O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

[desenterrando news] Qual velharia você descobriu e recomenda?



Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.747
Reações
64.745
Pontos
553
Nos animes, Gundam Origins

Assistindo Gundam Origin, olha, o troço é muito bom.

A série original, segundo os próprios criadores, era para ser contra a guerra, mostrando o quanto pessoas normais sofrem. Na wikipedia, o autor até mesmo comenta a invasão japonesa da China e todas as merdas que eles fizeram, dizendo que ele tem que mostrar a verdade, como pessoas boas podem fazer coisas horríveis pelo fanatismo criado pelos regimes totalitários (sejam eles quais forem) e não dá pra não assistir a série e não ver os discursos de Zeon Deikun como uma mistura dos ideais de Marx com a retórica de Hitler (sem entrar nos méritos políticos de cada um, é uma mescla) e o mais terrível é ver como as pessoas compram os discursos e os repetem.

E as pessoas comuns, contra a guerra sendo vistas como covardes, mesmo que elas estejavam defendendo o bem de todas e vendo que quem mais sofreria numa guerra são os inocentes.

O clima de tensão - até agora - é imenso e você parece que assistiu um episódio de 40 minutos e não de 20 (mas não é porque é ruim, a tensão torna cada momento mais pesado, demorado pra passar).

Enfim, o Char sempre foi uma espécie de Barão Vermelho da franquia, eu sei que ele era capaz de tudo para vingar a morte daqueles que amava, mas... Cara, ver ele já desde sempre frio e calculista é triste, pensei que ele se tornaria assim com o decorrer dos anos, mas assim como o barão vermelho, parece ser uma pessoa sem empatia por aqueles que não são da sua família, sendo capaz de condenar até inocentes à morte se assim se aproximar de seus objetivos. É terrível e fascinante acompanhar o personagem.

Nas séries, Battlestar Galactica

Reassisti Battlestar Galactica, a minissérie de 2000, em dois episódios. Eu estava com medo de a série ter envelhecido mal, mas ao contrário, ela está muito boa e, fora os efeitos especiais, está muito boa de ser assistida.

Nessa releitura da famosa série dos anos 80 (essa eu não indico, apesar de a adorar) os cilônios (cylon) não são uma raça alienígena, mas uma criação da humanidade. Pessoalmente não gostei, mas deu um dinamismo inesperado. A trama se passa num passado distante, mas na nossa própria galáxia. A humanidade nasceu no planeta Kobol e, de lá, partiu para as estrelas, colonizando 12 planetas, cada um com o nome de uma constelação do zodíaco e características próprias.

A humanidade criou uma raça de robos para os servir e, como no filme Matrix, eles se rebelaram e iniciaram uma terrível guerra contra a humanidade, que teve que se armar e, com ambos os lados próximos a se destruir, aceitaram um armistício e as máquinas se mudaram para seu próprio mundo. 40 anos depois, quando uma nova geração, desacostumada à guerra chega à idade adulta, elas retornam, reiniciando a guerra.

A Battlestar Galactica do título é uma nave antiga, de 40 anos atrás prestes a se tornar um museu. E por causa disso está longe das batalhas e sobrevive ao ataque inimico. A série é muito tensa. Tipo, a primeira vez que soltam uma bomba nuclear num planeta é só "Ah, soltaram uma bomba nuclear, ok..." mas logo você volta àquele mesmo planeta, vê as pessoas, vê o resultado, vê outras bombas ao longe e o sentimento de tensão, de "Que m****...." é terrível. Isso que acontecem outros eventos marcantes e tensos, alguns angustiantes - como o cara acusado injustamente - que vc não fica confortável.

A nave é um show aparte. Não é uma nave esguia e graciosa de Star Trek, nem aquele Destroyer Imperial de Star Wars, todo lindo. É uma máquina de guerra bruta, você percebe que ela foi criada pra receber tiros, bombas, mísseis na fuça e não parar de funcionar. Minha esposa estava assistindo comigo (e curtindo) mas quando ela viu os canhões da nave abrindo, apontando pros inimigos e disparando ela ficou boquiaberta, era tudo que star wars e star trek não eram, um troço que parecia real (no sentido que no mundo real seria mais provável uma BSG que uma Enterprise).

Vale muito a pena a mini-série (em 2 episódios). Ainda não revi a série regular (que continua da onde a mini parou) mas se tiver a mesma pegada de qualidade visual, vou indicar tbm.

PS: Assisti a série em 2003, sei que ela tem a mesma pegada básica, mas uma mini-série pode ser diferente de uma série regular, vamos ver.
 

Kaiketsu_Zubat

Bam-bam-bam
Mensagens
5.188
Reações
12.753
Pontos
353
encontrei esse canal no yt so com velharia

:eek:


Cheio de perolas la, olha esse Saving Soldier Cashman, eh do Toriyama, nem sabia que tinham feito esse OVA!

Esse canal é bom pra caramba ele e o Davi Wing

Inclusive já recomendo pra quem gosta de violência e animes antigos essas maravilhas aqui:

118127

Anime do gênero comédia policial muito foda, e pra quem não sabe é uma criação de Kazuo Koike, então já sabem o que esperar.
118128

Se alguém aqui não conhece Riki Oh Saiga, tão esperando o quê?
O Gore aqui é sem frescura, é coisa pra nenhum fã de Hokuto no Ken botar defeito.

Inclusive tem um filme chinês que conta a sua versão de um dos Ovas:

118129

Virou até cult, pra vocês terem idéia.....

Mas é isso, aí essas são minhas recomendações de velharias, matta ne...
118130
 

Krion

Bam-bam-bam
Mensagens
6.402
Reações
21.513
Pontos
338
Nos animes, Gundam Origins

Assistindo Gundam Origin, olha, o troço é muito bom.

A série original, segundo os próprios criadores, era para ser contra a guerra, mostrando o quanto pessoas normais sofrem. Na wikipedia, o autor até mesmo comenta a invasão japonesa da China e todas as merdas que eles fizeram, dizendo que ele tem que mostrar a verdade, como pessoas boas podem fazer coisas horríveis pelo fanatismo criado pelos regimes totalitários (sejam eles quais forem) e não dá pra não assistir a série e não ver os discursos de Zeon Deikun como uma mistura dos ideais de Marx com a retórica de Hitler (sem entrar nos méritos políticos de cada um, é uma mescla) e o mais terrível é ver como as pessoas compram os discursos e os repetem.

