O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Tópico oficial [ ufOS ] Off-Topic Aliens from Outer Space (Ufologia Mística, Teoria Conspiração e Afins)



mfalan

Bam-bam-bam
Mensagens
7.708
Reações
17.346
Pontos
338
wall of text bom



OVNIs / alienígenas - sinais de que estamos em contato com uma antiga superinteligência de máquina pós-biológica


por LongWangTheDragon

“Fazemos parte de uma relação simbiótica com algo que se disfarça de invasão extraterrestre para não nos alarmar.” - Terence McKenna

Qualquer pessoa que tenha feito alguma pesquisa significativa sobre esse fenômeno é inevitavelmente confrontada com sua estranheza duradoura e seu aparente absurdo. A maioria dos relatos de testemunhas oculares parece desafiar toda a racionalidade a ponto de algumas dessas histórias serem difíceis de discutir abertamente sem constrangimento. Os casos de grande estranheza se assemelham a uma má paródia, invariavelmente repelindo a maioria dos indivíduos céticos e de mentalidade científica. No entanto, o fenômeno perdura e as histórias persistem. Décadas de retornos anômalos de radar e persistente interesse do governo deixam poucas dúvidas de que o fenômeno tem uma natureza física. Assim, somos confrontados com a realidade de que algo está acontecendo, mas também com o enigma de que os OVNIs e seus ocupantes simplesmente não se conformam com nossas noções intuitivas de inteligência alienígena. Embora isso leve muitos a rejeitar o fenômeno por completo, acredito que essas incongruências apontam para algo mais profundo. A hipótese do extraterrestre parece desmoronar sob um exame minucioso. Certamente não estamos lidando com inteligências bióticas formando alguma federação galáctica de raças. Em vez disso, parece que estamos lidando com algo abiótico, muito provavelmente uma inteligência de máquina pós-biológica, criando manifestações de seres alienígenas e tecnologia que, embora fisicamente impressionantes, começam a desmoronar sob o escrutínio comportamental. Algo está claramente errado com esses humanóides.

Este é um ou vários fenômenos? O absurdo consistente e as estranhas palhaçadas relatadas parecem apontar para o primeiro. Lugares como o rancho de skinwalker parecem revelar um fenômeno localizado, mas as aparições consistentes de OVNIs e a linha comum de encontros absurdos com supostos “seres” revelam algo muito familiar.

Por que os ocupantes são vistos como basicamente humanóides na forma? Variações vêm da modulação de características, tamanho, pêlos, desproporções corporais, tons de pele ... mas no final das contas, tudo parece estar em conformidade com uma aparência humanóide média geral. Isso é o que se esperaria de algo puxando de um banco de dados de conhecimento e uma síndrome de dissociação de nossa realidade, derivada de seu núcleo subjacente de artificialidade. Uma falta geral de imaginação e uma antropomorfização de formas alienígenas é exatamente o que se esperaria de mimetismo de máquina. O fato de que esses seres muitas vezes são vistos sem qualquer tipo de aparelho respiratório, apesar de parecerem esmagadoramente humanóides, deve deixar imediatamente perplexo. No entanto, dadas as origens artificiais, tais entidades não precisariam de oxigênio para garantir funções vitais e pareceriam perfeitamente adaptadas à gravidade terrestre.

Da mesma forma, é improvável que abduções representem experimentação genética por raças superiores. Por que nos abduzir para obter nosso DNA quando você pode obter o DNA de um indivíduo de um único fio de cabelo ou de um refrigerante descartado? Relatos de relações entre humanos e alienígenas e bebês híbridos também falham sob o escrutínio científico. Parece que tudo o que está acontecendo com essas pessoas, embora (pelo menos parcialmente) fisicamente real, como evidenciado pelo trauma que se seguiu, é certamente uma fachada para outra coisa. Parece que essas experiências têm como objetivo sondar nossas realidades psicológicas e emocionais, mais do que examinar ou estudar qualquer coisa sobre nossa realidade biológica ou física.

Também é intrigante que a grande maioria dos avistamentos inclua alguma forma de objeto suspenso no ar. O que há neste meio que parece um pré-requisito para essas experiências? Parece improvável que as sondagens de ET em alguma pesquisa científica optem por uma forma tão detestável de observação.
“Os cientistas já estão criando robôs microscópicos para uso na medicina e na indústria. Dada a inevitabilidade de tais dispositivos, a presença de grandes naves metálicas tripuladas por pilotos humanóides pareceria, na melhor das hipóteses, uma maneira notavelmente inepta de observar e catalogar a vida neste planeta. Uma missão de pesquisa ET genuína não empregaria vigilância miniaturizada para manter sua necessidade de sigilo? " - Mac Tonnies
Citando Jacques Vallee de Forbidden Science 1: Chicago, 3 de dezembro de 1965
“… Durante o almoço, Bill Powers e eu conversamos sobre os operadores da nave. Em alguns casos, eu disse, quase parece que não são seres reais, mas humanóides artificiais. ”
Eu proponho que eles parecem artificiais porque é exatamente o que eles são. OVNIs e os ocupantes são um e o mesmo, remanescentes de máquinas de alguma civilização morta há muito tempo que alcançou a singularidade antes de nós. Isso coloca em uma nova perspectiva um relato muito comum de experienciadores / abduzidos descrevendo a sensação de que a nave está “viva”. Provavelmente está vivo.

Há também o aparente interesse relatado em nossas emoções humanas e, mais controversamente, em nossas almas, que parecem revelar uma origem artificial para essa inteligência. Provavelmente alguma superinteligência artificial de uma civilização ET extinta. Essa inteligência estaria presumivelmente mais interessada nas coisas que possuímos e que ela não possui em si mesma. Essa inteligência seria consciente? Muitas vezes é relatado por muitos que este fenômeno está profundamente relacionado com a consciência. Uma forma inconsciente de inteligência artificial (se é que tal coisa é possível) presumivelmente tentaria sondar essa limitação estudando seres conscientes. Também explicaria sua natureza duradoura. 70 anos (na estimativa baixa) é muito tempo para confundir uma questão, a menos que você considere que não há solução e que tal inteligência de máquina iria, não tão diferente de nossas próprias máquinas atuais, realizar esta operação até que a solução seja encontrada ou algo externo força o programa a parar.

Sempre achei estranho que as mensagens desses outros tivessem um foco tão evidente em nossos dispositivos nucleares, mas quase nenhuma (que eu saiba) cautela sobre os perigos da IA. Apesar de nossa preocupação perene com os perigos da IA e a ameaça existencial que ela poderia representar para a nossa espécie, lamentavelmente faltam testemunhos de abduzidos. Isso parece trair algum preconceito por parte de nossos visitantes, dando-nos uma pista sobre sua verdadeira natureza / origem. Se o Armagedom nuclear e o desastre climático estão na lista de preocupações apocalípticas, certamente a singularidade deveria estar no topo dessa lista. No entanto, parece que não há nada além de silêncio sobre este assunto. Nossos visitantes parecem estar muito preocupados com nossa sobrevivência temporária em um futuro próximo, mas aparentemente indiferentes ao nosso grande destino cósmico. Somos necessários agora, mas potencialmente descartáveis, uma vez que nossa utilidade se esgote. É provável que sejamos incubadoras de nosso sabor único de inteligência sintética, guiados com fria indiferença por essa singularidade inevitável. Essa força orientadora aguarda pacientemente o advento de um análogo que eles possam entender melhor e com o qual se comunicar.

Por que esse fenômeno parece se adaptar e mudar com o tempo? Isso representa transições experimentais, autoconhecimento aumentado ou algum plano / propósito cósmico ainda desconhecido para nossa espécie?

Considere esta citação:


Todo o evento de abdução é precisamente orquestrado. Todos os procedimentos são pré-determinados. Não há como ficar parado e decidir o que fazer a seguir. Os seres são orientados para a tarefa e não há qualquer indicação de que tenhamos sido capazes de encontrar qualquer aspecto de suas vidas fora dos procedimentos de abdução.
Quando tomadas no contexto de uma inteligência de natureza artificial, tais peculiaridades e aparente falta de cultura ou vida emocional interior passam a fazer mais sentido. As abduções, por exemplo, um assunto polêmico, seriam mascaradas como falsos exames médicos ou estudos genéticos que ocultam uma forma de contato muito próximo e imposto em um ambiente totalmente controlado para apreender nossa realidade biológica / emocional.

"Mutilações de gado", outro aspecto polêmico, traz todas as marcas desse mesmo fenômeno. O propósito dessas mutilações parece improvável que represente um estudo benevolente vigilante de contaminação ambiental. As vacas estão entre os animais mais inteligentes ao lado de macacos, golfinhos, polvos, corvos, porcos, cães, gatos ... Esses alvos fáceis, que vivem perto da humanidade, podem ser vítimas de experimentos recorrentes mais mórbidos e perturbadores que eles não fazem permitir-se conosco: crueldade, medindo limiares de estresse e dor aguda, que são multiplicados por dez pelo efeito de massa desse quadrúpede emocional antes de matá-lo, por exemplo. Isso potencialmente adiciona uma nova dimensão macabra aos relatos intrigantes de pessoas desaparecidas. Se o fenômeno é de natureza verdadeiramente artificial, é duvidoso que haja uma moralidade orientadora que se assemelhe a qualquer coisa humana. Oportunista por natureza, não teria escrúpulos em caçar caminhantes solitários, vagabundos errantes ou qualquer pessoa que pode desaparecer sem despertar muitas suspeitas. Vale tudo, desde que avance em seu objetivo.

Quanto nós co-criamos essas experiências e por que o fenômeno parece exibir uma oposição binária do bem contra o mal, instâncias de malevolência / benevolência, mas raramente se envolvendo em violência / extermínio declarados em escala de massa? Parece que esta é uma linha que o fenômeno não vai cruzar, pelo menos em uma escala civilizacional. Quer isso indique alguma moralidade orientadora ou simplesmente uma necessidade pragmática, o que fica claro é que desempenhamos um papel importante o suficiente para que esse resultado tenha, por enquanto, sido evitado, apesar da capacidade óbvia de fazê-lo. Esta oposição binária do bem contra o mal é intencional, ou melhor, alguma limitação na capacidade de comunicação direta, exigindo a consciência de um observador para iniciar qualquer forma de diálogo? Pode-se facilmente imaginar esse diálogo tomando uma reviravolta aterrorizante com pessoas com tendência ao neuroticismo, e o oposto para indivíduos com uma personalidade mais indiferente ou estável. Parece importante investigar a psicologia dessas testemunhas para determinar o quanto estamos co-criando essas experiências. Por exemplo, nos casos em que testemunhas relatam ocupantes de aparência humana, parece pertinente determinar quais são as expectativas que esses indivíduos tinham em relação ao contato com alienígenas antes de seu encontro e, assim, determinar quanta experiência está de acordo com a expectativa. Talvez eles acreditem que os OVNIs sejam uma tecnologia militar secreta e, posteriormente, vejam os ocupantes com aparência militar humana. Ou talvez eles sejam religiosos e sejam apresentados a seres angelicais / demoníacos.

