O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Qual a última HQ que você leu?

Leandro2112

Veterano
Mensagens
637
Reações
628
Pontos
108
Catacumba #1
Nota: 7/10

167915

Revista nacional, com três pequenas histórias, todas bem bacanas e com aquele charme do preto e branco. O papel é bom e a edição está bem editada. Vale muito a pena se você curte aqueles aqueles quadrinhos tipo Creepy, sem contar que estará apoiando material da nossa terra.
 


Wyvern_

Bam-bam-bam
Mensagens
13.327
Reações
5.754
Pontos
484
Colocando em dias as leituras de Bonelli, estava sentindo falta de ler algo continuamente e se encaixaram perfeitamente.



Tenho 3 edições de Zagor Gigante há uns 2 anos pelo menos e não tinha lido ainda. Zagor é talvez, dos personagens mais tradicionais da Bonelli, o que eu menos li até hoje e o que mais tenho um certo preconceito. A imagem da personagem não me agrada muito.

Essa edição contém uma história só, com pouco mais de 200 páginas. Começa com um mundo de fantasia, um reinado sendo invadido por forças mágicas controladas por um feiticeiro. Coisas acontecem, e esse feiticeiro é mandado através das dimensões para a região de Darkwood, onde se passam boa parte das histórias de Zagor. Uma vez na Terra, ele tentará dominar o local da mesma forma que fazia em sua dimensão. Ao mesmo tempo, um escritor frustrado está na região, e tudo que ele sonha e escreve acaba acontecendo e está relacionado a vinda do vilão.

Gostei bastante da arte, que mesmo o papel jornal não consegue estragar e do desenrolar da história. O final, achei meio simples demais, esperava algo um pouco mais elaborado, bem clichê.

Serviu para me deixar empolgado para ler as outras 2 edições e aproveitei pra pegar o novo lançamento da Mythos, "Zagor: Nova Série".





Dei prosseguimento na leitura de Tex Willer. Mais 2 arcos, um da edição 10 até a 13 e outro mini arco de transição, edições 14 e 15.

O primeiro, envolve o presidente Lincoln, mas aqui ele ainda está concorrendo para o senado pelo partido republicano. A Agência de Investigação particular Pinkerton é contratada para fazer sua segurança, pois ele pretende fazer discursos e debates em uma região (Illinois) dominada pelos democratas e fortemente escravagista. O editorial também ressalta que a história se passa em 1858 e que levou praticamente 1 século para o partido democrata deixar de ser racista.

Importante ressaltar que essa agência existiu de verdade, assim como a agente com Kate Warne, a primeira mulher investigadora da agência, com quem Tex interage. Ela é a responsável por tentar desmantelar uma tentativa de assassinato ao então candidato ao senado e antiescravagista, essa parte já é invenção.

Também é a primeira vez, de forma cronológica, que Tex tem que lidar com o ilusionista Mefisto, mas não chegam a ficar cara a cara.

Excelente arco que te deixa querendo mais.

Em seguida em um arco transitório, Tex está voltando ao Texas e no caminho se abriga e é muito bem tratado em uma vila de Mormons.
Ao mesmo tempo, acaba se envolvendo com uma outra família da mesma religião, moradores de uma região próxima, que distorceu suas praticas e comete assassinatos e raptos de jovens garotas para aumentar suas populações. Nisso, o filho da boa família é injustamente incriminado pelos assassinatos e Tex tenta resolver o caso com o xerife, sem revelar que ainda é um procurado pela lei.

Boa história para nos mostrar que tudo tem lado bom e ruim, depende do uso e interpretação que damos para as coisas.



Fazia tempo que tinha essas edições paradas e retomei as leituras. E caramba, pq parei de ler?!

Em Dylan Dog: Nova Série vol 3, ele visita o ex-inspetor de polícia Bloch, que agora é aposentado e vive numa pequena cidade. Lá se envolve com um caso de raptos e assassinatos de pessoas por um ser horrendo.

Não dá para dizer muito mais sem dar spoiler da reviravolta, mas a HQ tem por um lado, um ar leve pela nova vida de aposentado do inspetor e um Dylan tentando se adaptar aos novos tempos, e outro um poucos mais denso, tratando de questões de preconceitos e como pessoas e grupos podem se utilizar de certas máscaras para cometer crimes.

