão ao Capitólio, os arredores do prédio do Congresso americano estão bloqueados. O FBI tem emitido sucessivos alertas de risco do que qualificam como "terrorismo doméstico" vindo de seguidores de QAnon.

Para Young, a questão se divide em duas: um problema social e um problema doméstico e familiar.


No plano social, ela afirma que plataformas na internet terão que silenciar perfis que divulguem esses conteúdos. Desde 6 de janeiro, empresas como Twitter e Facebook derrubaram milhares de contas do tipo e silenciaram até mesmo o perfil de Donald Trump. Em resposta, Margareth e tantos outros migraram suas conexões para outros aplicativos, como Telegram, o que mostra como pode ser difícil reduzir a disseminação de teorias conspiratórias.

Além disso, Young afirma que lideranças políticas terão que se expressar mais claramente sobre o fato de não apoiar esse tipo de visão de mundo, mesmo que isso signifique afastar de sua base uma grande quantidade de eleitores. "Quando Trump foi questionado na campanha sobre QAnon, ele disse que não sabia o que era isso e falhou em denunciá-los, o que é visto dentro do movimento como um sinal de apoio", diz a especialista.

O comportamento de Trump não é uma exceção. Em um relatório intitulado "A Conspiração QAnon: destruindo famílias, dividindo comunidades, enfraquecendo a democracia", pesquisadores da Universidade de Rutgers e do Laboratório de Pesquisa em Extremismo e Polarização afirmam que "quando os políticos são confrontados com seu envolvimento com o movimento, eles muitas vezes recusam a afiliação aberta, mas continuam a espalhar as hashtags e memes (relacionadas a QAnon)" .

Os pesquisadores citam como exemplo disso uma publicação no Twitter do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente brasileiro, de setembro de 2020. Na mensagem, Eduardo escreveu, em inglês, "uma tempestade chegando", expressão típica do QAnon.

O Congresso americano enfrentou questão parecida nas últimas semanas. Duas recém-eleitas parlamentares republicanas já se associaram a ideias conspiratórias do QAnon. Uma delas, Marjorie Taylor Greene, acabou punida pela Câmara dos Representantes por endossar posts com conteúdo extremista, como a sugestão de assassinato de lideranças democratas, antes de ser eleita.

Retirada de seu posto na Comissão de Educação da Câmara, Greene fez uma espécie de mea culpa. Ela contou que desconfiava das informações das redes jornalísticas tradicionais sobre a interferência russa nas eleições americanas de 2016.

"Comecei a procurar coisas na internet, fazendo perguntas como a maioria das pessoas faz todos os dias, usando o Google. E tropecei em algo... chamado QAnon. Postei sobre isso no Facebook, li sobre isso, falei sobre isso, fiz perguntas sobre isso e, então, mais informações vieram. Fui levada a acreditar em coisas que não eram verdadeiras", afirmou Greene.
As palavras da congressista, no entanto, não causaram nenhuma ressonância no microcosmo de Louise. Conversar com sua mãe segue sendo praticamente impossível, porque duas ou três frases as levarão para algum ponto em que o diálogo se chocará com algum aspecto de QAnon e a conversa ficará inviável, algo descrito pelos pesquisadores de Rutgers como um comportamento padrão nesses casos.

"Quando os parentes tentam discordar, muitas vezes são recebidos com hostilidade, a descrença deles nos mitos centrais é percebida como ameaça. Quando as famílias não conseguem preencher essa lacuna de irrealidade, muitas vezes se distanciam. Às vezes, os membros da família que rejeitam QAnon são vistos como parte da conspiração."
A BBC News Brasil não entrou em contato com Margareth ou com os pais de Sônia porque isso poderia colocar as entrevistadas em situação de risco.
Embora a recomendação dos especialistas seja a de tentar limitar as interações em família a assuntos não controversos e prazeirosos e mostrar afeição a despeito das discordâncias, Louise se mostra cética sobre o retorno a algum tipo de normalidade entre mãe e filha.

Trabalhando como freelancer, ela tenta conseguir um emprego fixo na área de tecnologia da informação e está guardando o auxílio emergencial dado pelo governo para ter condições financeiras de se mudar da casa da mãe.

