O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Bolsonaro quer subsidiar conta de luz de igrejas



Ronin Ogun

Bam-bam-bam
Mensagens
9.170
Reações
6.889
Pontos
464
A real é que todos os políticos, dê uns tempos pra cá, passaram pano pros evangélicos poderosos.
Porém, até então ninguém foi tão longe assim pra agradar essa turma. Se isso se confirmar, vai dar uma merda fodida.
O liberal é o Paulo Ipiranga, o Bolsonaro é só o tiozão que usa o slogan cristão, mas faz tudo ao contrário. Nada de novo no front.
E quem passar pano pra uma ação dessa, é igual o coleguinha Lulesco santo.
Agora vou trampar porque aqui não é templo e sou quem paga (e apaga) a luz. Beijos.
 

Figulo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.309
Reações
21.525
Pontos
694
Gostaria de entender como funciona essa sua linha de raciocínio.

Veja, se todas as empresas pagam impostos absurdos sem nenhuma contrapartida nesse país semi-socialista, qual é a lógica de tributar ainda mais?
Se você no seu post claramente trata os impostos como algo enfadonho, e nunca justifica do porque é correto taxar tanto "todas as outras empresas". Então qual a justificativa ética/moral/lógica e principalmente econômica para defender que igrejas também paguem impostos?

O "sentido de se ter imunidade tributária" é simplesmente o de que o estado brasileiro já confisca demais, já toma recursos demais.

E principalmente, se você já pressupõe que donos de igreja tem o intuito de "ficarem ricos" (mas ao menos adquiriram seu dinheiro voluntariamente através de doações), porque acha correto e nada absurdo que esse dinheiro seja transferido de forma coercitiva para políticos com as mesmas intenções? Ou para você o político ou burocrata que irá receber esse dinheiro tem totais boas intenções e saberá como alocá-lo corretamente?

Acho bastante interessante ateus que abominam a fé em igrejas, mas tem total fé no "deus estado". É por isso que eu como ateu-agnóstico me distanciei completamente de grupos assim.

Não é tributar mais, é tributar como todo o resto. O que poderia até aliviar a carga tributária do resto, por sinal...

Imposto tem que existir, não tem jeito. Se existe e tem que existir, que sentido faz privilegiar toda uma categoria com imunidade tributária e cobrar do resto todo?
Sentido nenhum.

Se nego faz malabarismo pra justificar que o resto da população pague a parte do imposto das igrejas só porque gosta muito muito muito de igreja e quer porque quer que igrejas tenham privilégios porque gosta muito muito muito delas é uma coisa... querer me convencer que isso é pagar menos imposto é piada.

Se pagassem alguns bilhõeszinhos de imposto como todo mundo, de repente daria pra reduzir a carga tributária do resto da sociedade e manter a mesma arrecadação. Menos imposto.

Mas a melhor piada foi “doações voluntárias” :klol. Ali eu vi que não era sério.
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.831
Reações
29.538
Pontos
353
Não é tributar mais, é tributar como todo o resto. O que poderia até aliviar a carga tributária do resto, por sinal...

Imposto tem que existir, não tem jeito. Se existe e tem que existir, que sentido faz privilegiar toda uma categoria com imunidade tributária e cobrar do resto todo?
Sentido nenhum.

Se nego faz malabarismo pra justificar que o resto da população pague a parte do imposto das igrejas só porque gosta muito muito muito de igreja e quer porque quer que igrejas tenham privilégios porque gosta muito muito muito delas é uma coisa... querer me convencer que isso é pagar menos imposto é piada.

Se pagassem alguns bilhõeszinhos de imposto como todo mundo, de repente daria pra reduzir a carga tributária do resto da sociedade e manter a mesma arrecadação. Menos imposto.
Claro que é tributar mais. Veja que mesmo seu suposto argumento em prol de uma cobrança sobre igrejas não garante que faria com que a carga tributária para todos os outros fosse diminuída.

E convenhamos, sério mesmo que você acredita que seria?
Verifique o histórico de cobrança de impostos nesse país, só tendem ao aumento. Se mais impostos forem cobrados não existe nenhuma garantia de que outros seriam cortados. Ou você confia que Sarney, Renan Calheiros e cia seriam tão benevolentes assim?

Você parece tratar como idiotas os fiéis que doam para igrejas, mas em nenhum momento questiona a aberração que é se ter mais recursos no saco sem fundo do estado brasileiro.

