O que há de Novo?


Precisamos falar sobre Artifact, o novo jogo da Valve

Mensagens
51
Curtidas
68
Pontos
18
#1
Artifact é um dos maiores assaltos da história recente de jogos eletrônicos. É simplesmente revoltante o que a Valve fez, deram um cuspe na cara de toda a sua fanbase leal.

Artifact é um jogo anunciado como TCG (Trading Card Game) onde se é IMPOSSÍVEL trocar cartas com outros usuários. O único jeito de conseguir novas cartas é comprando novos packs ou comprando cartas do mercado, APENAS COM DINHEIRO REAL. E pior, a Valve consegue lucrar 115% sobre a venda de cartas.

Isso mesmo. 115%. Ela recebe 100% do dinheiro ao se comprar packs diretamente com eles, e ainda impõem uma taxa de 15% sobre CADA CARTA VENDIDA NO MERCADO. Quer mais? Basicamente todos os modos custam dinheiro para jogar. É, você paga ao comprar o jogo, depois paga para comprar cartas para seu deck, depois paga para jogar. É o Pay2Pay2Play.

Existem 3 modos, o Constructed (você monta seu deck com as cartas que possuí), Phantom Draft (como se fosse o Arena do Hearthstone, você monta seu deck com cartas aleatórias que o jogo te proporciona e joga até vencer 5 partidas ou perder 2, o que ocorrer primeiro) e Keeper Draft (mesma coisa, mas você “ganha” as cartas que escolheu para poder usar no Constructed). Apenas o Constructed tem a possibilidade de jogar de graça. NÃO HÁ COMO JOGAR O DRAFT SEM PAGAR.

Ao comprar o jogo você recebe 2 starter decks, são decks pré montados que por sinal são bem ruins, nem um pouco competitivos. Ok, até aí sem problemas. Mas ao abrir um pack você pode tirar cartas que já estão nos starter decks. Em outras palavras, VOCÊ PODE TIRAR CARTAS COM VALOR ZERO EM PACKS, POIS TODOS OS JOGADORES JÁ AS POSSUEM.

Cereja do bolo? Se já está péssimo para os países norte-americanos e europeus, imagine para nós: A Valve sempre incentivou todos os publishers a venderem seus jogos na Steam fazendo regional pricing, isto é, levando em conta a economia de cada país para não praticarem preços abusivos. É por isto que no Brasil você poderia comprar GTA 5 no lançamento por 100 reais, sendo que lá fora era 60 dólares. Sendo extremamente hipócrita, a Valve não fez isso com seu próprio jogo. ARTIFACT NÃO TEM REGIONAL PRICING! CUSTA 20 DÓLARES LÁ FORA E 78 REAIS AQUI! AINDA MAIS CARO DO QUE A COTAÇÃO DO DÓLAR. Packs que custam 2 dólares lá são vendidos por 8 reais. Os 5 cupons de draft custam 20 reais. O Keeper Draft custa o absurdo de 2 cupons e 5 packs. ISSO, O KEEPER DRAFT CUSTA 48 REAIS CADA VEZ QUE VOCÊ QUISER JOGAR! Fica o questionamento, comprar The Witcher 3 ou um Keeper Draft? Ridículo. Logo de cara botaram uma barreira em todas as economias de terceiro mundo.

O mais triste é que Artifact é um jogo com boa gameplay, claramente amado pelos seus desenvolvedores e completamente arruinado pela ganância de seus patrões. É por isso tamanha a revolta: todos querem que o jogo tenha sucesso, menos a própria Valve. Quem diria que uma das empresas mais amadas, que criou jogos excelentes gratuitos (ou baratos pelo menos) como Dota 2, CS:GO, Team Fortress 2, Portal, Half-Life iria se rebaixar a níveis piores do que a da EA. E não é como se fizessem pouco dinheiro: a Valve teve lucro de 4,3 BILHÕES de dólares APENAS em 2017. Quanto dinheiro é o suficiente?

Não financiem essa canalhice.

