O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

[DOWNLOAD] Retroarch v1.7.6 (x64) Pré-Configurado, versão PC.

ppuspfc

Habitué da casa
Mensagens
744
Reações
183
Pontos
94
Estranho brother. Não posso dar certeza da causa, mas não recomendo atualizar o sistema desta forma. Ou você atualizar ele pelo Update interno ou baixe a última versão e substitua os arquivos presentes no pack do post inicial. Inclusive, se você atualizar os assets e certos arquivos configuração, vai desconfigurar o tema.
Posta ai como ficou!
É, pra ajudar confiei tanto que nem backup eu tinha feito...mas to desconfiado do último driver da Nvidia também....vou refazer o setup depois eu falo pra vocês

Valeu
 


okhulto

Supra-sumo
Mensagens
1.339
Reações
753
Pontos
184
Oi Okhulto. Vou tentar ajudar com os procedimentos que já tinha passado para outro colega do Fórum. Talvez ajude você e quem mais possa interessar. Se não me engano eu já upei esses arquivos que tu solicitou. De uma olhada no link pra download no post inicial. Qualquer coisa chama ai no Inbox do forum.
Pra que você consiga referenciar melhor as dicas a seguir, sugiro que dê uma olhada nesse video e continua com o procedimento do texto:


Bom, toda as informações necessárias tem na documentação do emulador na página da libretro: https://docs.libretro.com/library/px68k/
Antes, não podemos esquecer que o X68000 é um PC e não um console. Isso exige um pouco mais de paciência do usuário. O conceito é o mesmo de hoje em dia, onde os jogadores de PC precisam investir certo tempo, realizando configurações antes de poder sair jogando. Recomendo você ter um editor de textos mais avançado, como o notepad++.

1) ATUALIZE O CORE
Se já não o fez, baixe/atualize o Core e Database do PX68K. Obtenha previamente os arquivos de inicialização necessários:

\Retroarch\system\keropi\cgrom.dat
\Retroarch\system\keropi\iplrom.dat


Depois que você roda o emulador pela primeira vez, é criado na pasta keropi, um arquivo chamado config e talvez outro com o nome sram.dat. Ignore este último. Feche o Retroarch.

2) EDITE O ARQUIVO CONFIG:
Abra o arquivo config informado acima e procure a linha de diretório de roms e complete com a informação de acordo ao que você tem aí na sua máquina, seguindo este exemplo:
StartDir=E:\Roms\Sharp X68000
Salve o arquivo e feche-o.

OBS: Essa configuração é o que vai lhe permitir acessar os discos de rom pelo menu de troca do próprio Sharp X68000 (botão L2). Por alguma razão, essa opção não está funcionando. Em emuladores standalone eu sei que funciona. Talvez tenha sido desabilitado ou é um bug de desenvolvimento. Não tenho certeza se podemos ignorar o passo 2, por conta desse cenário, mas na dúvida, eu preferi não desprezá-lo. Vale lembrar que pra você visualizar seus discos pelo menu original do Sharp, suas roms precisam estar descompactadas.

3) CRIE SUAS PLAYLISTS m3u:
Creio que esta parte ficou clara no vídeo tutorial acima, então não vou entrar muito em detalhe. A única coisa diferente aí é que o autor do vídeo zipou os arquivos m3u junto com as roms, mas isso não funciona, pelo menos não funcionou comigo. Por isso, eu preferi deixar minhas roms apenas separados por pasta (sem compactação):


O nome que você dá pra as playlists m3u é indiferente. Mas pra elas funcionarem, o conteúdo delas precisam bater com os arquivos de rom, como na imagem abaixo:



O nome que você dá para as listas m3u são os que aparecerão na tela do Retroarch (playlist de sistema). Por uma questão de organização e qualidade no serviço, prefira usar os nomes das próprias roms.
Quando você for criar suas playlists pelo Menu Desktop, filtre a pesquisa pela extensão m3u. Assim você terá apenas um nome por jogo na sua playlist do Sharp X68000. Veja que eles não trazem a extensão m3u nos seus nomes:



CONFIGURE A TROCA DE DISCOS
Como a opção de troca de discos original do Sharp não está funcionando, você deverá fazer isso pelo menu de core do emulador, através da interface do Retroarch. Para isso, você já pode iniciar um jogo, seja através de uma playlist criada pelo Menu Desktop (recomendado) ou pelo navegador de arquivos do Retroarch.
Com o emulador em uso, você deve alterar a opção Swap Disks on Drive para FDD0. Se preferir pode fazer esta alteração editando o arquivo de configurações de Core que fica na pasta principal do sistema. Ao optar pela edição do arquivo, faça-a com o emulador fechado e, obviamente, se as linhas referentes ao PX68K já tenham sido criadas. Veja:



IMPORTANTE: Na hora de trocar os discos, você não deve remover os que trazem o nome SYSTEM. Estes precisam ficar conectados durante todo o tempo em que o game estiver rodando. Aqui um exemplo de jogo com esta característica:



Quando tudo estiver OK é só jogar e ser feliz.

RECOMENDAÇÃO: Salve as configurações de shader e overlay somente quando o game estiver totalmente jogável. Por alguma razão, o PXK68 não salva as alterações logo após iniciar os jogos. Você vai perceber que o momento é válido após ele fechar e reabrir a janela do jogo.

Bom, é isso!
Espero que ajude.
Obrigado vou tentar aqui, qualquer coisa eu peço ajuda.
 

ppuspfc

Habitué da casa
Mensagens
744
Reações
183
Pontos
94
Por fim, o problema era provavelmente o driver anterior da Nvidia. Apareceu uma nova atualização hoje e mesmo sem eu mexer nada na pasta do retroarch, voltou a funcionar normalmente.
 

Arlindo Orlando

Bam-bam-bam
Mensagens
6.702
Reações
3.458
Pontos
459
Por fim, o problema era provavelmente o driver anterior da Nvidia. Apareceu uma nova atualização hoje e mesmo sem eu mexer nada na pasta do retroarch, voltou a funcionar normalmente.
Hoje deu uma cagada louca no meu RetroArch. Reiniciei o computador e agora está de volta ao normal. Eu gosto muito do RetroArch, mas tá longe de ser o frontend mais estável do mundo. Bom... Já uso esse treco há 6 anos e digo: já esteve pior. A tendência é só melhorar.
 

Gregorygrinder

Veterano
Mensagens
418
Reações
872
Pontos
103
Imagina um pack lindo desses já pré configurado para android? Meu GPD iria ficar tão feliz! HAhuahuahuhua

Excelente trabalho, isso ajuda muito quem não manja tanto dos paranauê de configurações e tudo mais.
 

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Hoje deu uma cagada louca no meu RetroArch. Reiniciei o computador e agora está de volta ao normal. Eu gosto muito do RetroArch, mas tá longe de ser o frontend mais estável do mundo. Bom... Já uso esse treco há 6 anos e digo: já esteve pior. A tendência é só melhorar.
Eu nunca tive dor de cabeça :eek:

Mas sim, ja foi bem, BEM PIOR... hj em dia ta melzinho na chupeta!
 


Arlindo Orlando

Bam-bam-bam
Mensagens
6.702
Reações
3.458
Pontos
459
Eu nunca tive dor de cabeça :eek:

Mas sim, ja foi bem, BEM PIOR... hj em dia ta melzinho na chupeta!
Sim, está bem mais estável. Até estranhei essa cagada que deu. No máximo, o que costuma ocorrer é uma travada geral quando ocorre algum problema com algum core.

Lembra da época da Phoenix Gui? Aquilo ali era uma bagunça! E costumava dar erro atrás de erro. Depois veio a Retro Gui (RGui), que é feia, mas trouxe várias outras opções e introduziu algo muito bacana: invocar o menu do RetroArch dentro do jogo, sem precisar encerrá-lo. Hoje em dia, isso é padrão, mas na época (e até mesmo hoje em dia) não se tinha nenhum emulador (ou frontend) executando aquilo tão bem.
 

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Só eu ou mais alguém acharia foda se o pessoal do Retroarch fizessem uma GUI igual do NES/SNES/Famicom mini?

