O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Homem passa quatro dias na cadeia em Novo Hamburgo após denúncia falsa da filha, diz polícia

Denrock

Bam-bam-bam
Mensagens
9.611
Reações
49.466
Pontos
384
eu nunca me esqueço do caso do pai que ficou UM ANO na cadeia porque a desgraçada vagabunda da ex-esposa obrigava os filhos pequenos a inventar que o pai estuprava eles, só pra ficar com tudo do pai e ir morar com a namorada lésbica dela (que tambem incentivou ela a cometer esse crime).

o processo todo durou 15 anos, com os próprios filho e filha (já mais velhos) lutando para inocentar o pai.

Justiça de SP manda soltar homem que foi condenado injustamente por abusar sexualmente dos filhos
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/justica-de-sp-manda-soltar-homem-que-foi-condenado-injustamente-por-abusar-sexualmente-dos-filhos.ghtml


aqui uma matéria do ano passado sobre o caso pra quem não conhece ou lembra:


.
 


Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Então, o que o Aos Fatos desmente é outra porcentagem, não citada por mim, e referente mais à casos de abusos infantis do que estupros em geral.
O grande problema seu, é que você quer que os dados que eu supostamente acredito sejam só especulação, enquanto quer que os dados que você acredita, embora sejam especulação, sejam tratados como verdadeiros por apelo à emoção e coisas do tipo.

Quem tá fechando os olhos e abrindo mão do ceticismo não sou eu. Você quer acreditar que só 15% dos casos de estupro são denunciados.
VOCÊ SEQUER LEU A NOTÍCIA.

Praticamente todos os investigadores concordam que um pouquíssimo número de mulheres denunciam casos de violência sexual, mas você, Spike Spiegal, é quem está certo, enquanto praticamente todos os investigadores, inclusives delegadas estão erradas.

Mas também você, Spike Spiegal, acredita com todas as forças que a afirmação da delegada está correta.

E quem está fechando os olhos sou eu?
 

Bug_Secular

Bam-bam-bam
Mensagens
2.946
Reações
4.228
Pontos
303
Acredito que o cara só poderia ser preso se fosse realmente culpado. Imagine um inocente acusado por estupro numa cadeia? O que ele sofreria lá? Infelizmente não se deve confiar apenas pelas palavras... tem gente que usa a lei pra fazer o mal.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Menor não é, ela tem esses números. Dos que são denunciados, 60% dos que se descobrem são falsos. Isso é fato.

Se tem muitos casos que não são denunciados, com certeza. Principalmente de maridos, e da família.

Mas que é fato que no mínimo 60% dos homens denunciados que vão pra cadeia, são falsos. E isso não é pouca quantidade.

Veja bem, o tópico só alerta que basta uma mulher te olhar torto por qualquer motivo, você pode ir pra cadeia virar mulherzinha dos presos. Essa é a lei, basta a palavra.
Eu sinceramente não acho que o número seja esse, mas é muito próximo desse, o que é algo que merece punição. O que eu não concordo são duas coisas: a) Se preocupar mais com esse tipo de crime do que o estupro em si. b) Levar esse número como fato e outros que também são obtidos por investigação não.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Sério mesmo que você está citando este site como fonte?

Além de tudo, releia este trecho do link que citou, por favor:

"A ideia tomou tração por se basear em estatísticas segundo as quais 80% das denúncias de estupro são falsas. Ao citar o número, o proponente disse se basear em "uma notícia", sem entrar em detalhes."

Esse site do seu link, não está falando sobre os 60% de denúncias falsas que a delegada citou. Ela pode verificar, não se trata de suposição.

Você compreende o significado de estatística?

Segundo sua lógica, posso afirmar que para cada mulher que confessa ter feito falsa acusação, outras três deixam o inocente na cadeia, ou outras dez, ou outras mil, baseado no "porque sim".
Da mesma forma que a delegada que disse que 90% não denunciam também conseguiu através de uma investigação. Eu não estou alegando que esse número está errado, mas não pode considerar um e deixar de considerar outro. E a sua última frase eu não entendi.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Aqui tem um dado do 9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.
"Segundo dados do 9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2014, 47.600 pessoas foram estupradas no Brasil. A cada 11 minutos alguém sofreu esse tipo de violência no país. Esse número pode ser ainda maior, pois a pesquisa só consegue levar em conta os casos que foram registrados em boletins de ocorrência – estimados em apenas 35% do montante real. Estamos falando de outros 65% que nem sequer entram nas estatísticas."
https://epoca.globo.com/tempo/noticia/2016/05/apenas-35-dos-casos-de-estupro-no-brasil-sao-notificados.html

Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Mas tem user da Outer Space que sabe mais.
 


Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
Ou que seja bem menor, ainda mais tendo em visto que o número de mulheres que denunciam é baixíssimo.
Você deve estar zoando, não pode ser.

Você sabe o que é porcentagem? São 60 por cento de acusações falsas, independente do número total de acusações.

Se fosse como você diz, a Venezuela seria considerada menos violenta do que o Brasil, já que o número total de homicídios por ano lá é menor do que no Brasil.

Não é assim.


Da mesma forma que a delegada que disse que 90% não denunciam também conseguiu através de uma investigação. Eu não estou alegando que esse número está errado, mas não pode considerar um e deixar de considerar outro. E a sua última frase eu não entendi.
Me explique, por favor, como é que se chega a conclusão de que somente um décimo de mulheres denunciam?

Não tem como apresentar um número deste como fato.

Vou tentar explicar: A delegada afirmou que 60 por cento das acusações são falsas. Isso é um fato. Pois ela pode verificar que para cada 100 acusações, 60 foram falsas, pois as mulheres confessaram ou a polícia descobriu.

Agora, se esta mesma delegada afirmar que, por exemplo, somente 10 por cento de mulheres denunciam estupros, isso não pode ser verificado, como é que ela iria chegar nesse número? Sequer dá para saber o número total de estupros, pois supõe-se que existam muitas mulheres que nunca denunciam, e nos casos que denunciam tardiamente, não é possível coletar provas, fazer exame médico. Nesse caso só existe depoimento, e isso não deveria ser o bastante para prender alguém.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Você sabe o que é porcentagem? São 60 por cento de acusações falsas, independente do número total de acusações.
????????????

??????????????????????

???????????

????????????????????

Então só pra eu entender, mesmo considerando casos onde não há acusação, é possível determinar o número de acusações que são falsas, mesmo não havendo acusação?

Mind blow total

Me explique, por favor, como é que se chega a conclusão de que somente um décimo de mulheres denunciam?

Não tem como apresentar um número deste como fato.

Vou tentar explicar: A delegada afirmou que 60 por cento das acusações são falsas. Isso é um fato. Pois ela pode verificar que para cada 100 acusações, 60 foram falsas, pois as mulheres confessaram ou a polícia descobriu.