Fonte:
 


Mensagens
1.717
Curtidas
6.171
Pontos
294
#2
Eu fiquei extremamente puto com essa merda, o jogo em si é muito interessante mas a forma de negócio que a valve está utilizando é muito canalha.

Sent from my Redmi 4X using Tapatalk
 
Mensagens
9.068
Curtidas
11.380
Pontos
409
#3
O jogo é uma obra prima de gameplay do R. Garfield, pelo que testei. Mas sim, está caro. Pelo menos até mudarem os preços.

Enviado de meu GT-I9505 usando o Tapatalk
 
Mensagens
8.540
Curtidas
21.285
Pontos
353
#4
Hearthstone veio com um marketing agressivo para não migrar os usuários.
Então provavelmente nesse inicio ele deve pegar os usuários de outros jogos, ou até mesmo a galera do dota.

Porem me recuso a comprar um jogo de cartas, que depois eu tenha que comprar mais cartas.
Se não for pelo menos f2p para testar, FODA-SE.
Dota 2 é f2p, não sei por que diabos pagaria para jogar um joguinho de cartas...
 


7 outros

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.528
Curtidas
54.825
Pontos
849
#7
O jogo é uma obra prima de gameplay do R. Garfield, pelo que testei. Mas sim, está caro. Pelo menos até mudarem os preços.
Queria muito testar pq pelos vídeos que vi o jogo parecia bem legal.
Mas esse sistema de monetização dele ta uma bosta.

Se é pra gastar tanto dinheiro assim melhor eu voltar a jogar Magic de papel mesmo, a Hasbro não destruiu tanto o MTG a ponto de um jogo inédito ser mais estruturado.

Quando vi na steam que esse jogo é pago, achei interessante, pensando que teria uma monetização mais saudável que os f2p, mas pelo visto além de ser pago ainda é pior que um f2p.
Exatamente.

Achei que teria a "taxa de entrada" comprando o jogo, mas ingame a forma como você consegue cards e etc seria mais fácil que no Hearthstone por exemplo, já esperava a possibilidade de comprarem booster com dinheiro mas desse jeito que só da pra ganhar booster comprando em microtransação... pode até funcionar hoje no lançamento, mas todo cardgame ganha várias expansões e basta umas 4 exp nova pra transformar esse modelo em um total inferno pior que acompanhar o T2.

Espero que revejam isso tudo antes de lançar, pq desse jeito parece estar complicado.
 

renbh

Bam-bam-bam
Mensagens
12.083
Curtidas
8.745
Pontos
434
#9
Nenhum card game digital permite trocas, isso não é novidade, mas não há opção de craftar? Tipo deletar uma carta em troca de algum elemento que possa ser usado para criar outra carta? Se não tiver é vacilo, se não pode trocar tem que ter um sistema para dar vazão as cartas repetidas/indesejadas.

No mais, todo card game digital ou não é pay2win, é o tipo de coisa que todo mundo deve estar ciente antes de entrar, dificilmente você disputará nas cabeças sem colocar uma boa grana na parada.

Enviado de meu SM-T815Y usando o Tapatalk
 
Mensagens
1.437
Curtidas
889
Pontos
199
#10
Nenhum card game digital permite trocas, isso não é novidade, mas não há opção de craftar? Tipo deletar uma carta em troca de algum elemento que possa ser usado para criar outra carta? Se não tiver é vacilo, se não pode trocar tem que ter um sistema para dar vazão as cartas repetidas/indesejadas.

No mais, todo card game digital ou não é pay2win, é o tipo de coisa que todo mundo deve estar ciente antes de entrar, dificilmente você disputará nas cabeças sem colocar uma boa grana na parada.

Enviado de meu SM-T815Y usando o Tapatalk
MTGO?


A monetização é idêntica ao modelo do MTGO. A parte ruim é a taxa do market mesmo, o que no caso do MTGO ficam pros bots/stores que disponibilizam acervo.
 

renbh

Bam-bam-bam
Mensagens
12.083
Curtidas
8.745
Pontos
434
#11
MTGO?


