O que há de Novo?
Fórum Outer Space - O maior fórum de games do Brasil

Registre uma conta gratuita hoje para se tornar um membro! Uma vez conectado, você poderá participar neste site adicionando seus próprios tópicos e postagens, além de se conectar com outros membros por meio de sua própria caixa de entrada privada!

  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.


11 de Fevereiro: Há 25 anos era lançado Final Fantasy VIII

doutordoom

Lenda da internet
Mensagens
33.476
Reações
26.591
Pontos
1.954

A 25 anos atrás a Square lançava amor em forma de jogo.


Uma das virtudes mais notáveis de Final Fantasy VIII é sua narrativa profundamente cativante. O enredo mergulha os jogadores em um mundo de fantasia repleto de intriga política, romance, amizade e conflitos emocionais. A história segue um grupo de estudantes da Balamb Garden, uma escola de mercenários conhecida como SeeD, enquanto enfrentam desafios épicos para combater uma poderosa força maligna conhecida como Ultimecia. A complexidade dos personagens, suas jornadas de autodescoberta e os laços emocionais que os unem criam uma experiência imersiva e memorável. Além disso, Final Fantasy VIII é aclamado por sua trilha sonora deslumbrante, composta por Nobuo Uematsu. As músicas emotivas e atmosféricas complementam perfeitamente as cenas do jogo, aprimorando ainda mais a imersão dos jogadores no mundo de Final Fantasy.

No entanto, como em muitos jogos icônicos, Final Fantasy VIII não está isento de controvérsias. Uma das críticas mais comuns ao jogo é sua mecânica de sistema de junção e de magia, que foi considerada por alguns jogadores como complexa e pouco intuitiva. Outra controvérsia notável é a interpretação dos personagens principais, particularmente do protagonista, Squall Leonhart. Enquanto alguns jogadores apreciaram sua personalidade reservada e introspectiva, outros o consideraram distante e difícil de se conectar. Essa divisão de opiniões em relação aos personagens principais contribuiu para debates acalorados dentro da comunidade de jogadores.

Apesar das controvérsias, Final Fantasy VIII continua a ser um marco na indústria dos videogames. Sua narrativa envolvente, personagens memoráveis, trilha sonora arrebatadora e inovações de jogabilidade garantem seu lugar entre os clássicos dos RPGs. À medida que celebramos seu vigésimo quinto aniversário, é evidente que Final Fantasy VIII deixou um legado duradouro que continuará a inspirar jogadores e desenvolvedores de jogos por muitos anos.


Vendas​

Foi um best-seller no Japão. [114] Teve mais de 2 milhões de pré-encomendas antes do lançamento. [115] [116] O jogo estabeleceu um recorde de vendas em um único dia, vendendo 2,21 milhões de cópias e arrecadando ¥ 17,2 bilhões ou US$ 151 milhões (equivalente a US$ 265 milhões em 2022) em seu primeiro dia de lançamento. [117] Vendeu aproximadamente 2,57 milhões de unidades [116] no Japão nos primeiros quatro dias de lançamento. [115] Dois dias após seu lançamento na América do Norte em 7 de setembro de 1999, Final Fantasy VIII se tornou o videogame mais vendido nos Estados Unidos, posição que manteve por mais de três semanas. [118] [119] Vendeu mais de 1 milhão de unidades [120] e arrecadou mais de US$ 50 milhões (equivalente a US$ 88 milhões na América do Norte durante as 13 semanas que se seguiram, [121] tornando-o o título de Final Fantasy de venda mais rápida ) . [122] Também foi um best-seller no Reino Unido. [123] Na Europa, arrecadou € 26.549.294 ou $ 28.296.238 (equivalente a $ 49.708.000 em 2022) em 1999, [124] somando mais de $ 228 milhões (equivalente a $ 401 milhões) arrecadados no Japão, América do Norte e Europa durante 1999.