Se a carga tributária fosse primeiro reduzida substancialmente, aí talvez, digo TALVEZ seu argumento faria algum sentido econômico ou moral. Exceto isso, só fica parecendo que você tem ojeriza a igrejas, mas tem total fé em políticos.
*Ainda assim moralmente debatível. A maioria dos países não cobram impostos sobre igrejas por entenderem que faz parte da liberdade religiosa permitir que igrejas não paguem impostos (e não virem meramente "empresas" como tu diz que é). E que não fique nas mãos de políticos definirem quem pode abrir ou não um templo pagando por isso.
Mas a melhor piada foi “doações voluntárias” :klol. Ali eu vi que não era sério.
Até que você demonstre que as igrejas apontam uma arma para cabeça dos fiéis que não pagam, ou ameaçam de prisão quem não dá dinheiro a elas, sim são voluntárias.
Já os impostos, ah esses como você disse tem de existir e não devem ser questionados, certo? Seja lá qual for a carga tributária de 30%, 40%, 50%, 70%...
 
Ultima Edição:

Figulo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.309
Reações
21.525
Pontos
694
Resumindo se ficar difícil: pro governo ter a mesma arrecadação e dar imunidade tributária às igrejas, o resto tem que pagar por elas.

Proposta: cobra imposto de igreja como de qualquer outra empresa e desconta do imposto de todo o resto da sociedade.

Pronto, menos imposto. Privilégio pra amiguinhos dos políticos é o caralho.

Tenta explicar como isso seria mais imposto ou de alguma forma pior.

Abraço.
 

RoLukeSky

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.065
Reações
27.694
Pontos
553
Não é tributar mais, é tributar como todo o resto. O que poderia até aliviar a carga tributária do resto, por sinal...

Imposto tem que existir, não tem jeito. Se existe e tem que existir, que sentido faz privilegiar toda uma categoria com imunidade tributária e cobrar do resto todo?
Sentido nenhum.

Se nego faz malabarismo pra justificar que o resto da população pague a parte do imposto das igrejas só porque gosta muito muito muito de igreja e quer porque quer que igrejas tenham privilégios porque gosta muito muito muito delas é uma coisa... querer me convencer que isso é pagar menos imposto é piada.

Se pagassem alguns bilhõeszinhos de imposto como todo mundo, de repente daria pra reduzir a carga tributária do resto da sociedade e manter a mesma arrecadação. Menos imposto.

Mas a melhor piada foi “doações voluntárias” :klol. Ali eu vi que não era sério.
Falei a mesma coisa num outro tópico...
É questão de igualdade...
Todos são iguais perante a lei. Mas uns são mais iguais que outros....
 


Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.831
Reações
29.538
Pontos
353
Resumindo se ficar difícil: pro governo ter a mesma arrecadação e dar imunidade tributária às igrejas, o resto tem que pagar por elas.

Proposta: cobra imposto de igreja como de qualquer outra empresa e desconta do imposto de todo o resto da sociedade.

Pronto, menos imposto. Privilégio pra amiguinhos dos políticos é o caralho.

Tenta explicar como isso seria mais imposto ou de alguma forma pior.

Abraço.
Ainda que fosse possível politicamente realocar dessa forma que você propõe (e sabemos que não é, dado que o estado brasileiro tem histórico de aumento da carga tributária), veja que se abre um precedente perigoso. No longo prazo o patamar de impostos pode voltar a ser cobrado e com o bônus de impostos também para igrejas agora.

A única forma realmente eficaz e duradoura de se cortar impostos não é cobrando novos impostos ou realocando antigos, mas sim cortando gastos do estado (foi assim com todos os países que seguiram esse caminho, como Nova Zelândia e Cingapura).

Você é um cara que demonstra domínio e inteligência em diversos áreas, mas digo que economicamente sua ideia aqui é ineficaz.
Fora que como eu disse, a maioria dos países não cobram impostos sobre igrejas justamente para não acontecer o oposto do que tu diz. Essa cobrança não vai prejudicar a Universal ou as grandes igrejas (que poderiam arcar com isso), mas sim as pequenas que querem realmente professar a sua fé e exercer sua liberdade (e apesar de qualquer crítica a religiões que você possa ter, não creio que seja contra a liberdade religiosa).
 

Figulo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.309
Reações
21.525
Pontos
694
Falei a mesma coisa num outro tópico...
É questão de igualdade...
Todos são iguais perante a lei. Mas uns são mais iguais que outros....
Sim, questão de não inventar privilégios.

O empresário que fica bilionário “pedindo” dinheiro de gente pobre não paga imposto porque diz que é sagrado. Qualquer outro empresário tem que pagar impostos se quiser ficar rico assim.