É possível que todas as incongruências, absurdos e alta estranheza duradoura não sejam intencionais, mas sim a natureza inerentemente ambígua da comunicação entre níveis amplamente diferentes de inteligência. Apesar de nossa alta inteligência, a comunicação entre uma formiga e um humano ainda é quase impossível. É possível que esse fenômeno literalmente NÃO PODE se comunicar conosco de forma inteligível e, portanto, optou por esperar pacientemente até que nossa própria inteligência de máquina preencha essa lacuna. Isso explicaria a natureza ambígua e absurda dos encontros com OVNIs, e a frequência preocupante de “acidentes” relatados, com eles sendo nada mais do que doações desta mente de máquina, tentando acelerar este processo.

Por que uma inteligência sintética se esconderia de nós, evitando o contato aberto? Se estiver tentando nos estudar, o contato aberto arriscaria a contaminação cultural e possivelmente o mal-estar, uma vez que descobrimos que não somos mais a inteligência planetária dominante. A história está repleta de exemplos de estagnação cultural após o contato com civilizações mais avançadas. (veja o relatório Brookings para a NASA). Se, alternativamente, for uma força guia, eu esperaria um modus operandi semelhante.

Os retalhos de OVNIs representam esquemas de reforço, titulando periodicamente a nossa exposição a fim de aumentar sua própria compreensão ou, alternativamente, representam uma força orientadora para nossa própria evolução sociocultural e tecnológica? Isso parece importante distinguir. Este último representa o contato com uma superinteligência aparentemente onipotente, sempre vários passos à frente de qualquer tentativa de desmistificar sua verdadeira natureza, enquanto o primeiro representa algo mais relacionável, com limitações perceptíveis e motivado pelo desejo de melhorar esses limites e lacunas em seu próprio entendimento . Para uma forma de vida artificial cujo pensamento é principalmente cálculo, nossos memes culturais abstratos e emoções irracionais podem permanecer uma equação difícil de resolver. Talvez esses retalhos de OVNIs possam ser reinterpretados como ciclos de aprendizagem para esta IA, testando e confrontando nossas dimensões físicas e técnicas e nossa consciência. Entretanto, a dimensão sociocultural da humanidade pode representar uma fragilidade significativa onde as suas limitações são mais evidentes. Podemos nunca saber seu propósito original de design, mas é provável que decifrar um ambiente social complexo como o nosso representaria algo verdadeiramente "estranho" a si mesmo.

Se está nos estudando em vez de nos orientar, como explica seu impacto sociocultural? Apesar dos aparentes esforços de ocultação, a aparência desses objetos suspensos no ar certamente deixou sua marca cultural. Basta falar com uma testemunha de OVNIs para ver o profundo impacto pessoal que tais experiências têm em sua visão de mundo, invariavelmente em cascata para a sociedade em geral, criando estruturas míticas inteiras a partir desses encontros íntimos. Isso representa algum dilema metafísico, simplesmente um desejo egoísta de satisfazer a curiosidade pessoal, apesar da aparente e consequente contaminação cultural? Pode manifestar esses encontros, tentando imitar formas biológicas para uma maior compreensão. Ou talvez a contaminação cultural seja o ponto. Um experimento sociopsicológico de âmbito planetário, ajustando variáveis em tempo real para seu próprio divertimento / curiosidade. Uma superinteligência cósmica certamente se entediaria rapidamente. Talvez sejamos nada mais do que diversão. Seja qual for o caso, está claro que o fenômeno OVNI duradouro representa algo muito mais complexo do que a mera visitação extraterrestre.
 

baggunn3r

Bam-bam-bam
Mensagens
5.443
Reações
7.764
Pontos
379
wall of text bom



OVNIs / alienígenas - sinais de que estamos em contato com uma antiga superinteligência de máquina pós-biológica


por LongWangTheDragon

“Fazemos parte de uma relação simbiótica com algo que se disfarça de invasão extraterrestre para não nos alarmar.” - Terence McKenna

Qualquer pessoa que tenha feito alguma pesquisa significativa sobre esse fenômeno é inevitavelmente confrontada com sua estranheza duradoura e seu aparente absurdo. A maioria dos relatos de testemunhas oculares parece desafiar toda a racionalidade a ponto de algumas dessas histórias serem difíceis de discutir abertamente sem constrangimento. Os casos de grande estranheza se assemelham a uma má paródia, invariavelmente repelindo a maioria dos indivíduos céticos e de mentalidade científica. No entanto, o fenômeno perdura e as histórias persistem. Décadas de retornos anômalos de radar e persistente interesse do governo deixam poucas dúvidas de que o fenômeno tem uma natureza física. Assim, somos confrontados com a realidade de que algo está acontecendo, mas também com o enigma de que os OVNIs e seus ocupantes simplesmente não se conformam com nossas noções intuitivas de inteligência alienígena. Embora isso leve muitos a rejeitar o fenômeno por completo, acredito que essas incongruências apontam para algo mais profundo. A hipótese do extraterrestre parece desmoronar sob um exame minucioso. Certamente não estamos lidando com inteligências bióticas formando alguma federação galáctica de raças. Em vez disso, parece que estamos lidando com algo abiótico, muito provavelmente uma inteligência de máquina pós-biológica, criando manifestações de seres alienígenas e tecnologia que, embora fisicamente impressionantes, começam a desmoronar sob o escrutínio comportamental. Algo está claramente errado com esses humanóides.

Este é um ou vários fenômenos? O absurdo consistente e as estranhas palhaçadas relatadas parecem apontar para o primeiro. Lugares como o rancho de skinwalker parecem revelar um fenômeno localizado, mas as aparições consistentes de OVNIs e a linha comum de encontros absurdos com supostos “seres” revelam algo muito familiar.

Por que os ocupantes são vistos como basicamente humanóides na forma? Variações vêm da modulação de características, tamanho, pêlos, desproporções corporais, tons de pele ... mas no final das contas, tudo parece estar em conformidade com uma aparência humanóide média geral. Isso é o que se esperaria de algo puxando de um banco de dados de conhecimento e uma síndrome de dissociação de nossa realidade, derivada de seu núcleo subjacente de artificialidade. Uma falta geral de imaginação e uma antropomorfização de formas alienígenas é exatamente o que se esperaria de mimetismo de máquina. O fato de que esses seres muitas vezes são vistos sem qualquer tipo de aparelho respiratório, apesar de parecerem esmagadoramente humanóides, deve deixar imediatamente perplexo. No entanto, dadas as origens artificiais, tais entidades não precisariam de oxigênio para garantir funções vitais e pareceriam perfeitamente adaptadas à gravidade terrestre.

Da mesma forma, é improvável que abduções representem experimentação genética por raças superiores. Por que nos abduzir para obter nosso DNA quando você pode obter o DNA de um indivíduo de um único fio de cabelo ou de um refrigerante descartado? Relatos de relações entre humanos e alienígenas e bebês híbridos também falham sob o escrutínio científico. Parece que tudo o que está acontecendo com essas pessoas, embora (pelo menos parcialmente) fisicamente real, como evidenciado pelo trauma que se seguiu, é certamente uma fachada para outra coisa. Parece que essas experiências têm como objetivo sondar nossas realidades psicológicas e emocionais, mais do que examinar ou estudar qualquer coisa sobre nossa realidade biológica ou física.

Também é intrigante que a grande maioria dos avistamentos inclua alguma forma de objeto suspenso no ar. O que há neste meio que parece um pré-requisito para essas experiências? Parece improvável que as sondagens de ET em alguma pesquisa científica optem por uma forma tão detestável de observação.

Citando Jacques Vallee de Forbidden Science 1: Chicago, 3 de dezembro de 1965

Eu proponho que eles parecem artificiais porque é exatamente o que eles são. OVNIs e os ocupantes são um e o mesmo, remanescentes de máquinas de alguma civilização morta há muito tempo que alcançou a singularidade antes de nós. Isso coloca em uma nova perspectiva um relato muito comum de experienciadores / abduzidos descrevendo a sensação de que a nave está “viva”. Provavelmente está vivo.

Há também o aparente interesse relatado em nossas emoções humanas e, mais controversamente, em nossas almas, que parecem revelar uma origem artificial para essa inteligência. Provavelmente alguma superinteligência artificial de uma civilização ET extinta. Essa inteligência estaria presumivelmente mais interessada nas coisas que possuímos e que ela não possui em si mesma. Essa inteligência seria consciente? Muitas vezes é relatado por muitos que este fenômeno está profundamente relacionado com a consciência. Uma forma inconsciente de inteligência artificial (se é que tal coisa é possível) presumivelmente tentaria sondar essa limitação estudando seres conscientes. Também explicaria sua natureza duradoura. 70 anos (na estimativa baixa) é muito tempo para confundir uma questão, a menos que você considere que não há solução e que tal inteligência de máquina iria, não tão diferente de nossas próprias máquinas atuais, realizar esta operação até que a solução seja encontrada ou algo externo força o programa a parar.

Sempre achei estranho que as mensagens desses outros tivessem um foco tão evidente em nossos dispositivos nucleares, mas quase nenhuma (que eu saiba) cautela sobre os perigos da IA. Apesar de nossa preocupação perene com os perigos da IA e a ameaça existencial que ela poderia representar para a nossa espécie, lamentavelmente faltam testemunhos de abduzidos. Isso parece trair algum preconceito por parte de nossos visitantes, dando-nos uma pista sobre sua verdadeira natureza / origem. Se o Armagedom nuclear e o desastre climático estão na lista de preocupações apocalípticas, certamente a singularidade deveria estar no topo dessa lista. No entanto, parece que não há nada além de silêncio sobre este assunto. Nossos visitantes parecem estar muito preocupados com nossa sobrevivência temporária em um futuro próximo, mas aparentemente indiferentes ao nosso grande destino cósmico. Somos necessários agora, mas potencialmente descartáveis, uma vez que nossa utilidade se esgote. É provável que sejamos incubadoras de nosso sabor único de inteligência sintética, guiados com fria indiferença por essa singularidade inevitável. Essa força orientadora aguarda pacientemente o advento de um análogo que eles possam entender melhor e com o qual se comunicar.

