O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Enquete: Quem se vacinar só 15 vezes será chamado de anti-vacina por quem vacinar-se 16?

Quem se vacinar 15 vezes e não a 16º, será um anti-vacina para quem aceitar as dezesseis?


  • Total voters
    45


Dark Goomba

Bam-bam-bam
Mensagens
3.791
Reações
13.549
Pontos
303
Resposta simples e objetiva? Se precisar, tomo 4, 5, 6x por ano. O que acho disso tudo é que, primeiro, não vai chegar a tanto. Finalmente desistiram de cloroquina e ivermectina pra focarem em testes com remédios realmente eficazes.
"Se precisar", para pessoas como vc, deve significar "se o Dória mandar"... Sua vida deve ter sido bastante conturbada nos últimos tempos, já que seguiu imediatamente e sem questionar os desmandos de políticos insanos, sem o menor embasamento científico.

Em relação aos "remédios realmente eficazes", se são realmente eficazes, nem precisa testar ué :facepalm

Vc deveria ser honesto e dizer: "remédios que o Bozo não mencionou"...
É isso que realmente importa para pessoas como vc.


Até essa putaria de pandemia terminar (e não graças aos antivaxxers) teremos que vacinar os já vacinados porque os não-vacinados são teimosos demais pra ver o risco
Entendi... Mas então quem está vacinado não pega e nem transmite mais Covid?

E países com altas taxas de vacinação e aumento de casos? Seria culpa do Bozo?

Tenho certeza que vc deve ter algum estudo duplo-cego-randomizado e lulalivre para sustentar essa afirmação aí..

No aguardo...

:ksafado



E quanto a segunda dose, falo do meu filho (foi você que perguntou, lembra?) que é menor e está faltando pra ele a segunda. e se precisar tomar mais, ele vai.
Seu filho tem alguma comorbidade?
Se não, como vc define "precisar"?

As opiniões variam ao redor do mundo...



Ministério da saúde não recomenda (mas aí vc vai dizer que é coisa do Bozo...):



Pelo seu perfil, não duvido que esteja obrigando o pobre rapaz, ou pobre moça, a se vacinar para ajudar a campanha do Dória :facepalm



edit. E parabéns que você se vacinou! Como disse em outro tópico, no Brasil antivaxxer faz de tudo (principalmente exagerar no efeito das notícias) pra que outros não se vacinem mas ele mesmo se vacina
Não sou antivaxxer. Apenas tenho capacidade intelectual de questionar as coisas. Diferentes de pessoas como vc, defendo a liberdade e acho um crime obrigar as pessoas a ficarem em casa e a tomarem algo que não querem. Não sou autoritário.
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639
eita! Vamos de um por um:
"Se precisar", para pessoas como vc, deve significar "se o Dória mandar"... Sua vida deve ter sido bastante conturbada nos últimos tempos, já que seguiu imediatamente e sem questionar os desmandos de políticos insanos, sem o menor embasamento científico.

Em relação aos "remédios realmente eficazes", se são realmente eficazes, nem precisa testar ué :facepalm

Vc deveria ser honesto e dizer: "remédios que o Bozo não mencionou"...
É isso que realmente importa para pessoas como vc.
E quem falou em dória aqui? Nem moro em São Paulo! Tomo vacina se acho que preciso tomar, quem libera é Anvisa e quem fabrica são laboratórios. A única hora que algum político faz "desmando" (no sentido legal do cargo) é quando escolhe disponibilizar vacinas a população. Não tem nem sentido o que você disse.

Quanto aos remédios, outra coisa sem sentido de sua parte. A gente só sabe se um remédio é eficaz se ele for testado, ora. Cloroquina e ivermectina foram testadas e não mostraram eficácia, então é hora de testar outros remédios.

Entendi... Mas então quem está vacinado não pega e nem transmite mais Covid?

E países com altas taxas de vacinação e aumento de casos? Seria culpa do Bozo?

Tenho certeza que vc deve ter algum estudo duplo-cego-randomizado e lulalivre para sustentar essa afirmação aí..

No aguardo...

:ksafado
A questão é noutro ponto, não na transmissão. Não-vacinados sintomáticos costumam se internar mais e demorar mais a se recuperar e o problema da pandemia no mundo sempre foi o colapso do sistema de saúde dos países. Enquanto isso acontecer os governos vão continuar com restrições e recomendando vacinas até aparecer um tratamento simples, barato e eficaz (vocês não, cloroquina e ivermectina!).


Quanto a teste duplo cego, parece o Constantino falando. Existe, entre as metodologias científicas, a chamada observação empírica. Ela serve justamente para os casos em que é inviável fazer um estudo controlado.

Seu filho tem alguma comorbidade?
Se não, como vc define "precisar"?

As opiniões variam ao redor do mundo...



Ministério da saúde não recomenda (mas aí vc vai dizer que é coisa do Bozo...):



Pelo seu perfil, não duvido que esteja obrigando o pobre rapaz, ou pobre moça, a se vacinar para ajudar a campanha do Dória :facepalm
Com as variantes acabou essa de comorbidade. Então eu, como pai, tenho o direito de decidir se meu filho precisa ou não de vacina. Se começar a deixar na mão dos outros é bem capaz de mandarem ele mudar de gênero e eu não poder fazer nada, concorda?