Agora, se esta mesma delegada afirmar que, por exemplo, somente 10 por cento de mulheres denunciam estupros, isso não pode ser verificado, como é que ela iria chegar nesse número? Sequer dá para saber o número total de estupros, pois supõe-se que existam muitas mulheres que nunca denunciam, e nos casos que denunciam tardiamente, não é possível coletar provas, fazer exame médico. Nesse caso só existe depoimento, e isso não deveria ser o bastante para prender alguém.
Cara, deixa eu te perguntar, você acha que esse número de 60% que a delegada disse, ela conseguiu como? Olhando para as estrelas?

Esse número foi obtido através de investigações policiais.

E adivinha como a delegada que disse que apenas 10% denunciam chegou a esse número?

Por investigações policiais!!! :OOOOO

Você tá conseguindo ir ainda mais além ainda que o outro cara.

Isso é tudo pra não admitir que é muito mais grave o fato dos estupros do que o fato das falsas acusações de estupro?
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
A conclusão que eu consigo chegar é que apenas essa delegada da notícia é confiável, todas as outras delegadas e qualquer outro investigador não.

Machismo não tá impregnado na sociedade não, imagina.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
????????????

??????????????????????

???????????

????????????????????

Então só pra eu entender, mesmo considerando casos onde não há acusação, é possível determinar o número de acusações que são falsas, mesmo não havendo acusação?

Mind blow total



Cara, deixa eu te perguntar, você acha que esse número de 60% que a delegada disse, ela conseguiu como? Olhando para as estrelas?

Esse número foi obtido através de investigações policiais.

E adivinha como a delegada que disse que apenas 10% denunciam chegou a esse número?

Por investigações policiais!!! :OOOOO

Você tá conseguindo ir ainda mais além ainda que o outro cara.

Isso é tudo pra não admitir que é muito mais grave o fato dos estupros do que o fato das falsas acusações de estupro?

Só pode ser troll.

Quem está falando de acusações não feitas aqui é você.

A delegada afirmou que 60 por cento dos casos DENUNCIADOS são falsos.

E não se trata somente da delegacia em que ela trabalha, obviamente foi feita uma investigação, baseada em NÚMEROS REAIS, e isso ela pode comprovar, pois as acusações são feitas através de boletins de ocorrência, que ficam arquivados no país todo, e estão lá para comprovar o que ela disse.

Me diz por favor, como se chega a um número exato de denúncias não feitas? Esses números de que não sei quantos por cento deixam de registrar BO são suposições que não podem ser comprovadas. A não ser que eles adivinhassem quantos estupros ocorreram no país.
 

The Kong

Cruz Bala Trevoso
VIP
Mensagens
21.163
Reações
88.739
Pontos
584
"É bem temerário, me preocupa esse tipo de denúncia falsa, que desacredita as vítimas que realmente precisam de ajuda, banalizando as leis e ironizando a própria justiça"
Mais uma das muitas conquistas do feminismo.

Parabéns suas retardadas... os estupradores agradecem
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.657
Reações
36.142
Pontos
984
"mas mas é minoria"

"culpado até q se prove o contrário"


isso meus amigos.. são homens falando pra piorar. Esses sim são cucks do caralho mesmo. PQP. Isso aí oh exemplo máximo de mangina. Falam isso pq nem podem ser culpados pq nem as mulheres o enxergam como homens mais.

e antes de falarem abobrinha. Ta culpado e cometeu o crime mesmo? prisão perpétua, pirocada na cadeia, sem chance de ressocializar. Fim de papo.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Só pode ser troll.

Quem está falando de acusações não feitas aqui é você.

A delegada afirmou que 60 por cento dos casos DENUNCIADOS são falsos.

E não se trata somente da delegacia em que ela trabalha, obviamente foi feita uma investigação, baseada em NÚMEROS REAIS, e isso ela pode comprovar, pois as acusações são feitas através de boletins de ocorrência, que ficam arquivados no país todo, e estão lá para comprovar o que ela disse.

Me diz por favor, como se chega a um número exato de denúncias não feitas? Esses números de que não sei quantos por cento deixam de registrar BO são suposições que não podem ser comprovadas. A não ser que eles adivinhassem quantos estupros ocorreram no país.
Novamente, se ela chegou a esse número, foi por investigações. Se a delegada que eu mencionei chegou naqueles números, também foi por investigações. Não dá pra você considerar um e o outro não.

E novamente, segundo praticamente todas as investigações e estatísticas, o número de mulheres que denunciam abuso sexual é baixíssimo. Isso é algo consensual na área de segurança. Se você pesquisar no google, vai ver que a maioria das estatísticas varia entre 10% e 15%.

O que eu acho mais interessante, como eu disse antes, é que ninguém aqui julgou a veracidade ou método utilizado pela delegada, como por exemplo o fato dela ter especificado que esses números se referem apenas a denúncias anônimas. Mas todas as outras informações referentes a casos de estupro são duvidosas, mesmo que seja algo consensual em toda a área de segurança.
 
Ultima Edição:

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
"culpado até q se prove o contrário"
Desculpa perguntar, mas é que eu acompanhei o tópico inteiro, e não vi ninguém dizendo isso. Teve alguém que disse isso?

Ta culpado e cometeu o crime mesmo? prisão perpétua, pirocada na cadeia, sem chance de ressocializar. Fim de papo.
Exato. E a mulher que faz denúncia falsa também tem que pagar.
 
Ultima Edição:

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.607
Reações
46.826
Pontos
544
VOCÊ SEQUER LEU A NOTÍCIA.

Praticamente todos os investigadores concordam que um pouquíssimo número de mulheres denunciam casos de violência sexual, mas você, Spike Spiegal, é quem está certo, enquanto praticamente todos os investigadores, inclusives delegadas estão erradas.

Mas também você, Spike Spiegal, acredita com todas as forças que a afirmação da delegada está correta.

E quem está fechando os olhos sou eu?
Eu não acredito com todas as forças. Só dou um pouco de credibilidade, agora, é possível que algo a refute futuramente e eu tenha que mudar minha opinião.
E sim, eu li a notícia. Você não pode dizer que eu não li, porque li sim.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Eu não acredito com todas as forças. Só dou um pouco de credibilidade, agora, é possível que algo a refute futuramente e eu tenha que mudar minha opinião.
E sim, eu li a notícia. Você não pode dizer que eu não li, porque li sim.
Verdade bro, no fim só temos opiniões diferentes. Por mim a discussão tá encerrada, não aguento mais haha.
 

Diógenes Laércio

Bam-bam-bam
Mensagens
5.692
Reações
9.068
Pontos
353
Entre as denúncias anônimas repassadas à Delegacia da Mulher, chega a 60% o número de relatos falsos, conforme Raquel.
Mesmo com a comprovação posterior de que o homem não tinha cometido crime, a delegada enfatiza que a equipe de plantão agiu certo. Isso porque a palavra da vítima, em casos de abuso, é considerada a principal prova.
Agora perguntem se a Fátima Bernardes vai chamar essa delegada para fazer uma entrevista com ela em seu programa de televisão?
Há!
Fiquem assentados esperando, senhores.
Eu não defendo a ideia de que não existam acusações sinceras, fidedignas e reais.
É claro que elas existem.
Mas existe um outro lado sim. E ele é bastante considerável e importante.
Não é só uma coisa de casos isolados e raros.
E esse lado precisa ser considerado.
Ele deveria ser mais discutido em público.
 