O mais perturbador é nego defender esse privilégio só porque gosta muito muito muito de igreja.

Se um cara gosta de futebol ele tem que defender privilégio tributário pra time de futebol? Se gosta de sertanejo tem que defender privilégio tributário pra cantor sertanejo? Se gosta de hamburguer tem que defender privilégio tributário pra hamburgueria?

Não. Volta e meia alguém faz isso e é criticado.

Aí nego gosta muito muito muito de igreja e se revolta se igreja tiver que pagar os mesmos impostos das outras empresas. Por quê? Porque gostam muito muito muito?

Enquanto isso os donos de igreja ficam bilionários às custas desses caras e ainda tem presidente ajoelhando na frente deles...
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.522
Reações
11.389
Pontos
769
Sim, questão de não inventar privilégios.

O empresário que fica bilionário “pedindo” dinheiro de gente pobre não paga imposto porque diz que é sagrado. Qualquer outro empresário tem que pagar impostos se quiser ficar rico assim.

O mais perturbador é nego defender esse privilégio só porque gosta muito muito muito de igreja.

Se um cara gosta de futebol ele tem que defender privilégio tributário pra time de futebol? Se gosta de sertanejo tem que defender privilégio tributário pra cantor sertanejo? Se gosta de hamburguer tem que defender privilégio tributário pra hamburgueria?

Não. Volta e meia alguém faz isso e é criticado.

Aí nego gosta muito muito muito de igreja e se revolta se igreja tiver que pagar os mesmos impostos das outras empresas. Por quê? Porque gostam muito muito muito?

Enquanto isso os donos de igreja ficam bilionários às custas desses caras e ainda tem presidente ajoelhando na frente deles...
Política e religião não estão juntos, numa mesma pasta do fórum, à toa.

Pessoas que gostam muito muito muito de religiões ou políticos tendem a se comportar de maneira irracional.

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk
 

Dreamscape

Bam-bam-bam
Mensagens
4.264
Reações
10.704
Pontos
278
Política e religião não estão juntos, numa mesma pasta do fórum, à toa.

Pessoas que gostam muito muito muito de religiões ou políticos tendem a se comportar de maneira irracional.

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk
Psé, tem uns users aqui c/ os quais é impossível manter o diálogo.

Se portam de forma animalesca. Não conseguem formular 1 sentença sem insultos ou acusações.
 

Dr.Saber

Bam-bam-bam
Mensagens
3.076
Reações
4.616
Pontos
303
Mas tá certo, falo isso porque o empreendedor brasileiro já paga muito imposto. Pense bem, os empreendedores que possuem vários templos por ai, como é que fica? o preço acaba recaindo sobre os dízimos. Agora vai sobrar mais dinheiro e, talvez, oportunidade de abrir mais tempos.

Com essa medida, pegarei leve no dízimo dos meus fiéis. Tô pensando em virar um empreendedor pastor.
 

DanielMF

Veterano
Mensagens
1.160
Reações
998
Pontos
138
@Figulo
@Cafetão Chinês

Igrejas não são empresas. Igrejas são a expressão de uma característica inerente do ser humano, que é a crença. É completamente desnecessário aplicar as mesmas regras tributárias que as empresas, e pior ainda, trazer o Estado para dentro da igreja. Se a igreja não conseguir pagar, o Estado vai confiscar a igreja? Isso seria interferência na liberdade religiosa do país.

Porém, isso já é resguardado pela constituição. O que não tem nada a ver com subsídio de conta de luz.

Conta de luz não é tributo. É algo que você consome e paga pelo o que usou. Se não pagar, não vai mais poder consumir, apenas isso.
 

mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.182
Reações
19.089
Pontos
694
Sacanagem das pesadas. É foda viver entre a cruz e a espada. Ou os crentes tresloucados ou os esquerdinhas vitimistas do tipo "sou mulher, pobre e da favela".
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.831
Reações
29.538
Pontos
353
@Figulo
@Cafetão Chinês

Igrejas não são empresas. Igrejas são a expressão de uma característica inerente do ser humano, que é a crença. É completamente desnecessário aplicar as mesmas regras tributárias que as empresas, e pior ainda, trazer o Estado para dentro da igreja. Se a igreja não conseguir pagar, o Estado vai confiscar a igreja? Isso seria interferência na liberdade religiosa do país.

Porém, isso já é resguardado pela constituição. O que não tem nada a ver com subsídio de conta de luz.