E as pessoas comuns, contra a guerra sendo vistas como covardes, mesmo que elas estejavam defendendo o bem de todas e vendo que quem mais sofreria numa guerra são os inocentes.

O clima de tensão - até agora - é imenso e você parece que assistiu um episódio de 40 minutos e não de 20 (mas não é porque é ruim, a tensão torna cada momento mais pesado, demorado pra passar).

Enfim, o Char sempre foi uma espécie de Barão Vermelho da franquia, eu sei que ele era capaz de tudo para vingar a morte daqueles que amava, mas... Cara, ver ele já desde sempre frio e calculista é triste, pensei que ele se tornaria assim com o decorrer dos anos, mas assim como o barão vermelho, parece ser uma pessoa sem empatia por aqueles que não são da sua família, sendo capaz de condenar até inocentes à morte se assim se aproximar de seus objetivos. É terrível e fascinante acompanhar o personagem.

Nas séries, Battlestar Galactica

Reassisti Battlestar Galactica, a minissérie de 2000, em dois episódios. Eu estava com medo de a série ter envelhecido mal, mas ao contrário, ela está muito boa e, fora os efeitos especiais, está muito boa de ser assistida.

Nessa releitura da famosa série dos anos 80 (essa eu não indico, apesar de a adorar) os cilônios (cylon) não são uma raça alienígena, mas uma criação da humanidade. Pessoalmente não gostei, mas deu um dinamismo inesperado. A trama se passa num passado distante, mas na nossa própria galáxia. A humanidade nasceu no planeta Kobol e, de lá, partiu para as estrelas, colonizando 12 planetas, cada um com o nome de uma constelação do zodíaco e características próprias.

A humanidade criou uma raça de robos para os servir e, como no filme Matrix, eles se rebelaram e iniciaram uma terrível guerra contra a humanidade, que teve que se armar e, com ambos os lados próximos a se destruir, aceitaram um armistício e as máquinas se mudaram para seu próprio mundo. 40 anos depois, quando uma nova geração, desacostumada à guerra chega à idade adulta, elas retornam, reiniciando a guerra.

A Battlestar Galactica do título é uma nave antiga, de 40 anos atrás prestes a se tornar um museu. E por causa disso está longe das batalhas e sobrevive ao ataque inimico. A série é muito tensa. Tipo, a primeira vez que soltam uma bomba nuclear num planeta é só "Ah, soltaram uma bomba nuclear, ok..." mas logo você volta àquele mesmo planeta, vê as pessoas, vê o resultado, vê outras bombas ao longe e o sentimento de tensão, de "Que m****...." é terrível. Isso que acontecem outros eventos marcantes e tensos, alguns angustiantes - como o cara acusado injustamente - que vc não fica confortável.

A nave é um show aparte. Não é uma nave esguia e graciosa de Star Trek, nem aquele Destroyer Imperial de Star Wars, todo lindo. É uma máquina de guerra bruta, você percebe que ela foi criada pra receber tiros, bombas, mísseis na fuça e não parar de funcionar. Minha esposa estava assistindo comigo (e curtindo) mas quando ela viu os canhões da nave abrindo, apontando pros inimigos e disparando ela ficou boquiaberta, era tudo que star wars e star trek não eram, um troço que parecia real (no sentido que no mundo real seria mais provável uma BSG que uma Enterprise).

Vale muito a pena a mini-série (em 2 episódios). Ainda não revi a série regular (que continua da onde a mini parou) mas se tiver a mesma pegada de qualidade visual, vou indicar tbm.

PS: Assisti a série em 2003, sei que ela tem a mesma pegada básica, mas uma mini-série pode ser diferente de uma série regular, vamos ver.

Como gostou do Gundam Origins,
sugiro conferir depois o anime "Mobile Suit Gundam Thunderbolt" que de certa forma esta "ligado" ao Origins



The series takes place concurrently with Mobile Suit Gundam, during the One Year War. In U.C. 0079, the Earth Federation's Moore Brotherhood and the Principality of Zeon's Living Dead Division engage in a fierce battle in the "Thunderbolt Sector" (サンダーボルト宙域, Sandāboruto Chū-iki), a shoal zone littered with debris from destroyed space colonies, named for its frequent electrical discharges. Since the outbreak of the war, Zeon forces have secured the Thunderbolt Sector as it is a vital supply route to the Zeon-aligned A Baoa Qu asteroid fortress. The story focuses on Federation soldier Io Fleming as he battles Zeon's best sniper, Daryl Lorenz.

Foi lançado adaptado do mangá, como OVA em 8 eps,

A série foi relançada depois compilada em dois filmes:
Mobile Suit Gundam Thunderbolt: December Sky
Mobile Suit Gundam Thunderbolt: BANDIT FLOWER
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.747
Reações
64.745
Pontos
553
Como gostou do Gundam Origins,
sugiro conferir depois o anime "Mobile Suit Gundam Thunderbolt" que de certa forma esta "ligado" ao Origins



The series takes place concurrently with Mobile Suit Gundam, during the One Year War. In U.C. 0079, the Earth Federation's Moore Brotherhood and the Principality of Zeon's Living Dead Division engage in a fierce battle in the "Thunderbolt Sector" (サンダーボルト宙域, Sandāboruto Chū-iki), a shoal zone littered with debris from destroyed space colonies, named for its frequent electrical discharges. Since the outbreak of the war, Zeon forces have secured the Thunderbolt Sector as it is a vital supply route to the Zeon-aligned A Baoa Qu asteroid fortress. The story focuses on Federation soldier Io Fleming as he battles Zeon's best sniper, Daryl Lorenz.

Foi lançado adaptado do mangá, como OVA em 8 eps,

A série foi relançada depois compilada em dois filmes:
Mobile Suit Gundam Thunderbolt: December Sky
Mobile Suit Gundam Thunderbolt: BANDIT FLOWER
Ainda estou terminando a primeira metade do Origin, mas chegando em casa vou procurar pra baixar

Valeu pela dica.

