O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Jovem de 17 anos chicoteado porque furtou uma barra de chocolate



Gacrux

Usuário exemplar
VIP
Mensagens
21.846
Reações
44.704
Pontos
669
O dono do estabelecimento devia estar cansado de ser socializado e pegou o rapaz para descontar toda raiva.

País com leis frouxas, judiciário covarde e políticos de merda que incentivam a criminalidade só pode resultar em coisas como essa do vídeo.

No final do dia, todo mundo está errado.
 

constatine

Bam-bam-bam
Mensagens
4.500
Reações
21.945
Pontos
294
Polícia pede prisão de seguranças que torturaram jovem em supermercado de SP
87039

O delegado Pedro Luis de Souza, titular do 80º Distrito Policial de São Paulo, pediu na tarde desta quarta-feira aprisão temporária, por pelo menos 30 dias, dos dois seguranças que foram filmados torturando um adolescente de 17 anos acusado de furtar um chocolate de um supermercado Ricoy, na Vila Joaniza, na Zona Sul da capital paulista.



Valdir Bispo dos Santos e Davi de Oliveira Fernandes são funcionários de uma empresa privada de segurança que prestava serviços para o estabelecimento, e foram identificados como agressores do jovem. Eles agrediram o garoto com um chicote, nas dependências do supermercado.

Ao solicitar a prisão dos envolvidos, Souza registrou a necessidade de fazer o reconhecimento dos agressores pela vítima, além de obter informações sobre onde está o chicote usado no crime e como foi feita a divulgação das imagens da agressão.

O delegado também solicitou que seja realizada busca e apreensão no supermercado, para buscar acesso a imagens de câmeras do sistema de segurança do estabelecimento.

No meio da tarde desta quarta, o Ministério Público foi intimado a opinar sobre os pedidos, antes da decisão final do Judiciário paulista. A expectativa é que os pedidos da polícia sejam apreciados até o início da noite.

Waldir e Davi foram indiciados pelo crime de tortura, cuja pena pode variar de 2 a 8 anos de prisão.

— Os seguranças usaram violência desmedida contra o garoto. Este evento me remeteu à época da escravatura, quando negros eram açoitados em praça pública — disse nesta quarta o delegado responsável pela investigação do caso, que também é negro.

Durante a manhã, funcionários do supermercado prestaram depoimentos à Polícia Civil, mas, segundo policiais que assistiram aos relatos, não apresentaram informações úteis à investigação.

O delegado confirmou que o alimento não foi o primeiro do mesmo tipo que o adolescente tentou roubar, mas ressaltou que isso não é motivo para que ele fosse punido pelos seguranças.

— É um garoto que vive na comunidade, no entorno do mercado, e costuma praticar pequenos furtos. Cometeu um ato infracional que poderia ser passível de reprimenda, se um juiz de Infância e Juventude assim entendesse. Mas nunca seria uma punição como a que ocorreu.

Cor da pele
Representantes do movimento negro convocaram para este sábado manifestações em frente ao supermercado onde o jovem foi agredido. Nas redes sociais, a repercussão do crime inclui críticas sobre a ligação entre a tortura e o racismo estrutural no país.

Segundo o delegado, porém, ainda não há indícios que comprovem a ligação do crime de tortura com o de racismo. No entanto, ele não descarta que a cor da pele do jovem possa ter influenciado na gravidade do ato. Ainda sobre essa questão, ele revelou que um dos agressores também é negro.

— Não tenho nenhum elemento que comprove motivação relacionada à cor da pele do jovem. Um dos agressos, incluslive, é negro. Mas toda a conotação do crime pode nos levar a inferir que possivelmente, se fosse um indíviduo de outra condição social, com pele de outra tonalidade, não seria tratado dessa maneira — justificou Sousa.
https://extra.globo.com/casos-de-policia/policia-pede-prisao-de-segurancas-que-torturaram-jovem-em-supermercado-de-sp-23927561.html





Prenderam os dois branquelos racistinhas que adoram espancar negros que roubam. :brbr:facepalm:brbr
 


lucas789

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.115
Reações
51.032
Pontos
554
Polícia pede prisão de seguranças que torturaram jovem em supermercado de SP
Visualizar anexo 87039

O delegado Pedro Luis de Souza, titular do 80º Distrito Policial de São Paulo, pediu na tarde desta quarta-feira aprisão temporária, por pelo menos 30 dias, dos dois seguranças que foram filmados torturando um adolescente de 17 anos acusado de furtar um chocolate de um supermercado Ricoy, na Vila Joaniza, na Zona Sul da capital paulista.