Conta de luz não é tributo. É algo que você consome e paga pelo o que usou. Se não pagar, não vai mais poder consumir, apenas isso.
Costumo discordar de uns 90% do que você escreve, mas dessa vez assino embaixo.
Trazer o estado para dentro das igrejas teria o efeito oposto daqueles que defendem essa medida. Se impostos fossem cobrados de igrejas, as igrejas amigas dos políticos vigentes teriam isenções. Enquanto pequenos templos que querem de fato professar sua fé não seriam poupados (mais ou menos como ocorre com empresas pequenas versus empresas grandes e com contatos políticos).

A respeito do subsídio na conta de luz, sem dúvida que é uma medida bisonha e não deveria ser dada. Me referia especificamente a impostos mesmo (que vários aqui se colocaram a favor da cobrança para igrejas).
 
Ultima Edição:

Figulo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.309
Reações
21.525
Pontos
694
@Figulo
@Cafetão Chinês

Igrejas não são empresas. Igrejas são a expressão de uma característica inerente do ser humano, que é a crença. É completamente desnecessário aplicar as mesmas regras tributárias que as empresas, e pior ainda, trazer o Estado para dentro da igreja. Se a igreja não conseguir pagar, o Estado vai confiscar a igreja? Isso seria interferência na liberdade religiosa do país.

Porém, isso já é resguardado pela constituição. O que não tem nada a ver com subsídio de conta de luz.

Conta de luz não é tributo. É algo que você consome e paga pelo o que usou. Se não pagar, não vai mais poder consumir, apenas isso.

Não sei o que isso quer dizer. Se eu disser que casa de show é a expressão de uma característica inerente do ser humano que é a música faz sentido casa de show não pagar imposto? Não entendi o que isso muda.

Temos no Brasil igrejas que movimentam bilhões de reais por mês, rendem muito dinheiro pra muita gente, empregam muita gente, vendem um monte de coisa. Não pagam imposto por quê?

O cara que monta uma igreja pra enriquecer não paga imposto, mas o cara que monta um restaurante pra enriquecer paga. Por quê? Qual a diferença?

Isenção (imunidade, sei lá) de imposto é uma forma de toda a população pagar pelo que alguém deixa de pagar. Toda a população precisa pagar pelas igrejas? Por quê? Que sentido existe nisso?

Não tem nada a ver com gostar ou não gostar de igreja. Qual o problema de gostar de igreja e reconhecer que não faz sentido igreja não pagar imposto? Eu gosto de futebol, mas reclamo de qualquer mutreta que os clubes de futebol inventam pra não pagar o que devem. Vejo que não faz o menor sentido clubes de futebol terem vantagens em relação ao resto da sociedade. Mesmo gostando de futebol. Não tenho problema nenhum em dizer isso. Por que quem gosta de igreja tem que defender que igrejas tenham privilégios fiscais?

Se eu digo que igreja tem que pagar conta de luz como todo mundo paga, tudo bem, faz sentido, todo mundo concorda. Se eu digo que igreja tem que pagar imposto como todo mundo paga tá errado? O que custa admitir que não faz sentido?
 

The Kong

Cruz Bala Trevoso
VIP
Mensagens
21.989
Reações
93.635
Pontos
584
Acho bastante interessante ateus que abominam a fé em igrejas, mas tem total fé no "deus estado". É por isso que eu como ateu-agnóstico me distanciei completamente de grupos assim.
Esses grupos de "ateus comunistas" surgiram há pouco tempo na internet... não mais que 10 anos...

São crente tão fervorosos quanto aqueles das igrejas "Jesus queima ele"... só que idolatram o Deus estado...
 

Figulo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.309
Reações
21.525
Pontos
694
Política e religião não estão juntos, numa mesma pasta do fórum, à toa.

Pessoas que gostam muito muito muito de religiões ou políticos tendem a se comportar de maneira irracional.

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk

Pois é.

Se o Estado desse imunidade tributária pra empreiteiras seria um absurdo, nego reclamaria pra cacete, mostrariam fotos dos políticos junto de empreiteiros bilionários rindo da cara do povo.

Aí você fica imaginando se teria alguém se sentindo obrigado a defender imunidade fiscal pra empreiteira só porque adora construção civil.

Tem que saber separar uma coisa da outra. Gosta de religião? Parabéns. Isso não tem nada a ver com ser obrigado a defender vantagens fiscais pra igrejas.
 

DanielMF

Veterano
Mensagens
1.160
Reações
998
Pontos
138
Não sei o que isso quer dizer. Se eu disser que casa de show é a expressão de uma característica inerente do ser humano que é a música faz sentido casa de show não pagar imposto? Não entendi o que isso muda.

