O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Assessor de Flávio Bolsonaro citado pelo COAF por movimentação atípica

DarkShade

The claw of patience
Membro STAFF
Mensagens
15.621
Reações
18.379
Pontos
684
Fiz menção unicamente a bandidos... e sei que, mesmo dentro desse grupo há “bandidos e bandidos”. Meu ponto foi pra bandidos com alto potencial de dano social (individual ou coletivo). Comemorarei, sempre que um desses for pro caralho, pois é menos um pra destruir uma família.

Enfim... segue o baile.
Ok, mas meu ponto foi para aqueles que são generalizados e nem sempre se encaixam de tal maneira.
 
Ultima Edição:


Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
43.866
Reações
93.744
Pontos
989
MP faz busca em endereços de Queiroz e de ex-assessores de Flávio Bolsonaro



Agentes se encontram em locais na capital e também em Resende, no Sul do Estado do Rio, onde mora parentes da ex-mulher de Bolsonaro
18/12/2019 - 06:55 / Atualizado em 18/12/2019 - 10:10
Equipe do Ministério Público faz busca e apreensão no apartamento onde morava a filha de Queiroz, Evelyn Foto: Pablo Jacob / O GLOBO
Equipe do Ministério Público faz busca e apreensão no apartamento onde morava a filha de Queiroz, Evelyn Foto: Pablo Jacob / O GLOBO