No final de 1999, 6,08 milhões de unidades foram vendidas em todo o mundo, incluindo 3,61 milhões no Japão, 1,35 milhões na América do Norte e 1,12 milhões na Europa e outros territórios (incluindo Austrália, Ásia Oriental continental e África). [125] Suas vendas aumentaram para 7 milhões de unidades no início de 2001. [126] Em março de 2003, o jogo havia vendido 8,15 milhões de cópias em todo o mundo, incluindo 3,7 no Japão e 4,45 no exterior. [127] Em 2009, vendeu mais de 8,6 milhões de cópias no PlayStation. [128] De acordo com o Steam Spy , cerca de 703.000 cópias digitais da versão para PC foram vendidas no Steam até abril de 2018. [129] Em agosto de 2019, as vendas mundiais foram superiores a 9,6 milhões de unidades em todas as plataformas. [130]
https://en.wikipedia.org/wiki/Final_Fantasy_VIII#cite_note-9.6mil-132

Um jogo simplesmente inesquecível. Dono de uma das aberturas mais memoráveis da história dos jogos eletrônicos.



C4Z0QtCXAAAw1xR.jpg
 
Ultima Edição:

Cubo de gelo

Habitué da casa
VIP
Mensagens
315
Reações
404
Pontos
88
Só muito tempo depois é que fui descobrir que a tradução foi mal feita. Quem jogou o original percebeu que muita coisa foi mal traduzida.

Concordo com as críticas contra o sistema de magia. Era bem mais fácil materias e combinação com "verde + azull (all)" do que triple, double, GF + status do FFVIII. Estoque de magia por unidade com Draw também era muito ruim comparado com o usual de mana de quase todo RPG.
 

Falken

Poetry & Games
Mensagens
6.359
Reações
21.706
Pontos
603
O meu FF favorito :kpaixao

Tá no top 3 de melhores trilhas sonoras de todos os tempos. Esses dias eu coloquei o remaster pra jogar um pouco junto com minha irmã mais velha e quase choramos quando começou a tocar a música da Balamb Garden.

Gosto de quase tudo nele, até mesmo o sistema de junction q mta gente reclama. Enfim, sou suspeito pra falar... Esse jogo marcou mto minha vida gamer, torço demais que receba um remake digno.
 

doutordoom

Lenda da internet
Mensagens
33.476
Reações
26.591
Pontos
1.954
O meu FF favorito :kpaixao

Tá no top 3 de melhores trilhas sonoras de todos os tempos. Esses dias eu coloquei o remaster pra jogar um pouco junto com minha irmã mais velha e quase choramos quando começou a tocar a música da Balamb Garden.

Gosto de quase tudo nele, até mesmo o sistema de junction q mta gente reclama. Enfim, sou suspeito pra falar... Esse jogo marcou mto minha vida gamer, torço demais que receba um remake digno.

Também é o meu FF favorito, apesar de amar o FFVII quase no mesmo nível.
 


Vaçago

Mil pontos, LOL!
Mensagens
18.627
Reações
40.191
Pontos
1.053
Eu chamo esse de "Malhação da Square", por causa do tema adolescente/escolar e toda essa coisa melodramática.
Também acho o sistema de draw bem ruim.
Mas apesar disso tudo, a trilha sonora é tão boa que eu gosto do jogo, só por causa disso.
 

PhylteR

F1 King
GOLD
Mensagens
33.385
Reações
38.373
Pontos
2.069
Jogão da pourra. Épico. Curtia demais os GFs.

Peguei no lançamento a versão japonesa (naquela época a versão japonesa lançava antes). Fiquei jogando com um detonado da Gamers a tira-colo, já que não tinha como entender os menus em japonês (não dava pra mudar idioma).

Devo ter jogado até o segundo CD e acho que a Gamers parou com o detonado no meio, e tive que aguardar a versão americana.

Bons tempos...
 