Se eu manjasse das put@ria eu juro que programa uma GUI assim..
 

MFA Games

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
26.242
Reações
35.652
Pontos
574
Queria muito usar um retroarch só, mas o maldito é bugado demais, PQP!!!! tu clica em salvar configurações por nucleo, aí voce carrega o outro núcleo e o que aparece? a porra do shader daquele nucleo anterior... aí não dá.... imagina se eu fizer configurações especificas por jogo? fodeu!

Fora que não consigo nem por um c***lho fazer ele reconhecer as pastas das roms... fica lá, uma hora escaneando jogo por jogo pra no final ou não importa nada ou importa meia duzia de jogos... Ratomanucu!
 

jeffren

Veterano
Mensagens
1.188
Reações
429
Pontos
144
Queria muito usar um retroarch só, mas o maldito é bugado demais, PQP!!!! tu clica em salvar configurações por nucleo, aí voce carrega o outro núcleo e o que aparece? a porra do shader daquele nucleo anterior... aí não dá.... imagina se eu fizer configurações especificas por jogo? fodeu!

Fora que não consigo nem por um c***lho fazer ele reconhecer as pastas das roms... fica lá, uma hora escaneando jogo por jogo pra no final ou não importa nada ou importa meia duzia de jogos... Ratomanucu!
Saga, eu tive alguns problemas com o Retroarch puro. Alguns eu consegui resolver, outros não. No final, o LaunchBox é o que me salvou de alguns perrengues.
Para playslist de console/portátil não há o que reclamar, o Retroarch dá conta certinho. O problema é com jogos arcade. Ele simplesmente não consegue criar uma playlist única e algumas vezes consegue me trazer umas quatro de uma vez, cada uma para uma versão diferente do Mame e FinalBurn...

Aí, você tenta iniciar um game das playlists "extras", que o Retroarch cria e ele pode ou não funcionar, e quando funciona muitas vezes falha o som, sendo que a rom em si não tem problema algum. Tem playlist que vem com jogos duplicados ou simplesmente várias vezes um único jogo em uma playlist. Aí pra tirar a prova, ao editar a playlist com um editor de textos, você vê que não tem nada daquilo lá que é exibido na tela.

Já fiz um teste, colocando apenas alguns jogos na pasta e ele scaneia bem, mas quando a quantidade de game aumenta, ele fica louco e começa a fazer as cagadas. Coloquei inclusive, somente o game que ele repete trocentas vezes na lista em uma pasta separada, ele cria a playlist sem problema algum, mas ao colocar esse mesmo game junto com mais algumas outras roms, ele já faz uma bagunça dos diabos e sai bugando tudo. Não descobri a causa, mas parece que não há critério algum aí, fica tudo muito complicado de rastreiar.

O maior problema é que não tem como criar uma playlist arcade "eficiente" para o Retroarch, sem usar o scan do próprio sistema. Qualquer outro método fica inviável, pois precisamos dos nomes completos dos jogos pra nos orientar, até mesmo pra não deixar aquele visual tosco na lista, com todos aqueles nomes de roms codificados.

Nessa questão de organização o LaunchBox é excelente. Sua base de dados não vai lhe atormentar, sendo que você nem precisa criar playlists se não quiser. Você simplesmente adiciona os jogos, informando a versão correta do Core compatível com suas roms, já é suficiente para ter tudo funcionando direitinho.
Mesmo se você não for utilizar a versão paga (BigBox) do LauchBox, ele pode te livrar de todos esses problemas irritantes com playlists Arcade do Retroarch.

Sobre as configurações por núcleo, eu citei esse problema nas informações do post inicial, e parece que há realmente um bug bizarro do Retroarch.
Não há problema algum em salvar configurações por game. Mas o Retroarch buga tudo quando você tenta usar essas mesmas configurações em outro game, com a finalidade de ganhar tempo. O maldito simplesmente sai do jogo e volta pro launcher todo desconfigurado e, sempre que você tentar carregar o mesmo jogo novamente, ele vai bugar o launcher. Pra corrigir, só mesmo apagando o arquivo que você criou para aquele game em específico.