Valdir Bispo dos Santos e Davi de Oliveira Fernandes são funcionários de uma empresa privada de segurança que prestava serviços para o estabelecimento, e foram identificados como agressores do jovem. Eles agrediram o garoto com um chicote, nas dependências do supermercado.

Ao solicitar a prisão dos envolvidos, Souza registrou a necessidade de fazer o reconhecimento dos agressores pela vítima, além de obter informações sobre onde está o chicote usado no crime e como foi feita a divulgação das imagens da agressão.

O delegado também solicitou que seja realizada busca e apreensão no supermercado, para buscar acesso a imagens de câmeras do sistema de segurança do estabelecimento.

No meio da tarde desta quarta, o Ministério Público foi intimado a opinar sobre os pedidos, antes da decisão final do Judiciário paulista. A expectativa é que os pedidos da polícia sejam apreciados até o início da noite.

Waldir e Davi foram indiciados pelo crime de tortura, cuja pena pode variar de 2 a 8 anos de prisão.

— Os seguranças usaram violência desmedida contra o garoto. Este evento me remeteu à época da escravatura, quando negros eram açoitados em praça pública — disse nesta quarta o delegado responsável pela investigação do caso, que também é negro.

Durante a manhã, funcionários do supermercado prestaram depoimentos à Polícia Civil, mas, segundo policiais que assistiram aos relatos, não apresentaram informações úteis à investigação.

O delegado confirmou que o alimento não foi o primeiro do mesmo tipo que o adolescente tentou roubar, mas ressaltou que isso não é motivo para que ele fosse punido pelos seguranças.

— É um garoto que vive na comunidade, no entorno do mercado, e costuma praticar pequenos furtos. Cometeu um ato infracional que poderia ser passível de reprimenda, se um juiz de Infância e Juventude assim entendesse. Mas nunca seria uma punição como a que ocorreu.

Cor da pele
Representantes do movimento negro convocaram para este sábado manifestações em frente ao supermercado onde o jovem foi agredido. Nas redes sociais, a repercussão do crime inclui críticas sobre a ligação entre a tortura e o racismo estrutural no país.

Segundo o delegado, porém, ainda não há indícios que comprovem a ligação do crime de tortura com o de racismo. No entanto, ele não descarta que a cor da pele do jovem possa ter influenciado na gravidade do ato. Ainda sobre essa questão, ele revelou que um dos agressores também é negro.

— Não tenho nenhum elemento que comprove motivação relacionada à cor da pele do jovem. Um dos agressos, incluslive, é negro. Mas toda a conotação do crime pode nos levar a inferir que possivelmente, se fosse um indíviduo de outra condição social, com pele de outra tonalidade, não seria tratado dessa maneira — justificou Sousa.
https://extra.globo.com/casos-de-policia/policia-pede-prisao-de-segurancas-que-torturaram-jovem-em-supermercado-de-sp-23927561.html





Prenderam os dois branquelos racistinhas que adoram espancar negros que roubam. :brbr:facepalm:brbr
Tavam falando de racismo, mas os seguranças são mais negros que o moleque :kkk
 

GorinOSho

Habitué da casa
Mensagens
194
Reações
334
Pontos
83
Minha esposa veio falar comigo sobre isso.- Minha opinião:
Claro que foi absurdo. Agora vejamos o fenômeno.
Por que acontece? O elástico está esticado.
Como muitos disseram " existe uma situação em que não se aguenta mais a violência.
Décadas de descaso
do governo e ainda mais a leniência e impunidade com bandidos.
O elástico estoura e estas brutalidade acabam acontecendo.
Vivemos um momento de extremos onde o saco das pessoas está transbordado.
 

Baralho

Bam-bam-bam
Mensagens
2.736
Reações
7.764
Pontos
303
O irônico é que a maioria dos que criticam e aproveitam para criar o 'palanque da problematização'... são os mesmos que são contra a redução da maioridade penal...

Se os seguranças tivessem certeza que o infrator iria de fato ser PROCESSADO e PRESO, o ímpeto em se fazer justiciamento seria outro (bem menor).
 

Flavio Branford

NERF THIS
VIP
Mensagens
12.290
Reações
6.002
Pontos
514
17 anos roubando chocolate e os caras me batem nele com chicote?