The Watcher

Bam-bam-bam
Mensagens
9.661
Reações
2.479
Pontos
444
É um absurdo grotesco como a prisão ocorreu, tendo em vista que:

1-O pai compareceu quando intimado para depor;
2-O depoimento dele foi coerente, conforme a própria delegada admitiu;
3-Ele nem conhecia a filha antes, demonstrando diferenças gritantes nas duas versões, o que gera dúvida razoável e impede a prisão, ao menos em um primeiro momento;
4-A filha fugiu quando iria passar pelo exame para verificar abuso, o que demonstra atitude duvidosa e que indica necessidade de cautela por parte da autoridade policial;
5-As celas estavam superlotadas, gerando maior risco à integridade do pai;
6-Os outros presos sabiam do motivo da prisão do pai, outro absurdo, já que algum policial deixou a informação vazar.

Ou seja, um belo retrato da polícia civil e do sistema de justiça e prisional do país.


(prende-se antes e se pergunta depois)

Espero que a filha seja processada devidamente pelo que fez e que mudem as leis no que se trata de prisão de alguém com base apenas em depoimentos da suposta vítima, tendo em vista que crimes sexuais quase sempre deixam marcas.


flagrante
adjetivo de dois gêneros
  1. 1.
    visto ou registrado no próprio momento da realização.
    "f. delito"
  2. 2.
    que não pode ser contestado; evidente, manifesto, incontestável.
É, uma bagaça que está errada 60% das vezes é realmente evidente e incontestável...

semanticamente, o raciocínio dele estava correto. juridicamente, não.

Acredito que o estupro, nesse caso, seja crime permanente, mas não tenho certeza. Se for esse o caso, a flagrância pode ocorrer a qualquer momento enquanto perdurar o hábito de violência.

De qualquer forma, a meu ver a prisão em flagrante foi desnecessária, haja vista que existem alguns requisitos que devem ser preenchidos para tanto e que não foram.


Menor não é, ela tem esses números. Dos que são denunciados, 60% dos que se descobrem são falsos. Isso é fato.

Se tem muitos casos que não são denunciados, com certeza. Principalmente de maridos, e da família.

Mas que é fato que no mínimo 60% dos homens denunciados que vão pra cadeia, são falsos. E isso não é pouca quantidade.

Veja bem, o tópico só alerta que basta uma mulher te olhar torto por qualquer motivo, você pode ir pra cadeia virar mulherzinha dos presos. Essa é a lei, basta a palavra.
Isso não é fato, apenas uma alegação de uma delegada de uma delegacia de uma cidade de um país continental.

E isso de que "o mínimo 60% dos homens denunciados que vão pra cadeia, são falsos." é invenção de sua cabeça.

Não estou aqui defendendo lados, mas alegações como as suas prestam um desserviço ao tópico.



eu nunca me esqueço do caso do pai que ficou UM ANO na cadeia porque a desgraçada vagabunda da ex-esposa obrigava os filhos pequenos a inventar que o pai estuprava eles, só pra ficar com tudo do pai e ir morar com a namorada lésbica dela (que tambem incentivou ela a cometer esse crime).

o processo todo durou 15 anos, com os próprios filho e filha (já mais velhos) lutando para inocentar o pai.

Justiça de SP manda soltar homem que foi condenado injustamente por abusar sexualmente dos filhos
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/justica-de-sp-manda-soltar-homem-que-foi-condenado-injustamente-por-abusar-sexualmente-dos-filhos.ghtml


aqui uma matéria do ano passado sobre o caso pra quem não conhece ou lembra:


.
Esse foi um caso absurdo e parabéns ao The Innocence Project pela defesa do acusado!

Caberia uma bela ação de danos morais e lucros cessantes contra o Judiciário, certamente.



Você deve estar zoando, não pode ser.

Você sabe o que é porcentagem? São 60 por cento de acusações falsas, independente do número total de acusações.


Me explique, por favor, como é que se chega a conclusão de que somente um décimo de mulheres denunciam?

Não tem como apresentar um número deste como fato.

Vou tentar explicar: A delegada afirmou que 60 por cento das acusações são falsas. Isso é um fato. Pois ela pode verificar que para cada 100 acusações, 60 foram falsas, pois as mulheres confessaram ou a polícia descobriu.

Agora, se esta mesma delegada afirmar que, por exemplo, somente 10 por cento de mulheres denunciam estupros, isso não pode ser verificado, como é que ela iria chegar nesse número? Sequer dá para saber o número total de estupros, pois supõe-se que existam muitas mulheres que nunca denunciam, e nos casos que denunciam tardiamente, não é possível coletar provas, fazer exame médico. Nesse caso só existe depoimento, e isso não deveria ser o bastante para prender alguém.

Concordo que um depoimento não deveria ser suficiente para prender ninguém, isso é um absurdo; agora, a declaração da delegada não é um fato, apenas uma alegação de uma delegada de uma cidade e, mesmo que essa porcentagem reflita a realidade daquela delegacia, não temos como provar que reflete a realidade do país.
 

Axel Stone

Veterano
Mensagens
336
Reações
844
Pontos
103
Isso não é fato, apenas uma alegação de uma delegada de uma delegacia de uma cidade de um país continental.

E isso de que "o mínimo 60% dos homens denunciados que vão pra cadeia, são falsos." é invenção de sua cabeça.

Não estou aqui defendendo lados, mas alegações como as suas prestam um desserviço ao tópico.
Sim é fato. Ela tem os números. A delegada sabe a quantidade casos totais e a quantidade de casos que se comprovaram ser falsos. Isso é matemática, não uma simples alegação ou chute.

E como disse antes, esses foram só a quantidade que foram descobertos, esse número pode ser maior, porém isso sim é uma alegação.

Essa não é a primeira e nem vai ser a última delegada a falar isso, já tiveram matérias semelhantes:

50% na Delegacia de Defesa da Mulher: https://www.jcnet.com.br/Geral/2013/02/falsos-estupros-atrapalham-policia.html
80% em 13 Varas de Família no RJ, e 50% na Vara da Infância e Adolescência de São Gonçalo : https://extra.globo.com/noticias/rio/nas-varas-de-familia-da-capital-falsas-denuncias-de-abuso-sexual-podem-chegar-80-dos-registros-5035713.html
 

Dr. Pregos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.807
Reações
35.272
Pontos
553
Tem isso ainda, se a mulher te acusar injustamente e depois fala que errou ou provam isso você ainda fica pinchado para sempre por pessoas que dão voz a palavra da mulher como sendo verdadeira sempre:

"Ih, aquele cara foi preso porque abusou duma mulher/Ah, mas disseram que ele era inocente/Hmmm, não sei não, hein, eu que não quero amizade com um cara desses".

