O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Carole & Tuesday - Novo anime de Shinichiro Watanabe em 2019 [+Netflix]

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.423
Reações
40.469
Pontos
544





A Netflix confirmou a distribuição mundial dessa série ano que vem. A animação é da Bones e além do Shinichiro Watanabe tem nomes como Motonobu Hori, Aya Watanabe, e Tsunerori Saito, além da canadense Mocky na soundtrack.

A história conta a história de duas meninas, Carole e Tuesday, que sonham em ser músicas em Marte, num cenário onde a cultura é produzida unicamente por inteligência artificial e os seres humanos são meros consumidores.
 


City Hunter

Bam-bam-bam
Mensagens
2.530
Reações
4.552
Pontos
309
Cheguei com 10 pedras em cada mão na certeza de não ser um novo "pop opera" como macross plus ou "jazz opera" como cowboy bebop.

Idols teenagers...? Sério?

Mantenho as 20 pedras nas mãos!
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.423
Reações
40.469
Pontos
544
Cheguei com 10 pedras em cada mão na certeza de não ser um novo "pop opera" como macross plus ou "jazz opera" como cowboy bebop.

Idols teenagers...? Sério?

Mantenho as 20 pedras nas mãos!
De fato é bem diferente de tudo que o Watanabe costuma fazer até hoje. Mas ao mesmo tempo a premissa também é diferente dos animes comuns de música.

Em Macross Plus por exemplo, você tem uma inteligência artificial que é constituída à base da mente de uma cantora da vida real e é vista como a revolução cultural da época. Outros animes de idols e música costumam pegar a mesma premissa. Esse anime aí por outro lado parece ir numa direção completamente oposta.

Embora eu também não esteja tão otimista. O último projeto bom do Watanabe envolvido foi Space Dandy, embora tenha tido uns episódios meio chatinhos no meio. Por outro lado, Terror in Resonance que saiu ao mesmo tempo que Space Dandy foi uma perda de tempo e de potencial. Vamos torcer pra ele dar o melhor de si e trazer um bom resultado agora.
 

City Hunter

Bam-bam-bam
Mensagens
2.530
Reações
4.552
Pontos
309
Space dandy é um potencial perdido! Só vi a primeira temporada, mas vi num desânimo...! Numa má vontade...! Trilha sonora tem seus pontos altos (especialmente hard cocktail, fatty but so good e viva namida).

Terror in ressonance é esquecível! Nem a trilha sonora da Yoko Kanno é memorável aqui.

Desse período eu gosto mais de Kids on the Slope. É uma obra nota 7,0 para ambos (yoko kanno joga seguro com os clássicos do jazz, e a história é previsível como qualquer shoujo manga).

Desse anime novo aí...sinceramente vou esperar alguém assistir antes. Ainda assim não espero nada acima de uma experiência irritante que mereça uma nota 4.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.423
Reações
40.469
Pontos
544
Space dandy é um potencial perdido! Só vi a primeira temporada, mas vi num desânimo...! Numa má vontade...! Trilha sonora tem seus pontos altos (especialmente hard cocktail, fatty but so good e viva namida).

Terror in ressonance é esquecível! Nem a trilha sonora da Yoko Kanno é memorável aqui.

Desse período eu gosto mais de Kids on the Slope. É uma obra nota 7,0 para ambos (yoko kanno joga seguro com os clássicos do jazz, e a história é previsível como qualquer shoujo manga).

Desse anime novo aí...sinceramente vou esperar alguém assistir antes. Ainda assim não espero nada acima de uma experiência irritante que mereça uma nota 4.
Os melhores episódios de Space Dandy são da segunda temporada. O final daquele anime é simplesmente épico. A primeira teve alguns episódios ótimos, mas os mais meia-boca eram na maioria dela e não da segunda. E eu não vi Kids on the Slope até hoje, mas pelo o que já me contaram não acredito que seja melhor que Space Dandy não. O conceito que Space Dandy trouxe explicado no fim do anime foi uma das coisas mais inovadoras que eu já vi num anime até hoje, e mesmo alguns episódios chatinhos não são suficientes pra tirar o mérito disso.

Vamo ver é se esse Carole & Tuesday vai ser bom mesmo. Da última vez que a Netflix participou de anime produzido por diretor de renome foi com o Yuasa em Devilman Crybaby, e foi simplesmente épico também. Mas minhas expectativas ainda não tão nas alturas, só que isso é até bom, já que eu vou evitar arrependimentos de qualquer maneira.

OBS.: Terror in Ressonance é tão esquecível que eu só to citando ele nessa OBS pra não deixar passar batido.
 
Ultima Edição:


Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.423
Reações
40.469
Pontos
544
Porra, pensei que era só eu. Ainda bem que eu não tava com sentimento errado ao assistir Space Dandy.
Ele só viu a primeira temporada. O sentimento dele é errado por default.
Assista o anime completo, aprecie o final maravilhoso que ele teve e mude seu sentimento.
 