A monetização é idêntica ao modelo do MTGO. A parte ruim é a taxa do market mesmo, o que no caso do MTGO ficam pros bots/stores que disponibilizam acervo.
MTGO é meio que um ele perdido, criado em um período anterior ao estabelecimento de uma estratégia para o gênero, ele acaba criando um mundo a parte que não vejo sendo copiado ou abandonado nem mesmo frente ao lançamento do Arena.

Acho que, neste caso, a melhor estratégia é de craftar, claro que em um jogo como Harthstone dizer que vai montar um deck de ponta sem gastar dinheiro força a barra, mas é possível ter um certo jogo de cintura para economizar. Sem u sistema como este acho que fica fora de mão investir.

Enviado de meu SM-T815Y usando o Tapatalk
 

dk120

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.468
Curtidas
47.379
Pontos
979
#14
Acho que não tem muita chance pela concorrência mesmo. Se a intenção é ser um jogo mais sério e complexo, Magic e aquele do bruxão já tem seu marcado. Por outro lado, se o objetivo é ser mais zueiro, Hearthstone com seu carisma é imbatível.

Unica chance que vejo de este e qualquer outro jogo entrar neste mercado de nicho é ser muito generoso com a forma de moneteziar.
 
Mensagens
5.399
Curtidas
9.599
Pontos
404
#16
Gwent mudou tudo nos últimos tempos, to com preguiça de aprender de novo... o sistema de monetização do gwent é tão honesto com o jogador que nunca gastei nada e tinha um deck pica de 85% winrate.
Artifact nem to acompanhando muito, torcendo para ser um bom jogo e que peguem leve no preço das coisas.

Eu em geral sou totalmente contra P2W em jogo, porém em jogo de coleção de cartas eu entendo, só não pode ser ambicioso demais e ficar totalmente proibitivo para a maior parte dos jogadores, pois sem novos entrantes o jogo morre.
 

7 outros

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.528
Curtidas
54.825
Pontos
849
#17
so sei q 70 % da comunidade gwent ja debandou pro artifact, tanto entre pro players quanto streamers
Triste isso.

Mas é complicado, acredito que o interesse da maioria no Artifact nem é pela qualidade do jogo em si, mas pelo potencial de monetizar.

Quem entendia do assunto fez um dinheiro grande com o CS:GO, sabendo que esse jogo vai deixar vender cartas pelo Steam e trocar com certeza algumas raridades vão literalmente valer fortunas, se essa besteira aqui vale tudo isso:

https://steamcommunity.com/market/listings/730/StatTrak™ Sawed-Off | Orange DDPAT (Factory New)

Sem contar os itens que são tão caros que nem são vendidos através do Steam, pq fazem aquele esquema do PayPal.

Quem manjar bastante de economia, onde investir e etc com certeza vai tambem fazer bastante dinheiro no Artifact, monte de gente sequer sabe jogar bem esses games mas entendem o bastante de mercado pra fazer uns lucros bizarros.




E olhando esse modelo tão PAY2WIN igual cardgame real só podem estar apelando exatamente pra esse tipo de público, o jogo em si devem achar secundário.
Pro Player e Streamer precisa ir onde o dinheiro esta, ai fodeu de vez.
 

Notwen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.031
Curtidas
1.363
Pontos
203
#18
Bora pro MTGArena!
Maioria dos eventos da pra jogar com moedas ganhas, ou com temas que dá pra ganhar usando moeda do jogo mesmo e draftando bem :P.
Sistema de WCards pra facilitar montar aquele seu deck

Sobre o artifact, eles tão cagando. Lançar um jogo de carta num mercado com um monte f2p aí de peso. Tem o da blizzard, Bethesda, Wizard of the flash, witcher, etc. Louco de qm entrar nessa aí...
 

renbh

Bam-bam-bam
Mensagens
12.083
Curtidas
8.745
Pontos
434
#22
Agora que vi que o jogo está em beta, neste caso os ajustes sobre ecossistema provavelmente virão via feedback.