Este tópico (e as pessoas que estão aqui compartilhando essas informações) é muito bom.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
29.858
Reações
68.344
Pontos
544
Nos animes, Gundam Origins

Assistindo Gundam Origin, olha, o troço é muito bom.

A série original, segundo os próprios criadores, era para ser contra a guerra, mostrando o quanto pessoas normais sofrem. Na wikipedia, o autor até mesmo comenta a invasão japonesa da China e todas as merdas que eles fizeram, dizendo que ele tem que mostrar a verdade, como pessoas boas podem fazer coisas horríveis pelo fanatismo criado pelos regimes totalitários (sejam eles quais forem) e não dá pra não assistir a série e não ver os discursos de Zeon Deikun como uma mistura dos ideais de Marx com a retórica de Hitler (sem entrar nos méritos políticos de cada um, é uma mescla) e o mais terrível é ver como as pessoas compram os discursos e os repetem.

E as pessoas comuns, contra a guerra sendo vistas como covardes, mesmo que elas estejavam defendendo o bem de todas e vendo que quem mais sofreria numa guerra são os inocentes.

O clima de tensão - até agora - é imenso e você parece que assistiu um episódio de 40 minutos e não de 20 (mas não é porque é ruim, a tensão torna cada momento mais pesado, demorado pra passar).

Enfim, o Char sempre foi uma espécie de Barão Vermelho da franquia, eu sei que ele era capaz de tudo para vingar a morte daqueles que amava, mas... Cara, ver ele já desde sempre frio e calculista é triste, pensei que ele se tornaria assim com o decorrer dos anos, mas assim como o barão vermelho, parece ser uma pessoa sem empatia por aqueles que não são da sua família, sendo capaz de condenar até inocentes à morte se assim se aproximar de seus objetivos. É terrível e fascinante acompanhar o personagem.

Nas séries, Battlestar Galactica

Reassisti Battlestar Galactica, a minissérie de 2000, em dois episódios. Eu estava com medo de a série ter envelhecido mal, mas ao contrário, ela está muito boa e, fora os efeitos especiais, está muito boa de ser assistida.

Nessa releitura da famosa série dos anos 80 (essa eu não indico, apesar de a adorar) os cilônios (cylon) não são uma raça alienígena, mas uma criação da humanidade. Pessoalmente não gostei, mas deu um dinamismo inesperado. A trama se passa num passado distante, mas na nossa própria galáxia. A humanidade nasceu no planeta Kobol e, de lá, partiu para as estrelas, colonizando 12 planetas, cada um com o nome de uma constelação do zodíaco e características próprias.

A humanidade criou uma raça de robos para os servir e, como no filme Matrix, eles se rebelaram e iniciaram uma terrível guerra contra a humanidade, que teve que se armar e, com ambos os lados próximos a se destruir, aceitaram um armistício e as máquinas se mudaram para seu próprio mundo. 40 anos depois, quando uma nova geração, desacostumada à guerra chega à idade adulta, elas retornam, reiniciando a guerra.

A Battlestar Galactica do título é uma nave antiga, de 40 anos atrás prestes a se tornar um museu. E por causa disso está longe das batalhas e sobrevive ao ataque inimico. A série é muito tensa. Tipo, a primeira vez que soltam uma bomba nuclear num planeta é só "Ah, soltaram uma bomba nuclear, ok..." mas logo você volta àquele mesmo planeta, vê as pessoas, vê o resultado, vê outras bombas ao longe e o sentimento de tensão, de "Que m****...." é terrível. Isso que acontecem outros eventos marcantes e tensos, alguns angustiantes - como o cara acusado injustamente - que vc não fica confortável.

A nave é um show aparte. Não é uma nave esguia e graciosa de Star Trek, nem aquele Destroyer Imperial de Star Wars, todo lindo. É uma máquina de guerra bruta, você percebe que ela foi criada pra receber tiros, bombas, mísseis na fuça e não parar de funcionar. Minha esposa estava assistindo comigo (e curtindo) mas quando ela viu os canhões da nave abrindo, apontando pros inimigos e disparando ela ficou boquiaberta, era tudo que star wars e star trek não eram, um troço que parecia real (no sentido que no mundo real seria mais provável uma BSG que uma Enterprise).

Vale muito a pena a mini-série (em 2 episódios). Ainda não revi a série regular (que continua da onde a mini parou) mas se tiver a mesma pegada de qualidade visual, vou indicar tbm.

PS: Assisti a série em 2003, sei que ela tem a mesma pegada básica, mas uma mini-série pode ser diferente de uma série regular, vamos ver.
Tecnicamente Gundam Origin não é uma velharia. Os OVAs são bem recentes, relativamente falando.
 


Bat Esponja

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.004
Reações
52.607
Pontos
629
Descobri que legendaram boa parte do Cyborg 009 de 1968 em inglês, o mesmo que passou aqui pela TV Tupi.

O roteiro dele é bem ruinzinho, mas vale pelo valor histórico.

Engraçado que na série de 2001 tem um episódio que é um remake do primeiro episódio desse.

Mesmo com a consertada que deram, ainda ficou um episódio bem bizarro lol
 

kageyame

Bam-bam-bam
Mensagens
2.389
Reações
2.699
Pontos
329
Nossa, depois de um tempo sem visitar este tópico tem bastante coisa o que comentar, então vamos lá

Yawara! A Fashionable Judo Girl
Estou vendo todo dia e curtindo muito. Conheci esses dias quando passei no Japan House e resolvi arriscar pq era exposição do autor, Naoki Urasawa.
Fala sobre a Yawara que tem uma habilidade nata para o Judo mas ela quer ter uma vida normal como garota só que o avô faz toda falcatrua pra ela não sair do Judo e ainda quer enfiar ela nas Olimpiadas de Barcelona 92'
Bem dosado entre ação, romance e comédia. Dubladores de Ranma 1/2 e quem anuncia as lutas é o mesmo que explicava as técnicas de Hokuto no ken :klolwtf:klolwtf:klolwtf
Visualizar anexo 105700

Visualizar anexo 105703
Ippon! lol
Cara, vc tá vendo onde este, achei alguns episódios aqui e ali e gostei muito do que vi, as técnicas de Judô são bem aplicadas, e sempre me recomendam com um anime com lutas "mais pés no chão" (ou não se tratando de judo né? :p)

Bom saber, um dia darei uma olhada.