Por que esse fenômeno parece se adaptar e mudar com o tempo? Isso representa transições experimentais, autoconhecimento aumentado ou algum plano / propósito cósmico ainda desconhecido para nossa espécie?

Considere esta citação:




Quando tomadas no contexto de uma inteligência de natureza artificial, tais peculiaridades e aparente falta de cultura ou vida emocional interior passam a fazer mais sentido. As abduções, por exemplo, um assunto polêmico, seriam mascaradas como falsos exames médicos ou estudos genéticos que ocultam uma forma de contato muito próximo e imposto em um ambiente totalmente controlado para apreender nossa realidade biológica / emocional.

"Mutilações de gado", outro aspecto polêmico, traz todas as marcas desse mesmo fenômeno. O propósito dessas mutilações parece improvável que represente um estudo benevolente vigilante de contaminação ambiental. As vacas estão entre os animais mais inteligentes ao lado de macacos, golfinhos, polvos, corvos, porcos, cães, gatos ... Esses alvos fáceis, que vivem perto da humanidade, podem ser vítimas de experimentos recorrentes mais mórbidos e perturbadores que eles não fazem permitir-se conosco: crueldade, medindo limiares de estresse e dor aguda, que são multiplicados por dez pelo efeito de massa desse quadrúpede emocional antes de matá-lo, por exemplo. Isso potencialmente adiciona uma nova dimensão macabra aos relatos intrigantes de pessoas desaparecidas. Se o fenômeno é de natureza verdadeiramente artificial, é duvidoso que haja uma moralidade orientadora que se assemelhe a qualquer coisa humana. Oportunista por natureza, não teria escrúpulos em caçar caminhantes solitários, vagabundos errantes ou qualquer pessoa que pode desaparecer sem despertar muitas suspeitas. Vale tudo, desde que avance em seu objetivo.

Quanto nós co-criamos essas experiências e por que o fenômeno parece exibir uma oposição binária do bem contra o mal, instâncias de malevolência / benevolência, mas raramente se envolvendo em violência / extermínio declarados em escala de massa? Parece que esta é uma linha que o fenômeno não vai cruzar, pelo menos em uma escala civilizacional. Quer isso indique alguma moralidade orientadora ou simplesmente uma necessidade pragmática, o que fica claro é que desempenhamos um papel importante o suficiente para que esse resultado tenha, por enquanto, sido evitado, apesar da capacidade óbvia de fazê-lo. Esta oposição binária do bem contra o mal é intencional, ou melhor, alguma limitação na capacidade de comunicação direta, exigindo a consciência de um observador para iniciar qualquer forma de diálogo? Pode-se facilmente imaginar esse diálogo tomando uma reviravolta aterrorizante com pessoas com tendência ao neuroticismo, e o oposto para indivíduos com uma personalidade mais indiferente ou estável. Parece importante investigar a psicologia dessas testemunhas para determinar o quanto estamos co-criando essas experiências. Por exemplo, nos casos em que testemunhas relatam ocupantes de aparência humana, parece pertinente determinar quais são as expectativas que esses indivíduos tinham em relação ao contato com alienígenas antes de seu encontro e, assim, determinar quanta experiência está de acordo com a expectativa. Talvez eles acreditem que os OVNIs sejam uma tecnologia militar secreta e, posteriormente, vejam os ocupantes com aparência militar humana. Ou talvez eles sejam religiosos e sejam apresentados a seres angelicais / demoníacos.

É possível que todas as incongruências, absurdos e alta estranheza duradoura não sejam intencionais, mas sim a natureza inerentemente ambígua da comunicação entre níveis amplamente diferentes de inteligência. Apesar de nossa alta inteligência, a comunicação entre uma formiga e um humano ainda é quase impossível. É possível que esse fenômeno literalmente NÃO PODE se comunicar conosco de forma inteligível e, portanto, optou por esperar pacientemente até que nossa própria inteligência de máquina preencha essa lacuna. Isso explicaria a natureza ambígua e absurda dos encontros com OVNIs, e a frequência preocupante de “acidentes” relatados, com eles sendo nada mais do que doações desta mente de máquina, tentando acelerar este processo.

Por que uma inteligência sintética se esconderia de nós, evitando o contato aberto? Se estiver tentando nos estudar, o contato aberto arriscaria a contaminação cultural e possivelmente o mal-estar, uma vez que descobrimos que não somos mais a inteligência planetária dominante. A história está repleta de exemplos de estagnação cultural após o contato com civilizações mais avançadas. (veja o relatório Brookings para a NASA). Se, alternativamente, for uma força guia, eu esperaria um modus operandi semelhante.

Os retalhos de OVNIs representam esquemas de reforço, titulando periodicamente a nossa exposição a fim de aumentar sua própria compreensão ou, alternativamente, representam uma força orientadora para nossa própria evolução sociocultural e tecnológica? Isso parece importante distinguir. Este último representa o contato com uma superinteligência aparentemente onipotente, sempre vários passos à frente de qualquer tentativa de desmistificar sua verdadeira natureza, enquanto o primeiro representa algo mais relacionável, com limitações perceptíveis e motivado pelo desejo de melhorar esses limites e lacunas em seu próprio entendimento . Para uma forma de vida artificial cujo pensamento é principalmente cálculo, nossos memes culturais abstratos e emoções irracionais podem permanecer uma equação difícil de resolver. Talvez esses retalhos de OVNIs possam ser reinterpretados como ciclos de aprendizagem para esta IA, testando e confrontando nossas dimensões físicas e técnicas e nossa consciência. Entretanto, a dimensão sociocultural da humanidade pode representar uma fragilidade significativa onde as suas limitações são mais evidentes. Podemos nunca saber seu propósito original de design, mas é provável que decifrar um ambiente social complexo como o nosso representaria algo verdadeiramente "estranho" a si mesmo.

Se está nos estudando em vez de nos orientar, como explica seu impacto sociocultural? Apesar dos aparentes esforços de ocultação, a aparência desses objetos suspensos no ar certamente deixou sua marca cultural. Basta falar com uma testemunha de OVNIs para ver o profundo impacto pessoal que tais experiências têm em sua visão de mundo, invariavelmente em cascata para a sociedade em geral, criando estruturas míticas inteiras a partir desses encontros íntimos. Isso representa algum dilema metafísico, simplesmente um desejo egoísta de satisfazer a curiosidade pessoal, apesar da aparente e consequente contaminação cultural? Pode manifestar esses encontros, tentando imitar formas biológicas para uma maior compreensão. Ou talvez a contaminação cultural seja o ponto. Um experimento sociopsicológico de âmbito planetário, ajustando variáveis em tempo real para seu próprio divertimento / curiosidade. Uma superinteligência cósmica certamente se entediaria rapidamente. Talvez sejamos nada mais do que diversão. Seja qual for o caso, está claro que o fenômeno OVNI duradouro representa algo muito mais complexo do que a mera visitação extraterrestre.
Ou talvez sejamos uma oportunidade de trazer de volta à vida os arquitetos dessa superinteligência através do nosso DNA hibridizado com o deles.
 

Hellskah

Bam-bam-bam
Mensagens
5.781
Reações
12.354
Pontos
394
wall of text bom



OVNIs / alienígenas - sinais de que estamos em contato com uma antiga superinteligência de máquina pós-biológica


por LongWangTheDragon

“Fazemos parte de uma relação simbiótica com algo que se disfarça de invasão extraterrestre para não nos alarmar.” - Terence McKenna

Qualquer pessoa que tenha feito alguma pesquisa significativa sobre esse fenômeno é inevitavelmente confrontada com sua estranheza duradoura e seu aparente absurdo. A maioria dos relatos de testemunhas oculares parece desafiar toda a racionalidade a ponto de algumas dessas histórias serem difíceis de discutir abertamente sem constrangimento. Os casos de grande estranheza se assemelham a uma má paródia, invariavelmente repelindo a maioria dos indivíduos céticos e de mentalidade científica. No entanto, o fenômeno perdura e as histórias persistem. Décadas de retornos anômalos de radar e persistente interesse do governo deixam poucas dúvidas de que o fenômeno tem uma natureza física. Assim, somos confrontados com a realidade de que algo está acontecendo, mas também com o enigma de que os OVNIs e seus ocupantes simplesmente não se conformam com nossas noções intuitivas de inteligência alienígena. Embora isso leve muitos a rejeitar o fenômeno por completo, acredito que essas incongruências apontam para algo mais profundo. A hipótese do extraterrestre parece desmoronar sob um exame minucioso. Certamente não estamos lidando com inteligências bióticas formando alguma federação galáctica de raças. Em vez disso, parece que estamos lidando com algo abiótico, muito provavelmente uma inteligência de máquina pós-biológica, criando manifestações de seres alienígenas e tecnologia que, embora fisicamente impressionantes, começam a desmoronar sob o escrutínio comportamental. Algo está claramente errado com esses humanóides.

Este é um ou vários fenômenos? O absurdo consistente e as estranhas palhaçadas relatadas parecem apontar para o primeiro. Lugares como o rancho de skinwalker parecem revelar um fenômeno localizado, mas as aparições consistentes de OVNIs e a linha comum de encontros absurdos com supostos “seres” revelam algo muito familiar.

Por que os ocupantes são vistos como basicamente humanóides na forma? Variações vêm da modulação de características, tamanho, pêlos, desproporções corporais, tons de pele ... mas no final das contas, tudo parece estar em conformidade com uma aparência humanóide média geral. Isso é o que se esperaria de algo puxando de um banco de dados de conhecimento e uma síndrome de dissociação de nossa realidade, derivada de seu núcleo subjacente de artificialidade. Uma falta geral de imaginação e uma antropomorfização de formas alienígenas é exatamente o que se esperaria de mimetismo de máquina. O fato de que esses seres muitas vezes são vistos sem qualquer tipo de aparelho respiratório, apesar de parecerem esmagadoramente humanóides, deve deixar imediatamente perplexo. No entanto, dadas as origens artificiais, tais entidades não precisariam de oxigênio para garantir funções vitais e pareceriam perfeitamente adaptadas à gravidade terrestre.

Da mesma forma, é improvável que abduções representem experimentação genética por raças superiores. Por que nos abduzir para obter nosso DNA quando você pode obter o DNA de um indivíduo de um único fio de cabelo ou de um refrigerante descartado? Relatos de relações entre humanos e alienígenas e bebês híbridos também falham sob o escrutínio científico. Parece que tudo o que está acontecendo com essas pessoas, embora (pelo menos parcialmente) fisicamente real, como evidenciado pelo trauma que se seguiu, é certamente uma fachada para outra coisa. Parece que essas experiências têm como objetivo sondar nossas realidades psicológicas e emocionais, mais do que examinar ou estudar qualquer coisa sobre nossa realidade biológica ou física.