Quando ao Ministério da Saúde, duas notícias:

(Olha aí o político desmandando como você alertou lá em cima.)

Por fim, Dória de novo!? você andou sonhando com ele? Deve ter sido um pesadelo daqueles!

Não sou antivaxxer. Apenas tenho capacidade intelectual de questionar as coisas. Diferentes de pessoas como vc, defendo a liberdade e acho um crime obrigar as pessoas a ficarem em casa e a tomarem algo que não querem. Não sou autoritário.
E onde obriguei algo a alguém? Se uma pessoa não quer se vacinar, não se vacine. O que sempre falo é que quem escolhe isso que pelo menos saiba dos riscos. Que o risco de efeito colateral de vacinas é muito, muito menor. E que assim como uma pessoa tem o direito de escolher não se vacinar, uma empresa também tem o direito de não empregá-la, uma cia aérea tem o direito de não embarcá-la, um restaurante tem o direito de não atendê-la...

Mas nada disso vai acontecer com você, já que teve capacidade intelectual pra concluir que é melhor se vacinar. Pena que seu conhecido citado antes não teve igual capacidade e está correndo risco. Mas foi como disse, problema dele.
 

Duolks

Bam-bam-bam
Mensagens
3.845
Reações
6.226
Pontos
303
Mas o sábio Estado brasileiro está barrando o filho dele de se vacinar, atualmente a regra é essa. Por ordem do seu prisidente, autoridade sanitária máxima.
Sou tão contra barrar como obrigar, justamente por isso mesmo que acho uma abominação um passaporte de vacinação, mas de qualquer maneira oq isso tem relação com oq eu questionei o outro colega?

O questionamento é justamente pq fiquei na duvida se ele estaria disposto como deu a entender que iria entuchar na criança um remédio que pode sim ter efeitos negativos e praticamente nenhum positivo (já que ela continua transmitindo e se não tiver comorbidade nem risco praticamente tem), e que de brinde nem os principais órgãos regulatórios estão recomendando, isso só pq o sábio estado mandou.
 


mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.697
Reações
23.151
Pontos
694
Sou tão contra barrar como obrigar, justamente por isso mesmo que acho uma abominação um passaporte de vacinação, mas de qualquer maneira oq isso tem relação com oq eu questionei o outro colega?

O questionamento é justamente pq fiquei na duvida se ele estaria disposto como deu a entender que iria entuchar na criança um remédio que pode sim ter efeitos negativos e praticamente nenhum positivo (já que ela continua transmitindo e se não tiver comorbidade nem risco praticamente tem), e que de brinde nem os principais órgãos regulatórios estão recomendando, isso só pq o sábio estado mandou.
Isso é só achismo teu. Vc parte de pressupostos que simplesmente não condizem com a realidade (coloquei em vermelho). E a avaliação no fim, vai de cada um, pq até o momento ninguém foi preso por não se vacinar, no mínimo vai ter que comer pizza numa sarjeta em NY.
Tentar argumentar com fatos inválidos é simplesmente indefensável, pq para inventar não existe defesa.
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639
Só para confirmar o entendimento, então para vc se o "sábio" estado brasileiro pedir vc vai "entubar" quantas doses precisar para no moleque, sendo que é uma doença com taxa de mortalidade irrisória em crianças e que ele vai continuar sendo transmissor de qualquer maneira e com o plus do FDA e outras entidades mundiais falando que não fecha a conta entre risco x beneficio, é isso?
Agora que vi isso. Antes de tudo, onde o estado brasileiro está mandando entubar algo em alguém? As notícias que falam de 4 doses indicam recomendação, a vacinação atual brasileira, com uma ou duas doses, também fala de recomendação. é tudo recomendação. A escolha sempre será minha. E o estado brasileiro, neste ponto, não está sendo nada sábio na minha opinião. Por ele nem a primeira dose meu filho tomaria.

Por fim, a vacina pro meu filho não é pra evitar que os outros se contaminem, é pra evitar que ele fique gravemente doente. Como disse no post acima, nem é essa intenção dos governos. A intenção destes sempre foi evitar sobrecarga de seus sistemas de saúde desde o início. Ora, se esta doença fosse 100x mais contagiosa mas não demandasse internação você acha que algum governo estaria preocupado? Claro que não.
 

Duolks

Bam-bam-bam
Mensagens
3.845
Reações
6.226
Pontos
303
Isso é só achismo teu. Vc parte de pressupostos que simplesmente não condizem com a realidade (coloquei em vermelho). E a avaliação no fim, vai de cada um, pq até o momento ninguém foi preso por não se vacinar, no mínimo vai ter que comer pizza numa sarjeta em NY.
Tentar argumentar com fatos inválidos é simplesmente indefensável, pq para inventar não existe defesa.
Não, não é.
Parti do "pressuposto" da própria realidade, aqui no tópico postaram ai o próprio FDA ai falando a mesma m****, e não foi o único órgão falando isso. No geral não esta valendo o risco vacinar crianças sem comorbidades justamente pq o beneficio não faz jus ao risco que sim existe (ainda mais X vezes), e a afirmação de não serem grupo de risco nunca foi nem discutida, é só olhar os índices de mortalidade irrisórios durante a pandemia inteira para esse grupo.