Eu apanhava do meu pai de cinto por beeem menos, e eu tinha 10 anos ....com 17 eu já estava trabalhando, não tinha tempo para roubar.

Achei foi pouco, vagabundo ladrão tem q se ferrar mesmo.
 

Jhon titor

Bam-bam-bam
Mensagens
1.808
Reações
4.114
Pontos
293
17 anos roubando chocolate e os caras me batem nele com chicote?

Eu apanhava do meu pai de cinto por beeem menos, e eu tinha 10 anos ....com 17 eu já estava trabalhando, não tinha tempo para roubar.

Achei foi pouco, vagabundo ladrão tem q se ferrar mesmo.
Compartilhi da mesma opiniao. Com 10 anos tomava soco da barriga do meu pai e esses mimizentos vem chorar "ainn que dó ele apanhou de forma desproporcional".
E ainda nego que se diz de direita defende samerda. Esse povo me envergonha como right.
 

Adam Sandler

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
26.980
Reações
42.068
Pontos
553
Tô vendo o caso agora no programa da Globo, citaram escravidão, pelo que deram entender quem filmou e chicoteou eram negros.
 

H-Kouhai

Ser evoluído
Mensagens
75
Reações
113
Pontos
18
Polícia pede prisão de seguranças que torturaram jovem em supermercado de SP
Visualizar anexo 87039

O delegado Pedro Luis de Souza, titular do 80º Distrito Policial de São Paulo, pediu na tarde desta quarta-feira aprisão temporária, por pelo menos 30 dias, dos dois seguranças que foram filmados torturando um adolescente de 17 anos acusado de furtar um chocolate de um supermercado Ricoy, na Vila Joaniza, na Zona Sul da capital paulista.



Valdir Bispo dos Santos e Davi de Oliveira Fernandes são funcionários de uma empresa privada de segurança que prestava serviços para o estabelecimento, e foram identificados como agressores do jovem. Eles agrediram o garoto com um chicote, nas dependências do supermercado.

Ao solicitar a prisão dos envolvidos, Souza registrou a necessidade de fazer o reconhecimento dos agressores pela vítima, além de obter informações sobre onde está o chicote usado no crime e como foi feita a divulgação das imagens da agressão.

O delegado também solicitou que seja realizada busca e apreensão no supermercado, para buscar acesso a imagens de câmeras do sistema de segurança do estabelecimento.

No meio da tarde desta quarta, o Ministério Público foi intimado a opinar sobre os pedidos, antes da decisão final do Judiciário paulista. A expectativa é que os pedidos da polícia sejam apreciados até o início da noite.

Waldir e Davi foram indiciados pelo crime de tortura, cuja pena pode variar de 2 a 8 anos de prisão.

— Os seguranças usaram violência desmedida contra o garoto. Este evento me remeteu à época da escravatura, quando negros eram açoitados em praça pública — disse nesta quarta o delegado responsável pela investigação do caso, que também é negro.

Durante a manhã, funcionários do supermercado prestaram depoimentos à Polícia Civil, mas, segundo policiais que assistiram aos relatos, não apresentaram informações úteis à investigação.

O delegado confirmou que o alimento não foi o primeiro do mesmo tipo que o adolescente tentou roubar, mas ressaltou que isso não é motivo para que ele fosse punido pelos seguranças.

— É um garoto que vive na comunidade, no entorno do mercado, e costuma praticar pequenos furtos. Cometeu um ato infracional que poderia ser passível de reprimenda, se um juiz de Infância e Juventude assim entendesse. Mas nunca seria uma punição como a que ocorreu.

Cor da pele
Representantes do movimento negro convocaram para este sábado manifestações em frente ao supermercado onde o jovem foi agredido. Nas redes sociais, a repercussão do crime inclui críticas sobre a ligação entre a tortura e o racismo estrutural no país.

Segundo o delegado, porém, ainda não há indícios que comprovem a ligação do crime de tortura com o de racismo. No entanto, ele não descarta que a cor da pele do jovem possa ter influenciado na gravidade do ato. Ainda sobre essa questão, ele revelou que um dos agressores também é negro.