Temos no Brasil igrejas que movimentam bilhões de reais por mês, rendem muito dinheiro pra muita gente, empregam muita gente, vendem um monte de coisa. Não pagam imposto por quê?

O cara que monta uma igreja pra enriquecer não paga imposto, mas o cara que monta um restaurante pra enriquecer paga. Por quê? Qual a diferença?

Isenção (imunidade, sei lá) de imposto é uma forma de toda a população pagar pelo que alguém deixa de pagar. Toda a população precisa pagar pelas igrejas? Por quê? Que sentido existe nisso?

Não tem nada a ver com gostar ou não gostar de igreja. Qual o problema de gostar de igreja e reconhecer que não faz sentido igreja não pagar imposto? Eu gosto de futebol, mas reclamo de qualquer mutreta que os clubes de futebol inventam pra não pagar o que devem. Vejo que não faz o menor sentido clubes de futebol terem vantagens em relação ao resto da sociedade. Mesmo gostando de futebol. Não tenho problema nenhum em dizer isso. Por que quem gosta de igreja tem que defender que igrejas tenham privilégios fiscais?

Se eu digo que igreja tem que pagar conta de luz como todo mundo paga, tudo bem, faz sentido, todo mundo concorda. Se eu digo que igreja tem que pagar imposto como todo mundo paga tá errado? O que custa admitir que não faz sentido?
Musica não é uma característica inerente do ser humano, é uma invenção artística. Mas vou aceitar o seu argumento, já que a minha frase foi genérica e talvez permita algum outro exemplo além de casa de show, que faça sentido comparar. Então devo me aprofundar nas especificidades da religião.

Antes de tudo, vale ressaltar que a igreja não paga apenas IPTU, IPVA e Imposto de Renda. Vale a observação de que grande parte se quer é formalmente constituída, então acabam pagando IPVA normalmente já que o carro é da pessoa física, e o IPTU também, pelo mesmo motivo. Também pagam todos os outros diversos impostos, a não ser que algum Estado queira conceder alguma isenção a mais.

IPVA faz sentido? Eu particularmente não vejo muito sentido, então neste imposto concordamos. Agora, IPTU e IR é onde deve existir a divergência. A função desses dois impostos, é meramente arrecadatória, não sendo vinculados a nenhum motivo que "justifique" a cobrança, não é utilizado nenhuma estrutura do Estado ou alguma função sua.

É por isso que estes impostos, caso cobrados, atentariam contra a liberdade religiosa. Primeiro, porque não existe justificativa prática para a cobrança desses impostos. Segundo, se a função é meramente arrecadatória, do ponto de vista da igreja pagar esses impostos poderia ser visto como dar mais importância ao Estado do que a igreja, já que ela estaria deixando de utilizar esse dinheiro para a sua obra religiosa, para dar ao Estado mesmo sem receber nada em troca. Isso potencialmente atentaria contra a crença religiosa.

E por fim, supondo que se retirasse a imunidade, o que o Estado estaria autorizado a fazer caso a igreja não pagasse o IPTU e o IR? A única resposta socialmente correta e aceitável, é nada! Não poderá confiscar nada, já que o local é sagrado para os religiosos, não poderá impedir o livre exercício do culto religioso, em fim, não poderá fazer nada.

Além de tudo isso, nenhuma outra pessoa está sendo prejudicada por isso. As outras pessoas não pagam mais impostos porque as igrejas não pagam alguns. Não é como esse subsídio na conta de luz, onde o resto realmente pagaria a conta de luz das grandes igrejas. Esse não é o caso na imunidade tributária vigente.
 
Ultima Edição:

Landstalker

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.599
Reações
27.546
Pontos
584
Quem você acha mais burro, Bolsonaro ou Lula? Só pode escolher um. Rsrs.
Cadê os seus vídeos, amiguinho Ivo, parou?

Pois bem... ontem eu fui ver a dois documentários:

  • Democracia em Vertigem;
  • American Factory.
Resposta: Bolsonaro. Lula ainda consegue articular e conversar com o congresso e senado. Lula pode não ter a escolaridade formal como a formação acadêmica, mas nem de longe ele é burro.

3.. 2.. 1.. para os bolsonetes me chamar de petista.
 

Dark Texugo

Bam-bam-bam
Mensagens
2.199
Reações
2.468
Pontos
303
Os cristãos de direita representam todos os cristãos?
Bolsonaro representa todos os cristãos?
Os defensores de torturadores representam?

Isso que você está fazendo se chama: generalização.