No mais, terminei Lodoss War, e nunca vi um protagonista tão incompetente como o Parn. Não ganhou nenhuma luta praticamente, mesmo contra inimigos comuns sempre precisava de ajuda.
Batalha final Ashram fez tudo (e teoricamente ele é o vilão lol). Tremenda cara de pau ser reverenciado como herói no final.

No mais, vi que os Ovas seria apenas os dois primeiros novels e depois é 'inventado' e resolvi assistir Lodoss War: heroic Knight Chronicles, que seria os volumes 3 a 7.

Bom, em termo de arte e astética o downgrade é bem significativo.





Siris era assim no original



Mas o pacing e os personagens até o momento pelo menos em termo de desenvolvimento e plot estão melhores (e só assisti dois capítulos). Parn sendo mais esperto e competente para variar, assim como a elfa Deedlight falar outras coisas além de 'Parn' ajudou bastante.
Cara o OVA serve mesmo para apresentar os personagens, o plot tá bem inconsistente.

E se vc achou o Parn ruin, o que dizer da Deedlit, que teoricamente é uma alta elfa xamam estremamente poderosa, mas só faz cagada o ova todo (a ponto de ser considerada Faux Action Girl)

Não vou comentar do anime porque não sei até onde vc chegou, mas a Deedlit tá infinitamente melhor nele...


Muitos anos atrás o Hayao Miyzaki já tinha cantando a bola "Os animes estão ficando cada vez mais voltados para os Otakus Fedidos" (não exatamente com essas palavras) e muita gente rebatendo "Ah, ele tá véio" ou "Tá exagerando".

Agora: ISEKAI pra tudo quanto é canto! :kzangado
Bom, verdade seja dita, tem alguns novos Isekais que estão saindo muito bons, claro que para cada um bom tem 3 lixo, mas ainda tem escolhas.

E claro que meu anime preferido de todos os tempos é um Isekai (so que não, para quem ve a historia depois), com um desenvolvimento de personagens que poucos animes conseguem seguir.

Estou olhando "Bastard!", genericamente interessante, porém a temática medieval realmente me apetece.


Sent from my POCOPHONE F1 using Tapatalk
Se você curtir Bastard! eu realmente recomendo você procurar o mangá, os OVAS cortam muitas partes e cobrem só o comecinho da história mesmo.

E falar em Bastar me lembrou desde anime aqui, que é também de temática similar (embora sem o ecchi do bastard):

Slayers



A série e bem carregada na ação e comédia, quem curtiu Konosuba vai se divertir bastante com Slayers, a unica diferença é que sempre proximo do final da temporada quando o plot está proximo do clima era fica mais séria e focada na ação.

Recomendo as 2 primeiras temporadas (Slayers e Slayers Next) que seguem as Novels relativamente bem e os OVAS / Filme que tem muito material de apoio e tem uma dinamica mais focada na comédia) , a terceira (Slayers Try) é exclusiva para animação mas ainda bem divertida, ja as mais novas (Evolution-R and Revolution) já não curti muito, estereotiparam demais os personagens e ficou deveras sem sentido em algumas partes.


E para finalizar outra recomendação de velharia e um pedido caso alguém tenha visto:

Queen Emeraldas



Mais uma obra do icônico Leiji Matsumoto (de Patrulha Estelar e Capitão Harlock), você segue as aventuras da Pirata Espacial Emeraldas, capitã da Nave Queen Emeraldas, assim como patrulha estelar e Harlock tem uma aparencia de novelas espaciais, com bastante drama e algumas cenas de ação bem legais, mas infelizmente somente dois dos quatro OVAs foram licenciados para fora do japão, e nunca encontrei os dois ultimos OVAs, então se alguma boa alma viu esses ovas e puder ajudar eu agradeço.
 

Krion

Bam-bam-bam
Mensagens
6.402
Reações
21.513
Pontos
338
Mas uma raridade (e bota raro nisso) das das antigas,
(é que filme de anime viajado é.)

Love Position, Legend of the Halley (de 1985),
parece uma mistura de Terminator, com Alien e romance. :kluta:kbeca
acho que é baseado em um mangá de Osamu Tezuka



An agent who was sent riding on Halley's comet to the earth. She was actually given an order to destroy the earth. Captivated by planet's beauty, however, she is no longer able to destroy the planet. Seventy-six years later, another agent from Halley's comet is sent to earth, taking over the body of an escaped murderer in the Nevada deserts and heads out to liquidate the traitor who took the form of a Girl in Vietnam called Lamina


quem interessar em assistir segue abaixo

 

DEFCON

Bam-bam-bam
Mensagens
5.378
Reações
5.570
Pontos
429
Todo aluno de Pedagogia deveria ser obrigado a assistir esse anime.

Fuck Paulo Freire. Onizuka salva a educação.

Acabei cruzando os olhos com o blu-ray de Votoms TV. Parece que foi lançado no começo deste ano. Resolvi digitar o nome no Nyaa, mas não parece que uma alma bondosa ripou o BD. Mas então vou ler os comentários na Amazon e teve gente dizendo que isso está com qualidade VHS, e é melhor procurar o DVD. Por seguinte, o release do Gray-Phantom deve continuar sendo a melhor versão.
Que lixo, PQP.
Fazer isso 15 anos atrás seria morte.
Hoje, deveriam ser no mínimo processados.
 

Damascano

Habitué da casa
Mensagens
180
Reações
233
Pontos
78
Descobri que legendaram boa parte do Cyborg 009 de 1968 em inglês, o mesmo que passou aqui pela TV Tupi.

O roteiro dele é bem ruinzinho, mas vale pelo valor histórico.

Engraçado que na série de 2001 tem um episódio que é um remake do primeiro episódio desse.