Pior que as mesmas que não gostam ate que cantam elas na rua de modo educado ficaram com raiva do Henry Cavill:

https://caras.uol.com.br/atualidades/henry-cavill-causa-polemica-apos-dizer-que-nao-flerta-por-medo-de-ser-preso-por-estupro.phtml

Henry Cavill causa polêmica após dizer que não flerta por medo de ser preso por estupro
Ator de Superman foi acusado de não saber diferenciar flerte de assédio

Engraçado como cabeça de mulher funciona, foi só ele soltar essa real que a maioria dos comentários é chamando ele de gay.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
A delegada em momento algum afirmou que esses 60 por cento de casos falsos são só na delegacia em que ela trabalha. Seria muita irresponsabilidade da parte dela fazer tal afirmação se baseando somente no que acontece naquela delegacia. Ela se referiu, nas palavras dela, a respeito da Delegacia da mulher. Só no estado de São Paulo, existem mais de cem delegacias dessas.

Obviamente ela tem acesso a essas informações, a respeito do país todo. Afinal, mulheres tem delegacias especiais, onde elas podem fazer denúncias verdadeiras e falsas: A delegacia da mulher.

Sobre eu ter dito que são 60 por cento de acusações falsas, independentemente do número total das acusações, foi resposta para outro user, que afirmou que a maioria dos estupros não são denunciados. Minha afirmação foi a de que, baseado nos 60 por cento de denúncias falsas, se mais denúncias fossem feitas, mais da metade delas seriam falsas.

Não entendo como existem pessoas que não compreendam o quão absurdo é bastar uma acusação para prender alguém, sem provas. Se o número de acusações falsas fosse de 1 por cento, já seria uma aberração. Porém, mesmo com mais da metade de denúncias falsas, continuam prendendo antes e investigando depois, isso quando investigam.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
A delegada em momento algum afirmou que esses 60 por cento de casos falsos são só na delegacia em que ela trabalha. Seria muita irresponsabilidade da parte dela fazer tal afirmação se baseando somente no que acontece naquela delegacia.
O curioso caso do user que acredita em uma delegada, afirmando que seria irresponsabildiade fazer tal afirmação, mas desacredita de outra, sendo ambas delegadas, tendo acesso a investigações e tendo a responsabilidade de dizer a verdade. Não dá pra entender.

Sobre eu ter dito que são 60 por cento de acusações falsas, independentemente do número total das acusações, foi resposta para outro user, que afirmou que a maioria dos estupros não são denunciados. Minha afirmação foi a de que, baseado nos 60 por cento de denúncias falsas, se mais denúncias fossem feitas, mais da metade delas seriam falsas.
Isso que você está falando não faz sentido. Se formos considerar os dois dados que as delegadas passaram, a amostragem que essa delegada tem é extremamente pequena comparada ao real número de estupros que acontecem. Não se pode afirmar algo tendo acesso apenas à 10% ou 15% de amostragem. E a delegada não deu nenhum detalhe sobre esses números. O único detalhe que ela deu foi que são de denúncias anônimas. Não se sabe se é esses números são apenas na delegacia dela, no local onde a delegada atua, etc.

Não entendo como existem pessoas que não compreendam o quão absurdo é bastar uma acusação para prender alguém, sem provas. Se o número de acusações falsas fosse de 1 por cento, já seria uma aberração. Porém, mesmo com mais da metade de denúncias falsas, continuam prendendo antes e investigando depois, isso quando investigam.
Apenas 6% de 10% das acusações de estupro terminam em punição. E se, a própria delegada afirma que metade são acusações falsas, significa que eles investigaram e o acusado foi libertado.

Você achar um absurdo o caso de acusações falsas, eu entendo e concordo. Mas não venha achar que o maior problema dos casos de estupro é esse, porque o buraco é muito mais em baixo.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
O curioso caso do user que acredita em uma delegada, afirmando que seria irresponsabildiade fazer tal afirmação, mas desacredita de outra, sendo ambas delegadas, tendo acesso a investigações e tendo a responsabilidade de dizer a verdade. Não dá pra entender.



Isso que você está falando não faz sentido. Se formos considerar os dois dados que as delegadas passaram, a amostragem que essa delegada tem é extremamente pequena comparada ao real número de estupros que acontecem. Não se pode afirmar algo tendo acesso apenas à 10% ou 15% de amostragem. E a delegada não deu nenhum detalhe sobre esses números. O único detalhe que ela deu foi que são de denúncias anônimas. Não se sabe se é esses números são apenas na delegacia dela, no local onde a delegada atua, etc.



Apenas 6% de 10% das acusações de estupro terminam em punição. E se, a própria delegada afirma que metade são acusações falsas, significa que eles investigaram e o acusado foi libertado.

Você achar um absurdo o caso de acusações falsas, eu entendo e concordo. Mas não venha achar que o maior problema dos casos de estupro é esse, porque o buraco é muito mais em baixo.
Não se trata de acreditar em uma e não acreditar na outra.

Poderia até ser a mesma delegada fazendo as duas afirmações, uma verificável e outra não, que não ia mudar o fato de uma afirmação poder ser comprovada e a outra não passar de achismo. Por exemplo, a mesma delegada afirmar isso:

"60 por cento das denúncias de estupro são falsas" e "somente dez por cento dos estupros são denunciados"

A primeira afirmação é embasada em fatos, pois pode ser verificado, já que ela tem acesso ao total de denúncias feitas, e quantas denunciantes confessaram estar mentindo, além dos casos que a polícia descobre. Já a segunda afirmação, não pode ser verificada, pois não tem como precisar porcentagem em números que não são conhecidos.

Vou te dar outro exemplo:

"Não existe vida na lua."

"Acreditamos que, pela imensa quantidade de galáxias já avistadas por nossos telescópios, seja muito provável que exista vida inteligente em vários outros planetas."

"Somente 0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000,29 por cento de todos os planetas do universo podem suportar vida."

A primeira afirmação é possível, a segunda é uma hipótese e a terceira (que eu inventei) não pode ser comprovada, ao menos no momento, já que não sabemos o tamanho do universo, nem precisamente a quantidade de planetas existentes nele.

Eu estava tratando desse assunto, mais da metade de acusações serem falsas. E é muito grave. Afirmar isso não diminui nem um pouco da gravidade de uma parcela tão pequena do total de acusações ficarem sem punição, desde que essas acusações tragam provas.

É muito grave bastar a acusação de alguém para prender outra pessoa, ou para espancarem, estuprarem, matarem, ou qualquer outra coisa, tudo sem provas.

Afirmar isso não significa que desejo impunidade para estupradores. Pelo contrário, eu gostaria que as punições para estupradores condenados com provas fossem no mínimo prisão perpetua.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
Pense nisso.

Uma quantidade imensa de denúncias sobre roubo terminam sem investigação, pois muitas vítimas nem fazem BO.

Baseado nisso, devemos poder acusar qualquer pessoa de ser ladra, sem provas, e essa pessoa acusada deve ser presa "em flagrante" somente porque disseram que ela é ladra?

Com certeza não. Seria sandice apoiar tal coisa. E quem for contra, não está promovendo o crime, impunidade, nem está apoiando ladrões.

No caso de estupro, é mais grave ainda. Porque estuprador na cadeia sofre todo tipo de violência, inclusive assassinato.

E o argumento de que estupradores geralmente cometem o crime na ausência de testemunhas, também seria valido para furtos e roubos, pois ladrões costumam agir em locais menos movimentados, sem ter ninguém vendo.

