O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Assessor de Flávio Bolsonaro citado pelo COAF por movimentação atípica

ssj4ac

Bam-bam-bam
Mensagens
7.290
Reações
13.523
Pontos
353
Quem deveria estar no lugar do Flávio sendo investigado e quase preso ou quase corrupto pelo que já aponta deveria ser o Carlos Bolsonaro esse sim só posta m**** e atrapalha o governo do pai.

Olavo já que não virou ministro era bom também parar de falar e atacar os militares.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 


firulero

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
36.554
Reações
42.493
Pontos
877
Hã...
Você está lendo os mesmos comentários que eu?
A métrica é "Se for culpado, vai pra cadeia" e "Os gadomínions ainda tentam defender?

Só pra entender, vc é esquerdista?
Entra lá no tópico sobre a prisão do lula e descobre, tenho só uns 10 anos de fórum com a mesma opinião política.
 

mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.541
Reações
20.048
Pontos
694
Existe uma diferença bem sutil se você comparar a situação do Lula e do Flávio nessa discussão.
No caso do Lula, prevalecia na esquerda a ideia de que "ele não é culpado", enquanto na defesa do Flávio se diz "se ele é culpado, que pague".
É isso que o lado pró-Bolsonaro quer destacar. Agora, existe uma situação aí que este lado quer ignorar também.
No caso de Lula, tudo se ampliava para o núcleo familiar dele, tipo "E os filhos do Lula, pq não são investigados?"
No caso do Flávio, quer se atribuir a responsabilidade apenas ao Flávio, na tentativa de salvar o Bolsonaro.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
45.486
Reações
97.507
Pontos
989
Parentes de Bolsonaro devolviam 90% dos salários

Juliana Dal Piva e Bruno Abbud



Ex-mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle, é elo para entender escândalo que envolve nepotismo e "rachadinha"
16/05/2019 - 10:05 / Atualizado em 16/05/2019 - 12:37

ÉPOCA teve acesso a gravações em que dois ex-funcionários e parentes de Jair Bolsonaro relembram as devoluções, em dinheiro vivo, feitas a Flávio na Alerj. Foto: Ricardo Moraes / Reuters


ÉPOCA teve acesso a gravações em que dois ex-funcionários e parentes de Jair Bolsonaro relembram as devoluções, em dinheiro vivo, feitas a Flávio na Alerj. Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Na última terça-feira, quando o jornal O Globo divulgou a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de quebrar os sigilos bancário e fiscal de 95 pessoas e empresas ligadas ao antigo gabinete do primogênito do presidente, Flávio Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), uma luz de alerta piscou no Palácio do Planalto. De todos os nomes elencados pelo Ministério Público estadual, nove eram de parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, a segunda mulher de Jair Bolsonaro e mãe do seu quarto filho, Jair Renan.
Ana Cristina Valle, que se identificou como Cristina Bolsonaro nas eleições de 2018. Foto: Marcos Ramos / Agência O Globo

Ana Cristina Valle, que se identificou como Cristina Bolsonaro nas eleições de 2018. Foto: Marcos Ramos / Agência O Globo

Ana Cristina, com quem Jair Bolsonaro viveu em união estável por dez anos, entre 1998 e 2008, foi a ponte para que a família Siqueira Valle começasse a integrar a extensa lista de funcionários do clã Bolsonaro há cerca de 20 anos. Uma pessoa próxima à família falou com ÉPOCA sob condição de anonimato e disse que os parentes nomeados nunca fizeram o trabalho de assessoria parlamentar na cidade ou na Alerj. De acordo com essa pessoa, ao menos dois familiares admitiram que repassavam cerca de 90% dos salários de volta para os parlamentares. ÉPOCA também teve acesso a gravações em que dois deles relembram as devoluções, em dinheiro vivo, feitas à Flávio na Alerj.
De quatro em quatro anos, a única coisa que os parentes faziam era distribuir santinhos no período de campanha pela reeleição de Flávio e Jair Bolsonaro. Assim, sequer eram vistos como funcionários. Outros três parentes de Ana Cristina ainda foram lotados pelo próprio Jair Bolsonaro, em seu gabinete, quando era deputado federal em Brasília. Para além da possibilidade de configurarem nepotismo, as nomeações revelam fortes indícios da prática da “rachadinha”, quando assessores são nomeados para repassar parte — ou o total — do salário ao político que o nomeou.