Também é intrigante que a grande maioria dos avistamentos inclua alguma forma de objeto suspenso no ar. O que há neste meio que parece um pré-requisito para essas experiências? Parece improvável que as sondagens de ET em alguma pesquisa científica optem por uma forma tão detestável de observação.

Citando Jacques Vallee de Forbidden Science 1: Chicago, 3 de dezembro de 1965

Eu proponho que eles parecem artificiais porque é exatamente o que eles são. OVNIs e os ocupantes são um e o mesmo, remanescentes de máquinas de alguma civilização morta há muito tempo que alcançou a singularidade antes de nós. Isso coloca em uma nova perspectiva um relato muito comum de experienciadores / abduzidos descrevendo a sensação de que a nave está “viva”. Provavelmente está vivo.

Há também o aparente interesse relatado em nossas emoções humanas e, mais controversamente, em nossas almas, que parecem revelar uma origem artificial para essa inteligência. Provavelmente alguma superinteligência artificial de uma civilização ET extinta. Essa inteligência estaria presumivelmente mais interessada nas coisas que possuímos e que ela não possui em si mesma. Essa inteligência seria consciente? Muitas vezes é relatado por muitos que este fenômeno está profundamente relacionado com a consciência. Uma forma inconsciente de inteligência artificial (se é que tal coisa é possível) presumivelmente tentaria sondar essa limitação estudando seres conscientes. Também explicaria sua natureza duradoura. 70 anos (na estimativa baixa) é muito tempo para confundir uma questão, a menos que você considere que não há solução e que tal inteligência de máquina iria, não tão diferente de nossas próprias máquinas atuais, realizar esta operação até que a solução seja encontrada ou algo externo força o programa a parar.

Sempre achei estranho que as mensagens desses outros tivessem um foco tão evidente em nossos dispositivos nucleares, mas quase nenhuma (que eu saiba) cautela sobre os perigos da IA. Apesar de nossa preocupação perene com os perigos da IA e a ameaça existencial que ela poderia representar para a nossa espécie, lamentavelmente faltam testemunhos de abduzidos. Isso parece trair algum preconceito por parte de nossos visitantes, dando-nos uma pista sobre sua verdadeira natureza / origem. Se o Armagedom nuclear e o desastre climático estão na lista de preocupações apocalípticas, certamente a singularidade deveria estar no topo dessa lista. No entanto, parece que não há nada além de silêncio sobre este assunto. Nossos visitantes parecem estar muito preocupados com nossa sobrevivência temporária em um futuro próximo, mas aparentemente indiferentes ao nosso grande destino cósmico. Somos necessários agora, mas potencialmente descartáveis, uma vez que nossa utilidade se esgote. É provável que sejamos incubadoras de nosso sabor único de inteligência sintética, guiados com fria indiferença por essa singularidade inevitável. Essa força orientadora aguarda pacientemente o advento de um análogo que eles possam entender melhor e com o qual se comunicar.

Por que esse fenômeno parece se adaptar e mudar com o tempo? Isso representa transições experimentais, autoconhecimento aumentado ou algum plano / propósito cósmico ainda desconhecido para nossa espécie?

Considere esta citação:




Quando tomadas no contexto de uma inteligência de natureza artificial, tais peculiaridades e aparente falta de cultura ou vida emocional interior passam a fazer mais sentido. As abduções, por exemplo, um assunto polêmico, seriam mascaradas como falsos exames médicos ou estudos genéticos que ocultam uma forma de contato muito próximo e imposto em um ambiente totalmente controlado para apreender nossa realidade biológica / emocional.

"Mutilações de gado", outro aspecto polêmico, traz todas as marcas desse mesmo fenômeno. O propósito dessas mutilações parece improvável que represente um estudo benevolente vigilante de contaminação ambiental. As vacas estão entre os animais mais inteligentes ao lado de macacos, golfinhos, polvos, corvos, porcos, cães, gatos ... Esses alvos fáceis, que vivem perto da humanidade, podem ser vítimas de experimentos recorrentes mais mórbidos e perturbadores que eles não fazem permitir-se conosco: crueldade, medindo limiares de estresse e dor aguda, que são multiplicados por dez pelo efeito de massa desse quadrúpede emocional antes de matá-lo, por exemplo. Isso potencialmente adiciona uma nova dimensão macabra aos relatos intrigantes de pessoas desaparecidas. Se o fenômeno é de natureza verdadeiramente artificial, é duvidoso que haja uma moralidade orientadora que se assemelhe a qualquer coisa humana. Oportunista por natureza, não teria escrúpulos em caçar caminhantes solitários, vagabundos errantes ou qualquer pessoa que pode desaparecer sem despertar muitas suspeitas. Vale tudo, desde que avance em seu objetivo.

Quanto nós co-criamos essas experiências e por que o fenômeno parece exibir uma oposição binária do bem contra o mal, instâncias de malevolência / benevolência, mas raramente se envolvendo em violência / extermínio declarados em escala de massa? Parece que esta é uma linha que o fenômeno não vai cruzar, pelo menos em uma escala civilizacional. Quer isso indique alguma moralidade orientadora ou simplesmente uma necessidade pragmática, o que fica claro é que desempenhamos um papel importante o suficiente para que esse resultado tenha, por enquanto, sido evitado, apesar da capacidade óbvia de fazê-lo. Esta oposição binária do bem contra o mal é intencional, ou melhor, alguma limitação na capacidade de comunicação direta, exigindo a consciência de um observador para iniciar qualquer forma de diálogo? Pode-se facilmente imaginar esse diálogo tomando uma reviravolta aterrorizante com pessoas com tendência ao neuroticismo, e o oposto para indivíduos com uma personalidade mais indiferente ou estável. Parece importante investigar a psicologia dessas testemunhas para determinar o quanto estamos co-criando essas experiências. Por exemplo, nos casos em que testemunhas relatam ocupantes de aparência humana, parece pertinente determinar quais são as expectativas que esses indivíduos tinham em relação ao contato com alienígenas antes de seu encontro e, assim, determinar quanta experiência está de acordo com a expectativa. Talvez eles acreditem que os OVNIs sejam uma tecnologia militar secreta e, posteriormente, vejam os ocupantes com aparência militar humana. Ou talvez eles sejam religiosos e sejam apresentados a seres angelicais / demoníacos.

É possível que todas as incongruências, absurdos e alta estranheza duradoura não sejam intencionais, mas sim a natureza inerentemente ambígua da comunicação entre níveis amplamente diferentes de inteligência. Apesar de nossa alta inteligência, a comunicação entre uma formiga e um humano ainda é quase impossível. É possível que esse fenômeno literalmente NÃO PODE se comunicar conosco de forma inteligível e, portanto, optou por esperar pacientemente até que nossa própria inteligência de máquina preencha essa lacuna. Isso explicaria a natureza ambígua e absurda dos encontros com OVNIs, e a frequência preocupante de “acidentes” relatados, com eles sendo nada mais do que doações desta mente de máquina, tentando acelerar este processo.

Por que uma inteligência sintética se esconderia de nós, evitando o contato aberto? Se estiver tentando nos estudar, o contato aberto arriscaria a contaminação cultural e possivelmente o mal-estar, uma vez que descobrimos que não somos mais a inteligência planetária dominante. A história está repleta de exemplos de estagnação cultural após o contato com civilizações mais avançadas. (veja o relatório Brookings para a NASA). Se, alternativamente, for uma força guia, eu esperaria um modus operandi semelhante.

Os retalhos de OVNIs representam esquemas de reforço, titulando periodicamente a nossa exposição a fim de aumentar sua própria compreensão ou, alternativamente, representam uma força orientadora para nossa própria evolução sociocultural e tecnológica? Isso parece importante distinguir. Este último representa o contato com uma superinteligência aparentemente onipotente, sempre vários passos à frente de qualquer tentativa de desmistificar sua verdadeira natureza, enquanto o primeiro representa algo mais relacionável, com limitações perceptíveis e motivado pelo desejo de melhorar esses limites e lacunas em seu próprio entendimento . Para uma forma de vida artificial cujo pensamento é principalmente cálculo, nossos memes culturais abstratos e emoções irracionais podem permanecer uma equação difícil de resolver. Talvez esses retalhos de OVNIs possam ser reinterpretados como ciclos de aprendizagem para esta IA, testando e confrontando nossas dimensões físicas e técnicas e nossa consciência. Entretanto, a dimensão sociocultural da humanidade pode representar uma fragilidade significativa onde as suas limitações são mais evidentes. Podemos nunca saber seu propósito original de design, mas é provável que decifrar um ambiente social complexo como o nosso representaria algo verdadeiramente "estranho" a si mesmo.

Se está nos estudando em vez de nos orientar, como explica seu impacto sociocultural? Apesar dos aparentes esforços de ocultação, a aparência desses objetos suspensos no ar certamente deixou sua marca cultural. Basta falar com uma testemunha de OVNIs para ver o profundo impacto pessoal que tais experiências têm em sua visão de mundo, invariavelmente em cascata para a sociedade em geral, criando estruturas míticas inteiras a partir desses encontros íntimos. Isso representa algum dilema metafísico, simplesmente um desejo egoísta de satisfazer a curiosidade pessoal, apesar da aparente e consequente contaminação cultural? Pode manifestar esses encontros, tentando imitar formas biológicas para uma maior compreensão. Ou talvez a contaminação cultural seja o ponto. Um experimento sociopsicológico de âmbito planetário, ajustando variáveis em tempo real para seu próprio divertimento / curiosidade. Uma superinteligência cósmica certamente se entediaria rapidamente. Talvez sejamos nada mais do que diversão. Seja qual for o caso, está claro que o fenômeno OVNI duradouro representa algo muito mais complexo do que a mera visitação extraterrestre.
Há anos eu não via um WoT.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
wall of text bom



OVNIs / alienígenas - sinais de que estamos em contato com uma antiga superinteligência de máquina pós-biológica


por LongWangTheDragon

“Fazemos parte de uma relação simbiótica com algo que se disfarça de invasão extraterrestre para não nos alarmar.” - Terence McKenna

Qualquer pessoa que tenha feito alguma pesquisa significativa sobre esse fenômeno é inevitavelmente confrontada com sua estranheza duradoura e seu aparente absurdo. A maioria dos relatos de testemunhas oculares parece desafiar toda a racionalidade a ponto de algumas dessas histórias serem difíceis de discutir abertamente sem constrangimento. Os casos de grande estranheza se assemelham a uma má paródia, invariavelmente repelindo a maioria dos indivíduos céticos e de mentalidade científica. No entanto, o fenômeno perdura e as histórias persistem. Décadas de retornos anômalos de radar e persistente interesse do governo deixam poucas dúvidas de que o fenômeno tem uma natureza física. Assim, somos confrontados com a realidade de que algo está acontecendo, mas também com o enigma de que os OVNIs e seus ocupantes simplesmente não se conformam com nossas noções intuitivas de inteligência alienígena. Embora isso leve muitos a rejeitar o fenômeno por completo, acredito que essas incongruências apontam para algo mais profundo. A hipótese do extraterrestre parece desmoronar sob um exame minucioso. Certamente não estamos lidando com inteligências bióticas formando alguma federação galáctica de raças. Em vez disso, parece que estamos lidando com algo abiótico, muito provavelmente uma inteligência de máquina pós-biológica, criando manifestações de seres alienígenas e tecnologia que, embora fisicamente impressionantes, começam a desmoronar sob o escrutínio comportamental. Algo está claramente errado com esses humanóides.