Ciente da ideia, Margareth se revoltou. Disse que o dinheiro dado pelo governo é parte de um plano para criar uma dívida dos cidadãos e, mais tarde, lhes tomar a casa. "Quando eu disse que não acreditava nisso, ela desejou que eu vire escrava e sofra porque não quero abrir meus olhos", diz Louise.

Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-56120321
 


Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.600
Reações
69.699
Pontos
744
Tá aí a consequência real da esquizofrenia da direita.
Que foi alimentada pela esquizofrenia da esquerda ao longo dos anos. Também aconteceu no Brasil.

Trump, Bolsonaro, etc são nada mais que reações de um eleitorado que não se via representado e que era constantemente atacado na mídia, seja com os rednecks do interior sendo ridicularizados o tempo inteiro, seja com a Marilena Chauí chamando a classe média brasileira de fascista.
 


Guy_Debord

Bam-bam-bam
Mensagens
3.886
Reações
4.659
Pontos
288
Que foi alimentada pela esquizofrenia da esquerda ao longo dos anos. Também aconteceu no Brasil.

Trump, Bolsonaro, etc são nada mais que reações de um eleitorado que não se via representado e que era constantemente atacado na mídia, seja com os rednecks do interior sendo ridicularizados o tempo inteiro, seja com a Marilena Chauí chamando a classe média brasileira de fascista.
Aceitável. Vou entender aqui que por esquerda vc entende os lulolivre e democratas americanos.

Realmente, é uma esquizofrenia generalizada. Mas vc há de concordar que esse lado da direita aí é completamente insano. Digo, completamente mesmo, olha as loucuras que os caras acreditam. Satanismo mano? Pqp..

Esquerdinha capitalista é idiota? Sim, pra c***lho. Mas mermão... Essa direita aí é absolutamente retardada. É loucura mesmo, não dá nem pra acreditar que isso aí é real.
 

Figulo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.121
Reações
26.194
Pontos
694
Grande m**** isso daí.

A gente fica falando dos gringos mas não valoriza o que o Brasil tem.

A galera que acredita na ilha secreta tá de igual pra igual com esse pessoal.

E os caras que acham que encontraram o remédio pra pandemia em um link que receberam no WhatsApp, mas todas as instituições do mundo estão escondendo o remédio?

Isso pra não falar do pessoal que pesquisou e viu que vacinas levam dez anos pra ficarem prontas, então descobriram que as vacinas liberadas agora não podem ser seguras.

E ainda tem a galera que cola um artigo que não entende pra “provar” que máscaras não funcionam, os caras que descobriram que estão atribuindo mortes por atropelamento à pandemia, os gênios que viram o governador de Nova York dizer que as pessoas pegam o vírus dentro de casa etc

A gente só tem camisa 10 e nego quer postar reportagem dos americanos? Tem que valorizar o brasileiro também.
 

Comic Sans

Bam-bam-bam
Mensagens
1.314
Reações
3.982
Pontos
303
Foro de SP, URSAL, etc. A história provavelmente deve ser a mesma em quase todos os lugares do mundo.

Políticos populistas tentando emplacar suas candidaturas semeando ódio contra os adversários, eleitorado gado acreditando em tudo que chega e as grandes corporações enchendo o c* de dinheiro enquanto o trabalhador miserável grita que é "liberal na economia e conservador nos costumes".
 

Ivo Maropo

Bam-bam-bam
Mensagens
8.019
Reações
11.275
Pontos
353
Que foi alimentada pela esquizofrenia da esquerda ao longo dos anos. Também aconteceu no Brasil.

Trump, Bolsonaro, etc são nada mais que reações de um eleitorado que não se via representado e que era constantemente atacado na mídia, seja com os rednecks do interior sendo ridicularizados o tempo inteiro, seja com a Marilena Chauí chamando a classe média brasileira de fascista.
Você está certo sobre Bolsonaro e Trump serem reações aos erros da esquerda, mas errado ao afirmar que esquerda e direita são igualmente conspirativas. Não há extrema-direita sem conspirações, delírios, paranoias.