Para evitar transtornos, a recomendação é: NUNCA realizar alteração global, quando há jogo carregado. Defina primeiramente tudo o que precisa apenas no launcher. Depois, carregue um game e faça os ajustes desejados, podendo escolher se vai salvar para o diretório de roms ou para o game em específico. Só recomendo salvar configurações por Core, se o núcleo em questão não for do tipo multi-sistemas ou, se for o caso, quando não pretendes utilizá-lo para nenhum outro sistema. Em todo o caso, salvar configurações por diretório acaba diminuindo os riscos, desde que suas roms estejam devidamente organizadas por diretório.
 
Ultima Edição:

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Retroarch "Puro" é meio tenso ainda. Antes eu usava um arquivo de configuração pra cada sistema e chamava junto com o core no ES... hj em dia com esse negocio dele salvar "por diretorio" melhorou um pouco. O segredo é vc abrir o retroarch PURO, sem carregar nenhum core e fazer as configurações basicas pra ele salvar no retroarch.conf (q seria as globais) ai vc carrega core por core, abre o jogo e configura e manda salvar por diretorio, ai cada rom q carregar dentro do diretorio especifico vai subir com a msma configuração. Shadrs são salvos a parte, só pra lembrar!
 

SKT Leonhart

Bam-bam-bam
Mensagens
1.118
Reações
1.372
Pontos
203
Retroarch "Puro" é meio tenso ainda. Antes eu usava um arquivo de configuração pra cada sistema e chamava junto com o core no ES... hj em dia com esse negocio dele salvar "por diretorio" melhorou um pouco. O segredo é vc abrir o retroarch PURO, sem carregar nenhum core e fazer as configurações basicas pra ele salvar no retroarch.conf (q seria as globais) ai vc carrega core por core, abre o jogo e configura e manda salvar por diretorio, ai cada rom q carregar dentro do diretorio especifico vai subir com a msma configuração. Shadrs são salvos a parte, só pra lembrar!
Tu usa o update database, update assets e etc quando abre um retroarch do 0?
Não sei se é útil
 

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Olha faz tem mesmo q não uso um do "zero". Sempre q sai atualização nova apenas substituio os arquivos na pasta dele. Mas é bom manter td atualizado...
 

Arlindo Orlando

Bam-bam-bam
Mensagens
6.702
Reações
3.458
Pontos
459
Olha faz tem mesmo q não uso um do "zero". Sempre q sai atualização nova apenas substituio os arquivos na pasta dele. Mas é bom manter td atualizado...
Aqui é menos complicado. Utilizo Linux, então o RetroArch atualiza automaticamente, só com as mudanças da nova atualização mesmo. Todavia, concordo contigo: o procedimento inicial é sempre pegar uma instalação limpa do RetroArch e salvar as configurações globais pra se ter como base. Depois, o usuário vai fazendo as configurações finas conforme ele for jogando. Infelizmente, é necessário experiência pra isso e, pra se ter experiência, é necessário fazer muita cagada antes.

Seja como for, se a pessoa não for fazer nenhuma configuração mirabolante, sempre dá pra mudar as configurações globais a qualquer momento, bastando fechar qualquer conteúdo ou core, para não haver chance de incompatibilidades.
 

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Aqui é menos complicado. Utilizo Linux, então o RetroArch atualiza automaticamente, só com as mudanças da nova atualização mesmo. Todavia, concordo contigo: o procedimento inicial é sempre pegar uma instalação limpa do RetroArch e salvar as configurações globais pra se ter como base. Depois, o usuário vai fazendo as configurações finas conforme ele for jogando. Infelizmente, é necessário experiência pra isso e, pra se ter experiência, é necessário fazer muita cagada antes.

Seja como for, se a pessoa não for fazer nenhuma configuração mirabolante, sempre dá pra mudar as configurações globais a qualquer momento, bastando fechar qualquer conteúdo ou core, para não haver chance de incompatibilidades.
É isso ai... Retroarch é tentativa e erro mesmo. Depois que se pega o jeito, como qualquer programa vais descobrindo os macetes e pegando as manhas...
 