Martin Mystère vol 4, traz uma história envolvendo uma fita cassete, que toda vez que é assistida muda seu conteúdo, mas sempre ligado ao horror. Como diz o nome, "Necronomicon", dá pra se ter uma ideia do tipo de terror envolvido. A edição é uma grande homenagem, pois nesse ano em que foi lançada (1990) se comemorava 100 do nascimento de Lovecraft e também 10 anos da morte de Alfred Hitchcock. Tanto o filme cassete, como o livro, e personagens criados pelos dois aparecem na história.

Ambas as edições trazem uma história fechada e arte mais do que competente!



Já li muitas edições de Julia, mas a grande maioria foi depois da edição 100 e nunca tinha pego o início da personagem. Apesar de também contar com história fechadas e que podem ser lidas individualmente, existe uma pequenina sequência de fatos ao longo das histórias e que por diversas vezes são referenciados.

Agora com a Mythos relançando desde o início, pude finalmente ler o primeiro confronto com sua maior arqui-inimiga, a assassina em série Myrna. Essa trama envolve os 3 primeiros volumes, e aqui temos a introdução a todos as personagens, ficamos sabendo também que algo já aconteceu de ruim com a Julia no passado por trabalhar em casos com a polícia, sua relutância em colaborar novamente e por fim seu então total envolvimento que chega a colocar até pessoas próximas em perigo, além é claro, do jogo de gato e rato com a assassina.

De todas as séries Bonelli que já li, é sem sombra de dúvidas a mais pé no chão de todas. Apesar de não ter gostado tanto dessa história inicial pois senti que foi um pouco arrastada e com um final que deixou a desejar, gosto muito das história mais recentes e por isso, vou prosseguir com a coleção.



Apoiei essa HQ pelo catarse, já tem um bom tempo, até então tinha lido somente a primeira história e parado. Resolvi dar mais uma chance.

Dampyr é um meio vampiro e suas história poderiam ser categorizada como terror-policial ou terror-ação. Por vezes lembrava de supernatural enquanto lia.

O encadernado tem 4 edições, com 3 histórias. A primeira, envolvendo um antigo castelo na Alemanha, novamente me deixou com uma sensação de "ok".
Definitivamente não gostei da segunda história que se passa numa zona de guerra, o artista convidado não me desceu e a história achei truncada.
Ai veio a 3ª história, dividida em 2 partes.

Uma baita história! Se passa no Mississipi, envolvendo vampiros, cantores de blues, uma banda de rock que volta a vida, pântanos, corrupção, preconceito... Prato cheio. E a arte está a altura do roteiro.

A editora 85 já lançou outros 4 encadernados de Dampyr, é uma série que ainda tenho dúvidas se vou continuar ou não.
 

City Hunter

Bam-bam-bam
Mensagens
3.310
Reações
6.864
Pontos
309
Tomarei a liberdade de re-postar aqui o conteúdo escrito na pasta Animes e Mangás, tópico "Now Playing 2021", onde escrevo com maior frequência. Mas como o material é bom, acho injusto restringir minha opinião apenas no cantinho dos mangás.

167441



Li “My broken Mariko”, de Waka Hirako. É um mangá curto (1 volume de 150 páginas), muito doloroso de ler e sobre um tema sensível: o que fazer com as memórias (e as cinzas) de sua melhor amiga quando a família dela não a tratava bem em vida - e certamente não daria o melhor tratamento no pós-morte?

A cada página lida tive a sensação de que o destino de Mariko talvez fosse diferente se acontecesse alguma coisa, qualquer coisa pequenina! Chorei copiosamente em diversos pontos! A autora incrivelmente consegue desenhar de modo cômico em momentos tensos. E de maneira sisuda na mesma página.

167442



167443



Li em arquivo digital pirata e estou cogitando seriamente comprar a versão física americana! E olha que eu raramente faço um movimento desses! Nota 10/10 e COM CERTEZA esse mangá entrou pro hall dos clássicos do Shoujo, do Jousei ou até mesmo do universo do mangá!

LEIAM! Mas só o façam se tiverem mais de 18 anos de idade! Os temas são pesados! A autora fala de abusos sexuais na infância e suicídio.
 

Wyvern_

Bam-bam-bam
Mensagens
13.327
Reações
5.754
Pontos
484
retomando a leitura da Espada Selvagem de Conan com o vol. 5



O volume tem 3 histórias: Os Espectros do Castelo Rubro, A Fortaleza de Bal-Sagoth e Sombras em Zamboula.
Além disso possui 3 mini histórias narrando toda a criação de mundo do Howard, como surgiram os continentes, as civilizações, quanto tempo levou, as guerras, etc.
A Era Hiboriana 1: Pré-Cataclísmica, A Era Hiboriana 2: A Ascensão dos Hiborianos, A Era Hiboriana 3: Os Reinos Hiborianos.