RIO — O Ministério Público do Rio cumpre na manhã desta quarta-feira diversos mandados de busca e apreensão em endereços de ex-assessores do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) tanto na capital como em Resende, no Sul do Estado do Rio. As medidas cautelares foram pedidas na investigação sobre lavagem de dinheiro e peculato (desvio de dinheiro público) no âmbito do antigo gabinete do senador quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio. São alvo das medidas cautelares os endereços de Fabrício Queiroz, ex-chefe da segurança de Flávio, seus familiares e ainda parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro.
As medidas cautelares desta quarta-feira atingem sobretudo ex-assessores que também tiveram sigilo fiscal e bancário quebrado pelo Tribunal de Justiça do Rio em abril. Ao todo, na ocasião, 96 pessoas e empresas foram alvo da decisão da 27ª Vara Criminal do Rio, cujo titular é o juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau.
Especial: Em 28 anos, clã Bolsonaro nomeou 102 pessoas com laços familiares
No Rio, uma equipe do MP esteve na manhã desta terça-feira no condomínio em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, onde morava Evelyn Queiroz, filha do ex-assessor de Flávio. Ao chegaram ao local, porém, foram informados na portaria que "a pessoa (que mora atualmente) no apartamento não era o alvo da operação".
Áudio de Queiroz: 'Tem mais de 500 cargos lá, cara, na Câmara e no Senado. 20 continho caía bem'
A defesa de Fabrício Queiroz disse ter recebido a informação a respeito da recente medida de busca apreensão com "tranquilidade" e ao mesmo tempo "surpresa" e a classficou de "absolutamente desnecessária".
Equipe do MP faz buscas nas casas de Maria José de Siqueira e Marina Siqueira, tias da Ana Cristina Vale, ex-mulher de Jair Bolsonaro Foto: Fabiano Rocha / O Globo
Evelyn foi uma das funcionárias contratadas pelo gabinete de Flávio na Alerj. Após as denúncias do esquema de "rachadinha" - como é conhecida a prática de funcionários devolverem parte dos salários - e da existência de funcionários fantasmas no gabinete, Queiroz adotou discrição e se afastou dos holofotes para tratar um câncer. Ele tem se consultado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.
Nomeações: Bolsonaro empregou ex-mulher e parentes dela no Legislativo
Em Resende, são alvo os nove parentes de Ana Cristina Siqueira Valle que foram lotados no gabinete de Flávio durante algum período entre 2003 e o ano passado - tempo de seus quatro mandatos. José Procópio Valle, ex-sogro de Bolsonaro, Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada de Bolsonaro, além dos primos Francisco Diniz, Daniela Gomes, Juliana Vargas e Guilherme dos Santos Hudson, além da tia Ana Maria Siqueira Hudson.
Parentela: Assessores de Flávio Bolsonaro recebiam salário, mas não tinham crachá e ficavam longe da Alerj
Equipes do MP também foram às casas de Maria José de Siqueira e Silva e Marina Siqueira Guimarães Diniz, tias da ex-mulher de Bolsonaro Ana Cristina Valle, mãe de Jair Renan. Após cerca de 1 hora nos endereços, o MP deixou o local com celulares e documentos. As duas, que estavam em casa, não quiseram se pronunciar sobre a ação desta quarta-feira.
Já o tio de Ana Cristina, Guilherme Hudson, falou ao GLOBO, o primo de Ana Cristina disse que o processo corre em segredo de Justiça e que não iria comentar a ação:
- Essa investigação transcorre em segredo de Justiça. O fato deles (MP) terem passado aqui e levado computador e celular é um ato administrativo normal. Levaram o que quiseram, praticamente nada - disse.
Questionado se havia trabalhado como assessor na Câmara de Vereadores, Guilherme afirmou que sim e que a informação é “mais conhecida do que bolacha Maria”.
- Eu não tenho nada a dizer sobre isso. Tem que achar é quem inventou essa história.
Guilherme Hudson foi lotado quando tinha 23 anos e ainda cursava Direito. Ele só concluiu o curso na Universidade Estácio de Sá no final de 2008 — o que o obrigaria a conciliar as tarefas no gabinete com o final do curso. Ao menos desde 2012, Guilherme possui residência fixa em Resende, onde casara em 2011 e abrira um escritório de advocacia, além de uma loja de decoração com a mulher, a professora Ananda de Menezes Hudson, de 31 anos.
Desde 2012, o site do Tribunal de Justiça do Rio mostra que ele atuou em 68 processos na região de Resende e em cinco na capital. Chegou a fazer concurso para a prefeitura de Barra Mansa, mas foi reprovado. Pessoas que o conhecem em Resende jamais souberam de seu cargo na Câmara Municipal do Rio, pois conhecem suas atividades na cidade no sul do estado.
Os sem-crachá
Fabrício Queiroz, ex-assessor do gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj Foto: SBT / Reprodução
Em junho, O GLOBO mostrou que o vendedor aposentado José Procópio Valle e Maria José de Siqueira e Silva, pai e tia de Ana Cristina, jamais tiveram crachá funcional da Alerj. Ele ficou lotado cinco anos e ela, nove.
Já Andrea Siqueira Valle foi fisiculturista em Resende durante todo o tempo em que constou como assessora e Francisco Diniz chegou a cursar faculdade integral de Medicina Veterinária em Barra Mansa, também no Sul do estado, no mesmo período em que foi nomeado assessor de Flávio na Alerj.
Clã Bolsonaro: dos 286 funcionários, 13% têm indícios de que não trabalhavam