BispoSnake

Bam-bam-bam
GOLD
Mensagens
3.126
Reações
4.733
Pontos
304
Retroarch "Puro" é meio tenso ainda. Antes eu usava um arquivo de configuração pra cada sistema e chamava junto com o core no ES... hj em dia com esse negocio dele salvar "por diretorio" melhorou um pouco. O segredo é vc abrir o retroarch PURO, sem carregar nenhum core e fazer as configurações basicas pra ele salvar no retroarch.conf (q seria as globais) ai vc carrega core por core, abre o jogo e configura e manda salvar por diretorio, ai cada rom q carregar dentro do diretorio especifico vai subir com a msma configuração. Shadrs são salvos a parte, só pra lembrar!
Baita explicação, valeu.

Shader é por Core? Não tem como deixar global?

Enviado de meu Mi A2 Lite usando o Tapatalk
 

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Baita explicação, valeu.

Shader é por Core? Não tem como deixar global?

Enviado de meu Mi A2 Lite usando o Tapatalk
Eu acho q não. Até pq tem shaders q fica melhor ou pior dependendo do emulador (core). E se eu não me engano a opção de shaders só habilita qnd está com um core carregado
 

M3troid

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
9.980
Reações
19.717
Pontos
553
Rapaz sei que é pra PC, mas dá pra migrar esses configurações pra versão Android?

Enviado de meu Redmi 4X usando o Tapatalk
Mesmo que seja possível, o aparelho deve ter root pra acessar as patas que ficam ocultas bem lá no fundo do toba do android.
 

SKT Leonhart

Bam-bam-bam
Mensagens
1.118
Reações
1.372
Pontos
203
Baita explicação, valeu.

Shader é por Core? Não tem como deixar global?

Enviado de meu Mi A2 Lite usando o Tapatalk
Sim, é global.
Só que se tu der um ''save preset for this core'', a config buga como sempre e tem que botar shader em todos.
Mas por padrão, é global sim
 

RichterBelmont26

Habitué da casa
Mensagens
398
Reações
250
Pontos
88
Decidi transformar o smartphone num portátil. Enquanto não compro um controle apropriado. Qual overlay de controle recomendam? Os padroes do retroarch sobrepoem demais o jogo, sendo q sempre tem espaço de sobra na lateral já q a tela do telefone eh um pouco maior q 16:9 na horizontal...
 

danmgs

Ser evoluído
Mensagens
94
Reações
10
Pontos
19
tenho um notebook amd a6 quad core 3420m com radeon hd grafics, ram 8gb, 64bits

testei todos os cores de playstation 1 e esta muito lento

vcs acham q atualizando o retroarch melhora?

ou eu deleto esse do tópico e baixo diretamente pelo site oficial?
 

ppuspfc

Habitué da casa
Mensagens
744
Reações
183
Pontos
94
Pessoal,

Gostaria de apresentar à vocês meu projeto, que chamei de Retroarch Panel. É um site local que lê os arquivos gamelist.xml e exibe todos os jogos num único grid, além de permitir exportar para Excel.


Abraço
 

Arlindo Orlando

Bam-bam-bam
Mensagens
6.702
Reações
3.458
Pontos
459
Pessoal,

Gostaria de apresentar à vocês meu projeto, que chamei de Retroarch Panel. É um site local que lê os arquivos gamelist.xml e exibe todos os jogos num único grid, além de permitir exportar para Excel.


Abraço
Parabéns pela iniciativa! O projeto é muito interessante, gostei bastante! Só não testo porque não uso Windows. No entanto, se você me permite, gostaria de dar uma sugestão, como usuário de RetroArch no Raspberry Pi: olhei seu roadmap e verifiquei que há a pretensão de introduz um scraper; embora a ideia de fazer isso pelo PC seja boa (até porque, atualmente, o scraper do Recalbox está quebrado), já existem ótimas alternativas como o Skraper; assim sendo, sugiro uma mudança de prioridades, pois penso ser mais interessante a possibilidade de alterar minha gamelist através de uma interface melhor.