— Não tenho nenhum elemento que comprove motivação relacionada à cor da pele do jovem. Um dos agressos, incluslive, é negro. Mas toda a conotação do crime pode nos levar a inferir que possivelmente, se fosse um indíviduo de outra condição social, com pele de outra tonalidade, não seria tratado dessa maneira — justificou Sousa.
https://extra.globo.com/casos-de-policia/policia-pede-prisao-de-segurancas-que-torturaram-jovem-em-supermercado-de-sp-23927561.html





Prenderam os dois branquelos racistinhas que adoram espancar negros que roubam. :brbr:facepalm:brbr
Opa, isso vai dar tela azul na cabeça de muita gente...
 

Shade1

Ser evoluído
Mensagens
52
Reações
104
Pontos
18
Se ele já tinha assaltado o local mais de uma vez, e nada aconteceu com ele... então eu achei muito bem feito!
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.015
Reações
25.644
Pontos
353
Você não pode definir o valor que uma barra de chocolate tem para o seu dono, você pode precificar, mas não determinar o valor.
De fato não se pode determinar o valor da barra, mas isso não significa que qualquer punição seja eticamente permitida.
A força só é legítima em resposta a força, portanto é necessário justificar uma pena.
Caso contrário é o punidor quem passa a ser o agressor.

Como se faz isso de maneira lógica e racional? estoppel dialógico.

A punição nesse caso foi desproporcional. E apesar de eu não manter empatia por um ladrão que rouba propriedade privada, a ética deôntica que eu defendo não permite relativizações.

Os punidores passaram também a serem criminosos.
 

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
2.748
Reações
5.073
Pontos
303
De fato não se pode determinar o valor da barra, mas isso não significa que qualquer punição seja eticamente permitida.
A força só é legítima em resposta a força, portanto é necessário justificar uma pena.
Caso contrário é o punidor quem passa a ser o agressor.

Como se faz isso de maneira lógica e racional? estoppel dialógico.

A punição nesse caso foi desproporcional. E apesar de eu não manter empatia por um ladrão que rouba propriedade privada, a ética deôntica que eu defendo não permite relativizações.

Os punidores passaram também a serem criminosos.
Eticamente os seguranças estão corretos, moralmente é um risco, quem relativiza são as pessoas, a ética é pétrea, uma lei imutável que não faz distinção de caso.
 
Ultima Edição:

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.015
Reações
25.644
Pontos
353
Eticamente os seguranças estão corretos, moralmente é um risco, quem relativiza são as pessoas, a ética é pétrea, uma lei imutável que não faz distinção de caso.
Não estou falando de moral, estou falando de ética deôntica mesmo. Lex Talionis com Estoppel dialógico é possível justificar (ou criminalizar) racionalmente uma punição.
 
Ultima Edição:
Mensagens
624
Reações
1.376
Pontos
183
Tenho CERTEZA que se o dono do mercado chegasse junto nesse marginal para oferecer trabalho de empacotador ele estaria correndo até agora, com muito mais medo do que essas "chicotadas" provocaram.
Aqui é o detalhe mais importante.

Quando vi a notícia, a primeira coisa que pensei foi "por que não ofereceram um emprego pro cara?".

Logo em seguida, a resposta: "Porque no Brasil, para se contratar um, paga-se o equivalente a dois".

A mudança precisa vir de cima. Enquanto tivermos que carregar políticos, juízes e corporativistas nas costas, pagando suas obesas contas mediante impostos, será impossível sair dessa situação. A pressão deveria ir em direção a quem manda, leia-se políticos, e não aos mais abastados, como esse rapaz. Fazer esse tipo de coisa com um pobre coitado que talvez nem consiga mais raciocinar direito devido a acontecimentos da vida (como fome ou violência, seja física ou psicológica) é simplesmente tapar o sol com peneira. Serve apenas para extravazar uma raiva que deveria ser voltada AOS POLÍTICOS!
 

iporco

Bam-bam-bam
Mensagens
4.253
Reações
8.991
Pontos
303
Tô vendo o caso agora no programa da Globo, citaram escravidão, pelo que deram entender quem filmou e chicoteou eram negros.
vao falar q sao capitaes do mato ou coisa do tipo, vao inventar qualquer desculpinha dessa (eu pessoalmente ja falei q achei exagero, mas a midia tbm ta criando uma tempestade em copo d'agua em cima disso; so demitam os seguranças e a vida segue)
 

Paiva :)

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.291
Reações
17.065
Pontos
649
Que post bosta cara

“Policia inoperante”

Que culpa tem a policia se eles prendem e no dia seguinte à justiça solta?