A "extrema-esquerda", com todos os seus defeitos e pecados, não tem na conspiração o seu principal elemento justificador. Os lulalivres(s) são ingênuos? São. Mas foi a crença numa conspiração que colocou Lula no poder? Não, não foi.

Foram argumentos conspirativos que levaram a Stálin no poder? Tampouco. Foram argumentos conspirativos que levaram Hitler ao poder? Sim, foram. Sem os judeus, não há nazismo. Ponto. Sem o PT, não há bolsonarismo. Não é uma das razões, é A razão suprema. Retire o PT da equação e o bolsonarismo rapidamente desmorona sobre si mesmo.

Não é uma política que emerge como reação a outras políticas, mas sim uma "não-política", algo que se funda em conspirações do que X fará em sua maldade intrínseca (como na ideia de que o Brasil está na iminência de se tornar uma Venezuela, mesmo com 13 anos de PT não nos fornecendo prova alguma desta histeria conspirativa).
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.600
Reações
69.699
Pontos
744
Você está certo sobre Bolsonaro e Trump serem reações aos erros da esquerda, mas errado ao afirmar que esquerda e direita são igualmente conspirativas. Não há extrema-direita sem conspirações, delírios, paranoias.

A "extrema-esquerda", com todos os seus defeitos e pecados, não tem na conspiração o seu principal elemento justificador. Os lulalivres(s) são ingênuos? São. Mas foi a crença numa conspiração que colocou Lula no poder? Não, não foi.

Foram argumentos conspirativos que levaram a Stálin no poder? Tampouco. Foram argumentos conspirativos que levaram Hitler ao poder? Sim, foram. Sem os judeus, não há nazismo. Ponto. Sem o PT, não há bolsonarismo. Não é uma das razões, é A razão suprema. Retire o PT da equação e o bolsonarismo rapidamente desmorona sobre si mesmo.

Não é uma política que emerge como reação a outras políticas, mas sim uma "não-política", algo que se funda em conspirações do que X fará em sua maldade intrínseca (como na ideia de que o Brasil está na iminência de se tornar uma Venezuela, mesmo com 13 anos de PT não nos fornecendo prova alguma desta histeria conspirativa).
Assim como não há extrema-esquerda sem conspirações sobre Sérgio Moro ser um agente da CIA, sobre a Lava-Jato ser um golpe dos EUA pra roubar o pré-sal, e sobre a ALCA ser um plano de supremacia pra roubar a Amazônia, sobre a PF na época do FHC ter sido treinada pela CIA, e outros absurdos que eu já li em Brasil247, Diário Centro do Mundo, Revista Fórum, Tijolaço e tantos outros. "Lula livre", mais absurdo que seja, é uma das menores teorias conspiratórias que a esquerda já criou.

O PT chegou ao poder justamente por conspirar que FHC era "entreguista, neoliberal, cachorrinho dos EUA, etc etc".

 

nando3d

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
26.671
Reações
37.878
Pontos
654
A verdadeira causa disso tudo:

- O desastre da educação nos dias de hoje.

Só ver que muitas dessas conspirações são falhas de compreensão sobre os mais diversos assuntos.

Acredito que o foco em tornar as pessoas mais consumistas, menos racionais da escolha, pode ter um ponto nisso, visto que no século XX, a psicologia foi a principal arma de marketing de muitas empresas.

Antigamente era muito barato para um americano estudar, se formar, ter PHD. Hoje em dia, depende de alguém se endividar fudidamente para conseguir algo decente.
 

Ivo Maropo

Bam-bam-bam
Mensagens
8.019
Reações
11.275
Pontos
353
A pasta de política da Outer Space, em sua grande parte (embora não toda ela), é um "QAnon à brasileira".

É o mesmo delírio conspirativo, com Joe Biden sendo um "pedófilo satanista", um "mero soldado ideológico da China comunista (assim como João Doria seria no Brasil)" que, através da "conspiração do coronavírus", quer somente um argumento para implementar o socialismo de Estado e, por extensão, a dominação chinesa do mundo.