Por isso acho lastimável a palavra de uma pessoa ser o suficiente para condenar outra, independente se serem mulheres, crianças, idosos, ou homens.

Mas se estou reclamando somente de mulheres fazendo falsas acusações de estupro, é porque só a palavra delas são o suficiente para prenderem e condenarem alguém. O contrário não acontece, e se acontecer, reclamarei dos homens também.
 

Axel Stone

Veterano
Mensagens
336
Reações
844
Pontos
103
E o argumento de que estupradores geralmente cometem o crime na ausência de testemunhas, também seria valido para furtos e roubos, pois ladrões costumam agir em locais menos movimentados, sem ter ninguém vendo.
Esse argumento cai por terra quando há várias formas de se confirmar, e uma delas é o exame.

E o pior, quantas notícias estão aí que a mulher só foi fazer o exame meses ou semanas depois, em que o resultado negativo vira inconclusivo pelo tempo passado.

E mesmo quando o resultado dá negativo para o sêmen ou por forçar, o cara continua preso como já aconteceu também. Olha só esse caso que mesmo na investigação dando negativo para o dna, a palavra da mulher sobrepôs o exame e fez o cara ficar 10 anos na prisão:
https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/12/stf-absolve-condenado-por-estupro-que-passou-10-anos-preso-e-foi-eximido-por-dna.shtml
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
Esse argumento cai por terra quando há várias formas de se confirmar, e uma delas é o exame.

E o pior, quantas notícias estão aí que a mulher só foi fazer o exame meses ou semanas depois, em que o resultado negativo vira inconclusivo pelo tempo passado.

E mesmo quando o resultado dá negativo para o sêmen ou por forçar, o cara continua preso como já aconteceu também. Olha só esse caso que mesmo na investigação dando negativo para o dna, a palavra da mulher sobrepôs o exame e fez o cara ficar 10 anos na prisão:
https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/12/stf-absolve-condenado-por-estupro-que-passou-10-anos-preso-e-foi-eximido-por-dna.shtml
Ler uma matéria dessa, do link que postou, é revoltante.

Como uma prova científica pode ser ignorada pela justiça, só pelo fato de uma mulher ter feito uma acusação, sem provas nenhuma?

E tem homem apoiando isso, além de tudo.

E ainda acusam de machismo quem discordar dessa insanidade toda e ficam fazendo malabarismos com números desconhecidos para justificar essa postura.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Não se trata de acreditar em uma e não acreditar na outra.

Poderia até ser a mesma delegada fazendo as duas afirmações, uma verificável e outra não, que não ia mudar o fato de uma afirmação poder ser comprovada e a outra não passar de achismo. Por exemplo, a mesma delegada afirmar isso:

"60 por cento das denúncias de estupro são falsas" e "somente dez por cento dos estupros são denunciados"

A primeira afirmação é embasada em fatos, pois pode ser verificado, já que ela tem acesso ao total de denúncias feitas, e quantas denunciantes confessaram estar mentindo, além dos casos que a polícia descobre. Já a segunda afirmação, não pode ser verificada, pois não tem como precisar porcentagem em números que não são conhecidos.

Vou te dar outro exemplo:

"Não existe vida na lua."

"Acreditamos que, pela imensa quantidade de galáxias já avistadas por nossos telescópios, seja muito provável que exista vida inteligente em vários outros planetas."

"Somente 0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000,29 por cento de todos os planetas do universo podem suportar vida."

A primeira afirmação é possível, a segunda é uma hipótese e a terceira (que eu inventei) não pode ser comprovada, ao menos no momento, já que não sabemos o tamanho do universo, nem precisamente a quantidade de planetas existentes nele.

Eu estava tratando desse assunto, mais da metade de acusações serem falsas. E é muito grave. Afirmar isso não diminui nem um pouco da gravidade de uma parcela tão pequena do total de acusações ficarem sem punição, desde que essas acusações tragam provas.

É muito grave bastar a acusação de alguém para prender outra pessoa, ou para espancarem, estuprarem, matarem, ou qualquer outra coisa, tudo sem provas.

Afirmar isso não significa que desejo impunidade para estupradores. Pelo contrário, eu gostaria que as punições para estupradores condenados com provas fossem no mínimo prisão perpetua.
Cara agora eu entendi o que você quis dizer, e só consigo chegar a conclusão que você é completamente ignorante, desculpa falar. Primeiro que, para fazer uma constatação, não é necessário ter números exatos. Entretanto, esse aqui não é nem o caso. Você acha que praticamente toda pessoa que entende da área de segurança afirma que o número de denúncias são pequenas por que? Por que um dia eles acordaram com essa ideia na cabeça? Se eles chegaram a essa conclusão, foi através inúmeras investigação e inúmeras estatísticas. Ou você acha que não há pesquisa sobre isso? Você acha que eles simplesmente falam por que acham que deve ser isso? Você quer colocar como duvidoso algo que diversos especialistas dizem por pura ignorância da sua parte.

Agora em segundo lugar, o que te faz pensar que esses números que a delegada passou estão corretos? Você analisou o método feito por ela? Você sabe como foi feita a pesquisa dela? Você sabe qual a abrangência que a pesquisa dela alcançou? Você não tem informação nenhuma cara. A única informação que temos é que ela se referiu a denúncias anônimas. Da mesma forma que é feito um trabalho investigado para afirmarem que o número de denúncias são baixos, também é feita uma investigação para verificar quantas denúncias anônimas são falsas. Ambos são trabalhos investigativos.

Você acreditar em um método e em outro não, e ainda usar esse argumento bizarro, é um ignorância absurda.
 
Ultima Edição:

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Pense nisso.

Uma quantidade imensa de denúncias sobre roubo terminam sem investigação, pois muitas vítimas nem fazem BO.

Baseado nisso, devemos poder acusar qualquer pessoa de ser ladra, sem provas, e essa pessoa acusada deve ser presa "em flagrante" somente porque disseram que ela é ladra?

Com certeza não. Seria sandice apoiar tal coisa. E quem for contra, não está promovendo o crime, impunidade, nem está apoiando ladrões.

No caso de estupro, é mais grave ainda. Porque estuprador na cadeia sofre todo tipo de violência, inclusive assassinato.

E o argumento de que estupradores geralmente cometem o crime na ausência de testemunhas, também seria valido para furtos e roubos, pois ladrões costumam agir em locais menos movimentados, sem ter ninguém vendo.

Por isso acho lastimável a palavra de uma pessoa ser o suficiente para condenar outra, independente se serem mulheres, crianças, idosos, ou homens.

Mas se estou reclamando somente de mulheres fazendo falsas acusações de estupro, é porque só a palavra delas são o suficiente para prenderem e condenarem alguém. O contrário não acontece, e se acontecer, reclamarei dos homens também.
Outro bizarrice da sua parte. Primeiro que, a delegada disse que 60% das denúncias anônimas são falsas. Por denúncia anônima, não se prende ninguém. Para que a pessoa vá presa, a vítima tem que prestar depoimento certificando que aconteceu aquele ato, o que é complemente diferente da situação de um denúncia anônima.