Nota de Flávio Bolsonaro:
“O senador Flávio Bolsonaro se recusa a comentar uma suposta gravação a qual não teve acesso. É uma irresponsabilidade divulgar qualquer áudio sem que se saiba quem fala, quem grava e em que contexto a gravação foi feita. Em tempos de Fake News, esse tipo de conteúdo é uma armadilha que pode induzir os leitores ao erro e a julgamentos enganosos”.
 

ssj4ac

Bam-bam-bam
Mensagens
7.290
Reações
13.523
Pontos
353
Parentes de Bolsonaro devolviam 90% dos salários

Juliana Dal Piva e Bruno Abbud



Ex-mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle, é elo para entender escândalo que envolve nepotismo e "rachadinha"
16/05/2019 - 10:05 / Atualizado em 16/05/2019 - 12:37

ÉPOCA teve acesso a gravações em que dois ex-funcionários e parentes de Jair Bolsonaro relembram as devoluções, em dinheiro vivo, feitas a Flávio na Alerj. Foto: Ricardo Moraes / Reuters


ÉPOCA teve acesso a gravações em que dois ex-funcionários e parentes de Jair Bolsonaro relembram as devoluções, em dinheiro vivo, feitas a Flávio na Alerj. Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Na última terça-feira, quando o jornal O Globo divulgou a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de quebrar os sigilos bancário e fiscal de 95 pessoas e empresas ligadas ao antigo gabinete do primogênito do presidente, Flávio Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), uma luz de alerta piscou no Palácio do Planalto. De todos os nomes elencados pelo Ministério Público estadual, nove eram de parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, a segunda mulher de Jair Bolsonaro e mãe do seu quarto filho, Jair Renan.
Ana Cristina Valle, que se identificou como Cristina Bolsonaro nas eleições de 2018. Foto: Marcos Ramos / Agência O Globo

Ana Cristina Valle, que se identificou como Cristina Bolsonaro nas eleições de 2018. Foto: Marcos Ramos / Agência O Globo

Ana Cristina, com quem Jair Bolsonaro viveu em união estável por dez anos, entre 1998 e 2008, foi a ponte para que a família Siqueira Valle começasse a integrar a extensa lista de funcionários do clã Bolsonaro há cerca de 20 anos. Uma pessoa próxima à família falou com ÉPOCA sob condição de anonimato e disse que os parentes nomeados nunca fizeram o trabalho de assessoria parlamentar na cidade ou na Alerj. De acordo com essa pessoa, ao menos dois familiares admitiram que repassavam cerca de 90% dos salários de volta para os parlamentares. ÉPOCA também teve acesso a gravações em que dois deles relembram as devoluções, em dinheiro vivo, feitas à Flávio na Alerj.
De quatro em quatro anos, a única coisa que os parentes faziam era distribuir santinhos no período de campanha pela reeleição de Flávio e Jair Bolsonaro. Assim, sequer eram vistos como funcionários. Outros três parentes de Ana Cristina ainda foram lotados pelo próprio Jair Bolsonaro, em seu gabinete, quando era deputado federal em Brasília. Para além da possibilidade de configurarem nepotismo, as nomeações revelam fortes indícios da prática da “rachadinha”, quando assessores são nomeados para repassar parte — ou o total — do salário ao político que o nomeou.

Nota de Flávio Bolsonaro:
“O senador Flávio Bolsonaro se recusa a comentar uma suposta gravação a qual não teve acesso. É uma irresponsabilidade divulgar qualquer áudio sem que se saiba quem fala, quem grava e em que contexto a gravação foi feita. Em tempos de Fake News, esse tipo de conteúdo é uma armadilha que pode induzir os leitores ao erro e a julgamentos enganosos”.
Que entrevista ridicula do Bolsonaro falando do filho no Jornal Hoje:

"Querem me atingir, venham para cima de mim."

Uai, agora não pode investir o filho Flavio Bolsonaro mais?

Ele esta todo enrolado dificil ate agora ser inocente ai inves de falar, se ele for culpado que pague pelos seus atos me fala isso, como assim? Pode investigar o filho não?
 


mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.541
Reações
20.048
Pontos
694
Que entrevista ridicula do Bolsonaro falando do filho no Jornal Hoje:

"Querem me atingir, venham para cima de mim."

Uai, agora não pode investir o filho Flavio Bolsonaro mais?

Ele esta todo enrolado dificil ate agora ser inocente ai inves de falar, se ele for culpado que pague pelos seus atos me fala isso, como assim? Pode investigar o filho não?
Sabe como é, nem todo mundo tem um filho Ronaldinho...
 

abcdario

Bam-bam-bam
Mensagens
3.347
Reações
5.116
Pontos
303
Se aparecer um vídeo deste cara matando alguém vão dizer que é um clone, já virou fanatismo, FLA FLU, nenhuma discussão em cima disto vai render.
 