Ultima Edição:

Kazin

Mil pontos, LOL!
GOLD
Mensagens
1.872
Reações
4.119
Pontos
1.054
A trilha sonora e os gráficos carregaram o jogo pra mim. A história achei vergonhosa e ficar dando draw em magias pra usar como boost de status foi um dos piores sistemas que já fizeram.
 

Yatahaze

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
3.331
Reações
10.534
Pontos
703
primeiro RPG que jogo, tudo era sensação de novidade e a história me impressionava cada vez mais (a sequência da batalha entre as Gardens no segundo CD é maneira demais). Aprendi inglês jogando esse aí.

é um jogo cheio de defeitos e mesmo assim é um dos meus favoritos pelo valor sentimental. Só um tempo depois que fui perceber (por opinião puramente própria mesmo) o quanto o sistema Junction e o comando Draw eram ridículos e mal feitos

como jogo mesmo, o IX é muito, mas muito melhor.
 

Yatahaze

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
3.331
Reações
10.534
Pontos
703
outra coisa palha dele é que é muito fácil

não precisa ser um gênio pra descobrir o combo meltdown + triple + aura

se você der a sorte do Squall soltar um Lion Heart, é GG. Só o Omega Weapon que não tanka esse golpe (a única batalha difícil do jogo)

aquele esquema dos GFs aprenderem habilidades passivas e de refinamento é bem legal
 

Delphinus

Enjoy Yourself!
VIP
Mensagens
16.531
Reações
40.218
Pontos
1.003
Nunca joguei, sim, na época eu tava entrosado com gran turismo e crash.
 

seifervll

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
3.121
Reações
4.992
Pontos
694
Sou suspeito pra falar, por motivos óbvios.

Gosto demais de praticamente tudo no jogo. O sistema de draw parecia trabalhoso, porém depois que se descobria a grande quantidade de opções e refinamentos pelos GF, pra quem gostava do card game como eu, o trabalho ia embora (transformar cartas em itens, itens em magias, etc), só ficava no draw quem queria.

Foi ousado em tudo, character design, sistema de batalha e lore, e por isso terá sempre meu respeito.

Pra encerrar: OST absurda.
 

FatallKill

Bam-bam-bam
Mensagens
601
Reações
510
Pontos
293
Jogão da pourra. Épico. Curtia demais os GFs.

Peguei no lançamento a versão japonesa (naquela época a versão japonesa lançava antes). Fiquei jogando com um detonado da Gamers a tira-colo, na que não tinha como entender os menus em japonês (não dava pra mudar idioma).

Devo ter jogado até o segundo CD e acho que a Gamers parou com o detonado no meio, e tive que aguardar a versão americana.

Bons tempos...
Também fui seco na versão japonesa, não aguentei esperar a ocidental, mas lembro que comprei apenas o primeiro cd em japonês.. sim, veio incompleto lol. Depois saiu a versão americana e joguei completo.

Até hoje não entendo porque a gamers não dedicou uma revista inteira com um detonado pro 8, pois aquela gamersbook do 7 fez um baita sucesso.
 

Yatahaze

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
3.331
Reações
10.534
Pontos
703
Também fui seco na versão japonesa, não aguentei esperar a ocidental, mas lembro que comprei apenas o primeiro cd em japonês.. sim, veio incompleto lol. Depois saiu a versão americana e joguei completo.

Até hoje não entendo porque a gamers não dedicou uma revista inteira com um detonado pro 8, pois aquela gamersbook do 7 fez um baita sucesso.

a Gamestation fez, tenho a revista até hoje. É bem completo.

o problema desse comando draw é que ele era praticamente infinito. Tem desafio nenhum ficar alongando a batalha e roubando magia do inimigo e ficar nisso até chegar nas 100

e pros macacos velhos, tem maneiras de ficar bem OP logo no começo. Aqueles peixes de areia da praia de Balamb, além de dar muito AP pros GFs, dropam com facilidade um item lá que pode ser refinado em 20 magias waters, e elas são bem fortes no junction
 

Maxtremus

Lenda da internet
Mensagens
23.982
Reações
12.073
Pontos
1.769
Apesar do 7 ser o meu favorito, foi o 8 que eu mais joguei no PS1.