Como a própria delegada disse, 60% das denúncias anônimas são falsas, ou seja, através da investigação, é possível identificar se o acusado é inocente ou culpado.

Agora, vamos para a pesquisa que afirma que apenas de 6% a 10% das acusações de estupro terminam em punição.

Você acha justo essa número gigantesco de estupradores soltos por aí?

Imagina se, todos eles, tivessem sido presos preventivamente até que toda a investigação tivesse sido feita.

Os acusados que cometeram o crime seriam punidos, e os acusados que não cometeram seriam soltos. Ao mesmo tempo, quem acusou injustamente seria punido.

Percebe como essa lei tem uma potencial enorme para punir quem comete o crime, seja de estupro, ou de acusação falsa?

Você se preocupa mais a possibilidade de um homem ser punido erroneamente do que um estuprador solto.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
Cara agora eu entendi o que você quis dizer, e só consigo chegar a conclusão que você é completamente ignorante, desculpa falar. Primeiro que, para fazer uma constatação, não é necessário ter números exatos. Entretanto, esse aqui não é nem o caso. Você acha que praticamente toda pessoa que entende da área de segurança afirma que o número de denúncias são pequenas por que? Por que um dia eles acordaram com essa ideia na cabeça? Se eles chegaram a essa conclusão, foi através inúmeras investigação e inúmeras estatísticas. Ou você acha que não há pesquisa sobre isso? Você acha que eles simplesmente falam por que acham que deve ser isso? Você quer colocar como duvidoso algo que diversos especialistas dizem por pura ignorância da sua parte.

Agora em segundo lugar, o que te faz pensar que esses números que a delegada passou estão corretos? Você analisou o método feito por ela? Você sabe como foi feita a pesquisa dela? Você sabe qual a abrangência que a pesquisa dela alcançou? Você não tem informação nenhuma cara. A única informação que temos é que ela se referiu a denúncias anônimas. Da mesma forma que é feito um trabalho investigado para afirmarem que o número de denúncias são baixos, também é feito para verificar quantas denúncias anônimas são falsas.

Você acreditar em um método e em outro não, e ainda usar esse argumento bizarro, é um ignorância absurda. Eu espero que você nunca trabalhe com investigação ou com estatísticas.
Sua interpretação de textos é sofrível.

Já te expliquei mais de uma vez a diferença entre dados concretos e especulativos.

No caso da delegada que afirmou que sessenta por cento das acusações são falsas, a afirmação pode ser comprovada ou desmentida.

Agora, basear-se em números desconhecidos para determinar uma porcentagem de algo que não se sabe a quantidade total, não passa de especulação, pois não é falseável.

Depois de ler iisso que você escreveu, desisto de tentar te explicar alguma coisa a respeito disso:

Você acha que praticamente toda pessoa que entende da área de segurança afirma que o número de denúncias são pequenas por que? Por que um dia eles acordaram com essa ideia na cabeça? Se eles chegaram a essa conclusão, foi através inúmeras investigação e inúmeras estatísticas.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
Sua interpretação de textos é sofrível.

Já te expliquei mais de uma vez a diferença entre dados concretos e especulativos.

No caso da delegada que afirmou que sessenta por cento das acusações são falsas, a afirmação pode ser comprovada ou desmentida.

Agora, basear-se em números desconhecidos para determinar uma porcentagem de algo que não se sabe a quantidade total, não passa de especulação, pois não é falseável.

Depois de ler iisso que você escreveu, desisto de tentar te explicar alguma coisa a respeito disso:
Quem desiste sou eu. Praticamente todas as pessoas que entendem de segurança afirmam isso. É um fato. Se você pesquisar sobre isso no google, vai ver delegados falando isso, especialistas falando isso, pesquisadores falando isso. Mas aí você, por achar na sua ignorância que não há como saber esse número, desconsidera todas essas afirmações. É bizarro cara.

A sua autoestima e seu ego devem ser enormes pra achar que você sozinho consegue ter uma compreensão melhor do assunto do que delegados, especialistas e investigadores.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
Outro bizarrice da sua parte. Primeiro que, a delegada disse que 60% das denúncias anônimas são falsas. Por denúncia anônima, não se prende ninguém. Para que a pessoa vá presa, a vítima tem que prestar depoimento certificando que aconteceu aquele ato, o que é complemente diferente da situação de um denúncia anônima.

Como a própria delegada disse, 60% das denúncias anônimas são falsas, ou seja, através da investigação, é possível identificar se o acusado é inocente ou culpado.

Agora, vamos para a pesquisa que afirma que apenas de 6% a 10% das acusações de estupro terminam em punição.

Você acha justo essa número gigantesco de estupradores soltos por aí?

Imagina se, todos eles, tivessem sido presos preventivamente até que toda a investigação tivesse sido feita.

Os acusados que cometeram o crime seriam punidos, e os acusados que não cometeram seriam soltos. Ao mesmo tempo, quem acusou injustamente seria punido.

Percebe como essa lei tem uma potencial enorme para punir quem comete o crime, seja de estupro, ou de acusação falsa?

Você se preocupa mais a possibilidade de um homem ser punido erroneamente do que um estuprador solto.
O fato das denúncias serem anônimas, demonstra mais ainda o quanto essas prisões arbitrárias e fora de qualquer contexto de investigação ou provas são injustas.

Basta fazer um telefonema anônimo para delegacia da mulher, que equipes de três delegacias vão prender o acusado, sem verificar nada.

Se não bastasse prender primeiro e investigar depois, ainda corre-se o risco de, caso a mulher não confesse que mentiu, deixarem uma pessoa inocente presa por anos, isso se não for assassinado na prisão.

Isso que você escreveu aqui é surreal:

Agora, vamos para a pesquisa que afirma que apenas de 6% a 10% das acusações de estupro terminam em punição.

Você acha justo essa número gigantesco de estupradores soltos por aí?

Imagina se, todos eles, tivessem sido presos preventivamente até que toda a investigação tivesse sido feita.

Os acusados que cometeram o crime seriam punidos, e os acusados que não cometeram seriam soltos. Ao mesmo tempo, quem acusou injustamente seria punido.
Segundo sua lógica, devemos, preventivamente, prender todos os suspeitos sem nenhuma necessidade de investigação, e eles ficarão com o ônus de provar inocência de algo do qual não existam provas deles terem praticado?

Isso é inadmissível, você percebe o quão grave isso é? Um determinado grupo de pessoas terem o poder de acusar e mandar para prisão qualquer um que desejem, mesmo sem existência de qualquer tipo de prova.

Basta ser mau caráter. Qualquer mulher, ou até um homem que deseje destruir a vida de um inimigo pode fazer uma acusação dessa.

E já que é assim "porque sim", o Brasil está repleto de ladrões desfrutando da liberdade graças a impunidade. Vamos prender todos os brasileiros preventivamente, e enquanto a polícia investiga ou não, os inocentes que se virem para provar que não são culpados? Afinal, segundo você, todos são culpados, até que se prove o contrário.