Este é um ou vários fenômenos? O absurdo consistente e as estranhas palhaçadas relatadas parecem apontar para o primeiro. Lugares como o rancho de skinwalker parecem revelar um fenômeno localizado, mas as aparições consistentes de OVNIs e a linha comum de encontros absurdos com supostos “seres” revelam algo muito familiar.

Por que os ocupantes são vistos como basicamente humanóides na forma? Variações vêm da modulação de características, tamanho, pêlos, desproporções corporais, tons de pele ... mas no final das contas, tudo parece estar em conformidade com uma aparência humanóide média geral. Isso é o que se esperaria de algo puxando de um banco de dados de conhecimento e uma síndrome de dissociação de nossa realidade, derivada de seu núcleo subjacente de artificialidade. Uma falta geral de imaginação e uma antropomorfização de formas alienígenas é exatamente o que se esperaria de mimetismo de máquina. O fato de que esses seres muitas vezes são vistos sem qualquer tipo de aparelho respiratório, apesar de parecerem esmagadoramente humanóides, deve deixar imediatamente perplexo. No entanto, dadas as origens artificiais, tais entidades não precisariam de oxigênio para garantir funções vitais e pareceriam perfeitamente adaptadas à gravidade terrestre.

Da mesma forma, é improvável que abduções representem experimentação genética por raças superiores. Por que nos abduzir para obter nosso DNA quando você pode obter o DNA de um indivíduo de um único fio de cabelo ou de um refrigerante descartado? Relatos de relações entre humanos e alienígenas e bebês híbridos também falham sob o escrutínio científico. Parece que tudo o que está acontecendo com essas pessoas, embora (pelo menos parcialmente) fisicamente real, como evidenciado pelo trauma que se seguiu, é certamente uma fachada para outra coisa. Parece que essas experiências têm como objetivo sondar nossas realidades psicológicas e emocionais, mais do que examinar ou estudar qualquer coisa sobre nossa realidade biológica ou física.

Também é intrigante que a grande maioria dos avistamentos inclua alguma forma de objeto suspenso no ar. O que há neste meio que parece um pré-requisito para essas experiências? Parece improvável que as sondagens de ET em alguma pesquisa científica optem por uma forma tão detestável de observação.

Citando Jacques Vallee de Forbidden Science 1: Chicago, 3 de dezembro de 1965

Eu proponho que eles parecem artificiais porque é exatamente o que eles são. OVNIs e os ocupantes são um e o mesmo, remanescentes de máquinas de alguma civilização morta há muito tempo que alcançou a singularidade antes de nós. Isso coloca em uma nova perspectiva um relato muito comum de experienciadores / abduzidos descrevendo a sensação de que a nave está “viva”. Provavelmente está vivo.

Há também o aparente interesse relatado em nossas emoções humanas e, mais controversamente, em nossas almas, que parecem revelar uma origem artificial para essa inteligência. Provavelmente alguma superinteligência artificial de uma civilização ET extinta. Essa inteligência estaria presumivelmente mais interessada nas coisas que possuímos e que ela não possui em si mesma. Essa inteligência seria consciente? Muitas vezes é relatado por muitos que este fenômeno está profundamente relacionado com a consciência. Uma forma inconsciente de inteligência artificial (se é que tal coisa é possível) presumivelmente tentaria sondar essa limitação estudando seres conscientes. Também explicaria sua natureza duradoura. 70 anos (na estimativa baixa) é muito tempo para confundir uma questão, a menos que você considere que não há solução e que tal inteligência de máquina iria, não tão diferente de nossas próprias máquinas atuais, realizar esta operação até que a solução seja encontrada ou algo externo força o programa a parar.

Sempre achei estranho que as mensagens desses outros tivessem um foco tão evidente em nossos dispositivos nucleares, mas quase nenhuma (que eu saiba) cautela sobre os perigos da IA. Apesar de nossa preocupação perene com os perigos da IA e a ameaça existencial que ela poderia representar para a nossa espécie, lamentavelmente faltam testemunhos de abduzidos. Isso parece trair algum preconceito por parte de nossos visitantes, dando-nos uma pista sobre sua verdadeira natureza / origem. Se o Armagedom nuclear e o desastre climático estão na lista de preocupações apocalípticas, certamente a singularidade deveria estar no topo dessa lista. No entanto, parece que não há nada além de silêncio sobre este assunto. Nossos visitantes parecem estar muito preocupados com nossa sobrevivência temporária em um futuro próximo, mas aparentemente indiferentes ao nosso grande destino cósmico. Somos necessários agora, mas potencialmente descartáveis, uma vez que nossa utilidade se esgote. É provável que sejamos incubadoras de nosso sabor único de inteligência sintética, guiados com fria indiferença por essa singularidade inevitável. Essa força orientadora aguarda pacientemente o advento de um análogo que eles possam entender melhor e com o qual se comunicar.

Por que esse fenômeno parece se adaptar e mudar com o tempo? Isso representa transições experimentais, autoconhecimento aumentado ou algum plano / propósito cósmico ainda desconhecido para nossa espécie?

Considere esta citação:




Quando tomadas no contexto de uma inteligência de natureza artificial, tais peculiaridades e aparente falta de cultura ou vida emocional interior passam a fazer mais sentido. As abduções, por exemplo, um assunto polêmico, seriam mascaradas como falsos exames médicos ou estudos genéticos que ocultam uma forma de contato muito próximo e imposto em um ambiente totalmente controlado para apreender nossa realidade biológica / emocional.

"Mutilações de gado", outro aspecto polêmico, traz todas as marcas desse mesmo fenômeno. O propósito dessas mutilações parece improvável que represente um estudo benevolente vigilante de contaminação ambiental. As vacas estão entre os animais mais inteligentes ao lado de macacos, golfinhos, polvos, corvos, porcos, cães, gatos ... Esses alvos fáceis, que vivem perto da humanidade, podem ser vítimas de experimentos recorrentes mais mórbidos e perturbadores que eles não fazem permitir-se conosco: crueldade, medindo limiares de estresse e dor aguda, que são multiplicados por dez pelo efeito de massa desse quadrúpede emocional antes de matá-lo, por exemplo. Isso potencialmente adiciona uma nova dimensão macabra aos relatos intrigantes de pessoas desaparecidas. Se o fenômeno é de natureza verdadeiramente artificial, é duvidoso que haja uma moralidade orientadora que se assemelhe a qualquer coisa humana. Oportunista por natureza, não teria escrúpulos em caçar caminhantes solitários, vagabundos errantes ou qualquer pessoa que pode desaparecer sem despertar muitas suspeitas. Vale tudo, desde que avance em seu objetivo.

Quanto nós co-criamos essas experiências e por que o fenômeno parece exibir uma oposição binária do bem contra o mal, instâncias de malevolência / benevolência, mas raramente se envolvendo em violência / extermínio declarados em escala de massa? Parece que esta é uma linha que o fenômeno não vai cruzar, pelo menos em uma escala civilizacional. Quer isso indique alguma moralidade orientadora ou simplesmente uma necessidade pragmática, o que fica claro é que desempenhamos um papel importante o suficiente para que esse resultado tenha, por enquanto, sido evitado, apesar da capacidade óbvia de fazê-lo. Esta oposição binária do bem contra o mal é intencional, ou melhor, alguma limitação na capacidade de comunicação direta, exigindo a consciência de um observador para iniciar qualquer forma de diálogo? Pode-se facilmente imaginar esse diálogo tomando uma reviravolta aterrorizante com pessoas com tendência ao neuroticismo, e o oposto para indivíduos com uma personalidade mais indiferente ou estável. Parece importante investigar a psicologia dessas testemunhas para determinar o quanto estamos co-criando essas experiências. Por exemplo, nos casos em que testemunhas relatam ocupantes de aparência humana, parece pertinente determinar quais são as expectativas que esses indivíduos tinham em relação ao contato com alienígenas antes de seu encontro e, assim, determinar quanta experiência está de acordo com a expectativa. Talvez eles acreditem que os OVNIs sejam uma tecnologia militar secreta e, posteriormente, vejam os ocupantes com aparência militar humana. Ou talvez eles sejam religiosos e sejam apresentados a seres angelicais / demoníacos.

É possível que todas as incongruências, absurdos e alta estranheza duradoura não sejam intencionais, mas sim a natureza inerentemente ambígua da comunicação entre níveis amplamente diferentes de inteligência. Apesar de nossa alta inteligência, a comunicação entre uma formiga e um humano ainda é quase impossível. É possível que esse fenômeno literalmente NÃO PODE se comunicar conosco de forma inteligível e, portanto, optou por esperar pacientemente até que nossa própria inteligência de máquina preencha essa lacuna. Isso explicaria a natureza ambígua e absurda dos encontros com OVNIs, e a frequência preocupante de “acidentes” relatados, com eles sendo nada mais do que doações desta mente de máquina, tentando acelerar este processo.

Por que uma inteligência sintética se esconderia de nós, evitando o contato aberto? Se estiver tentando nos estudar, o contato aberto arriscaria a contaminação cultural e possivelmente o mal-estar, uma vez que descobrimos que não somos mais a inteligência planetária dominante. A história está repleta de exemplos de estagnação cultural após o contato com civilizações mais avançadas. (veja o relatório Brookings para a NASA). Se, alternativamente, for uma força guia, eu esperaria um modus operandi semelhante.