Apesar do sistema quebrado e da história confusa (Galbadia Garden simplesmente desaparece no 3° CD) foi uma primasia técnica da Square a até hoje eh o FF com a melhor trilha sonora para mim.

Espero que a Square não faça um remake, senão seriam no mínimo umas 10 partes.
 

Ultima Weapon

Lenda da internet
Mensagens
25.949
Reações
32.013
Pontos
1.629
Meu Final Fantasy lançado em 1999 favorito.

Triple Triad é ótimo, Eyes on Me e as cg's são belíssimas. Omega Weapon, flashback do Laguna e Squall humilhando a Quistis são os outros destaques.

Tô só pelo Remake pra acompanhar mais uma vez o genial plano de Ultimecia e tornarem canônica a teoria do Squall morto, precisamos de mais evidências pra convencer os incautos.
A complexidade dos personagens, suas jornadas de autodescoberta e os laços emocionais que os unem criam uma experiência imersiva e memorável.
Que saudade dos amigos de infância do orfanato que perderam as memórias por conta das GF'S e encontram-se por acaso na vida adulta pra salvar o planeta da compressão do tempo, já não fazem histórias como antigamente.
Adolescente feliz com chicote, punk (tem até família esse =O), boiadeiro sniper e professora sexy maezona, todos de fato personagens complexos e inesquecíveis. =D
 
Ultima Edição:

Mister Chocobo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
4.841
Reações
8.317
Pontos
714

A 25 anos atrás a Square lançava amor em forma de jogo.


Uma das virtudes mais notáveis de Final Fantasy VIII é sua narrativa profundamente cativante. O enredo mergulha os jogadores em um mundo de fantasia repleto de intriga política, romance, amizade e conflitos emocionais. A história segue um grupo de estudantes da Balamb Garden, uma escola de mercenários conhecida como SeeD, enquanto enfrentam desafios épicos para combater uma poderosa força maligna conhecida como Ultimecia. A complexidade dos personagens, suas jornadas de autodescoberta e os laços emocionais que os unem criam uma experiência imersiva e memorável. Além disso, Final Fantasy VIII é aclamado por sua trilha sonora deslumbrante, composta por Nobuo Uematsu. As músicas emotivas e atmosféricas complementam perfeitamente as cenas do jogo, aprimorando ainda mais a imersão dos jogadores no mundo de Final Fantasy.

No entanto, como em muitos jogos icônicos, Final Fantasy VIII não está isento de controvérsias. Uma das críticas mais comuns ao jogo é sua mecânica de sistema de junção e de magia, que foi considerada por alguns jogadores como complexa e pouco intuitiva. Outra controvérsia notável é a interpretação dos personagens principais, particularmente do protagonista, Squall Leonhart. Enquanto alguns jogadores apreciaram sua personalidade reservada e introspectiva, outros o consideraram distante e difícil de se conectar. Essa divisão de opiniões em relação aos personagens principais contribuiu para debates acalorados dentro da comunidade de jogadores.

Apesar das controvérsias, Final Fantasy VIII continua a ser um marco na indústria dos videogames. Sua narrativa envolvente, personagens memoráveis, trilha sonora arrebatadora e inovações de jogabilidade garantem seu lugar entre os clássicos dos RPGs. À medida que celebramos seu vigésimo quinto aniversário, é evidente que Final Fantasy VIII deixou um legado duradouro que continuará a inspirar jogadores e desenvolvedores de jogos por muitos anos.