Mesmo com a consertada que deram, ainda ficou um episódio bem bizarro lol
Tem uma razão que o original é tão infame:
 

EvilMonkey

Bam-bam-bam
Mensagens
9.268
Reações
10.042
Pontos
389
Nossa, depois de um tempo sem visitar este tópico tem bastante coisa o que comentar, então vamos lá

Cara, vc tá vendo onde este, achei alguns episódios aqui e ali e gostei muito do que vi, as técnicas de Judô são bem aplicadas, e sempre me recomendam com um anime com lutas "mais pés no chão" (ou não se tratando de judo né? :p)
Concordo. Este tópico tem muita coisa legal. Yawara achei divino. História engraçada, triângulo amoroso e personagens carismáticos. Final da serie vc ja sabe todos os termos kkkk. Eu vou pesquisar mais tarde (estou no tablet )aonde achei mas é picotado mesmo e recomendo ver legendado em inglês.
Dá pra ver muitos episódios aqui mas se faltar um complete assistindo à versão em espanhol no YouTube

Voltando para recomendações!

1) Kongou Banchou.
Trata-se de uma manga (que deve ter anime ) de 2010. Banchou é o termo para chefe de delinquentes muito comum em mangas. Nosso virtuoso herói é forte pra k7 e invade, por exemplo a Yakuza usando armas incomuns como essa:



Kkkkk. Basicamente ele desafia mais de 28 distritos, cada um com um banchou.

2) Sukeban Deka 1 e 2.
Não necessariamente um anime apesar de ter. Sukeban é a versão feminina de banchou. Trata-se de um ex delinquente recém-saida do reformatório que é forçada a trabalhar para a policia para investigar casos geralmente em outras escolas. Eu realmente coloco essa serie mais como uma novela diferente de series sentais apesar de ter lutas parecidas mas os inimigos são pessoas normais


Sukeban deka 2 considero uma melhorada brutal pois o roteiro ficou mais complexo e o barato é ver o sistema de ensino, cobrança da sociedade, suicidios, corrupção,bullying, a sociedade e etc bem retratados na série.

Existem animes, mangas e séries. Fica a gosto pessoal.
 
Ultima Edição:

Kaiketsu_Zubat

Bam-bam-bam
Mensagens
5.188
Reações
12.753
Pontos
353
Concordo. Este tópico tem muita coisa legal. Yawara achei divino. História engraçada, triângulo amoroso e personagens carismáticos. Final da serie vc ja sabe todos os termos kkkk. Eu vou pesquisar mais tarde (estou no tablet )aonde achei mas é picotado mesmo e recomendo ver legendado em inglês.
Dá pra ver muitos episódios aqui mas se faltar um complete assistindo à versão em espanhol no YouTube

Voltando para recomendações!

1) Kongou Banchou.
Trata-se de uma manga (que deve ter anime ) de 2010. Banchou é o termo para chefe de delinquentes muito comum em mangas. Nosso virtuoso herói é e forte pra k7 e invade, por exemplo a Yakuza usando armas incomuns como essa:



Kkkkk. Basicamente ele desafia mais de 28 distritos, cada um com um banchou.

2) Sukeban Deka 1 e 2.
Não necessariamente um anime apesar de ter. Sukeban é a versão feminina de banchou. Trata-se de um ex delinquente recém-saida do reformatório que é forçada a trabalhar para a policia para investigar casos geralmente em outras escolas. Eu realmente coloco essa serie mais como uma novela diferente de series sentais apesar de ter lutas parecidas mas os inimigos são pessoas normais


Sukeban deka 2 considero uma melhorada brutal pois o roteiro ficou mais complexo e o barato é ver o sistema de ensino, cobrança da sociedade, suicidios, corrupção,bullying, a sociedade e etc bem retratados na série.

Existem animes, mangas e séries. Fica a gosto pessoal.
Sukeban Deka tenho curiosidade de assistir, cheguei a ver um OVA e me pareceu riquíssimo em conteúdo o mangá, já que o OVA só é bom pra quem conhece, sendo assim parece que vale a pena assistir esse Tokusatsu ( ou dorama?).
 

EvilMonkey

Bam-bam-bam
Mensagens
9.268
Reações
10.042
Pontos
389
Sukeban Deka tenho curiosidade de assistir, cheguei a ver um OVA e me pareceu riquíssimo em conteúdo o mangá, já que o OVA só é bom pra quem conhece, sendo assim parece que vale a pena assistir esse Tokusatsu ( ou dorama?).
Cara eu não conheço o manga e estou curtindo pela série em especial a segunda temporada :P Eu diria que é um dorama com pitadas de tokusatsu mas o engraçado que as armas são incomuns. Tem uma personagem que eu me rachei de rir. Okio das bolas de gude! Ela luta com bola de gude hahahahaha
A série esta toda legendada em pt-br aqui inclusive a segunda temporada
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.747
Reações
64.745
Pontos
553
15 dias e sem velhidades?

Asssiti e curti pacas o Gundam Origins, baixando agora outros indicados.
 

DEFCON

Bam-bam-bam
Mensagens
5.378
Reações
5.570
Pontos
429
2) Sukeban Deka 1 e 2.
Não necessariamente um anime apesar de ter. Sukeban é a versão feminina de banchou. Trata-se de um ex delinquente recém-saida do reformatório que é forçada a trabalhar para a policia para investigar casos geralmente em outras escolas. Eu realmente coloco essa serie mais como uma novela diferente de series sentais apesar de ter lutas parecidas mas os inimigos são pessoas normais
Falando em séries Live Action, assiti recentemente STEP SISTERS, subado pelo fansub gringo G.U.I.S,



Não vou mentir: assisti só por causa da tetéia da Megumi Mori (a Blue Dolphin do Liveman, sentai de 1988). Apesar de ser curtinho, somente 7 episódios, mas não faz meu tipo. No entnato, pra quem curte doramas (especialmente os oitentistas), pode ser uma boa.

15 dias e sem velhidades?

Asssiti e curti pacas o Gundam Origins, baixando agora outros indicados.
Origins é bem feito, tem produção bem próxima de nível de filme. E a versão pra TV veio com as aberturas e encerramentos no estilo do Gundam Unicorn, com remix da música do Counterattack.