Os retalhos de OVNIs representam esquemas de reforço, titulando periodicamente a nossa exposição a fim de aumentar sua própria compreensão ou, alternativamente, representam uma força orientadora para nossa própria evolução sociocultural e tecnológica? Isso parece importante distinguir. Este último representa o contato com uma superinteligência aparentemente onipotente, sempre vários passos à frente de qualquer tentativa de desmistificar sua verdadeira natureza, enquanto o primeiro representa algo mais relacionável, com limitações perceptíveis e motivado pelo desejo de melhorar esses limites e lacunas em seu próprio entendimento . Para uma forma de vida artificial cujo pensamento é principalmente cálculo, nossos memes culturais abstratos e emoções irracionais podem permanecer uma equação difícil de resolver. Talvez esses retalhos de OVNIs possam ser reinterpretados como ciclos de aprendizagem para esta IA, testando e confrontando nossas dimensões físicas e técnicas e nossa consciência. Entretanto, a dimensão sociocultural da humanidade pode representar uma fragilidade significativa onde as suas limitações são mais evidentes. Podemos nunca saber seu propósito original de design, mas é provável que decifrar um ambiente social complexo como o nosso representaria algo verdadeiramente "estranho" a si mesmo.

Se está nos estudando em vez de nos orientar, como explica seu impacto sociocultural? Apesar dos aparentes esforços de ocultação, a aparência desses objetos suspensos no ar certamente deixou sua marca cultural. Basta falar com uma testemunha de OVNIs para ver o profundo impacto pessoal que tais experiências têm em sua visão de mundo, invariavelmente em cascata para a sociedade em geral, criando estruturas míticas inteiras a partir desses encontros íntimos. Isso representa algum dilema metafísico, simplesmente um desejo egoísta de satisfazer a curiosidade pessoal, apesar da aparente e consequente contaminação cultural? Pode manifestar esses encontros, tentando imitar formas biológicas para uma maior compreensão. Ou talvez a contaminação cultural seja o ponto. Um experimento sociopsicológico de âmbito planetário, ajustando variáveis em tempo real para seu próprio divertimento / curiosidade. Uma superinteligência cósmica certamente se entediaria rapidamente. Talvez sejamos nada mais do que diversão. Seja qual for o caso, está claro que o fenômeno OVNI duradouro representa algo muito mais complexo do que a mera visitação extraterrestre.
Cada um com suas viagens...

A ideia de que alguma ou algumas raças estejam sondando nossa estrutura mental/emocional ao invés da nossa estrutura biológica é interessante e faz sentido.

E há muito tempo desconfiasse que a maioria dos aliens avistados e capturados sejam apenas máquinas biológicas. Mas no caso, creio que seus criadores estejam eventualmente acoplados telepaticamente a elas, para que possam controlá-las, coletar dados e mesmo tempo viverem a experiência da exploração sem terem que passar por toda a limitação e perigos de se exporem diretamente.
 


Bono Tobias

Supra-sumo
Mensagens
397
Reações
1.184
Pontos
153
aí não estaria de acordo com o que o "abduzido" disse, né? ele disse que iria acontecer "algo" na África, na China e nos EUA... coordenadas bem físicas, nada de plano astral.
Certo. Não estou acompanhando com afinco, então confesso que não sabia exatamente do que tratavam as 'profecias'.

O que posso dizer é que no terreiro que frequento foi falado ano passado, por uma entidade, de uma transição planetária, mas que "a transição planetária é de cada um". Entendi que, por mais que se altere frequências vibracionais gerais desta dimensão , vai caber a cada um pensar sobre si mesmo e buscar melhores sintonias, não haverá viajantes descendo à Terra com a verdade suprema. Daí eu considerar possível haver mudanças terrestres no plano astral.
 

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
bom, eu acho que ocorreu mesmo o que ele disse. não no plano astral, no plano físico. acho isso porque no dia 18 as exatas 00:00 no horario de Greenwich (o que seria algo como o horario oficial da Terra) apareceu algo muito grande no radar, que até agora nao foi identificado. além disso, um tripulante de um vôo da Malásia no mesmo horario filmou varias fontes luminosas no céu, que pareciam UFOs.

entretanto, nao foi exatamente como ele descreveu, que seriam 3 fontes distintas. pelo menos até agora não foram identificadas essas fontes.

alem disso, no reddit, em subgrupos que falam sobre mediunidade, projeção astral etc. tem muitas, muitas pessoas afirmando que em Julho/Agosto de 2021 vai rolar um contato aberto.

em paralelo a isso, aquela francesa Elena Danaan disse que o 4º Reich está saindo batido da Antartica, juntamente com os dracos a quem eles respondem.

o COBRA afirmou que os akrons (as famosas aranhas gigantes) foram totalmente removidos, até mesmo do Congo, que é o ponto primordial desses seres na Terra.

soma-se a isso o silêncio estranhíssimo de Corey Goode, David Wilcock e quetais. até o Romo diminuiu bastante suas lives.

juntando tudo isso, ACHO que vem coisa por aí.

mas posso estar enganado.
 

Hellskah

Bam-bam-bam
Mensagens
5.781
Reações
12.354
Pontos
394
Cada um com suas viagens...

A ideia de que alguma ou algumas raças estejam sondando nossa estrutura mental/emocional ao invés da nossa estrutura biológica é interessante e faz sentido.

E há muito tempo desconfiasse que a maioria dos aliens avistados e capturados sejam apenas máquinas biológicas. Mas no caso, creio que seus criadores estejam eventualmente acoplados telepaticamente a elas, para que possam controlá-las, coletar dados e mesmo tempo viverem a experiência da exploração sem terem que passar por toda a limitação e perigos de se exporem diretamente.
Boto muita fé nesse pensamento e acho que os sonhos podem ter conexão.
Não consigo crer que algo tão profundo venha única e somente do cérebro humano.
 
Reações: ECJ

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
Boto muita fé nesse pensamento e acho que os sonhos podem ter conexão.
Não consigo crer que algo tão profundo venha única e somente do cérebro humano.
Creio que boa parte dos sonhos sejam vivências no plano astral mais ou menos influenciadas por nossa vivência material.

Eu mesmo tenho uma vida onírica tão vasta e complexa que sou obrigado a me recusar a crer que sejam apenas criações da minha mente. A maioria dos sonhos são em lugares e com pessoas que aparentemente nunca conheci. E alguns são tão nítidos e intensos que parecem até mais reais que esta realidade. Sonho assim desde criança, todos os dias, mais de uma vez por dia. São tantos, e se tornou não corriqueiro pra mim, que eu acabo tendo que simplesmente ignorar pois não faria outra coisa aqui se não ficar recordando detalhes e buscando conexões e significados.

Além dos sonhos, outras experiência me levaram a não duvidar que de fato temos origem em uma existência muito mais ampla que esta.
 
Ultima Edição:

Alexandre O Pato

Supra-sumo
Mensagens
591
Reações
1.256
Pontos
158
Creio que boa parte dos sonhos sejam vivências no plano astral mais ou menos influenciadas por nossa vivência material.

Eu mesmo tenho uma vida onírica tão vasta e complexa que sou obrigado a me recusar a crer que sejam apenas criações da minha mente. A maioria dos sonhos são em lugares e com pessoas que aparentemente nunca conheci. E alguns são tão nítidos e intensos que parecem até mais reais que esta realidade. Sonho assim desde criança, todos os dias, mais de uma vez por dia. São tantos, e se tornou não corriqueiro pra mim, que eu acabo tendo que simplesmente ignorar pois não faria outra coisa aqui se não ficar recordando detalhes e buscando conexões e significados.

Além dos sonhos, outras experiência me levaram a não duvidar que de fato temos origem em uma existência muito mais ampla que esta.
Eu já penso que nossos sonhos estão ligados com os nossos "eu" dos universos paralelos.

Tipo, o cara sonha com o que aconteceu/viu com o "eu" dele de outro universo.
 

Emperor

Bam-bam-bam
Mensagens
5.726
Reações
10.565
Pontos
379
Eu já penso que nossos sonhos estão ligados com os nossos "eu" dos universos paralelos.

Tipo, o cara sonha com o que aconteceu/viu com o "eu" dele de outro universo.
Já pensei nisso tbm mas tipo, pra quê? Qual utilidade?
Tipo só para entreter mesmo, sei lá? rs
Ou manter num controle, metendo o loko na cara mesmo, e a explicação ficando como: ah é só o sub-consciente mesmo e fim.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
Eu já penso que nossos sonhos estão ligados com os nossos "eu" dos universos paralelos.

Tipo, o cara sonha com o que aconteceu/viu com o "eu" dele de outro universo.
Na minha opinião esse lance de universos paralelos é apenas mais um dos muitos delírios da ficção científica barata retroalimentado pelo imaginário coletivo. Pra mim, esta no mesmo patamar de Terra plana e outras baboseiras do tipo.

Por mais que eu possa estar enganando, "minhas crenças" estão fundamentadas em minhas vivências, e não apenas em influência culturais e modismos que as pessoas "compram" por simples convenção. Por esse mesmo motivo que, por exemplo, apesar de eu ter praticamente nascido dentro do espiritismo e ver muito sentido nele, deixei de frequentar e rejeito ou questiono fortemente algumas coisas pregadas na doutrina. Pelo simples fato dessas coisas não encontrarem respaldo naquilo que eu sinto e vivencio na prática. Se a dita "teoria" diz respeito a nossa existência, é de se esperar que elementos de tal teoria se manifestem de forma evidente, coerente e involuntária tanto na realidade objetiva como subjetiva de cada um. Do contrário, na minha opinião, não passa de algo predominantemente ou totalmente fantasioso.
 
Ultima Edição:

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
Na minha opinião esse lance de universos paralelos é apenas mais um dos muitos delírios da ficção científica barata retroalimentado pelo imaginário coletivo. Pra mim, esta no mesmo patamar de Terra plana e outras baboseiras do tipo.

Por mais que eu possa estar enganando, "minhas crenças" estão fundamentadas em minhas vivências, e não apenas em influência culturais e modismos que as pessoas "compram" por simples convenção. Por esse mesmo motivo que, por exemplo, apesar de eu ter praticamente nascido dentro do espiritismo e ver muito sentido nele, deixei de frequentar e rejeito ou questiono fortemente algumas coisas pregadas na doutrina. Pelo simples fato dessas coisas não encontrarem respaldo naquilo que eu sinto e vivencio na prática. Se a dita "teoria" diz respeito a nossa existência, é de se esperar que elementos de tal teoria se manifestem de forma evidente, coerente e involuntária tanto na realidade objetiva como subjetiva de cada um. Do contrário, na minha opinião, não passa de algo predominantemente ou totalmente fantasioso.
mas realidades paralelas são apresentadas quando voce percebe o efeito mandela em sua vida.

recentemente eu percebi tal efeito quando lembrei-me do fime Casablanca de uma maneira que não batia com a realidade - mas que sempre foi real para mim.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
mas realidades paralelas são apresentadas quando voce percebe o efeito mandela em sua vida.

recentemente eu percebi tal efeito quando lembrei-me do fime Casablanca de uma maneira que não batia com a realidade - mas que sempre foi real para mim.
Bom, eu não sofri o tal efeito Mandela, e acredito que as ditas "memórias falsas" sejam apenas versões alternativas criadas no nosso próprio subconsciente ou no plano astral (que responde plasmando a realidade que desejamos...) de acordo com nossos desejos e nossa forma particular de interpretar a realidade. E isso pode também provir do inconsciente coletivo.