É o mesmo tipo de delírio lunático coletivo que nós frequentemente vemos por aqui, na pasta de política. Neste sentido, os fóruns Outer Space e Politz dão-se as mãos no mesmo intento extremista.
 
Ultima Edição:

Virgin Superstar

Bam-bam-bam
Mensagens
4.559
Reações
5.077
Pontos
334
No porão de casa, sentada numa cadeira de escrivaninha ao lado de sua cama, Louise, de 24 anos, descreve em voz baixinha as únicas cinco conversas que teve com a mãe Margareth nos últimos oito meses. Na mais recente, Margareth afirmou que tropas chinesas estavam estacionadas na fronteira do Canadá, onde a família vive, com os Estados Unidos, esperando um sinal do recém-empossado presidente americano Joe Biden para tomar o país e instaurar o socialismo.
Um dia normal na casa de um usuário da OS.
 

Ivo Maropo

Bam-bam-bam
Mensagens
8.019
Reações
11.275
Pontos
353
Assim como não há extrema-esquerda sem conspirações sobre Sérgio Moro ser um agente da CIA, sobre a Lava-Jato ser um golpe dos EUA pra roubar o pré-sal, e sobre a ALCA ser um plano de supremacia pra roubar a Amazônia, sobre a PF na época do FHC ter sido treinada pela CIA, e outros absurdos que eu já li em Brasil247, Diário Centro do Mundo, Revista Fórum, Tijolaço e tantos outros. "Lula livre", mais absurdo que seja, é uma das menores teorias conspiratórias que a esquerda já criou.

O PT chegou ao poder justamente por conspirar que FHC era "entreguista, neoliberal, cachorrinho dos EUA, etc etc".

Não é a mesma coisa. Volto a insistir. Não existiu histeria coletiva iminente e generalizada com a eleição de Lula, um medonho apocalipsismo - existiram críticas sobre os caminhos políticos adotados. O bolsonarismo é uma "não-política", ele não existe sem constantes conspirações escabrosas, uma poderosa máquina de assassinatos de reputação, fake news diárias, etc. Não é a mesma coisa.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.600
Reações
69.699
Pontos
744
Não é a mesma coisa. Volto a insistir. Não existiu histeria coletiva iminente e generalizada com a eleição de Lula, um medonho apocalipsismo - existiram críticas sobre os caminhos políticos adotados. O bolsonarismo é uma "não-política", ele não existe sem constantes conspirações escabrosas, uma poderosa máquina de assassinatos de reputação, fake news diárias, etc. Não é a mesma coisa.
No começo, existiu sim. Depois que viram que o Lula ia adotar um fisiologismo não extremamente diferente do que até então era de praxe, os ânimos se acalmaram.

E, o bolsonarismo só aprendeu a ser uma máquina de assassinato de reputações justamente com o petismo. O que o bolsonarismo faz hoje é uma versão evoluída e mais rápida daquilo que o PT já fazia usando seu próprio gabinete do ódio, com Brasil247, Diário Centro do Mundo, Revista Fórum, Paulo Henrique Amorim e etc.
 

Layzem

Bam-bam-bam
Mensagens
3.406
Reações
6.725
Pontos
354
Não é a mesma coisa. Volto a insistir. Não existiu histeria coletiva iminente e generalizada com a eleição de Lula, um medonho apocalipsismo - existiram críticas sobre os caminhos políticos adotados. O bolsonarismo é uma "não-política", ele não existe sem constantes conspirações escabrosas, uma poderosa máquina de assassinatos de reputação, fake news diárias, etc. Não é a mesma coisa.
Tipo o assassinato do Celso Daniel? Que fim levou aquele caso mesmo? Difidil dizer, já que todos relacionados aquele caso " sumiram da existência ".
 
Ultima Edição:

Lucafre_

Bam-bam-bam
Mensagens
2.078
Reações
3.631
Pontos
303
Você está certo sobre Bolsonaro e Trump serem reações aos erros da esquerda, mas errado ao afirmar que esquerda e direita são igualmente conspirativas. Não há extrema-direita sem conspirações, delírios, paranoias.