Não é tão preocupante assim, se bem que estou mais interessado no Arena, curti o que vi.

Enviado de meu SM-T815Y usando o Tapatalk
 
Mensagens
1.437
Curtidas
889
Pontos
199
#23
MTGO é meio que um ele perdido, criado em um período anterior ao estabelecimento de uma estratégia para o gênero, ele acaba criando um mundo a parte que não vejo sendo copiado ou abandonado nem mesmo frente ao lançamento do Arena.

Acho que, neste caso, a melhor estratégia é de craftar, claro que em um jogo como Harthstone dizer que vai montar um deck de ponta sem gastar dinheiro força a barra, mas é possível ter um certo jogo de cintura para economizar. Sem u sistema como este acho que fica fora de mão investir.

Enviado de meu SM-T815Y usando o Tapatalk
Não enxergo como algo perdido ou antigo se o novo jogo que o Garfield está participando coloca um modelo praticamente igual ao do MTGO.
Outro motivo: se fosse perdido/antigo/desperdiçado e não estivesse gerando retorno, vc acha mesmo que eles iriam dar suporte ao client por mais de 15 anos? E por suporte eu não digo só manter os servidores, mas aplicar melhorias no client e ouvir feedback da comunidade.

Na moral, eu acho mais transparente uma economia aberta a trade do que algoritmos ocultos que podem deliberadamente te dar diminishing returns sem vc saber.

Só achei os valores um pouco insustentáveis, visto que a Valve não é nenhuma WotC que precisa de apoio pra manter servidores e etc. Toda a infra do jogo está pronta praticamente.
A porta de entrada do MTGO é 10 dólares, abaixo do Artifact. Desses 10 dólares, vc ganha 10TIX que é como se fosse o dólar dentro do jogo. Com os TIX vc pode comprar MUITAS cartas e montar vários decks (os que não são meta competitivo, lógico).
Acho isso mt interessante do ponto de vista casual e da comunidade. Um exemplo disso no MTGO é a gama de formatos customizados que o pessoal "inventa" pra jogar num mesão com amigos.
Se eu pudesse largar 50tão na steam wallet, sair montando um deck qualquer pra poder jogar com os colegas não acharia ruim.

Eu espero que dê certo, mas que abaixem os custos de entrada e que lancem expansões e etc pra aumentar a variedade, mas acho que ao ter se atrelado ao universo do DOTA eles se limitaram muito nesse aspecto.
 

7 outros

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.528
Curtidas
54.825
Pontos
849
#24
Eu espero que dê certo, mas que abaixem os custos de entrada e que lancem expansões e etc pra aumentar a variedade, mas acho que ao ter se atrelado ao universo do DOTA eles se limitaram muito nesse aspecto.
Pior que não.

Pelo que vi todo conteúdo do artifact não arranha nem a superficie de tudo que tem no DOTA 2.
https://artifact.gamepedia.com/Heroes
40 cartas de heroi só (com alguns inventados só pro Artifact), sendo que o jogo original tem mais de 100.
No Hearthstone ou Magic as expansões costumam ter bem menos cartas novas que o conjunto base, então se lançar 15 herois novos por expansão ainda vai render muito tempo.
 

SquallxD

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.694
Curtidas
15.296
Pontos
553
#25
Valve anunciou algumas mudanças, a principal delas é permitir phantom draft de graça, isso é muito bom.
Draft geralmente é o modo mais divertido de um card game, poder jogar um draft sempre que quiser sem pagar nada é sensacional.
 
Mensagens
1.437
Curtidas
889
Pontos
199
#26
Pior que não.

Pelo que vi todo conteúdo do artifact não arranha nem a superficie de tudo que tem no DOTA 2.
https://artifact.gamepedia.com/Heroes
40 cartas de heroi só (com alguns inventados só pro Artifact), sendo que o jogo original tem mais de 100.
No Hearthstone ou Magic as expansões costumam ter bem menos cartas novas que o conjunto base, então se lançar 15 herois novos por expansão ainda vai render muito tempo.
Interessante, não tinha parado pra pensar que DOTA tava com tudo isso de herói. Eles tem liberdade criativa pras cartas de minion tb, isso é bom.
 