Fabrício Queiroz foi assessor de Flávio Bolsonaro por mais de dez anos Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook
Fabrício Queiroz, ex-chefe da segurança de Flávio Bolsonaro, é investigado por suspeita de praticar a chamada rachadinha - prática de devolução dos salários de funcionários - no gabinete do então deputado estadual. Foi citado pelo Coaf por movimentações financeiras suspeitas de R$ 1,2 milhão e teve o sigilos fiscal e bancário quabrados
NathÁlia Melo de Queiroz é filha de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, e ex-secretária parlamentar de Jair Bolsonaro Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Filha de Queiroz, Nathalia Queiroz também apareceu na lista do Coaf e teve os sigilos bancário e fiscal quebrados pela Justiça. Ela trabalhou na Câmara com Jair Bolsonaro e no gabinete de Flávio na Alerj. No mesmo período, também atuava como personal trainer de diversas celebridades.Funcionária por 10 anos, nunca teve crachá da Alerj. (Leia mais)
A mulher de Queiroz, Marcia Aguiar, foi nomeada no gabinete de Flávio em 2007 e lá ficou até 2017 Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
A mulher de Queiroz, Marcia Aguiar, foi nomeada no gabinete de Flávio em 2007 e lá ficou até 2017, com salário bruto de R$ 9.835,63. Mesmo lotada como consultora especial para assuntos parlamentares, ela declarou-se "cabeleireira" em um processo para a Defensoria Pública em 2008. Nunca teve crachá na Alerj.
Márcio Gerbatim com a enteada, que foi indicada para trabalhar no gabinete de Flávio Bolsonaro Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Enteada de Queiroz, Evelyn Mayara de Aguiar Gerbatim, foi nomeada para o cargo de assessora em 2017, na vaga da mãe, Márcia Aguiar. O pai de Evelyn, Márcio Gerbatim - que também trabalhou no gabinete de Flávio - informou desconhecer que a filha tenha trabalhado lá. Segundo ele, Evelyn cursava faculdade e trabalhava em uma farmácia
Procurado: Adriano Magalhães da Nóbrega é acusado de chefiar grupo de matadores de aluguel Foto: Divulgação / Polícia Civil
Foto: Divulgação / Polícia Civil
Raimunda Veras Magalhães e Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, a mãe e a mulher do capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, foragido da Justiça por suspeita no caso Marielle Franco, ocupavam cargo com salário de R$ 6.490,35. Raimunda é uma das servidoras que fizeram repasses para Queiroz. Nunca tiveram crachá da Alerj. (Leia mais)
O ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), o tenente-coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro Wellington Servulo Romano da Silva Foto: Reprodução/TV GLOBO
Foto: Reprodução/TV GLOBO
O tenente-coronel da Polícia Militar do Rio Wellington Servulo Romano da Silva, de 48 anos, passou 248 dias fora do Brasil durante o período de um ano e quatro meses em que trabalhou no gabinete de Flávio na Alerj e, ainda assim, recebeu os salários e as gratificações. Ele é um dos servidores que transferiram recursos para Queiroz. (Leia mais)
Francisco Diniz, assessor que fez faculdade integral de veterinária enquanto Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal
O veterinário Francisco Siqueira Guimarães Diniz é primo da ex-mulher de Bolsonaro e foi lotado inicialmente no gabinete de Flávio quando tinha 21 anos, em 2003. Em 2005, ele começou a cursar a faculdade de Medicina Veterinária em Barra Mansa, a 140 quilômetros do Rio. Funcionário por 14 anos, nunca teve crachá na Alerj.
Andrea Siqueira Valle, a fisiculturista que vive de faxina Foto: Juliana Dal Piva/Agência O Globo
Foto: Juliana Dal Piva/Agência O Globo
Irmã da ex-mulher de Bolsonaro, a fisiculturista Andrea Siqueira Valle, de 47 anos, foi nomeada para cargo em 2008 e por 9 anos jamais teve identificação funcional. Apenas em 2017 foi pedido um crachá da Alerj em seu nome. Nesse período, ela sempre viveu em Resende. Tinha salário bruto de R$ 7.326,64, além de receber auxílio educação de R$ 1.193,36.
José Cândido Procópio da Silva Valle é ex-sogro do presidente Jair Bolsonaro Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
O vendedor aposentado José Cândido Procópio da Silva Valle, de 76 anos, é pai de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi nomeado no gabinete de Flávio em 2003. Lá, teve um salário bruto que chegou a R$ 6.322,28 em 2007. Ele foi exonerado um ano depois. Durante todo o período jamais teve crachá da Alerj.
A professora aposentada Maria José Siqueira e Silva, de 77 anos, também nunca teve crachá funcional da Alerj, apesar de ter sido lotada no gabinete de Flávio de outubro de 2003 até maio de 2012. Tia da ex-mulher do presidente, ela chegou a receber um salário bruto de R$ 4.400,06.
A investigação foi instaurada em 31 julho do ano passado, meses depois que o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras enviou espontaneamente um relatório ao MP com movimentação atípica de Queiroz num total de R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.
O caso ficou parado de julho até novembro aguardando decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a legalidade do compartilhamento de informações sigilosas por órgãos como a Unidade de Inteligência Financeira (UIF, antigo Coaf) e a Receita Federal com o Ministério Público e órgãos policiais sem autorização judicial. O STF aprovou no mês passado a tese para o compartilhamento.
 