City Hunter

Bam-bam-bam
Mensagens
2.530
Reações
4.552
Pontos
309
Porra, pensei que era só eu. Ainda bem que eu não tava com sentimento errado ao assistir Space Dandy.
Shinichiro Watanabe teve seu auge em 1994 com Macross Plus (coincidentemente foi sua estréia como diretor). Ponto.

Cowboy Bebop é comemorado aqui, todo mundo faz festinha ali, ê-ê-ê, mas sejamos francos: é uma coletânea de histórias desconexas e nem sempre interessantes. O design de personagens é soberbo, a escolha de dubladores é uau, e a ending song é de arrepiar! Mas tirando isso, sorry, Bebop não ganha meu coração.

Space Dandy tinha tudo para ser "o novo Bebop" mas sei lá...o roteiro não tem muita graça, a edição não ajuda, os personagens são rasos...é um grande "meh".

Yoko Kanno, do mesmo modo, brilhou entre 1994 (Macross Plus) e 2001 (Arjuna) com belos ápices em Escaflowne (1995), Cowboy Bebop (1998) e Turn A gundam (1999). Os últimos 18 anos de carreira dela foram sem sal, sem brilho, Acompanho-a de perto, ouço TUDO o que sai em mp3 pela rede, mas...

...eu infelizmente entendo que não devo esperar trabalho de qualidade vindo desses dois. Adorarei pagar minha língua, tomara que Carole & Tuesday me provem que estou errado em minhas sensações.

A série nova estará no netflix? Ótimo, verei sem grande compromisso.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.423
Reações
40.469
Pontos
544
Shinichiro Watanabe teve seu auge em 1994 com Macross Plus (coincidentemente foi sua estréia como diretor). Ponto.

Cowboy Bebop é comemorado aqui, todo mundo faz festinha ali, ê-ê-ê, mas sejamos francos: é uma coletânea de histórias desconexas e nem sempre interessantes. O design de personagens é soberbo, a escolha de dubladores é uau, e a ending song é de arrepiar! Mas tirando isso, sorry, Bebop não ganha meu coração.

Space Dandy tinha tudo para ser "o novo Bebop" mas sei lá...o roteiro não tem muita graça, a edição não ajuda, os personagens são rasos...é um grande "meh".

Yoko Kanno, do mesmo modo, brilhou entre 1994 (Macross Plus) e 2001 (Arjuna) com belos ápices em Escaflowne (1995), Cowboy Bebop (1998) e Turn A gundam (1999). Os últimos 18 anos de carreira dela foram sem sal, sem brilho, Acompanho-a de perto, ouço TUDO o que sai em mp3 pela rede, mas...

...eu infelizmente entendo que não devo esperar trabalho de qualidade vindo desses dois. Adorarei pagar minha língua, tomara que Carole & Tuesday me provem que estou errado em minhas sensações.

A série nova estará no netflix? Ótimo, verei sem grande compromisso.
Tanto Space Dandy quanto Cowboy Bebop são séries bem parecidas, no sentido de serem histórias desconexas e episódicas, mas as propostas são diferentes. O Spike é diametralmente oposto ao Dandy em objetivos e conduta, e isso você só consegue entender de fato ao ver o final de Space Dandy. E no fim o Meow e a Scarlet são personagens excelentes também. QT seria o equivalente à Edward, mas mais racional e menos impulsivo do que ela.
E isso porque muita gente se esquece, mas Space Dandy é produto não só do Watanabe da Yoko Kanno, mas também do Shingo Natsume (que de fato dirigiu o anime) e de vários outros profissionais de renome que marcaram presença durante a produção do anime, como o Masaaki Yuasa, que dirigiu a arte do episódio 5 da segunda temporada, entre outros.

O grande mérito do Watanabe em Space Dandy foi mais como escritor do que como diretor em si. Ele escreveu o primeiro e o último episódios da série. O conceito que esse anime trouxe, e que envolve a construção do Dandy, que eu falei ser extraordinário, é mérito dele.

E voltando à Yoko Kanno, ela fez um trabalho muito bom com a soundtrack de Terror in Ressonance. Sem dúvida a OST é o ponto mais alto do anime, e graças à ela.
Até o próprio Watanabe tem alguns méritos naquela série, que seria bem pior se não fosse ele à dirigir provavelmente. Personagens por si só rasos e o roteiro tem uma sacada interessante mais pro final, mas na maior parte do anime nada relevante acontece.

No entanto, eu devo concordar que, apesar de tudo isso, os auges de carreira desses profissionais de fato foram nos anos 90. Embora tenham havido pontos altos depois disso, como o próprio Space Dandy, além de Samurai Champloo e Animatrix no caso do Watanabe, ele e a Yoko Kanno não foram os mesmos de 2001 em diante.

OBS.: Estou triste porque parece que eu estou comentando e você está só concordando sem dar uma chance pro que eu falei.
 
Topo