Das 3 histórias, a melhor para mim é a primeira, "Os Espectros do Castelo Rubro", onde Conan entra calmamente a cavalo em uma cidade que está sendo saqueada, salva uma escrava pq ela o fez lembrar de uma princesa importante da região que está desaparecida, e vai então tentar fingir que ela é essa princesa para conseguir um pagamento de resgate pelo pai ou pelo pretendente dela. Para isso, ele busca ajuda de um antigo companheiro que hoje ocupa um castelo supostamente amaldiçoado.
Muitas pequenas reviravoltas acontecem, a arte é sensacional (Buscema e Alfredo Alcala) e adorei a última página do conto que fala muito da personalidade do Conan.

A segunda história tem arte do Gil Kane, é uma boa história, mas a arte destoa demais das outras, parece até um retrocesso. A terceira mantem a qualidade geral, trazendo Conan enfrentando uma tribo canibal e uma tentativa de golpe ao regente local e novamente mais uma mulher necessitando de resgate (e que acaba o enganando).

Por fim, as 3 historietas da Era Hiboriana são escritos pelo Roy Thomas com arte do Walter Simonson, e ajudam demais a entender todo o background do universo de Conan.

 


danitokaawa

Bam-bam-bam
Mensagens
6.490
Reações
4.803
Pontos
353
Action Comics 1000.
É uma revista meramente de homenagens.Apenas a estória final é um prelúdio da fase que se iniciaria em 2019, com Rogol Zaar. Mas é para colecionadores, somente. Para se ter uma idéia, 20 ou mais páginas são apenas capas variantes. A revista tem 132 páginas.

169343
 

Riveler

Bam-bam-bam
VIP
GOLD
Mensagens
2.016
Reações
3.128
Pontos
314
Acabei agora a segunda edição do box de Bone. :kjoinha

A primeira parte achei mais divertida, na segunda parte fica um pouco mais séria e vamos ver como vai ser o final dessa história maravilhosa. :kcool

Visualizar anexo 168261

Esses três livrões do Bone também foram a última HQ que eu li e você resumiu bem: o comecinho é suave, no meio a coisa engrossa e no final...

Me lembrou a Série Harry Potter, que começa bem bobinha e vai se tornando mais sombria com o passar do tempo.

Engraçado que eu já tinha visto Bone há muito tempo, desde os anos 2000, mas nunca me interessei por ele: eu pensava que era um fantasma, como o Gasparzinho. E como já havia lido muito Gasparzinho quando criança, deixei de acompanhar as publicações.
Somente agora, que um amigo me emprestou a saga completa em três livrões, foi que eu percebi o que perdi, deixando de ter lido Bone no seu devido tempo. Daria uma ótima série de animação, pois tem uma ótima história, personagens cativantes e dragões. Qualquer história com dragões no meio fica muito melhor.

No cemitério dos dragões... suas armas são mais fortes do que... er... não. Isso é uma outra história.
 

RenatoW

Bam-bam-bam
Mensagens
4.323
Reações
6.244
Pontos
303
Esses três livrões do Bone também foram a última HQ que eu li e você resumiu bem: o comecinho é suave, no meio a coisa engrossa e no final...

Me lembrou a Série Harry Potter, que começa bem bobinha e vai se tornando mais sombria com o passar do tempo.

Engraçado que eu já tinha visto Bone há muito tempo, desde os anos 2000, mas nunca me interessei por ele: eu pensava que era um fantasma, como o Gasparzinho. E como já havia lido muito Gasparzinho quando criança, deixei de acompanhar as publicações.
Somente agora, que um amigo me emprestou a saga completa em três livrões, foi que eu percebi o que perdi, deixando de ter lido Bone no seu devido tempo. Daria uma ótima série de animação, pois tem uma ótima história, personagens cativantes e dragões. Qualquer história com dragões no meio fica muito melhor.

No cemitério dos dragões... suas armas são mais fortes do que... er... não. Isso é uma outra história.
Eu acabei o terceiro livro ontem e gostei muito da série.

Se fosse escolher uma ordem seria: 1 > 3 > 2.

A primeira parte é muito carismática e prende demais, no meio achei mais lento e no final melhora bastante.

O fato dos dragões desaparecerem no meio perde um pouco da graça e toda a fantasia relacionada ao tema. :ktriste2

E como disse, vi que estavam querendo fazer uma adaptação para animação, seria sucesso garantido ! :kgozo

Achei uma edição com uma história especial, depois vou ler ela e ver se completa a história ou é algo novo.
 