Ousen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.835
Reações
3.031
Pontos
303
Será que isso vai virar assunto da próxima live do Bolsonaro? Afinal, segundo ele, é tudo culpa do Witzel...
É uma grande coincidência, justamente quando o Witzel aparece em uma delação acontece isso com Flávio pra tirar os holofotes dele

 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.650
Reações
27.167
Pontos
544
Na verdade, tenho certeza que não vão achar nada. Com toda a polemica e rolos que esse caso deu, já devem ter se livrado das pontas soltas a muito tempo.
 

XINTSUAI2

Mil pontos, LOL!
Mensagens
32.282
Reações
15.058
Pontos
1.029
Na verdade, tenho certeza que não vão achar nada. Com toda a polemica e rolos que esse caso deu, já devem ter se livrado das pontas soltas a muito tempo.
Vão quebrar os sigilos telefônicos, e fiscais. Movimentações financeiras ficam registradas e áudios, bem eles só precisam saber quais eram os números que eles usavam na época para pedir a agências telefônicas o conteúdo que fica gravado por alguns anos.
 

*Splash*

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.689
Reações
37.900
Pontos
664
Sinceramente, alguém tinha alguma dúvida? :facepalm
Desde que o caso surgiu, estava mais do que óbvio que era prática comum na Assembléia.

Agora é saber se ficou "apenas" no rachid e lavagem ou tem coisa pior.

Vai acontecer algo pessoalmente com o Flávio? Nah.
Único risco que ele corre é servir de alvo Congresso para atingir o Presidente, fora isso, vai continuar seu mandato manco, escondido, nas sombras, como já está tendo. Empurrando com a barriga na Justiça. Uma vergonha.

E outra, incrível como todo larápio de colarinho branco tem um entreposto (ou mais de um) que cuida da sua vida, seu dia a dia.
 

Dreamscape

Bam-bam-bam
Mensagens
4.264
Reações
10.701
Pontos
278
Quando deputadinho de Minas Gerais desvia milhões de emenda parlamentar a isentosfera não dá um piu. É claro. Quem liga pro deputadinho random de Minas Gerais?
A preocupação da isentosfera c/ corrupção só é válida quando isso fomenta o tão sonhado "eu avisei" deles.

Aka hipocrisia.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
43.866
Reações
93.744
Pontos
989
PM pagou boleto de R$ 16,5 mil em nome da mulher de Flávio, referente a parcela de apartamento, aponta investigação

Miguel Caballero, Camila Zarur, Bernardo Mello, Juliana Dal Piva, Juliana Castro e Thiago Prado



Para promotores, policial ajudou senador a lavar dinheiro de rachadinha; empresa de segurança de PM fez transferências para a conta da loja de chocolate do senador
19/12/2019 - 04:30 / Atualizado em 19/12/2019 - 08:32
O senador Flavio Bolsonaro (sem partido-RJ) 11/09/2019 Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo
O senador Flavio Bolsonaro (sem partido-RJ) 11/09/2019 Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

RIO - No pedido de busca e apreensão em endereços ligados ao senador Flávio Bolsonaro e a ex-assessores de seu gabinete na Alerj, ocorridas na quarta-feira, promotores do Ministério Público do Rio (MP-RJ) enumeram formas que o senador teria usado para lavar o dinheiro arrecadado com a prática de rachadinha. Uma delas teria a ajuda, segundo o MP-RJ, do sargento da Polícia Militar do Rio Diego Sodré de Castro Ambrósio, que chegou a pagar um boleto em nome da mulher de Flávio, Fernanda Antunes Nantes Bolsonaro, referente a parcela da compra de um imóvel.
Leia: Ex-assessores de Flávio Bolsonaro deram R$ 2 milhões a Queiroz, diz MP
A investigação do caso Queiroz identificou ao menos duas relações financeiras entre Ambrósio e Flávio Bolsonaro. Em 2014, o policial abriu a empresa de vigilância Santa Clara Serviços. Nos anos seguintes (2015 a 2018), foram identificados transferências bancárias e depósitos em cheque do próprio Ambrósio e da Santa Clara para a conta corrente da loja de chocolates de propriedade de Flávio Bolsonaro. Segundo a investigação, a contabilidade da loja era usada por Flávio para mascarar dinheiro devolvido por seus asssessores na Alerj. Os promotores também identificaram, em 2016, transferências do policial para dois assessores de Flávio.
Leia: MP diz que parentes de Bolsonaro sacavam salário 'na integralidade' para 'repassar'
A relação entre os dois também tem outro capítulo. Em 2016, quando Flávio e sua mulher compraram um apartamento em Laranjeiras, uma das parcelas, no valor de R$ 16,5 mil foram pagar pelo policial. O boleto bancário emitido estava em nome da mulher de Flávio, Fernanda Antunes Nantes Bolsonaro. Naquele ano, o capital social da empresa e Ambrósio era de R$ 20 mil, assinalam os promotores.
Conversas:Mensagens de ex-assessora de Flávio Bolsonaro expõem esquema na Alerj
A investigação também apontou inconsistências na contabilidade da loja de chocolates - uma disparidade entre os lucros obtidos por Flávio e por seu sócio, quando ambos detinham 50% das cotas da empresa - o que seria um novo indício de que a loja era usada para lavar dinheiro para o senador.
O advogado Frederick Wassef, que defende Flávio Bolsonaro, negou a existência de rachadinha no gabinete do senador. Ele falou à imprensa antes da publicações das notícias sobre o conteúdo do pedido de busca feito pelo MP, mas depois da operação desta quarta-feira.
“Não vão encontrar absolutamente nada nessa busca e apreensão. Ao contrário, virão novos elementos que demonstrarão de forma inequívoca e incontestável a inocência do senador Flavio Bolsonaro. Jamais existiu rachadinha. Jamais houve repasse de recursos para as contas de Flavio Bolsonaro ou de suas empresas. Seja pela pessoa da Fabrício Queiroz, seja por qualquer outra pessoa.”
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
43.866
Reações
93.744
Pontos
989
'Não tenho nada a ver com isso', diz Bolsonaro sobre suspeitas contra filho Flávio