Melhor explicando, seria legal eu poder pesquisar minha gamelist através do Retroarch Panel e, com o clique de um botão, excluir determinado jogo, alterar alguma informação dele ou linkar alguma imagem a ele (utilizando tanto opção de caminho relativo, quanto absoluto). Obviamente, posso editar diretamente o xml, mas o diferencial seria fazer isso com uma interface agradável e com a possibilidade de pesquisar, filtrar e ordenar. Operações em batch também seriam uma boa.

Sugiro isso porque existe uma quantidade considerável de scrapers, mas nenhum te permite alterar manualmente a gamelist. No máximo, você define regras que serão aplicadas automaticamente, mas, se você mudar de ideia ou quiser alterar uma pequena quantidade de jogos, terá de realizar o scrape desde o início.
 

lakota

Bam-bam-bam
Mensagens
1.006
Reações
1.177
Pontos
203
Então galera, instalei o batocera e o emulador do playstation e n64 tem um bug estranho, depois de 5 minutos jogando fica uma m**** de tão lento, nao importa o jogo, 2d ou 3d, fica lento pra caramba, isso não acontece nesses mesmos emuladores no windows, que da pra jogar por horas sem dar lag ou slowdown, isso acontece tbm na iso do lakka, começa bem, mas em 5 min, fica uma m****, oque pode ser?

NOTEBOOK dual core 1.4 com 2 giga de ram, video é intel 965
 

zOi-br

Bam-bam-bam
Mensagens
4.562
Reações
3.652
Pontos
294
Ninguém jogando online no retroarch?


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

ppuspfc

Habitué da casa
Mensagens
744
Reações
183
Pontos
94
Parabéns pela iniciativa! O projeto é muito interessante, gostei bastante! Só não testo porque não uso Windows. No entanto, se você me permite, gostaria de dar uma sugestão, como usuário de RetroArch no Raspberry Pi: olhei seu roadmap e verifiquei que há a pretensão de introduz um scraper; embora a ideia de fazer isso pelo PC seja boa (até porque, atualmente, o scraper do Recalbox está quebrado), já existem ótimas alternativas como o Skraper; assim sendo, sugiro uma mudança de prioridades, pois penso ser mais interessante a possibilidade de alterar minha gamelist através de uma interface melhor.

Melhor explicando, seria legal eu poder pesquisar minha gamelist através do Retroarch Panel e, com o clique de um botão, excluir determinado jogo, alterar alguma informação dele ou linkar alguma imagem a ele (utilizando tanto opção de caminho relativo, quanto absoluto). Obviamente, posso editar diretamente o xml, mas o diferencial seria fazer isso com uma interface agradável e com a possibilidade de pesquisar, filtrar e ordenar. Operações em batch também seriam uma boa.

Sugiro isso porque existe uma quantidade considerável de scrapers, mas nenhum te permite alterar manualmente a gamelist. No máximo, você define regras que serão aplicadas automaticamente, mas, se você mudar de ideia ou quiser alterar uma pequena quantidade de jogos, terá de realizar o scrape desde o início.
Muito obrigado meu amigo e agradeço muito também as sugestões. Concordo contigo que scraper já temos vários...algo mais parecido com o que você pensou deve ser mais negócio mesmo. Eu inclui lá no roadmap te citando com link para esse post!

O projeto foi feito em dotnet core, ou seja, é possível que roda também em Linux e MacOS embora eu nunca tenha testado. Só seria necessário se atentar para a permissão da pasta, que no Windows eu resolvi mapeando a unidade de rede.



Abraço
 

Arlindo Orlando

Bam-bam-bam
Mensagens
6.702
Reações
3.458
Pontos
459
Muito obrigado meu amigo e agradeço muito também as sugestões. Concordo contigo que scraper já temos vários...algo mais parecido com o que você pensou deve ser mais negócio mesmo. Eu inclui lá no roadmap te citando com link para esse post!

O projeto foi feito em dotnet core, ou seja, é possível que roda também em Linux e MacOS embora eu nunca tenha testado. Só seria necessário se atentar para a permissão da pasta, que no Windows eu resolvi mapeando a unidade de rede.