A "extrema-esquerda", com todos os seus defeitos e pecados, não tem na conspiração o seu principal elemento justificador. Os lulalivres(s) são ingênuos? São. Mas foi a crença numa conspiração que colocou Lula no poder? Não, não foi.

Foram argumentos conspirativos que levaram a Stálin no poder? Tampouco. Foram argumentos conspirativos que levaram Hitler ao poder? Sim, foram. Sem os judeus, não há nazismo. Ponto. Sem o PT, não há bolsonarismo. Não é uma das razões, é A razão suprema. Retire o PT da equação e o bolsonarismo rapidamente desmorona sobre si mesmo.

Não é uma política que emerge como reação a outras políticas, mas sim uma "não-política", algo que se funda em conspirações do que X fará em sua maldade intrínseca (como na ideia de que o Brasil está na iminência de se tornar uma Venezuela, mesmo com 13 anos de PT não nos fornecendo prova alguma desta histeria conspirativa).
Não seja ingênuo. Como disse o Spike, Marilene Chaui tá aí pra mostrar que a extrema esquerda também tem sua dose de conspiração, isso sem falar das bobagens escritas por Brasil 247, Revista Fórum, Diário do Centro do Mundo entre outros. Com todo respeito, mas você só consegue enxergar essa vertente conspiracionista apenas na extrema direita porque é de esquerda e não consegue separar a paixão da razão, infelizmente.
 

mfalan

Bam-bam-bam
Mensagens
6.218
Reações
13.144
Pontos
338
Agora, Louise vive no porão, limita sua circulação na casa aos momentos em que se esgueira para a cozinha para buscar comida, e só toma banho durante as madrugadas, quando Margareth já está dormindo.

A maluca é a mãe mesmo?
 
Ultima Edição:

Ivo Maropo

Bam-bam-bam
Mensagens
8.019
Reações
11.275
Pontos
353
Não seja ingênuo. Como disse o Spike, Marilene Chaui tá aí pra mostrar que a extrema esquerda também tem sua dose de conspiração, isso sem falar das bobagens escritas por Brasil 247, Revista Fórum, Diário do Centro do Mundo entre outros. Com todo respeito, mas você só consegue enxergar essa vertente conspiracionista apenas na extrema direita porque é de esquerda e não consegue separar a paixão da razão, infelizmente.
É por essas e outras que é impossível um contato produtivo entre esquerda e direita neste fórum. Tem que cada um ir pro seu canto e tacar o f**a-se, pois há uma vontade muito grande de entender o que o outro está explícita e claramente dizendo.

Em lugar algum eu disse que a esquerda era santa, que conspirações nela não existiam, etc, eu apenas disse que esquerda e direita ainda assim não eram iguais. É desonestidade pra c***lho querer dar a entender que as campanhas de Bolsonaro e Lula foram equivalentes. Elas não foram nem fodendo.

Sim, o governo do PT foi chafurdado em corrupção e fez m**** pra c***lho, mas a campanha de Lula foi, se comparado às constantes obscenidades mentirosas de Bolsonaro, até mesmo ingênua e convencional. E ninguém me disse isso, pois eu mesmo estava lá, com meus então 20 anos de idade, acompanhando o desenrolar eleitoral político e me recordo bem. Sei reconhecer uma mentira deslavada quando eu a vejo.

Se você duvida, então procure você mesmo os programas eleitorais da época (tem no YouTube). Observe todas as declarações, o foco, o tom dos programas com um pingo de isenção e honestidade e me diga que eles são equivalentes na sua abordagem.

Bolsonaro não passa
um dia sequer sem fazer uma acusação leviana, sem apresentar provas (que ele diz que vai apresentar, mas que qualquer idiota sabe que é somente mais uma lorota de um mentiroso compulsivo).

A campanha de Bolsonaro foi mais vergonhosa até do que a de Trump, em cuja aparelhagem de Steve Bannon ele se espelhou horrores. É
impossível conversar com vocês. A gente tenta, mas é inútil.
 