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) minimizou nesta quinta-feira (19) a operação realizada um dia antes pelo Ministério Público do Rio de Janeiro com foco em seu filho mais velho, o senador Flávio (sem partido-RJ). E disse não ter nada a ver com as suspeitas contra o filho e seus ex-assessores.
A Promotoria aponta suspeitas sobre um policial militar, uma loja de chocolate e imóveis de Flávio Bolsonaro como meios para lavagem de dinheiro da suposta "rachadinha" no gabinete dele na Assembleia Legislativa de 2007 a 2018. A prática da "rachadinha" consiste em coagir servidores a devolver parte do salário para os deputados.
Nesta quinta-feira, na entrada do Palácio do Alvorada, onde parou para cumprimentar simpatizantes, o presidente inicialmente se negou a comentar a investigação. Depois, disse não ter nada a ver com o caso.
"O Brasil é muito maior do que pequenos problemas. Eu falo por mim. Problemas meus podem perguntar que eu respondo. Dos outros, não tenho nada a ver com isso", disse, ao recomendar que a imprensa procure o advogado do filho.
 

Dreamscape

Bam-bam-bam
Mensagens
4.264
Reações
10.701
Pontos
278

Bolsonaro deveria ter se pronunciado sobre esse caso desde o início, em vez de ter se mantido em silêncio. E o Flávio é um covarde de merda que vai acabar prejudicando o pai. Manter mentira só faz o estrondo ser maior quando vem à tona.

Só vão prender o Flávio só por cima do meu cadáver.
Preso? No país onde segunda instância é julgamento injusto? Onde ricos podem recorrer ad nauseam? Nah.

Flavinho tá de boas.
 

JuiceOfFruta

Veterano
Mensagens
349
Reações
1.198
Pontos
143
Que ele seja preso depois de esgotados todos os recursos.
#lulalivre também é
#flaviolivre
Obrigado aos petistas imundos, pra salvar o barbudo , vão deixar outro bandido solto e imune.

Duvido nada que o Bolsonaro não sabia dessa merda também .

E ainda tem Brasileiro que acha que existe político honesto kkkk.

So de receber o super salário ja faz dele desonesto.
 

DanielMF

Veterano
Mensagens
1.156
Reações
995
Pontos
138
'Não tenho nada a ver com isso', diz Bolsonaro sobre suspeitas contra filho Flávio



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) minimizou nesta quinta-feira (19) a operação realizada um dia antes pelo Ministério Público do Rio de Janeiro com foco em seu filho mais velho, o senador Flávio (sem partido-RJ). E disse não ter nada a ver com as suspeitas contra o filho e seus ex-assessores.
A Promotoria aponta suspeitas sobre um policial militar, uma loja de chocolate e imóveis de Flávio Bolsonaro como meios para lavagem de dinheiro da suposta "rachadinha" no gabinete dele na Assembleia Legislativa de 2007 a 2018. A prática da "rachadinha" consiste em coagir servidores a devolver parte do salário para os deputados.
Nesta quinta-feira, na entrada do Palácio do Alvorada, onde parou para cumprimentar simpatizantes, o presidente inicialmente se negou a comentar a investigação. Depois, disse não ter nada a ver com o caso.
"O Brasil é muito maior do que pequenos problemas. Eu falo por mim. Problemas meus podem perguntar que eu respondo. Dos outros, não tenho nada a ver com isso", disse, ao recomendar que a imprensa procure o advogado do filho.
Pior que tem gente que acredita.
 