Agito

Bam-bam-bam
Mensagens
5.102
Reações
18.079
Pontos
353
retomando a leitura da Espada Selvagem de Conan com o vol. 5



O volume tem 3 histórias: Os Espectros do Castelo Rubro, A Fortaleza de Bal-Sagoth e Sombras em Zamboula.
Além disso possui 3 mini histórias narrando toda a criação de mundo do Howard, como surgiram os continentes, as civilizações, quanto tempo levou, as guerras, etc.
A Era Hiboriana 1: Pré-Cataclísmica, A Era Hiboriana 2: A Ascensão dos Hiborianos, A Era Hiboriana 3: Os Reinos Hiborianos.

Das 3 histórias, a melhor para mim é a primeira, "Os Espectros do Castelo Rubro", onde Conan entra calmamente a cavalo em uma cidade que está sendo saqueada, salva uma escrava pq ela o fez lembrar de uma princesa importante da região que está desaparecida, e vai então tentar fingir que ela é essa princesa para conseguir um pagamento de resgate pelo pai ou pelo pretendente dela. Para isso, ele busca ajuda de um antigo companheiro que hoje ocupa um castelo supostamente amaldiçoado.
Muitas pequenas reviravoltas acontecem, a arte é sensacional (Buscema e Alfredo Alcala) e adorei a última página do conto que fala muito da personalidade do Conan.

A segunda história tem arte do Gil Kane, é uma boa história, mas a arte destoa demais das outras, parece até um retrocesso. A terceira mantem a qualidade geral, trazendo Conan enfrentando uma tribo canibal e uma tentativa de golpe ao regente local e novamente mais uma mulher necessitando de resgate (e que acaba o enganando).

Por fim, as 3 historietas da Era Hiboriana são escritos pelo Roy Thomas com arte do Walter Simonson, e ajudam demais a entender todo o background do universo de Conan.

Assinei essa coleção até o volue 8 se não me engano, só li o primeiro até agora. Tenho que tomar vergonha e pegar de onde eu parei, afinal, eles foram caros pra cacete.
 

Corticóide

Bam-bam-bam
Mensagens
1.715
Reações
3.189
Pontos
288
Pra não criar um tópico, gostaria de saber de vcs, se na DC existem sagas estilo MARVEL. E se são bem fodas como algumas da rival, se possível as 3 melhores já quebra o galho. Vlw.

Enviado de qualquer lugar, carai.
 

Solid Dante

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.758
Reações
14.828
Pontos
639
Pra não criar um tópico, gostaria de saber de vcs, se na DC existem sagas estilo MARVEL. E se são bem fodas como algumas da rival, se possível as 3 melhores já quebra o galho. Vlw.

Enviado de qualquer lugar, carai.
Tem o Crise nas Infinitas Terras e o Flashpoint que são bem maneiros.
 

Krion

Bam-bam-bam
Mensagens
6.880
Reações
23.434
Pontos
338
Pra não criar um tópico, gostaria de saber de vcs, se na DC existem sagas estilo MARVEL. E se são bem fodas como algumas da rival, se possível as 3 melhores já quebra o galho. Vlw.

Enviado de qualquer lugar, carai.
Tem as clássicas também do fim anos 1990:
Queda do Morcego
Morte e o Retorno do SuperMan
Crepúsculo Esmeralda (que culminou na Zero Hora)
 

Leandro2112

Veterano
Mensagens
637
Reações
628
Pontos
108
172280

Iniciei essa da Image, pelo que vi finaliza no número 26. Gostei dessa primeira edição, Remender cria um universo legal, espero conseguir concluir.
 

Nomercy

Bam-bam-bam
Mensagens
6.425
Reações
458
Pontos
249
Bom.
Depois de muito tempo longe das HQ's eu voltei a elas.

Reli Diomedes - Do Lourenço Mutarelli


A HQ é muito boa . A história tem muitas passagens marcantes com um clima Noir e Pitoresco ao mesmo tempo. E muitas das passagens eu havia esquecido. Então foi uma grata surpresa reler a HQ.
 

Guyver

Bam-bam-bam
Mensagens
2.534
Reações
4.894
Pontos
288
DComposição

Enquanto em Zumbis Marvel temos uma boa história sobre super humanos infectados, DComposição foi algo melhor elaborado.
Aqui a infestação tem uma origem convincente ao invés de ser o manjado vírus que ninguém sabe de onde veio.

Tomara que algum dia saia uma animação disso.
 
Topo