Bebidão

Veterano
Mensagens
721
Reações
1.621
Pontos
148
A comparação entre as eleições de Lula e Bolsonaro é descabida, são epocas diferentes. Na decada que separam as duas eleições a comunicação em massa e as redes sociais deram um salto gigantesco, seria tudo diferente hoje.

Teorias conspiratórias são comuns aos dois "lados" e quando um dos lados tem (e isso é evidente) um controle maior da imprensa há um desequilíbrio na quantidade de lorotas criadas e a intensidade delas.

É só questão do fluxo de poder e informações. Como foi dito, é uma resposta quase que imunológica ao controle da mídia e a falta de representação. Serve tanto para o PCO quanto pro Bolsominion mais bitolado e em muitas paranoias eles até concordariam.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
48.125
Reações
106.143
Pontos
989
A pasta de política da Outer Space, em sua grande parte (embora não toda ela), é um "QAnon à brasileira".

É o mesmo delírio conspirativo, com Joe Biden sendo um "pedófilo satanista", um "mero soldado ideológico da China comunista (assim como João Doria seria no Brasil)" que, através da "conspiração do coronavírus", quer somente um argumento para implementar o socialismo de Estado e, por extensão, a dominação chinesa do mundo.

É o mesmo tipo de delírio lunático coletivo que nós frequentemente vemos por aqui, na pasta de política. Neste sentido, os fóruns Outer Space e Politz dão-se as mãos no mesmo intento extremista.
OS ainda tá light perto do Politz, vai por mim.
 

ktulu

Bam-bam-bam
VIP
Mensagens
9.578
Reações
25.007
Pontos
419
No lado da extrema esquerda, vale lembrar que temos nesse exato momento gente lutando contra uma ditatura e um fascismo imaginários no Brasil. Ou que a tentativa de assassinato do Bolsonaro por um Psolista foi encenação pra ganhar votos. Ou que o William Waack é um agente da CIA. São os QAnon de esquerda.

Desculpa acabar com a tua narrativa Ivo Muyloco, mas a extrema esquerda vive tanto de teorias conspiratórias quanto essa galera que tu citou.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.026
Reações
3.687
Pontos
303
A Pasta PR da OS não chega a ser uma metade do QAnon é, ela está mais pra uma versão virtual e tecladista do UFC.

O Mais perto que temos de uma QAnon BR é justamente aqueles grupinhos de Whatsapp feitos por gente que acha que Aliens são Anjos Caidos, o que ao meu ver é um absurdo igual ao terraplanismo e a negação do holocausto.

Vamos ver agora qual é o próximo passo do Xadrez PS5000D e qual é a nova etapa da fantasiosa Operação Storm...
 

tiagobronson

We've adopted Satan!
VIP
Mensagens
10.197
Reações
31.983
Pontos
659
Os caras que passaram os últimos 30 anos controlando todas as narrativas com vários absurdos tipo "facada fake", "uilian wack agente da CIA", "FHC vai vender a amazonia", "aecio vai acabar com o bolsa familia" agora tão de choradeira pq o outro lado aprendeu a manipular os fatos de maneira que antes só eles faziam.

Tipo o cara que tá sujo de m**** até o pescoço e ainda reclama quando alguem peida do lado dele, kkk
 

Rafa - Él

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.440
Reações
52.289
Pontos
604
É evidente que esses grupos extremistas como o Q defendem umas ideias lokonas na pedra e uma teorias totalmente fora da realidade, mas por outro lado é muita inocência e ingenuidade de muita gente que acredita que NÃO existem poderes e poderosos manipulando as coisas nesse mundo, e que se aproveitam de eventos (como essa pandemia) pra aumentar ainda mais seu poder e influência na vida das pessoas.

São dois extremos que estão errados: Gente que acredita que até o formato da ponta dos cadarços dos nossos sapatos foram projetados com um objetivo sinistro, que acredita em microchip em vacina etc;
E gente que acredita que o mundo é lindo e cor-de-rosa, que as instituições como a OMS e ONU funcionam e estão livres de influência e dos interesses inescrupulosos de grandes corporações e governos corruptos (big techs cof cof, farmacêuticas, PCC cof cof...), que acredita em TUDO o que a mídia fala sem questionar.
Tem um meio termo aí gente...