Stranger_Eddie

Bam-bam-bam
Mensagens
5.387
Reações
17.860
Pontos
353
Sabe como é, nem todo mundo tem um filho Ronaldinho...
Não é a Thammy Miranda?

Acho que to confundindo os filhos :kpensa

=====

Quando estiver comprovado que este borra-bosta cometeu crimes, pau no rabo dele!

Só tem feito m****, não vai fazer falta nem pro pai! Capaz até de melhorar a imagem do Bolso!
 

mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.541
Reações
20.048
Pontos
694
Não é a Thammy Miranda?

Acho que to confundindo os filhos :kpensa

=====

Quando estiver comprovado que este borra-bosta cometeu crimes, pau no rabo dele!

Só tem feito m****, não vai fazer falta nem pro pai! Capaz até de melhorar a imagem do Bolso!
O Thammy é o Carlos.
Essa referência é uma lembrança do Lula justificando os negócios do filho, e ele disse: Nem todo mundo tem um filho Ronaldinho. Segundo ele o filho seria um "Ronaldinho" dos negócios, daí ter tanta grana.
http://www.blogdomagno.com.br/ver_post.php?id=9293&pagina=8230

Cara, veja as declarações do Bolsonaro, ele não aceita que o filho dele tenha se enfiado na m****. O filme dele vai junto, afinal ele é o pai do cara, são do mesmo grupo político.
 

ssj4ac

Bam-bam-bam
Mensagens
7.290
Reações
13.523
Pontos
353
Se aparecer um vídeo deste cara matando alguém vão dizer que é um clone, já virou fanatismo, FLA FLU, nenhuma discussão em cima disto vai render.
Não é a Thammy Miranda?

Acho que to confundindo os filhos :kpensa

=====

Quando estiver comprovado que este borra-bosta cometeu crimes, pau no rabo dele!

Só tem feito m****, não vai fazer falta nem pro pai! Capaz até de melhorar a imagem do Bolso!
Sinceramente eu preferia que ele não tivesse sido investigado não tivesse acontecido nada disso com ele e sim com o Carlos Bolsonaro, pois esse ai postava lixo direito, toda hora intrigas.

Milagre nessa greve ele não ter chamado os estudantes de maconheiros em seu Twitter.
 

Barão do Café

Bam-bam-bam
Mensagens
4.467
Reações
7.273
Pontos
314
Acredito que há indícios fortes de grandes esquemas de m**** que o Flávio se envolveu.

Seria bom logo desenrolar essas investigações pq esse infame vai ser um fantasma contra as aprovações das reformas tão necessárias ao nosso país!

No mais ele já está fudido, a imprensa está massacrando ele e pelo menos a sua honra e imagem já foram pra put* que pariu.

Enviado de meu MI 5 usando o Tapatalk
 

blackjew

Bam-bam-bam
Mensagens
12.567
Reações
4.089
Pontos
479
Se for encontrado algo não vai ser nada mais que um pequeno deslize, coisa de garoto. Ele vai se arrepender e certamente o Moro vai ter bom coração pra perdoar.
 

punisher01

Habitué da casa
Mensagens
280
Reações
431
Pontos
98
alguém pode fazer um resumão do tópico? com imparcialidade de preferência...
 

avitima

Bam-bam-bam
Mensagens
6.457
Reações
1.557
Pontos
369
Eu acho que o Queiroz já foi pra Belize.

Enviado de meu LG-M700 usando o Tapatalk
 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.069
Reações
31.844
Pontos
544
Não, esse aí o isentões querem esquecer ou passar o pano mesmo.
Abre o topico ai. Eu juro que marco presença.

Mas não esquece de cobrar os rolos do Flavim depois disso.

Enviado de meu SM-G531H usando o Tapatalk
 

Godot

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.169
Reações
34.822
Pontos
574
Mesmo se for comprovado a inocência do Flávio, eu não voto mais nele. Uma pena, uma mancha para a imagem dos Bolsonaros.
 

ssj4ac

Bam-bam-bam
Mensagens
7.290
Reações
13.523
Pontos
353
Na escola que o Flávio Bolsonaro aprendeu roubar o Lulinha era professor kkkk


PF aponta que firma de Lulinha recebeu R$ 103 milhões, diz jornal

Cervejaria Petrópolis e empresas ligadas à Oi são as principais remetentes do dinheiro, aponta laudo da PF