Leis frouxas defendidas por quem? Tente deixar as leis mais severas e veja qual vai ser a primeira turminha a protestar e tentar barrar a mudança, vao ser justamente os partidos politicos humanistas que defendem os direitos dos manos

E segundo a turminha progressista a desigualdade CAIU na ultima decada, mas a violencia AUMENTOU, entao nao vem com esse papinho de desigualdade social que nao cola
To falando da polícia de maneira geral, dessa lógica de justiça com as próprias mãos. Existem momentos que justiça falha, que as leis são frouxas. Existem momentos que a polícia falha, é inoperante. São humanos, não robôs, e ainda trabalham sob condições bem escrotas.

Não critiquei o ser-humano agente da lei. E sim que, quando o mesmo é inoperante e a lei é frouxa, a conduta correta seja justiça pelas próprias mãos.

Sobre a parte de Direitos Humanos, acho isso bastante pessoal. Tem gente que aprova pena de morte, tem gente que não. Vemos grupos lutando por todos os tipos de ideais diariamente.

Eu só acho MUITO exagerado querer colocar nas costas dessa galera que você critica como a justificativa da pandemia de segurança do nosso país. É um problema complexo pra cacete, que envolve muitos fatores (dentre eles a desigualdade) para que falemos “ah, é só acabar com o povinho de direitos humanos que tá resolvido”.

No mais, se a voz de quem pede por leis mais brandas está mais alta do que aqueles que pedem por leis mais severas, acho que o correto seria reforçar a intensidade, não? A mesma capacidade que um grupo tem para dialogar/votar/se manifestar, o outro também tem.
 

.Saturno.

Veterano
Mensagens
496
Reações
654
Pontos
118
Isso foi desproporcional isso, e esses seguranças foram burros em filmar e postar, eles representam o QI médio dos brasileiros

 

_alef_

Bam-bam-bam
Mensagens
9.108
Reações
9.658
Pontos
353
Que nojo este tópico.
Mas tem explicação.

60 mil homicídio por ano.
 

Pouca Transa

Bam-bam-bam
Mensagens
1.161
Reações
5.131
Pontos
303
Mas se tratam de dois nórdicos arianos descendentes de países escandinavos, e membros do partido neonazista. Eles estão com lentes de contato escuras, e usando maquiagem para pele. Não devem querer tomar banho nem por cigarros na cela.

Falando sério, concordo que foi desproporcional em medida ao produto do furto, em minha opinião, chicotear o rapaz, desconsiderando a revolta do dono do estabelecimento, pois no vídeo parece claro que não foi a primeira vez que ele furtou no local. Ainda acrescento que esses seguranças, que em sua maioria sequer conhecem as quatro operações aritméticas básicas, saem de cursos de péssima qualidade achando que são a justiça na terra.

Porém, as chances do rapaz se especializar no crime são menores com essa punição, do que indo para fundação casa, onde provavelmente sairia com missões criminosas graves e devendo favores aos internos. A quem defende o melhor pelo futuro do rapaz, assim como eu desejo que ele não volte a cometer crimes, embora duvide demais, tal punição foi menos pior do que ele ser encarcerado, ou sequer punido, o que o incentivaria mais ainda a repetir seus atos ilícitos, que começam com furtos e terminam em crimes bem mais graves.

Seria muito bem vinda uma reforma no sistema, que fizesse de fato o crime não compensar. Foi pego furtando? Vai trabalhar até pagar os custos aos cidadãos pagadores de impostos, gastos da custódia, e indenizar o valor em dezenas de vezes para vítima. Latrocida? Vai trabalhar a vida inteira para pagar indenização para dependentes da vítima, construindo estradas e ferrovias, preso e comendo pão e bebendo água como refeição a vida toda. E isso vai até levar um tiro na cabeça, caso seja político, que não valem o emprego de musculatura na mão do carcereiro ao trancar a cela.

É revoltante ver ele ser chicoteado por uma barra de chocolate, mas para isso é preciso ignorar todo o contexto da situação de impunidade no nosso Brasil.

Tomara que aprenda e não repíta os mesmos erros, se bem que as chances são mais de trocar de alvo.

Geralmente, o ser humano procura o menos dispendioso (em geral, não me refiro a desonestidade). Basta fazer o crime custar mais do que ser honesto para diminuir o número de quem tome esse caminho, ainda que sempre haverão criminosos.
 
Topo