Dreamscape

Bam-bam-bam
Mensagens
4.264
Reações
10.701
Pontos
278
Petista falando que não tem provas contra o Lula
Isentosfera:

Bolsonarista dizendo que Bolsonaro não tem a ver com o caso
isentosfera: AAAH AINDA TEM BOZOMINIO QUE ACREDITA MEU DEUS COMO ESSES BOZOMINIO SAO GADO EU SER LUCIDO EU NAO BABO POLITICO EU SOU A LUCIDEZ EM PESSOA VC BOZOMINIO GADO EU LUCIDO EU PETISTA????? ODEIO COMUNISTA QUERO Q LULA SE FODA SEU BOZOMINIO GADO
 

JuiceOfFruta

Veterano
Mensagens
349
Reações
1.198
Pontos
143
Petista falando que não tem provas contra o Lula
Isentosfera:

Bolsonarista dizendo que Bolsonaro não tem a ver com o caso
isentosfera: AAAH AINDA TEM BOZOMINIO QUE ACREDITA MEU DEUS COMO ESSES BOZOMINIO SAO GADO EU SER LUCIDO EU NAO BABO POLITICO EU SOU A LUCIDEZ EM PESSOA VC BOZOMINIO GADO EU LUCIDO EU PETISTA????? ODEIO COMUNISTA QUERO Q LULA SE FODA SEU BOZOMINIO GADO
Você poe a mão no fogo por ele ?
Você acha que ele não sabia de nada , eu particularmente acredito que sim apesar de não ter provas.
 

Dreamscape

Bam-bam-bam
Mensagens
4.264
Reações
10.701
Pontos
278
PT é o segundo maior partido. Cheio de governadores, prefeitos, deputados e os caralhos a quatro. Governaram por 13 anos o Estado.

Estão envolvidos nos maiores escândalos de corrupção do MUNDO.

Só isentão doente pra achar que eles não cavaram a fundo o histórico do Bolsonaro pra manchar a reputação dele (na verdade fazem isso todo dia).
Se não apareceu ainda nada é porque não vai aparecer.
E se aparecer as chances de ser inventado é 99%

Só isentão doente mesmo no desespero ególatra de dizer "eu avisei" pra não perceber uma nuance tão básica.
 

JuiceOfFruta

Veterano
Mensagens
349
Reações
1.198
Pontos
143
PT é o segundo maior partido. Cheio de governadores, prefeitos, deputados e os caralhos a quatro. Governaram por 13 anos o Estado.

Estão envolvidos nos maiores escândalos de corrupção do MUNDO.

Só isentão doente pra achar que eles não cavaram a fundo o histórico do Bolsonaro pra manchar a reputação dele (na verdade fazem isso todo dia).
Se não apareceu ainda nada é porque não vai aparecer.
E se aparecer as chances de ser inventado é 99%

Só isentão doente mesmo no desespero ególatra de dizer "eu avisei" pra não perceber uma nuance tão básica.
Pode ser cavado ou não , mas o erro de um não justifica o do outro.

E você acha mesmo que da pra descobrir todas as merdas que foram feitas , se tudo de podre que já aconteceu fosse revelado você ficaria perplexo, acredito que os escandalos de corrupção que sabemos é só a ponta do iceberg.

Claro que forçam a barra do Bolsonaro, mas se errou tem que se fuder e acabou.

Só acho inocência da sua parte acreditar tanto na integridade de políticos.
 

Blakkheim

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.733
Reações
12.824
Pontos
659
PT é o segundo maior partido. Cheio de governadores, prefeitos, deputados e os caralhos a quatro. Governaram por 13 anos o Estado.

Estão envolvidos nos maiores escândalos de corrupção do MUNDO.

Só isentão doente pra achar que eles não cavaram a fundo o histórico do Bolsonaro pra manchar a reputação dele (na verdade fazem isso todo dia).
Se não apareceu ainda nada é porque não vai aparecer.
E se aparecer as chances de ser inventado é 99%

Só isentão doente mesmo no desespero ególatra de dizer "eu avisei" pra não perceber uma nuance tão básica.
vc parece mais incomodado do que o normal... ta tudo bem?
 

NJunior

Bam-bam-bam
Mensagens
3.137
Reações
8.844
Pontos
303
E não duvido que o Flavio tenha esquemas, afinal é um político a anos e praticamente quase todos os políticos tem pelo menos 1 esquema sujo, é cultural, já que "os coitados ganham pouco né....." O que ele tiver feito de errado que PAGUE e que se foda, mas fica claro que por mais sujo que o Flavio seja, ainda é "imaculado" perto da tchurminha canhota de PT e CIA vermística, então petista aqui não tem moral alguma pra piar sobre sujeira, já que estão mergulhados a 10 mil pés a fundo do esgoto de corrupção.
 
Topo