Foro de SP, URSAL, etc. A história provavelmente deve ser a mesma em quase todos os lugares do mundo.

URSAL foi uma viagem daquele maluco do Cabo "Glória a Deusxxxxx" Daciolo.
Quanto ao Foro de São Paulo:
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.600
Reações
69.699
Pontos
744
É por essas e outras que é impossível um contato produtivo entre esquerda e direita neste fórum. Tem que cada um ir pro seu canto e tacar o f**a-se, pois há uma vontade muito grande de entender o que o outro está explícita e claramente dizendo.

Em lugar algum eu disse que a esquerda era santa, que conspirações nela não existiam, etc, eu apenas disse que esquerda e direita ainda assim não eram iguais. É desonestidade pra c***lho querer dar a entender que as campanhas de Bolsonaro e Lula foram equivalentes. Elas não foram nem fodendo.

Sim, o governo do PT foi chafurdado em corrupção e fez m** pra c*lho, mas a campanha de Lula foi, se comparado às constantes obscenidades mentirosas de Bolsonaro, até mesmo ingênua e convencional. E ninguém me disse isso, pois eu mesmo estava lá, com meus então 20 anos de idade, acompanhando o desenrolar eleitoral político e me recordo bem. Sei reconhecer uma mentira deslavada quando eu a vejo.

Se você duvida, então procure você mesmo os programas eleitorais da época (tem no YouTube). Observe todas as declarações, o foco, o tom dos programas com um pingo de isenção e honestidade e me diga que eles são equivalentes na sua abordagem.

Bolsonaro não passa
um dia sequer sem fazer uma acusação leviana, sem apresentar provas (que ele diz que vai apresentar, mas que qualquer idiota sabe que é somente mais uma lorota de um mentiroso compulsivo).

A campanha de Bolsonaro foi mais vergonhosa até do que a de Trump, em cuja aparelhagem de Steve Bannon ele se espelhou horrores. É
impossível conversar com vocês. A gente tenta, mas é inútil.
Cara, eu lembro que a campanha política mais destrutiva já feita em eleições que eu tenha visto foi a do PT em 2014 contra a Marina Silva. Disseram que se eleita, ela iria acabar com o Bolsa Família, iria fazer a fome voltar ao prato dos brasileiros, iria entregar o Brasil pros banqueiros, etc...

Enfim, foi a campanha política mais suja que eu já tive o desprazer de ver. Bolsonaro pratica assassinato de reputação contra ex-apoiadores hoje, vide Nando Moura que foi difamado de comedor de travesti, anão, etc, mas ele aprendeu isso com o PT, que já fazia muito antes.

Da mesma forma que não existe Bolsonaro sem anti-petismo, também não existe PT sem sentimento de revanchismo contra o capital e o "imperialismo" da forma mais genérica possível. Na época do PT, tudo era culpa do imperialismo, sem qualquer ponderação. O PT se alimentou do anti-imperialismo de um jeito completamente narrativo e bizarro.

Enfim, eu to aqui pra conversar, mas embora o Bolsonarismo hoje seja um ideologia bem bosta, ele não chegou a esse ponto aqui, pelo menos não contra concorrentes:



E nada a favor de Marina aqui, mas ela só falou a verdade. Quem criou esse modus operandi mentiroso no Brasil foi o PT, e não o Bolsonaro.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.600
Reações
69.699
Pontos
744
Aceitável. Vou entender aqui que por esquerda vc entende os lulolivre e democratas americanos.

Realmente, é uma esquizofrenia generalizada. Mas vc há de concordar que esse lado da direita aí é completamente insano. Digo, completamente mesmo, olha as loucuras que os caras acreditam. Satanismo mano? Pqp..