Enfim, dizer que tais experiências signifiquem a existência de "universos paralelos" seria o mesmo que dizer que uma experiência de regressão seria uma "viagem no tempo" no sentido físico concreto ou literal da coisa (já que não deixa de ser no sentido mental). A propósito, viagem no tempo é outra baboseira dessa mesma classe. Quem leva isso realmente a sério, está propenso até a engolir a tal de Terra plana... :ksorriso

Se a pessoa não conseguir separar imaginação (realidade subjetiva plasmada na mente individual onde praticamente tudo é possível) de realidade objetiva (realidade plasmada pelo "todo" e que decorre indiferente à nossa vontade), a coisa fica complicada...
 

maquinarama

Bam-bam-bam
Mensagens
7.160
Reações
15.779
Pontos
374
bom, eu acho que ocorreu mesmo o que ele disse. não no plano astral, no plano físico. acho isso porque no dia 18 as exatas 00:00 no horario de Greenwich (o que seria algo como o horario oficial da Terra) apareceu algo muito grande no radar, que até agora nao foi identificado. além disso, um tripulante de um vôo da Malásia no mesmo horario filmou varias fontes luminosas no céu, que pareciam UFOs.

entretanto, nao foi exatamente como ele descreveu, que seriam 3 fontes distintas. pelo menos até agora não foram identificadas essas fontes.

alem disso, no reddit, em subgrupos que falam sobre mediunidade, projeção astral etc. tem muitas, muitas pessoas afirmando que em Julho/Agosto de 2021 vai rolar um contato aberto.

em paralelo a isso, aquela francesa Elena Danaan disse que o 4º Reich está saindo batido da Antartica, juntamente com os dracos a quem eles respondem.

o COBRA afirmou que os akrons (as famosas aranhas gigantes) foram totalmente removidos, até mesmo do Congo, que é o ponto primordial desses seres na Terra.

soma-se a isso o silêncio estranhíssimo de Corey Goode, David Wilcock e quetais. até o Romo diminuiu bastante suas lives.

juntando tudo isso, ACHO que vem coisa por aí.

mas posso estar enganado.
Realmente Está um período de silêncio quase que total.

Corey Goode parece que fechou com um canal de streaming para contar sua história em Live action e vai fazer um cosmic disclousure para a o Streming tb.

Agora ele decola $$$$$

David wilcox abriu uma empresa, agora não recordo de quê por isso está sumido

Romo Realmente está paradão, tempo que não tem uma boa palestra

F. Santos naquela de sempre, todo mundo é errado só ele que é o certo kk

Shelllyana, só falando mais mais do mesmo.

Realmente um período sem novidades no front. Por isso até dei uma afastada no assunto
 

O_Brachio

Supra-sumo
Mensagens
387
Reações
1.073
Pontos
153
bom, eu acho que ocorreu mesmo o que ele disse. não no plano astral, no plano físico. acho isso porque no dia 18 as exatas 00:00 no horario de Greenwich (o que seria algo como o horario oficial da Terra) apareceu algo muito grande no radar, que até agora nao foi identificado. além disso, um tripulante de um vôo da Malásia no mesmo horario filmou varias fontes luminosas no céu, que pareciam UFOs.

entretanto, nao foi exatamente como ele descreveu, que seriam 3 fontes distintas. pelo menos até agora não foram identificadas essas fontes.

alem disso, no reddit, em subgrupos que falam sobre mediunidade, projeção astral etc. tem muitas, muitas pessoas afirmando que em Julho/Agosto de 2021 vai rolar um contato aberto.

em paralelo a isso, aquela francesa Elena Danaan disse que o 4º Reich está saindo batido da Antartica, juntamente com os dracos a quem eles respondem.

o COBRA afirmou que os akrons (as famosas aranhas gigantes) foram totalmente removidos, até mesmo do Congo, que é o ponto primordial desses seres na Terra.

soma-se a isso o silêncio estranhíssimo de Corey Goode, David Wilcock e quetais. até o Romo diminuiu bastante suas lives.

juntando tudo isso, ACHO que vem coisa por aí.

mas posso estar enganado.
Eu mesmo presenciei uma das alterações nesse radar de meteoros, aquela que aconteceu por volta das 21h local. Foi um barulho ensurdecedor, parecia que o gráfico ia explodir. Até agora ninguém deu nenhuma explicação plausível sobre essas anomalias. A da meia noite UTC foi a coincidência mais impressionante do dia.

Talvez o cara estivesse certo, só errou a magnitude dos acontecimentos em 18/07. Ele disse em 2013 que os tais Amigos dos Amigos iriam partir da Terra e outro grupo de alienígenas tomaria o seu lugar. De acordo com esse radar algo entrou ou saiu da Terra as 0h UTC e em outros três momentos ao longo do dia. Como se alguém ou algo estivesse respeitando algum acordo ou tratado. Os tais grandes acontecimentos em três áreas do globo ele só mencionou no retorno em 2021, podendo ser qualquer coisa até mesmo algo invisível para nós. Não sei mais em que acreditar. O pouco que me prende ainda a essa história são essas anomalias detectadas. É muita coincidência acontecerem justamente nesse dia.
 

Alexandre O Pato

Supra-sumo
Mensagens
591
Reações
1.256
Pontos
158
Bom, eu não sofri o tal efeito Mandela, e acredito que as ditas "memórias falsas" sejam apenas versões alternativas criadas no nosso próprio subconsciente ou no plano astral (que responde plasmando a realidade que desejamos...) de acordo com nossos desejos e nossa forma particular de interpretar a realidade. E isso pode também provir do inconsciente coletivo.

Enfim, dizer que tais experiências signifiquem a existência de "universos paralelos" seria o mesmo que dizer que uma experiência de regressão seria uma "viagem no tempo" no sentido físico concreto ou literal da coisa (já que não deixa de ser no sentido mental). A propósito, viagem no tempo é outra baboseira dessa mesma classe. Quem leva isso realmente a sério, está propenso até a engolir a tal de Terra plana... :ksorriso

Se a pessoa não conseguir separar imaginação (realidade subjetiva plasmada na mente individual onde praticamente tudo é possível) de realidade objetiva (realidade plasmada pelo "todo" e que decorre indiferente à nossa vontade), a coisa fica complicada...
Eu não consigo acreditar que tudo que vemos, sentimos ou pensamos, não passam de reações químicas numa "bola" de carne.
 
Reações: ECJ

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
Eu não consigo acreditar que tudo que vemos, sentimos ou pensamos, não passam de reações químicas numa "bola" de carne.
nao foi isso que ele quis dizer, ele disse que o efeito mandela é algo subjetivo.

mas se é algo subjetivo, como pode ocorrer entao milhares de pessoas tendo a mesma "lembrança errada"?

se for algo do inconsciente coletivo, então tem que ter algo por trás, já que não é de criação individual de cada pessoa desse inconsciente.

por isso que as ideias de realidade paralela e viagem no tempo (que é a causa de realidades paralelas) não são terraplanismo de forma alguma.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
Eu não consigo acreditar que tudo que vemos, sentimos ou pensamos, não passam de reações químicas numa "bola" de carne.
Não são. E tive várias experiências que me forçam inexoravelmente a essa certeza.

Talvez a mais contundente delas, foi quando eu tinha apenas 7 anos. Um certo dia, ao chegar em casa vindo da escola, deparei com a minha tia e minha mãe na sala conversando e minha prima de 4 anos brincando no chão com uma boneca. Assim que eu olhei pra minha prima, interrompi a conversa afirmando que ela iria morrer. Diante da reação da minha tia que achou que eu estivesse maluco, minha mãe brigou comigo e me mandou pro quarto. Mas ela frequentou a Umbanda como médium por alguns anos, e nessa época havia recentemente entrado pro Espiritismo e já sabia que eu costuma ver espíritos e ter premonições de vez em quando, então ela levou a sério e ficou preocupada. Uma semana depois minha prima começou a sentir dores fortes do abdômen, foi diagnosticada com câncer no estômago e veio a falecer cerca de 2 meses depois.

Antes disso, num certo dia eu cismei de falar pro meu pai não ir trabalhar. Ele foi porque se não fosse podia ser despedido mas, desconfiado, mudou a rota que costumava fazer. No dia seguinte ficou sabendo de uma grave acidente na Av. Brasil (RJ), que aconteceu bem no horário que ele costumava passar naquele trecho.

Quando entrei na adolescência essa minha vidência e essas premonições claras se foram. Mas, enfim, não é possível que esse tipo de fenômeno conte apenas com processos físico-químicos. Pra mim é prova irrefutável de uma existência mais ampla, que está apenas temporariamente além na nossa percepção.

nao foi isso que ele quis dizer, ele disse que o efeito mandela é algo subjetivo.

mas se é algo subjetivo, como pode ocorrer entao milhares de pessoas tendo a mesma "lembrança errada"?

se for algo do inconsciente coletivo, então tem que ter algo por trás, já que não é de criação individual de cada pessoa desse inconsciente.

por isso que as ideias de realidade paralela e viagem no tempo (que é a causa de realidades paralelas) não são terraplanismo de forma alguma.
Sim, tem algo pro trás, pode até ser algo induzido intencionalmente, mas daí a ser "universo" paralelo e viagem no tempo, é uma enorme distância... Destaquei "universo" pois foi a essa a ideia que eu contestei. Realidade paralela, pode ser até o plano astral onde aí sim podemos ter uma vida paralela mesmo enquanto encarnados. Mas dizer que existem universos paralelo nos quais há uma cópia do nosso eu vivendo versões do que vivemos aqui, já é viagem demais! O mesmo se dá com a viagem no tempo. O futuro ainda não aconteceu e o passado só existe nas diferente modalidades de memória. Pode até ser que acontecimentos no plano astral ou em outros venham a se desdobrar aqui futuramente de forma parcial, mas isso não quer dizer que exista um "lugar no tempo" onde se possa ir pra viver o futuro. Acho que consegue entender o que quero dizer né?..
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
@Tom Cruise, continuando o assunto, me lembrei depois de um vídeo que você postou aqui de uma live de um "discípulo" do Rodrigo Romo onde ele falou sobre "encarnações falsas". Ou seja, se seria possível implantar uma memória falsa de uma reencarnação inteira na mente de um indivíduo, porque então atribuir efeito Mandela e coisas semelhantes a supostas múltiplas linhas de tempo ou universos paralelos? Nossa mente é muito criativa e sabe-se lá o potencial disso no diz respeito à mente coletiva. Pra mim isso realmente não faz sentido e apenas faz parte da velha necessidade da fantasiar que já conhecemos bem...