Quem desiste sou eu. Praticamente todas as pessoas que entendem de segurança afirmam isso. É um fato. Se você pesquisar sobre isso no google, vai ver delegados falando isso, especialistas falando isso, pesquisadores falando isso. Mas aí você, por achar na sua ignorância que não há como saber esse número, desconsidera todas essas afirmações. É bizarro cara.

A sua autoestima e seu ego devem ser enormes pra achar que você sozinho consegue ter uma compreensão melhor do assunto do que delegados, especialistas e investigadores.
[/QUOTE]

Praticamente todas as pessoas que entendem de segurança afirmam isso? O que te faz chegar a essa conclusão?

Este seu "pessoas que entendem de segurança" é muito subjetivo. Quem são essas pessoas? Qual filtro você aplicou para separar quem entende de quem não entende de segurança?

Isso que você escreveu é outra falácia. parecida com aquela porcentagem de um número desconhecido.

Google? Sério isso? Se eu pesquisar no Google vou encontrar até pessoas afirmando, no século XXI, que a terra é plana.

E eu não acho, eu sei que é impossível precisar porcentagem de um número desconhecido. Isso é matemática elementar. Para você descobrir porcentagem de algo, antes você precisa saber o valor da totalidade disso.

Quem desiste sou eu. Praticamente todas as pessoas que entendem de segurança afirmam isso. É um fato. Se você pesquisar sobre isso no google, vai ver delegados falando isso, especialistas falando isso, pesquisadores falando isso. Mas aí você, por achar na sua ignorância que não há como saber esse número, desconsidera todas essas afirmações. É bizarro cara.

A sua autoestima e seu ego devem ser enormes pra achar que você sozinho consegue ter uma compreensão melhor do assunto do que delegados, especialistas e investigadores.
Mais uma vez, sua interpretação de textos é muito falha. Sinceramente, chega a me desanimar ter que ficar repetindo que eu não estou negando que existe impunidade, tampouco que não existam casos de estupro que não são denunciados. Em todas as minhas postagens, minhas afirmações foram a respeito de duas coisas:

É possível verificar o número de denúncias que foram descobertas falsas, pois é possível saber a totalidade de denúncias. Ao contrário disso, é impossível precisar a porcentagem de casos não denunciados, pelo fato de não se saber o número total de estupros cometidos em nosso país, já que existem casos que nunca serão descobertos.

É uma atrocidade o fato de bastar uma acusação para alguém ser preso, sem nenhum tipo de provas, só porque alguém disse que essa pessoa cometeu o crime.

O tempo todo, eu fiz comentários a respeito das duas citações minhas acima. O fato de haver impunidade não justifica prender pessoas sem provas.

E minhas afirmações, em momento algum foram a favor de estupradores, nem de impunidade, nem contra mulheres, pelo contrário, sou a favor de estupradores serem condenados a prisão perpétua, no mínimo.
 

Quilava

Veterano
Mensagens
422
Reações
707
Pontos
118
O fato das denúncias serem anônimas, demonstra mais ainda o quanto essas prisões arbitrárias e fora de qualquer contexto de investigação ou provas são injustas.

Basta fazer um telefonema anônimo para delegacia da mulher, que equipes de três delegacias vão prender o acusado, sem verificar nada.

Se não bastasse prender primeiro e investigar depois, ainda corre-se o risco de, caso a mulher não confesse que mentiu, deixarem uma pessoa inocente presa por anos, isso se não for assassinado na prisão.
Denúncia anônima não se enquadra na lei de proteção a vítima de violência sexual cara, para de ser doido. Você nem sabe do que tá falando e quer discutir.

Segundo sua lógica, devemos, preventivamente, prender todos os suspeitos sem nenhuma necessidade de investigação, e eles ficarão com o ônus de provar inocência de algo do qual não existam provas deles terem praticado?

Isso é inadmissível, você percebe o quão grave isso é? Um determinado grupo de pessoas terem o poder de acusar e mandar para prisão qualquer um que desejem, mesmo sem existência de qualquer tipo de prova.

Basta ser mau caráter. Qualquer mulher, ou até um homem que deseje destruir a vida de um inimigo pode fazer uma acusação dessa.

E já que é assim "porque sim", o Brasil está repleto de ladrões desfrutando da liberdade graças a impunidade. Vamos prender todos os brasileiros preventivamente, e enquanto a polícia investiga ou não, os inocentes que se virem para provar que não são culpados? Afinal, segundo você, todos são culpados, até que se prove o contrário.
Primeiro, a lei foi criada justamente devido a pouquíssimos casos de estupro resultarem em punição. Agora deixa eu te explicar como funciona a lei: a mulher acusa alguém de estupro, e, mesmo sem ter uma prova (a palavra dela conta como prova), abre-se um procedimento investigatório. Não é a mulher acusa e entra na cadeia. Você nem sabe do que tá falando e quer discutir.

Praticamente todas as pessoas que entendem de segurança afirmam isso? O que te faz chegar a essa conclusão?

Este seu "pessoas que entendem de segurança" é muito subjetivo. Quem são essas pessoas? Qual filtro você aplicou para separar quem entende de quem não entende de segurança?

Isso que você escreveu é outra falácia. parecida com aquela porcentagem de um número desconhecido.

Google? Sério isso? Se eu pesquisar no Google vou encontrar até pessoas afirmando, no século XXI, que a terra é plana.

E eu não acho, eu sei que é impossível precisar porcentagem de um número desconhecido. Isso é matemática elementar. Para você descobrir porcentagem de algo, antes você precisa saber o valor da totalidade disso.
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/90-dos-casos-de-violência-sexual-contra-as-mulheres-não-são-denunciados-diz-delegada-1.437242
http://temas.folha.uol.com.br/a-dor-do-estupro/capitulo-2/casos-de-estupro-sem-registro-no-pais-podem-chegar-a-90.shtml
https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2014-04-25/90-das-mulheres-estupradas-nao-denunciam-agressor-diz-especialista.html
https://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff09089804.htm
https://oglobo.globo.com/sociedade/mais-de-70-das-mulheres-vitimas-de-violencia-nao-denunciam-crime-diz-pesquisa-no-rio-16561195
https://noticias.ne10.uol.com.br/coluna/a-mulher-e-a-lei/noticia/2016/05/09/o-que-leva-a-mulher-a-nao-denunciar-o-agressor-613482.php
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/mulher-vitima-de-violencia-enfrenta-medo-e-vergonha-para-denunciar-agressor.ghtml

Nessas notícias tem delegada falando, especialista, investigadores, etc. Eu poderia passar várias outras reportagens sobre isso. Mas eu vou fazer melhor: eu desafio você a mostrar algum autoridade em segurança afirmando que mais da metade das mulheres denunciam. Eu já te apresentei vários, eu estou te pedindo só um. Não é possível que não haja uma única autoridade que concorde com seu pensamento não é mesmo?