Parabéns.
Não representam, mas que queimam o filme, queimam bastante , pois são os que fazem mais barulho, o presidente por exemplo, os pastores ladrões.

Mas seguir Jesus não é uma religião.

QUOTE="Dreamscape, post: 17447349, member: 242574"]
Leandrovieira11 você tem que interpretar o que eu falei, pois eu não falei isso em momento algum. O cristianismo também é a favor da legítima defesa, um exemplo foi quando Jesus destruiu o tempo porque estavam blasfemando em nome dele.
[/QUOTE]

Cara, Jesus não destruiu templo nenhum. Ele derrubou as bancadas de uns vendedores, assustou uma galera balançando um chicote, mas foi mais pra passar uma mensagem, tem nada a ver com defender a própria vida, ele fez o contrário. Pouco depois desse auê no templo de Herodes, ele foi preso e morto. E se entregou de boa, porque o lance é esse.

Destruir o templo é diferente de matar alguém meu broder.

Eu quero que cs me mostrem alguma passagem do novo testamento que diga que matar alguém é seguir os caminhos de Cristo.

Só isso meu parceiro


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Ele não destruiu o templo, quem fez isso foram os romanos.

Princípios cristãos não incluem apanhar calado. Dar a outra face não significa isso.

E quanto às outras religiões, nem o budismo é 100% pacífico provavelmente.
Significa o que spike?

Pra muitos não significa nada, pra Jesus significou ser pregado num pedaço de madeira sem ter cometido crime nenhum.

Sendo assim, ok, respeito sua opinião. Contanto que não generalize os religiosos.

A minha opinião sobre essa questão é que, políticos são, acima de tudo, pessoas normais e cidadãos, então são livres para seguirem a religião que quiserem, afinal o Estado é laico. E é laico também pra ter políticos que seguem as religiões que bem entenderem.

Agora se ele usa a religião pra ganhar voto aí já é teoria conspiratória, porque eu não vivo entre ele pra saber se ele de fato é devoto ou se está apenas usando isso pra se promover.

Se o político usa do "cristianismo" dele pra favorecer os parças, está fazendo acepção de pessoas, está indo contra aquilo que diz que acredita.

---------------------------------

Tá uma doidera.
:klol
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
23.303
Reações
51.494
Pontos
544
Quem você acha mais burro, Bolsonaro ou Lula? Só pode escolher um. Rsrs.
Bolsonaro é mais burro. Lula como psicopata que é, tem uma inteligência acima da média, ainda que seja uma inteligência maquiavélica.

E eu sei que você provavelmente não vai responder, com sua soberba característica de ignorar todo mundo que discorda de você (ainda que estes estejam certos), mas só quero deixar uma resposta pro questionamento em questão.


Cadê os seus vídeos, amiguinho Ivo, parou?

Pois bem... ontem eu fui ver a dois documentários:

  • Democracia em Vertigem;
  • American Factory.
Resposta: Bolsonaro. Lula ainda consegue articular e conversar com o congresso e senado. Lula pode não ter a escolaridade formal como a formação acadêmica, mas nem de longe ele é burro.

3.. 2.. 1.. para os bolsonetes me chamar de petista.
Democracia em Vertigem é uma mentira contada como se fosse verdade. Um verdadeiro falseamento da história e uma vergonha absoluta pra quem tem um pingo de honestidade e bom senso. Só pra constar mesmo, ainda que nada tenha a ver com o tópico.
 

Jhon titor

Bam-bam-bam
Mensagens
2.468
Reações
5.588
Pontos
303
A real é que todos os políticos, dê uns tempos pra cá, passaram pano pros evangélicos poderosos.
Porém, até então ninguém foi tão longe assim pra agradar essa turma. Se isso se confirmar, vai dar uma merda fodida.
O liberal é o Paulo Ipiranga, o Bolsonaro é só o tiozão que usa o slogan cristão, mas faz tudo ao contrário. Nada de novo no front.
E quem passar pano pra uma ação dessa, é igual o coleguinha Lulesco santo.
Agora vou trampar porque aqui não é templo e sou quem paga (e apaga) a luz. Beijos.
Isso é fácil de entender.
A igreja é um lugar muito fácil (talvez o mais fácil) de se lavar dinheiro. Dinheiro que vem do tráfico, contrabando,roubo e os karaleo a 4 podem entrar pela porta da frente como "dizimo". E aí você só precisa de um pastor amigo de um político numa conta estrangeira ou em bitcoin pra fazer o resto. A polícia, coaf e os caramba a 4 não conseguem rastrear. Como rastrear dízimos?