Mas esses caras deveriam sair um pouco da One Year War e Gryps War e irem pro Late UC... Só tem Gundam F-91 e Gundam Victory por lá... One Year War e Gryps War estão muito inflados, com muitas histórias.
 
Ultima Edição:

kageyame

Bam-bam-bam
Mensagens
2.389
Reações
2.699
Pontos
329
Bom, algo mais comédia idiota, mas bem legal,

vai aqui um quase hentai: (bonus para quem souber o porque....)


outra recomendação simples (só dois episodios) e com uma ending que é um verme de ouvido (no sentido clássico, irritante e que gruda que nem chiclete na cabeça)

 

olifante666

Bam-bam-bam
Mensagens
4.064
Reações
5.779
Pontos
364
Dois Mangás que li novamente foram o Crying Freeman e Mai, a Garota Sensitiva.

Freeman é fantástico e do mesmo autor de O Lobo Solitário.
Mai começa meio lento, mas depois que a história engrena e a trama começa a se apresentar não dá para parar de ler. Mistura intriga internacional e poderes paranormais.




E sempre que encontro algum site de torrent ou que disponibilize animes procuro o Nick e Nack, só tenho 2 episódios dele. Ô coisinha mais difícil de se encontrar.

 

Krion

Bam-bam-bam
Mensagens
6.402
Reações
21.513
Pontos
338
Outra velharia da década de 1980,
serie curta de terror e com um pouco de gore (tem três OVAs), animação não é das melhores, mas a história é interessante para quer gosta de "monstros" do folclore japonês.

Maryuu Senki
also known as Evil Dragon War Chronicles, is a Japanese OVA series which combines elements from Japanese folklore with dark fantasy.
A monk and a potter must protect a girl from an evil businessman who wants to sacrifice her to resurrect an ancestor.





 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.747
Reações
64.745
Pontos
553
Gente, é o oposto de velharia que descobri mas uma velharia que queria lembrar.

Uns 15 anos atrás (ou antes) tinha um desenho animado em que o herói lutava, entre outros, com marcianos ou humanos que viviam em estações espaciais.

Por não terem crescido com a alta gravidade da Terra, esses inimigos raramente desciam ao planeta e quando desciam tinham que usar uma armadura, meio transparente.

Eles eram, quase sempre, altos e muito magros. Geralmente brancos e loiros.

Alguém lembra que desenho era?
 

Krion

Bam-bam-bam
Mensagens
6.402
Reações
21.513
Pontos
338
Gente, é o oposto de velharia que descobri mas uma velharia que queria lembrar.

Uns 15 anos atrás (ou antes) tinha um desenho animado em que o herói lutava, entre outros, com marcianos ou humanos que viviam em estações espaciais.

Por não terem crescido com a alta gravidade da Terra, esses inimigos raramente desciam ao planeta e quando desciam tinham que usar uma armadura, meio transparente.

Eles eram, quase sempre, altos e muito magros. Geralmente brancos e loiros.

Alguém lembra que desenho era?
Era algum anime ou desenho americano?
 

Lacerda Yawara

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.165
Reações
16.370
Pontos
553
Gente, é o oposto de velharia que descobri mas uma velharia que queria lembrar.

Uns 15 anos atrás (ou antes) tinha um desenho animado em que o herói lutava, entre outros, com marcianos ou humanos que viviam em estações espaciais.

Por não terem crescido com a alta gravidade da Terra, esses inimigos raramente desciam ao planeta e quando desciam tinham que usar uma armadura, meio transparente.

Eles eram, quase sempre, altos e muito magros. Geralmente brancos e loiros.

Alguém lembra que desenho era?
Robotech?
 

City Hunter

Bam-bam-bam
Mensagens
3.259
Reações
6.697
Pontos
309
15 dias e sem velhidades?

Asssiti e curti pacas o Gundam Origins, baixando agora outros indicados.
Ô meu caro, estou tentando fechar uma dissertação de mestrado no momento!

Meus 4 HDs estão ENTUPIDOS de coisas para assistir, mas o tempo é curto e os olhos ardem de tanto olhar para telas de pc e celular nesses tempos.

Há alguns dias (semanas?) comecei a assistir Zeta Gundam. É TUDO O QUE PEDI A SÃO OSAMU TEZUKA NUM ANIME: visual de anime pornô dos anos 80, roupas e cabelos exagerados, musiquetas feitas com sintetizadores e protagonista vida loka!



Assisti os 3 ou 4 primeiros episódios. O dublador do protagonista KAMILLE é o mesmo do Hiroshi, o irmão do relacionamento incestuoso em Amy my Baby (Cream Lemon OVA). Por algum motivo o clima desses episódios me lembrou os filmes da sessão da tarde...todo aquela postura séria do primeiro Gundam deu uma distorcida: agora o capitão Bright Noa está subordinado a uma milícia; o protagonista pilota um robô Gundam mas está ao lado do Principado de Zeon...

Quando minha vida voltar ao normal farei maratona disso daqui!

Dois Mangás que li novamente foram o Crying Freeman e Mai, a Garota Sensitiva.

Freeman é fantástico e do mesmo autor de O Lobo Solitário.
Mai começa meio lento, mas depois que a história engrena e a trama começa a se apresentar não dá para parar de ler. Mistura intriga internacional e poderes paranormais.




E sempre que encontro algum site de torrent ou que disponibilize animes procuro o Nick e Nack, só tenho 2 episódios dele. Ô coisinha mais difícil de se encontrar.

Mai é datado, meio brega pros dias de hoje mas...que arte bem desenhada! pqp! Amo esse mangá!
 

Mutolopitico

Habitué da casa
Mensagens
143
Reações
229
Pontos
63
Então galerinha, contribuindo o tópico aqui, nesses tempos de pandemia aonde há tempo sobrando pra grande maioria das pessoas ( inclusive eu ) deixei um pouco o vício das jogatinas do meu bom e velho Dotinha pra assistir animes Sci-fi (Meu gênero favorito) dentre dos vários filmes e animes que eu assisti, um desses filmes me chamou bastante atenção...