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

tbahia2000

Bam-bam-bam
Mensagens
1.445
Reações
2.112
Pontos
313
Na escola que o Flávio Bolsonaro aprendeu roubar o Lulinha era professor kkkk


PF aponta que firma de Lulinha recebeu R$ 103 milhões, diz jornal

Cervejaria Petrópolis e empresas ligadas à Oi são as principais remetentes do dinheiro, aponta laudo da PF


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
No Brasil ser filho de político ou político faz de ti um grande empreendedor
 
Ultima Edição:

Skull Kid

Bam-bam-bam
Mensagens
983
Reações
2.522
Pontos
248
Na escola que o Flávio Bolsonaro aprendeu roubar o Lulinha era professor kkkk


PF aponta que firma de Lulinha recebeu R$ 103 milhões, diz jornal

Cervejaria Petrópolis e empresas ligadas à Oi são as principais remetentes do dinheiro, aponta laudo da PF


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
E... Tipo assim, qual a importância disso?

Todo assunto essa gif consegue entrar:


Noticia:
Flavio Bolsonaro rouba 10 mil

Usuários da Outer Space:
Mais o Filho do Lula roubou 20 mil

É uma justificativa? Tentativa de passar pano?
 
Ultima Edição:

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.069
Reações
31.844
Pontos
544
Na escola que o Flávio Bolsonaro aprendeu roubar o Lulinha era professor kkkk


PF aponta que firma de Lulinha recebeu R$ 103 milhões, diz jornal

Cervejaria Petrópolis e empresas ligadas à Oi são as principais remetentes do dinheiro, aponta laudo da PF


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Agora a gente pode falar DESSE filho corrupto do presidente?
 

Dark Texugo

Bam-bam-bam
Mensagens
2.392
Reações
2.766
Pontos
303
Assessor de Flávio Bolsonaro depositou R$ 90 mil na conta da mãe, que não lembra da transação
Transação do policial Jorge Luis de Souza feita em 2018 está na mira do MP, que apura desvio de recursos em gabinete
Bernardo Mello
17/05/2019 - 13:56 / Atualizado em 17/05/2019 - 15:11

RIO - O policial civil Jorge Luis de Souza , que atuou como assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), fez um depósito de R$ 90 mil em espécie na conta da mãe, Nicelma Ferreira de Souza , em março de 2018, quando ainda trabalhava para o então deputado estadual.

Em contato com o GLOBO, Nicelma disse que não lembra da transação e que desconhecia o trabalho do filho para Flávio Bolsonaro. A transação foi apontada pelo Ministério Público , em seu pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal de 86 pessoas e 9 empresas , como um indício de que quantias desviadas do orçamento da Alerj eram distribuídas entre lideranças do gabinete de Flávio.

https://oglobo.globo.com/brasil/assessor-de-flavio-bolsonaro-depositou-90-mil-na-conta-da-mae-que-nao-lembra-da-transacao-23673861
 

Pirlo

Bam-bam-bam
Mensagens
2.857
Reações
10.756
Pontos
303
Assessor de Flávio Bolsonaro depositou R$ 90 mil na conta da mãe, que não lembra da transação
Transação do policial Jorge Luis de Souza feita em 2018 está na mira do MP, que apura desvio de recursos em gabinete
Bernardo Mello
17/05/2019 - 13:56 / Atualizado em 17/05/2019 - 15:11

RIO - O policial civil Jorge Luis de Souza , que atuou como assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), fez um depósito de R$ 90 mil em espécie na conta da mãe, Nicelma Ferreira de Souza , em março de 2018, quando ainda trabalhava para o então deputado estadual.

Em contato com o GLOBO, Nicelma disse que não lembra da transação e que desconhecia o trabalho do filho para Flávio Bolsonaro. A transação foi apontada pelo Ministério Público , em seu pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal de 86 pessoas e 9 empresas , como um indício de que quantias desviadas do orçamento da Alerj eram distribuídas entre lideranças do gabinete de Flávio.

https://oglobo.globo.com/brasil/assessor-de-flavio-bolsonaro-depositou-90-mil-na-conta-da-mae-que-nao-lembra-da-transacao-23673861
Não consegue lembrar pq a quantia é muito pequena.
 

ssj4ac

Bam-bam-bam
Mensagens
7.290
Reações
13.523
Pontos
353
Em 2018, Bolsonaro estufava o peito para dizer que o sigilo bancário nem deveria existir.
Agora, em 2019, reclama dos vazamentos que revelam peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro no gabinete do Flavinho.
Confira no vídeo.

 
Topo