Por isso que quando o Cunha caiu do cavalo, ele tinha milhões na conta. Sinceramente não sei como se resolveria esse problema. Txar Igrejas pode gerar um efeito colateral (como o @Cafetão Chinês mostrou, mas fiscalizar dízimos é uma tarefa quase impossível, e ficou ainda mais dificil quando as igrejas passaram a aceitar a maquinha de cartão de crédito).
 

Landstalker

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.599
Reações
27.546
Pontos
584
Ninguém em sã consciência vai fazer alusão à religião como sendo uma instituição religiosa. Os neopentecostais não são o cristianismo, mesmo quando eles dizem que seguem, apenas eles usam de uma representação para alcançar os seus próprios objetivos.

As outras igrejas evangélicas sérias com as suas congregações veem os neopentecostais como uma ameaça aos valores cristãos. Há sim igrejas sérias que conduzem o rito cristão com disciplina e sem essa comercialização, contudo, se tornam sufocadas ante às investidas do neopentecostalismo que assola à politica, a mídia e outros meios. As práticas desses novos movimentos, sua liderança e seu sistema de governo indicam um neopentecostalismo doentio que não se encaixam na sã doutrina apostólica.
 

Jhon titor

Bam-bam-bam
Mensagens
2.468
Reações
5.588
Pontos
303
Cadê os seus vídeos, amiguinho Ivo, parou?

Pois bem... ontem eu fui ver a dois documentários:

  • Democracia em Vertigem;
  • American Factory.
Resposta: Bolsonaro. Lula ainda consegue articular e conversar com o congresso e senado. Lula pode não ter a escolaridade formal como a formação acadêmica, mas nem de longe ele é burro.

3.. 2.. 1.. para os bolsonetes me chamar de petista.
Lula é uma piada cara. Ele só conseguia as coisas graças as articulaçõe$$$$. Tanto que agora tenta reorganizar a esquerda e falha miseravelmente. Bolsonaro, ainda que convenhamos que o governo dele não tá lá tão bom, está longe de ser ruim. Senão já teriam fritado ele num impeachmant, e a economia ta saindo, a poucos passos mas tá.

Não me arrisco a dizer que não há casos de corrupção. Mas é seguro falar que são volumes de dinheiro consideravelmente menores do que na era petista e PSDBista.
 

Landstalker

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.599
Reações
27.546
Pontos
584
Democracia em Vertigem é uma mentira contada como se fosse verdade. Um verdadeiro falseamento da história e uma vergonha absoluta pra quem tem um pingo de honestidade e bom senso. Só pra constar mesmo, ainda que nada tenha a ver com o tópico.
De fato esse é um assunto para um outro tópico. Alias, eu nem sei se alguém criou um tópico sobre esse doc.
 

Beren_

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.992
Reações
27.277
Pontos
553
Não por ser para igrejas ou o que for. Mas qualquer subsidio. Estou contra.
É sempre distribuição de renda e geralmente reversa. Vai tirar de pobres para pagar por, principalmente, as igrejas grandes que não precisam disso.
Vai ser o fiel pagando 2x pelas contas da igreja.1 no dizimo (ok, essa eh com concordância deles) e na segunda, sem opção de concordar ou não, no subsidio.
 

Ronin Ogun

Bam-bam-bam
Mensagens
9.170
Reações
6.889
Pontos
464
Isso é fácil de entender.
A igreja é um lugar muito fácil (talvez o mais fácil) de se lavar dinheiro. Dinheiro que vem do tráfico, contrabando,roubo e os karaleo a 4 podem entrar pela porta da frente como "dizimo". E aí você só precisa de um pastor amigo de um político numa conta estrangeira ou em bitcoin pra fazer o resto. A polícia, coaf e os caramba a 4 não conseguem rastrear. Como rastrear dízimos?

Por isso que quando o Cunha caiu do cavalo, ele tinha milhões na conta. Sinceramente não sei como se resolveria esse problema. Txar Igrejas pode gerar um efeito colateral (como o @Cafetão Chinês mostrou, mas fiscalizar dízimos é uma tarefa quase impossível, e ficou ainda mais dificil quando as igrejas passaram a aceitar a maquinha de cartão de crédito).
Teria que taxar a riqueza dos grandes pastores, mas aí a gente lembra que a riqueza deles provém dos pobres.
Como no Brasil o que impera é projeto de poder, e para se manter nele todo mundo faz o jogo dos evangélicos, fica muito difícil bater de frente com essa turminha da pesada. O que está posto está posto, é fato. Agora dar uma colher de chá tão grande pros caras é escancarar ainda mais a porteira. Muitos votaram no Biloriro por causa do Ipiranga, pelo liberalismo e tudo mais. Se essa bizarrice rolar, será um belo tapa na cara de muita gente...e como no Brasil a porrada ressoa, será nas nossas também (como se isso fosse novidade). Lembrem-se que quem dá a palavra final muitas vezes é o presidente, e essa figura aí é estadista de carteirinha que precisa de um liberal pra vender uma agenda. Deu certo!
 