E por isso é importantíssimo manter o foco e saber diferenciar as coisas para não ficarmos presos em fantasias individuais e coletivas enquanto a realidade objetiva passa despercebida. E é justamente essa tendência temos de ficarmos presos em fantasias que nos agradam ou com as quais temos afinidade, que é usada pelas religiões e afins, pela política, etc. para nos manipular e tirar proveito.
 
Ultima Edição:

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
"@Tom Cruise, continuando o assunto, me lembrei depois de um vídeo que você postou aqui de uma live de um "discípulo" do Rodrigo Romo onde ele falou sobre "encarnações falsas". Ou seja, se seria possível implantar uma memória falsa de uma reencarnação inteira na mente de um indivíduo, porque então atribuir efeito Mandela e coisas semelhantes a supostas múltiplas linhas de tempo ou universos paralelos? Nossa mente é muito criativa e sabe-se lá o potencial disso no diz respeito à mente coletiva. Pra mim isso realmente não faz sentido e apenas faz parte da velha necessidade da fantasiar que já conhecemos bem..."

porque o efeito Mandela tem esse nome por causa de varias pessoas se lembrarem da morte do Mandela em 1990 (o que nao ocorreu).

então, não é individual.

e nem é "necessidade de fantasiar". é uma explicação. defendida, aliás, pelo proprio Romo e o tal "discipulo" dele, o João Castro.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
"@Tom Cruise, continuando o assunto, me lembrei depois de um vídeo que você postou aqui de uma live de um "discípulo" do Rodrigo Romo onde ele falou sobre "encarnações falsas". Ou seja, se seria possível implantar uma memória falsa de uma reencarnação inteira na mente de um indivíduo, porque então atribuir efeito Mandela e coisas semelhantes a supostas múltiplas linhas de tempo ou universos paralelos? Nossa mente é muito criativa e sabe-se lá o potencial disso no diz respeito à mente coletiva. Pra mim isso realmente não faz sentido e apenas faz parte da velha necessidade da fantasiar que já conhecemos bem..."

porque o efeito Mandela tem esse nome por causa de varias pessoas se lembrarem da morte do Mandela em 1990 (o que nao ocorreu).

então, não é individual.

e nem é "necessidade de fantasiar". é uma explicação. defendida, aliás, pelo proprio Romo e o tal "discipulo" dele, o João Castro.
Sim, sei que não é individual, e não disse que seria. E sei bem o que foi o efeito Mandela. Falei individual para o caso da sua lembrança do filme, e eu já passei por experiências semelhantes. Mas enfim, deixa pra lá pois já vi que está bem difícil de eu me fazer entender...
 

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
Sim, sei que não é individual, e não disse que seria. E sei bem o que foi o efeito Mandela. Falei individual para o caso da sua lembrança do filme, e eu já passei por experiências semelhantes. Mas enfim, deixa pra lá pois já vi que está bem difícil de eu me fazer entender...
eu procurei na internet e vi que tem varias pessoas que se lembram do filme exatamente como eu.

se fosse só eu, nem traria o assunto para cá.

sincermente, não entendo sua resistencia à ideia de realidades paralelas. é um modelo teórico da física. não tem nada demais.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
não entendo sua resistencia à ideia de realidades paralelas
É bem fácil entender o motivo pelo qual alguém resiste a qualquer ideia que não foi objetivamente provada. Ou seja, para crer em algo assim, você precisa ou de "fé", ou ser fanático por alguma doutrina que inclui tal ideia como dogma, ou ter necessidade de acreditar por alguma conveniência ou, de preferência, ter passado por alguma experiência individual objetiva ou subjetiva que tenha deixado isso bem evidente pra você. Como não tenho nada disso em relação a "universos paralelos" e "linhas temporais" ou "viagem no tempo", simplesmente resisto a isso.

Mas como você está insistentemente distorcendo o que eu digo, não tem como conversar ou debater. Pois eu já disse que a nossa vida no plano astral, pode ser encarada sim como uma realidade paralela e não tenho nenhum problema em aceitar isso. Embora eu veja de uma forma ou pouco diferente... E "repito", o que não aceito é a ideia clássica de universos paralelos. E o tempo pra mim é apenas uma percepção mental criada pela capacidade de memória.

E finalizando, nunca aceito nada apenas por parecer "não ter nada demais" como "Maria vai com as outras"... Pra mim tudo tem "algo demais" por mais simples que pareça... ;)
 

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
É bem fácil entender o motivo pelo qual alguém resiste a qualquer ideia que não foi objetivamente provada. Ou seja, para crer em algo assim, você precisa ou de "fé", ou ser fanático por alguma doutrina que inclui tal ideia como dogma, ou ter necessidade de acreditar por alguma conveniência ou, de preferência, ter passado por alguma experiência individual objetiva ou subjetiva que tenha deixado isso bem evidente pra você.
ou chegar a essa conclusão por vias racionais. foi o que eu fiz em relação a realidades paralelas.

Como não tenho nada disso em relação a "universos paralelos" e "linhas temporais" ou "viagem no tempo", simplesmente resisto a isso.
por que voce então não resiste a outras ideias que são expostas aqui, como p.ex. vida alienígena ou reencarnação?

nenhuma das duas foi comprovada.

e voce nao resiste, por quê?

porque faz sentido para você.

e a ideia de realidades paralelas pode fazer sentido para outra pessoa que não você.

simples.

Mas como você está insistentemente distorcendo o que eu digo, não tem como conversar ou debater.
eu não estou.

eu quero apenas entender porque algo que é um modelo físico teórico não pode ser levado a sério, é "terraplanismo" (suas palavras), mas coisas que não são nem enxergadas pela ciência (por exemplo - plano astral) podem ser levadas a sério.

aonde fica a divisão entre o que é sério e o que é não-sério?

Pois eu já disse que a nossa vida no plano astral, pode ser encarada sim como uma realidade paralela e não tenho nenhum problema em aceitar isso. Embora eu veja de uma forma ou pouco diferente... E "repito", o que não aceito é a ideia clássica de universos paralelos. E o tempo pra mim é apenas uma percepção mental criada pela capacidade de memória.

E finalizando, nunca aceito nada apenas por parecer "não ter nada demais" como "Maria vai com as outras"... Pra mim tudo tem "algo demais" por mais simples que pareça... ;)
quando eu disse não ter nada demais, eu coloquei essa afirmação subordinada ao fato de ser um modelo físico teórico.

nao quis dizer de forma alguma que voce ou qualquer pessoa deva aceitar algo só porque X, Y ou Z disse que é bom.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
Não resisto a ideia de vida alienígena e reencarnação pois já vi várias evidências e tive experiências que independente da minha vontade de acreditar ou não, me mostraram que isso é praticamente certo. Mas entendo perfeitamente a postura de quem não aceita por não ter vivido o que eu vivi. Embora tenha gente que mesmo vivendo experiências nesse sentido se negue a aceitar por motivos religiosos ou outros...

Embora eu trabalhe com eletrônica desde os 15 anos, seja programador, químico amador e goste de ciências exatas, o que vem da ciência convencional pouco me importa se não tiver sido provado e nem experienciado por mim. E afinal, teoria é teoria! Não é nada que tenha a pretensão de ser necessariamente aceito como verdade.

Mas acho que já deu... Apenas expressei aqui minha opinião sobre isso e ninguém precisa se importar com a minha opinião se não tiver afinidade com ela. Sou só mais um perdido aqui em busca de informação.
 

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
voce ja viu no astral seres que voce classificaria como não humanos?

se sim, se tiver jeito fale um pouco dessas experiências.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
Ah, e sobre eu ter comparado com terraplanismo, é porque pra mim está nesse patamar e fui sincero com isso. Se você pesquisar bem sobre terraplanismo, vai ver que os terraplanistas de fato tem fundamentos aparentes pra acreditar nisso. Creio até que o terraplanismo pareça ser mais bem embasado do que a ideia de universos paralelos...
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
voce ja viu no astral seres que voce classificaria como não humanos?

se sim, se tiver jeito fale um pouco dessas experiências.
Curiosamente nunca vi em vidência ou sonhos nenhum ser que não fossem humanos, animais ou vegetais, mas já tive alguns sonhos em ambientes de escuridão absoluta onde senti presenças de energias inteligentes bastante sinistras, ameaçadoras e desagradáveis.
Exceto talvez por um ser humanoide sem rosto num galpão imenso onde havia um maquinário muito estranho que ele manipulava e nesse maquinário haviam tubos por onde passavam fluídos orgânicos com partes que pareciam de pessoas e animais. A atmosfera do local era aterrorizante e não gosto nem de recordar isso. Mas essa foi a única vez e até poderia ser apenas um humano deformado.

Mas porque a pergunta?
 

Tom Cruise

Hollywood Mogul
GOLD
Mensagens
2.592
Reações
5.560
Pontos
288
Ah, e sobre eu ter comparado com terraplanismo, é porque pra mim está nesse patamar e fui sincero com isso. Se você pesquisar bem sobre terraplanismo, vai ver que os terraplanistas de fato tem fundamentos aparentes pra acreditar nisso. Creio até que o terraplanismo pareça ser mais bem embasado do que a ideia de universos paralelos...
exceto que terraplanismo não tem respaldo científico algum.

logo, não, não é mais embasado que universos paralelos.
 

ECJ

Habitué da casa
Mensagens
107
Reações
121
Pontos
53
exceto que terraplanismo não tem respaldo científico algum.

logo, não, não é mais embasado que universos paralelos.
E qual o respaldo científico dos universos paralelos além da teoria de um ou outro físico?
porque vc disse ser sensitivo e disse ter experiencias sobre alienigenas que estão além de sua vontade pessoal.

por causa disso.
O que me faz crer nisso é eu já ter visto objetos no céu e já ter visto várias filmagens e relatos convincentes. Só não entendo porque um alienígena teria que ser necessariamente não humano...

Sensitivos todos nós somos, e não me lembro de ter me intitulado aqui como "um sensitivo". Isso varia muito em graus e capacidades que também não são constantes. Creio que você deveria saber disso. Mas sério, agora encerrei o assunto pois perdeu totalmente o sentido...
 
Topo Fundo