Esquerdinha capitalista é idiota? Sim, pra c***lho. Mas mermão... Essa direita aí é absolutamente retardada. É loucura mesmo, não dá nem pra acreditar que isso aí é real.
Como eu disse, um retardo é consequência do outro. O Bolsonarismo que hoje diz que o Sérgio Moro é um agente da China querendo desestabilizar o governo, é o mesmo que dizia há 5 anos que o Sérgio Moro era um agente da CIA querendo roubar o pré-sal pra dar pros EUA.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.026
Reações
3.687
Pontos
303
É evidente que esses grupos extremistas como o Q defendem umas ideias lokonas na pedra e uma teorias totalmente fora da realidade, mas por outro lado é muita inocência e ingenuidade de muita gente que acredita que NÃO existem poderes e poderosos manipulando as coisas nesse mundo, e que se aproveitam de eventos (como essa pandemia) pra aumentar ainda mais seu poder e influência na vida das pessoas.

São dois extremos que estão errados: Gente que acredita que até o formato da ponta dos cadarços dos nossos sapatos foram projetados com um objetivo sinistro, que acredita em microchip em vacina etc;
E gente que acredita que o mundo é lindo e cor-de-rosa, que as instituições como a OMS e ONU funcionam e estão livres de influência e dos interesses inescrupulosos de grandes corporações e governos corruptos (big techs cof cof, farmacêuticas, PCC cof cof...), que acredita em TUDO o que a mídia fala sem questionar.
Tem um meio termo aí gente...
O conceito do microchip na vacina é bem absurdo.

Como uma agulha iria inserir um Microchip na corrente sanguinea?
E como ela iria funcionar por si?

Se fossemos obrigados a usar pulseiras informatizadas (tipo um Pip-Boy da vida real) aí sim eu me preocuparia.
Esses NEO-conspiracionistas são uma piada.
São tudo uns nacionais-socialistas enrustidos.
 

Guy_Debord

Bam-bam-bam
Mensagens
3.886
Reações
4.659
Pontos
288
Como eu disse, um retardo é consequência do outro. O Bolsonarismo que hoje diz que o Sérgio Moro é um agente da China querendo desestabilizar o governo, é o mesmo que dizia há 5 anos que o Sérgio Moro era um agente da CIA querendo roubar o pré-sal pra dar pros EUA.
Mas aí vc está relativizando pra c***lho, moro ser agente da Cia ou da China é muito mais plausível do que globalistas satanistas colocarem Biden no poder pra fazer com que a China invada os EUA pelo Canadá. Sem falar nas loucuras do 5g e do covid. Existem vários níveis de teoria da conspiração, a direita é pró em aumentar esse nível, são uns retardos que tem 0 fundamento, maluquice religiosa misturado com preconceito e uma pitada de esquizofrenia.
 

Bridges

Veterano
Mensagens
619
Reações
965
Pontos
128
Aceitável. Vou entender aqui que por esquerda vc entende os lulolivre e democratas americanos.

Realmente, é uma esquizofrenia generalizada. Mas vc há de concordar que esse lado da direita aí é completamente insano. Digo, completamente mesmo, olha as loucuras que os caras acreditam. Satanismo mano? Pqp..

Esquerdinha capitalista é idiota? Sim, pra c***lho. Mas mermão... Essa direita aí é absolutamente retardada. É loucura mesmo, não dá nem pra acreditar que isso aí é real.
Aceitável, nada.
Aceitar que a direita lunática é consequência da esquerda é, mais uma vez, adiar a responsabilização desses doidos pelos próprios atos deles. Isso infantiliza essa galera e, em última instância, justifica absurdos.
 

Guy_Debord

Bam-bam-bam
Mensagens
3.886
Reações
4.659
Pontos
288
Aceitável, nada.
Aceitar que a direita lunática é consequência da esquerda é, mais uma vez, adiar a responsabilização desses doidos pelos próprios atos deles. Isso infantiliza essa galera e, em última instância, justifica absurdos.
Isso é bem verdade. O que eu não sei é até onde isso tudo é culpa do afegão médio todo desiludido e sem educação.

No final do dia, a maioria é tudo trabalhador vítima dessas idéias idiotas que esse modo de produção acaba gerando. Culpado mesmo que eu vejo são ideólogos como o Olavo e afins, líderes religiosos e etc. A esquerda também é cheia desses mongolao que só fode com a cabeça do trabalhador, e isso tem consequências.
 
Topo