Vendas​

Foi um best-seller no Japão. [114] Teve mais de 2 milhões de pré-encomendas antes do lançamento. [115] [116] O jogo estabeleceu um recorde de vendas em um único dia, vendendo 2,21 milhões de cópias e arrecadando ¥ 17,2 bilhões ou US$ 151 milhões (equivalente a US$ 265 milhões em 2022) em seu primeiro dia de lançamento. [117] Vendeu aproximadamente 2,57 milhões de unidades [116] no Japão nos primeiros quatro dias de lançamento. [115] Dois dias após seu lançamento na América do Norte em 7 de setembro de 1999, Final Fantasy VIII se tornou o videogame mais vendido nos Estados Unidos, posição que manteve por mais de três semanas. [118] [119] Vendeu mais de 1 milhão de unidades [120] e arrecadou mais de US$ 50 milhões (equivalente a US$ 88 milhões na América do Norte durante as 13 semanas que se seguiram, [121] tornando-o o título de Final Fantasy de venda mais rápida ) . [122] Também foi um best-seller no Reino Unido. [123] Na Europa, arrecadou € 26.549.294 ou $ 28.296.238 (equivalente a $ 49.708.000 em 2022) em 1999, [124] somando mais de $ 228 milhões (equivalente a $ 401 milhões) arrecadados no Japão, América do Norte e Europa durante 1999.

No final de 1999, 6,08 milhões de unidades foram vendidas em todo o mundo, incluindo 3,61 milhões no Japão, 1,35 milhões na América do Norte e 1,12 milhões na Europa e outros territórios (incluindo Austrália, Ásia Oriental continental e África). [125] Suas vendas aumentaram para 7 milhões de unidades no início de 2001. [126] Em março de 2003, o jogo havia vendido 8,15 milhões de cópias em todo o mundo, incluindo 3,7 no Japão e 4,45 no exterior. [127] Em 2009, vendeu mais de 8,6 milhões de cópias no PlayStation. [128] De acordo com o Steam Spy , cerca de 703.000 cópias digitais da versão para PC foram vendidas no Steam até abril de 2018. [129] Em agosto de 2019, as vendas mundiais foram superiores a 9,6 milhões de unidades em todas as plataformas. [130]
https://en.wikipedia.org/wiki/Final_Fantasy_VIII#cite_note-9.6mil-132

Um jogo simplesmente inesquecível. Dono de uma das aberturas mais memoráveis da história dos jogos eletrônicos.



C4Z0QtCXAAAw1xR.jpg

Caiu uma lágrima, q época boa.
Inúmeros rpgs com um único compromisso de divertir.
 

Kimer

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
4.987
Reações
9.621
Pontos
729
Dentre os Final Fantasy que joguei (que não foram muitos), o VIII foi o que menos me agradou. Mas não estou dizendo que ele é um jogo ruim, longe disso. O jogo é muito bom. Aquele sistema de junction é intimidador à primeira vista, mas conforme se joga, o jogador percebe que é menos complicado do que parece, embora eu ainda prefira um sistema mais tradicional. Ao meu ver, o ponto fraco do jogo é a história, que não chega a ser ruim, mas dá umas "viajadas na maionese" e deixa algumas coisas sem explicação.
 

Axel Stone

Bam-bam-bam
Mensagens
3.948
Reações
7.506
Pontos
453
Gosto muito do jogo.

Gostava do sistema junction, mas confesso que ficar fazendo draw era maçante.

Continua uma das melhores animações de summons (GF) da franquia, mas ainda perde pra FFXV nesse sentido.

Pegar todas as cartas não era tarefa fácil, ter que ficar mudando as regras de cada região e ficar resetando até conseguir. Tinha que perder algumas cartas de propósito pra depois recuperar. Só com algum guia, porque o jogo não dava algumas informações. Os drops de carta dos inimigos eram bem raros.

No mais a trilha sonora era muito boa, tinha um dos melhores personagens que era o Laguna.
Fiquei de cara quando descobri no final do jogo que era o pai do Squall e tudo fez sentido.
 
Topo Fundo