É possível verificar o número de denúncias que foram descobertas falsas, pois é possível saber a totalidade de denúncias. Ao contrário disso, é impossível precisar a porcentagem de casos não denunciados, pelo fato de não se saber o número total de estupros cometidos em nosso país, já que existem casos que nunca serão descobertos.
Eu vou te provar como seu argumento é completamente sem sentido. É possível verificar com exatidão?
Para dizer se a acusação foi verdadeira ou falsa, deve-se haver uma investigação. Você tem como certificar que a investigação foi feita de maneira correta? Será que muitas dessas acusações que são supostamente falsas, eram mesmo falsas? Será que em nenhuma delas o estuprador não pode ter ameaçado a vítima para que ela retire a acusação, e então ela conste como falsa? Esses seus "números", foram proveniente de situações que não é possível ter exatidão, como você tanto defende.

Mas eu te dou uma exatidão: no Rio de Janeiro, em 2015, apenas 6% dos casos de estupro terminaram em punição. Em São Paulo, apenas 10%. Você acha que esses números dão alguma segurança para a vítima? Você acha que esses números mostram que há de fato uma investigação afundo em casos de estupro? Você acha que se uma mulher quisesse destruir a vida do cara, essa seria a melhor opção, tendo em visto que na esmagadora maioria das vezes não acontece nada?

Felizmente, isso está mudando aos poucos, com mais leis que protegem mulheres vítimas de estupro, que são, de longe, as principais vítimas de um caso de estupro.

É uma atrocidade o fato de bastar uma acusação para alguém ser preso, sem nenhum tipo de provas, só porque alguém disse que essa pessoa cometeu o crime.
VAI LER A LEI ANTES DE FALAR MERDA.
 
Ultima Edição:

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.133
Pontos
303
Denúncia anônima não se enquadra na lei de proteção a vítima de violência sexual cara, para de ser doido. Você nem sabe do que tá falando e quer discutir.
Sim, basta uma denúncia anônima ser feita, e a polícia vai atrás do acusado. Se a mulher confirmar, o cara vai preso, e fica lá até ela decidir confessar que mentiu, isso se ela não continuar mentindo.


Tem mulheres que usam até crianças, filhos, para colocar marido, ex marido na prisão, por vingança ou para ficar com os bens do acusado.

Primeiro, a lei foi criada justamente devido a pouquíssimos casos de estupro resultarem em punição. Agora deixa eu te explicar como funciona a lei: a mulher acusa alguém de estupro, e, mesmo sem ter uma prova (a palavra dela conta como prova), abre-se um procedimento investigatório. Não é a mulher acusa e entra na cadeia. Você nem sabe do que tá falando e quer discutir.
Releia o título do tópico e a primeira postagem. O homem foi preso só porque a mulher mentiu. Não teve nada de investigação com ele solto. Eles tacam na prisão e depois investigam, isso quando investigam. Tem muito caso que só descobrem muito depois, porque a mulher confessa que era mentira.


O fato do número de condenações serem baixos não serve como justificativa para inverter a presunção de inocência.


Tem um tópico do @Goris sobre falsas acusações de estupro. Dá uma lida no tópico dele e veja se é assim como você fala. E não é nada disso, você sabe muito bem que basta a mulher acusar, que isso basta pro homem ser preso.


E eu te desafio a provar que o monstro do espaguete voador não existe. E eu nem sou ateu, mas o ônus da prova é de quem afirma.


Porque um investigador ou especialista faria tal afirmação, de que mais da metade dos casos são denunciados?


E mesmo que todos os investigadores, delegados, policiais, todas as autoridades existentes no país estipulassem um percentual de um número desconhecido, isso seria apenas uma estimativa.


Você não percebe que em momento algum eu disse que porcentagem de denúncias feitas são mais altos ou mais baixos em relação as denúncias não feitas. O que eu afirmei, é que matematicamente, é impossível precisar um valor percentual a respeito de algo cuja totalidade é desconhecida.


Por exemplo, hoje eu comprei algo que custou R$50,00. Esse valor representa qual porcentagem do que tenho em conta bancária?


Se você conseguir precisar isso, vai revolucionar um conceito básico da matemática.

Eu vou te provar como seu argumento é completamente sem sentido. É possível verificar com exatidão?
Para dizer se a acusação foi verdadeira ou falsa, deve-se haver uma investigação. Você tem como certificar que a investigação foi feita de maneira correta? Será que muitas dessas acusações que são supostamente falsas, eram mesmo falsas? Será que em nenhuma delas o estuprador não pode ter ameaçado a vítima para que ela retire a acusação, e então ela conste como falsa? Esses seus "números", foram proveniente de situações que não é possível ter exatidão, como você tanto defende.

A respeito da porcentagem de acusações falsas, o que eu afirmei é que isso pode ser confirmado ou mesmo desmentido, ao contrário de quando citam estimativas, que podem no máximo se aproximar de algo, mas não com exatidão.


Quanto ao restante do que escreveu, mais uma vez, você vai no sentido oposto da presunção de inocência.


Devemos duvidar da inocência de uma pessoa, após confissão de falsa denúncia?


Se for assim, todos são culpados, até que se prove o contrario, e isso não é correto.

Mas eu te dou uma exatidão: no Rio de Janeiro, em 2015, apenas 6% dos casos de estupro terminaram em punição. Em São Paulo, apenas 10%. Você acha que esses números dão alguma segurança para a vítima? Você acha que esses números mostram que há de fato uma investigação afundo em casos de estupro? Você acha que se uma mulher quisesse destruir a vida do cara, essa seria a melhor opção, tendo em visto que na esmagadora maioria das vezes não acontece nada?
Segundo esses números, é possível comprovar que existe muita impunidade relacionada a esse crime. Até porque, ainda que descartássemos pouco mais da metade, os números de casos que terminam com condenações de acusados de estupro seria muito baixo em relação a todos os casos denunciados.


E é possível mensurar tal porcentagem, pelo fato de ser possível mensurar a quantidade total de casos denunciados. Isso é bem diferente de tentar precisar a porcentagem de casos não denunciados, pois é impossível saber com exatidão quantas vítimas, verdadeiras ou falsas, denunciaram tal crime.


Em momento algum eu disse que vítimas de estupro tem devidas segurança e justiça. O que eu afirmei é que tentar adivinhar quantas pessoas não denunciaram algo, é impossível, sem ter acesso ao número total de ocorrências deste tal algo. Isso é fato, e não é culpa minha, eu não inventei a matemática.


Felizmente, isso está mudando aos poucos, com mais leis que protegem mulheres vítimas de estupro, que são, de longe, as principais vítimas de um caso de estupro.

E infelizmente a palavra delas tem mais valor do que exames de amostras de sangue, DNA, como no caso que já foi postado na página anterior.


E infelizmente tem homens que concordam com isso. Me pergunto o que esses homens fariam se essas criaturas especiais, as mulheres, que tem privilégios em relação aos homens, cujas palavras delas são suficientes para literalmente destruir a vida de outra pessoa mesmo sem provas, fariam no caso de serem acusados por alguma dessas criaturas maravilhosas que tanto defendem, mesmo que eles fossem inocentes.


VAI LER A LEI ANTES DE FALAR MERDA.
Quem está precisando ler mais é você. Recomendo que comece pelo tópico do Goris, e depois procure algum curso de matemática elementar.
 
Topo