Macross Plus - Movie Editon - 1995 - Studio Nue

Fazia algum tempo que eu não ficava tão estasiado com um filme em anime ou algo do tipo, essa obra me marcou profundamente, e se não me falha a memória há pouquíssimos animes que exploram o tema "Musical" com trama Sci-fi como a série Macross, esse filme foi minha primeira experiência como a série como todo, que é gigante por sinal e que infelizmente anda meio esquecida ( mesmo com um anime lançado recentemente Macross Delta 2016 )

Como qualquer um que pega uma obra ja em andamento é óbvio que eu fiquei "boiando" pra muita coisa... o esquema do anime misturar música, shows, como uma arma "cultural" é algo que eu nunca havia visto antes e é claro elementos como batalhas de Caças futuristas ao estilo Top Gun dão uma apimentada na trama como um todo... Sem querer dar spoliers, mas esse filme conseguiu prever a onda das "Idol's" japonesas movidas a IA que existem atualmente, isso em 1995... que é um feito em tanto...

Em aspectos técnicos o filme é impecável, animação super fluida e detalhada nos momentos de ação, o traço me agrada bastante e gosto desse estilo antigo.

Recomendo a todos amantes do mundo Sci-fi, felizmente essa obra não é como muitas aqui citadas no tópico em que só tem disponível versões VHS ou de baixíssima qualidade, essa obra está disponível em 1080p Bluray, se você for um tripulante do navio do Jack, em águas torrenciais é possível encontra-lo...


Já de cara eu me apaixonei pela série e já estou assistindo o anime original de 1982 Super Dimension Fortress Macross, que felizmente também há versões bluray restauradas em 1080p, que é bem raro por sinal um anime de quase 40 anos ser restaurado nesse nível. Isso mostra o cuidado que o studio Nue teve com a obra original em deixa-la guardada por todos esses anos...

Estou gostando basante do primeiro Macross, uma viagem no tempo literalmente... a forma de contar história, como a trama se desenvolve é bem diferente do "modus operandi" atual, completamente ausente dos clichês "animêlescos" da indústria atual. Porém é claro que também essa forma de contar história mais "antiga" também tem seus defeitos é claro...

Quando eu terminar de assistir a série original de 82 e seus 36 Ep, irei fazer uma análise aqui, ou talvez criar um tópico próprio, já que é um anime bastante importante para sua época... E como sempre para os tripulantes do navio do Jack, está também disponível em águas torrenciais... :kduvida
 

Tacrovy

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.787
Reações
41.641
Pontos
584
Concordo. Este tópico tem muita coisa legal. Yawara achei divino. História engraçada, triângulo amoroso e personagens carismáticos. Final da serie vc ja sabe todos os termos kkkk. Eu vou pesquisar mais tarde (estou no tablet )aonde achei mas é picotado mesmo e recomendo ver legendado em inglês.
Dá pra ver muitos episódios aqui mas se faltar um complete assistindo à versão em espanhol no YouTube

Voltando para recomendações!

1) Kongou Banchou.
Trata-se de uma manga (que deve ter anime ) de 2010. Banchou é o termo para chefe de delinquentes muito comum em mangas. Nosso virtuoso herói é forte pra k7 e invade, por exemplo a Yakuza usando armas incomuns como essa:



Kkkkk. Basicamente ele desafia mais de 28 distritos, cada um com um banchou.

2) Sukeban Deka 1 e 2.
Não necessariamente um anime apesar de ter. Sukeban é a versão feminina de banchou. Trata-se de um ex delinquente recém-saida do reformatório que é forçada a trabalhar para a policia para investigar casos geralmente em outras escolas. Eu realmente coloco essa serie mais como uma novela diferente de series sentais apesar de ter lutas parecidas mas os inimigos são pessoas normais


Sukeban deka 2 considero uma melhorada brutal pois o roteiro ficou mais complexo e o barato é ver o sistema de ensino, cobrança da sociedade, suicidios, corrupção,bullying, a sociedade e etc bem retratados na série.

Existem animes, mangas e séries. Fica a gosto pessoal.
O cara vai porrar a galera com UM CARRO :klol vou conferir depois :kjoinha
 

PVC

Bam-bam-bam
Mensagens
2.344
Reações
3.891
Pontos
359
Nas séries, Battlestar Galactica

Reassisti Battlestar Galactica, a minissérie de 2000, em dois episódios. Eu estava com medo de a série ter envelhecido mal, mas ao contrário, ela está muito boa e, fora os efeitos especiais, está muito boa de ser assistida.

Nessa releitura da famosa série dos anos 80 (essa eu não indico, apesar de a adorar) os cilônios (cylon) não são uma raça alienígena, mas uma criação da humanidade. Pessoalmente não gostei, mas deu um dinamismo inesperado. A trama se passa num passado distante, mas na nossa própria galáxia. A humanidade nasceu no planeta Kobol e, de lá, partiu para as estrelas, colonizando 12 planetas, cada um com o nome de uma constelação do zodíaco e características próprias.

A humanidade criou uma raça de robos para os servir e, como no filme Matrix, eles se rebelaram e iniciaram uma terrível guerra contra a humanidade, que teve que se armar e, com ambos os lados próximos a se destruir, aceitaram um armistício e as máquinas se mudaram para seu próprio mundo. 40 anos depois, quando uma nova geração, desacostumada à guerra chega à idade adulta, elas retornam, reiniciando a guerra.

A Battlestar Galactica do título é uma nave antiga, de 40 anos atrás prestes a se tornar um museu. E por causa disso está longe das batalhas e sobrevive ao ataque inimico. A série é muito tensa. Tipo, a primeira vez que soltam uma bomba nuclear num planeta é só "Ah, soltaram uma bomba nuclear, ok..." mas logo você volta àquele mesmo planeta, vê as pessoas, vê o resultado, vê outras bombas ao longe e o sentimento de tensão, de "Que m****...." é terrível. Isso que acontecem outros eventos marcantes e tensos, alguns angustiantes - como o cara acusado injustamente - que vc não fica confortável.