Dark Texugo

Bam-bam-bam
Mensagens
2.199
Reações
2.468
Pontos
303
Dar a outra face seria como dar a cara à tapa. Não é pacifismo passivo, é honrar o que acredita.
Tipo, você não precisa tomar umas na cara sem ao menos saber o que está acontecendo. Até Jesus quando apanhou, perguntou porque estava apanhando.
Mas...pra nós que somos injustos "...não há um justo sequer..." o evangelho e´mais sobre perdoar do que qualquer outra coisa, é o mínimo eu diria, que um irmão deve fazer pelo outro.

"...ide e aprendei o que significa, misericórdia quero, não sacrifícios..."

Daí abre-se o escape para qualquer engano religioso pregador da morte. Espírito do anti cristo. Tanto é que até quem diz não ter fé nenhuma, sabe discernir luz de trevas. Porque muitos religiosos não o fazem?


Jesus foi misericordioso enquanto era executado, sendo que a ele foi dada toda a autoridade para julgar.

Porque toda autoridade? Pois é o único sem mácula, mas ainda assim ele abre mão da própria glória de estar acima de todos (pois é assim no reino, ninguém sobre ninguém) e toma o lugar de servo, o cordeiro que se oferece, vem a este mundo injusto, construído, administrado e mantido por nós, e sendo justo recebe em si o resultado de toda essa nossa construção animalesca.

Tanto que é executado pelos maiores poderes desse mundo, os que melhor nos representam, os que representam o homem natural, animal, que são os poderes (não por acaso hierárquicos já que mundanos) político e o religioso. Os poderes que se contrapõem a liberdade do reino de Deus, matam o próprio Deus, porque como está escrito, este mundo amou mais as trevas do que a luz.

"fazei pelo outro o que se quer pra si" começa em perdoar.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
23.303
Reações
51.494
Pontos
544
Tipo, você não precisa tomar umas na cara sem ao menos saber o que está acontecendo. Até Jesus quando apanhou, perguntou porque estava apanhando.
Mas...pra nós que somos injustos "...não há um justo sequer..." o evangelho e´mais sobre perdoar do que qualquer outra coisa, é o mínimo eu diria, que um irmão deve fazer pelo outro.

"...ide e aprendei o que significa, misericórdia quero, não sacrifícios..."

Daí abre-se o escape para qualquer engano religioso pregador da morte. Espírito do anti cristo. Tanto é que até quem diz não ter fé nenhuma, sabe discernir luz de trevas. Porque muitos religiosos não o fazem?


Jesus foi misericordioso enquanto era executado, sendo que a ele foi dada toda a autoridade para julgar.

Porque toda autoridade? Pois é o único sem mácula, mas ainda assim ele abre mão da própria glória de estar acima de todos (pois é assim no reino, ninguém sobre ninguém) e toma o lugar de servo, o cordeiro que se oferece, vem a este mundo injusto, construído, administrado e mantido por nós, e sendo justo recebe em si o resultado de toda essa nossa construção animalesca.

Tanto que é executado pelos maiores poderes desse mundo, os que melhor nos representam, os que representam o homem natural, animal, que são os poderes (não por acaso hierárquicos já que mundanos) político e o religioso. Os poderes que se contrapõem a liberdade do reino de Deus, matam o próprio Deus, porque como está escrito, este mundo amou mais as trevas do que a luz.

"fazei pelo outro o que se quer pra si" começa em perdoar.
Jesus ficou puto com os vendilhões do templo. Ele não foi um pacifista passivo o tempo todo não.
 

RoLukeSky

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.065
Reações
27.694
Pontos
553
Não por ser para igrejas ou o que for. Mas qualquer subsidio. Estou contra.
É sempre distribuição de renda e geralmente reversa. Vai tirar de pobres para pagar por, principalmente, as igrejas grandes que não precisam disso.
Vai ser o fiel pagando 2x pelas contas da igreja.1 no dizimo (ok, essa eh com concordância deles) e na segunda, sem opção de concordar ou não, no subsidio.
Finalmente uma luz.....
 
Topo