Abraço
Vai fundo que o projeto tem futuro! Meu feedback é bem modesto comparado aos de usuários avançados. Se quiseres, compartilha isso nos fóruns do RetroPie e Recalbox. Eles têm uma seção exclusiva só para projetos da comunidade. Como todo bom projeto, vai com calma, pra você não ficar saturado ou esgotado. É melhor avançar aos poucos, sem que você perca gosto pela coisa. Conforme teu projeto for crescendo, pode ser que mais pessoas surjam pra te ajudar com código, daí fica algo bem mais comunitário.

Qualquer coisa, estamos aí!
 

ppuspfc

Habitué da casa
Mensagens
744
Reações
183
Pontos
94
Vai fundo que o projeto tem futuro! Meu feedback é bem modesto comparado aos de usuários avançados. Se quiseres, compartilha isso nos fóruns do RetroPie e Recalbox. Eles têm uma seção exclusiva só para projetos da comunidade. Como todo bom projeto, vai com calma, pra você não ficar saturado ou esgotado. É melhor avançar aos poucos, sem que você perca gosto pela coisa. Conforme teu projeto for crescendo, pode ser que mais pessoas surjam pra te ajudar com código, daí fica algo bem mais comunitário.

Qualquer coisa, estamos aí!
É exatamente essa a ideia...eu criei esse projeto pra me motivar a estudar mais programação também, então pretendo trabalhar bastante nele ainda. Eu já postei nos foruns do Recalbox e do Retropie, além do Reddit. Vamos ver se rola um apoio legal. No meu site já foram mais de 110 acessos.

Valeu pela força
 

shinwagner

Ser evoluído
Mensagens
4
Reações
1
Pontos
23
Muito obrigado Jeffren muito obrigado mesmo eu já estava ficando doido aqui com os shaders do retroarch ... valeu tamo junto !
 

LeoBokao

Novato
Mensagens
11
Reações
1
Pontos
13
Excelente post!!!

Antes de ler eu tinha algumas duvidas, agora tenho milhares ...kkkk Brincadeira a parte, instalei várias versões do Retroarch e não consegui rodar os jogos bem, me recomendam ficar nessa disponibilizada (7.6) ou passar para atual (7.7).

Tenho um notebook Acer i5 4200U 1,6Ghz, 4GB Ram, Intel Graphics 4400, seria melhor instalar emuladores individuais ou o Retroarch roda de boa?
 

jeffren

Veterano
Mensagens
1.188
Reações
429
Pontos
144
Excelente post!!!

Antes de ler eu tinha algumas duvidas, agora tenho milhares ...kkkk Brincadeira a parte, instalei várias versões do Retroarch e não consegui rodar os jogos bem, me recomendam ficar nessa disponibilizada (7.6) ou passar para atual (7.7).

Tenho um notebook Acer i5 4200U 1,6Ghz, 4GB Ram, Intel Graphics 4400, seria melhor instalar emuladores individuais ou o Retroarch roda de boa?
Oi Leo!
Desculpe a demora na resposta. Vi que você deixou mensagem no privado também, então vou responder por aqui, OK?

Bom, sejam emuladores a parte ou mesmo o Retroarch, você conseguiria jogar numa boa. Meu irmão também teve problemas pra rodar esse pack no notebook dele. Possivelmente existe algum requisito que notebooks mais básicos pode não atender, o que não parece ser o seu caso. Recomendo pesquisar se seu note possui todos os requisitos necessários para uma boa emulação. Eu creio que as maiores causas de falhas sejam relacionados ao dispositivo de video. Normalmente em placas de video offborad a compatibilidade costuma ser maior.

Tenho quase certeza que, se você baixar uma versão limpa direto do site do Retroarch, vai conseguir rodar de boa. Basta seguir as dicas que deixei nos spoilers e chegará numa configuração ideal pra você. Infelizmente, packs prontos trazs esse risco de não funcionar, mas não desista antes de testar outras possibilidades.

Sobre a versão 1.77 do Retroarch, ainda não a testei. Meus maiores problemas eram com a geração de playlist arcade e como solucionei isso com o frontend, adicional, não precisei mais mexer com os updades do Retroarch.

Poste aí as suas dúvidas que, na medida do possível, tentaremos ajudar.
Até logo!
 
Ultima Edição:
Topo Fundo