A nave é um show aparte. Não é uma nave esguia e graciosa de Star Trek, nem aquele Destroyer Imperial de Star Wars, todo lindo. É uma máquina de guerra bruta, você percebe que ela foi criada pra receber tiros, bombas, mísseis na fuça e não parar de funcionar. Minha esposa estava assistindo comigo (e curtindo) mas quando ela viu os canhões da nave abrindo, apontando pros inimigos e disparando ela ficou boquiaberta, era tudo que star wars e star trek não eram, um troço que parecia real (no sentido que no mundo real seria mais provável uma BSG que uma Enterprise).

Vale muito a pena a mini-série (em 2 episódios). Ainda não revi a série regular (que continua da onde a mini parou) mas se tiver a mesma pegada de qualidade visual, vou indicar tbm.

PS: Assisti a série em 2003, sei que ela tem a mesma pegada básica, mas uma mini-série pode ser diferente de uma série regular, vamos ver.
Battlestar galactica pra mim está no meu top3 de melhor série que eu já assisti, acho sensacional todas tramas e subtramas, cada coisa chocante que rola.
É muito mais que humanos vs robôs, tanta coisa acontece, é tão insano. SE não assistiu ainda novamente, recomendo que veja com olhos 17 anos mais velhos.
 

Bat Esponja

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.004
Reações
52.607
Pontos
629
Assisti o primeiro filme de Choujin Locke, é bem legal.



Bom, algo mais comédia idiota, mas bem legal,

vai aqui um quase hentai: (bonus para quem souber o porque....)


outra recomendação simples (só dois episodios) e com uma ending que é um verme de ouvido (no sentido clássico, irritante e que gruda que nem chiclete na cabeça)

Dragon Half é engraçado demais.

Eu ria só de ter um personagem chamado Dick Saucer.

Mas uma raridade (e bota raro nisso) das das antigas,
(é que filme de anime viajado é.)

Love Position, Legend of the Halley (de 1985),
parece uma mistura de Terminator, com Alien e romance. :kluta:kbeca
acho que é baseado em um mangá de Osamu Tezuka



An agent who was sent riding on Halley's comet to the earth. She was actually given an order to destroy the earth. Captivated by planet's beauty, however, she is no longer able to destroy the planet. Seventy-six years later, another agent from Halley's comet is sent to earth, taking over the body of an escaped murderer in the Nevada deserts and heads out to liquidate the traitor who took the form of a Girl in Vietnam called Lamina


quem interessar em assistir segue abaixo

Lindão esse character design.
 
Ultima Edição:

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
29.858
Reações
68.344
Pontos
544
Então galerinha, contribuindo o tópico aqui, nesses tempos de pandemia aonde há tempo sobrando pra grande maioria das pessoas ( inclusive eu ) deixei um pouco o vício das jogatinas do meu bom e velho Dotinha pra assistir animes Sci-fi (Meu gênero favorito) dentre dos vários filmes e animes que eu assisti, um desses filmes me chamou bastante atenção...



Macross Plus - Movie Editon - 1995 - Studio Nue

Fazia algum tempo que eu não ficava tão estasiado com um filme em anime ou algo do tipo, essa obra me marcou profundamente, e se não me falha a memória há pouquíssimos animes que exploram o tema "Musical" com trama Sci-fi como a série Macross, esse filme foi minha primeira experiência como a série como todo, que é gigante por sinal e que infelizmente anda meio esquecida ( mesmo com um anime lançado recentemente Macross Delta 2016 )

Como qualquer um que pega uma obra ja em andamento é óbvio que eu fiquei "boiando" pra muita coisa... o esquema do anime misturar música, shows, como uma arma "cultural" é algo que eu nunca havia visto antes e é claro elementos como batalhas de Caças futuristas ao estilo Top Gun dão uma apimentada na trama como um todo... Sem querer dar spoliers, mas esse filme conseguiu prever a onda das "Idol's" japonesas movidas a IA que existem atualmente, isso em 1995... que é um feito em tanto...

Em aspectos técnicos o filme é impecável, animação super fluida e detalhada nos momentos de ação, o traço me agrada bastante e gosto desse estilo antigo.

Recomendo a todos amantes do mundo Sci-fi, felizmente essa obra não é como muitas aqui citadas no tópico em que só tem disponível versões VHS ou de baixíssima qualidade, essa obra está disponível em 1080p Bluray, se você for um tripulante do navio do Jack, em águas torrenciais é possível encontra-lo...


Já de cara eu me apaixonei pela série e já estou assistindo o anime original de 1982 Super Dimension Fortress Macross, que felizmente também há versões bluray restauradas em 1080p, que é bem raro por sinal um anime de quase 40 anos ser restaurado nesse nível. Isso mostra o cuidado que o studio Nue teve com a obra original em deixa-la guardada por todos esses anos...

Estou gostando basante do primeiro Macross, uma viagem no tempo literalmente... a forma de contar história, como a trama se desenvolve é bem diferente do "modus operandi" atual, completamente ausente dos clichês "animêlescos" da indústria atual. Porém é claro que também essa forma de contar história mais "antiga" também tem seus defeitos é claro...

Quando eu terminar de assistir a série original de 82 e seus 36 Ep, irei fazer uma análise aqui, ou talvez criar um tópico próprio, já que é um anime bastante importante para sua época... E como sempre para os tripulantes do navio do Jack, está também disponível em águas torrenciais... :kduvida
O filme reutilizou animação dos OVAs, não?
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
29.858
Reações
68.344
Pontos
544
Descobri que legendaram boa parte do Cyborg 009 de 1968 em inglês, o mesmo que passou aqui pela TV Tupi.

O roteiro dele é bem ruinzinho, mas vale pelo valor histórico.

Engraçado que na série de 2001 tem um episódio que é um remake do primeiro episódio desse.

Mesmo com a consertada que deram, ainda ficou um episódio bem bizarro lol
Qual episódio seria? Agora não lembro? Até deu vontade de dar uma olhada.
 

Bat Esponja

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.004
Reações
52.607
Pontos
629
Eu vou dar uma olhada nisso. Parece interessante como homenagem.
Mas nos anos 60 tudo era diferente, provavelmente é bizarro mesmo.
É, pena que não se esforçaram um pouco mais na época.
O filme de 1966 eu acho excelente por exemplo, bem respeitoso ao material do mangá.
 
Topo