Mensagens
1.719
Curtidas
1.948
Pontos
249
#27
Bem, eu já tenho o meu garantido. Achei o jogo interessante e coloquei na minha lista de desejos, meu irmão acabou me dando no meu aniversário. Mas o jogo só sairá no dia 28/11.

O que eu espero dele é um bom jogo de cartas para jogar até o fim do ano e depois já partir para outro jogo. Não penso em ficar nas próximas expansões e não devo comprar nenhuma carta. Quando começar a jogar comento como está sendo a experiência.
 

renbh

Bam-bam-bam
Mensagens
12.083
Curtidas
8.745
Pontos
434
#28
Não enxergo como algo perdido ou antigo se o novo jogo que o Garfield está participando coloca um modelo praticamente igual ao do MTGO.
Outro motivo: se fosse perdido/antigo/desperdiçado e não estivesse gerando retorno, vc acha mesmo que eles iriam dar suporte ao client por mais de 15 anos? E por suporte eu não digo só manter os servidores, mas aplicar melhorias no client e ouvir feedback da comunidade.
Quando digo perdido não falo como demérito, mas algo que, segundo a lógica, não deveria funcionar, é tipo um WoW cobrando assinatura em um ambiente onde tudo é F2P.

É um jogo de 2002, com uma interface bem mais austera, com um sistema de negociação diferente de tudo que se dá bem no mercado. É algo tão próprio que não pode ser alvo de cópia, funciona porque é Magic Online assim como, no meu ezemplo anterior, o WoW funciona porque é WoW.

Enviado de meu SM-T815Y usando o Tapatalk
 
Mensagens
1.332
Curtidas
93
Pontos
104
#30
Comprei o game, não me arrependo. tem cartas na steam custando centavos, boas cartas. Agora tem cartas muito OP, tipo drow, axe, thinker... Essas estão caras.
Acho que no futuro eles vão colocar um modo pra ganhar cartas sem gastar $. Tipo, a cada 10 partidas dropa uma carta. Quem estiver jogando me add lá na steam para um duelo. id: FoxDie
 
Mensagens
21
Curtidas
23
Pontos
3
#32
Era um jogo que eu iria comprar com certeza, pois ja estava de saco cheio do HS... expansão toda hora e eu que nao jogo direto (jogo casualmente quando estou afim), tenho que comprar Pack para ter cartas para ser mais competitivoe subir na filas.
Esse jogo era a minha esperança, mas ja foi por água a baixo... com esse preço abusivo e sistema de monetização horroroso...
Ver se o Tio Gaben vai deixar de ser tão mercenario, se nao esse jogo vai morrer igual Gwent.
 
Mensagens
4.850
Curtidas
8.132
Pontos
314
#33
esse jogo nao ser free é uma aberração , quando vi que era 80 conto , pensei: Ahh entao é pago mas ja deve vir com o baralho completo.....
Voce paga a o jogo , tem que comprar cartas e ainda não tem como grindar , tomanocu né gordão , pra que vou jogar saporra?
 

yugi moto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.229
Curtidas
31.008
Pontos
559
#35
Steam tem que ser boicotado, Valve fdp, mercenária do caralho. Eu que não sou louco de jogar um jogo desses, a Valve me da nojo hoje em dia, isso porque já foi minha dev favorita.
Relaxa e assim com qualquer empresa nasce, atinge o apice e morre valve que nao fique esperta nao.. nao sei se viu as noticias mas vem empresa chinesa bater na valve é concorrencia de peso. Steam cobra 30% das dev enquanto este ira cobrar 12% o que dr cara ja teria lançamentos mais baratos que na steam. valve esta prestes a passar um aperto se continuar com essas politicas
 


Topo