E concordo que a avaliação vai de cada um, oq eu questionei foi justamente a mesma avaliação do colega, pq achei sem sentido pelo que ele mesmo já pregou por aqui (de ligar mais para declarações de órgãos como a OMS e o próprio FDA que a posição do governo e no caso aqui ser o inverso).

E o resto não faz nem sentido oq vc falou, qualquer tipo de discriminação publica sobre uma escolha nesse caso em especifico é absurda, e sobre ninguém ser preso a Austrália ta lá mandando abraços.

Agora que vi isso. Antes de tudo, onde o estado brasileiro está mandando entubar algo em alguém? As notícias que falam de 4 doses indicam recomendação, a vacinação atual brasileira, com uma ou duas doses, também fala de recomendação. é tudo recomendação. A escolha sempre será minha. E o estado brasileiro, neste ponto, não está sendo nada sábio na minha opinião. Por ele nem a primeira dose meu filho tomaria.

Por fim, a vacina pro meu filho não é pra evitar que os outros se contaminem, é pra evitar que ele fique gravemente doente. Como disse no post acima, nem é essa intenção dos governos. A intenção destes sempre foi evitar sobrecarga de seus sistemas de saúde desde o início. Ora, se esta doença fosse 100x mais contagiosa mas não demandasse internação você acha que algum governo estaria preocupado? Claro que não.
Cara, eu questionei SE o governo recomendasse SE vc daria, só ler de novo oq escrevi....

Seu filho tem comorbidades?
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639
Cara, eu questionei SE o governo recomendasse SE vc daria, só ler de novo oq escrevi....

Seu filho tem comorbidades?
Bom, qualquer coisa que ESTE governo recomendar eu sempre vou ficar com um pé atrás. Basta ver que ele recomendou vacina pra adolescentes, uma semana depois "desrecomendou" e agora, como postei no link acima, já diz que não tem problema.

E não, meu filho não tem comorbidade e vai tomar a segunda dose.

Agora respondendo o que vc falou antes, mesmo não sendo pra mim, gostaria muito de saber de onde tirou essa informação que órgãos de saúde não recomendam a vacina (Pfizer) para jovens. Pesquisei agora e nem a OMS nem o FDA são contrários .

"...WHO's Strategic Advisory Group of Experts (SAGE) has concluded that the Pfizer/BionTech vaccine is suitable for use by people aged 12 years and above. Children aged between 12 and 15 who are at high risk may be offered this vaccine alongside other priority groups for vaccination. Vaccine trials for children are ongoing and WHO will update its recommendations when the evidence or epidemiological situation warrants a change in policy.

It's important for children to continue to have the recommended childhood vaccines.
..."


"The U.S. Food and Drug Administration has authorized the use of three COVID-19 vaccines in the United States:

  • The Pfizer vaccine is authorized for people 12 years of age and older. ..."

(Ps. Não é link do FDA mas informa a recomendação ainda na primeira linha).
 
Ultima Edição:

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639

kapiel10

Bam-bam-bam
Mensagens
8.244
Reações
6.611
Pontos
354
... e que também não foi com certeza devido a vacina, correto?
po cara essa parada aí é tensa , outra carinha de 13 anos morrer de infarto é TENSO PRA CARAMBA

no final independente disso o ideal seria vacinar dos 18 anos cima e enviar as doses para o paises pobres , não adianta nada a gente esta vacinando aqui pessoas qeu teoricamente não precisariam e surgir uma variante num pais pobre que anule a vacina já que nesta não tem ninguem vacinado
 

guiracer

Bam-bam-bam
Mensagens
8.873
Reações
7.580
Pontos
434
Já tomei não sei quantas picadas no braço, na bunda, no quadril, e até tomaria na testa.
Todo santo ano tomo contra a gripe e se tiver que tomar a da covid também eu tomo, se aguentava um put* coquetel quando era bebê, não é agora com quase 40 na lomba que terei medinho.
Problema da Internet é dar a oportunidade para discurso antivax retardado se espalhar por aqui, essas caralhudinhas duplicaram a estimativa de vida humana, mas teoria conspiratória parece ser mais importante e ter mais base argumentativa que órgãos e entidades conceituados e especializados, lamentável.
 

Shigeo Kageyama

Bam-bam-bam
Mensagens
4.728
Reações
10.013
Pontos
303
Essa vacina é igual comunismo, se não der certo a segunda dose, a gente tenta mais uma vez.. depois tenta mais uma outra vez..

Enquanto isso os chinas ganham rios de dinheiro e riem da nossa cara, pq ninguém tem culhão de apontar o dedo pra m**** que eles fizeram.
Ouvi dizer que esse vírus é culpa do Bolsonaro Taokey
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639
po cara essa parada aí é tensa , outra carinha de 13 anos morrer de infarto é TENSO PRA CARAMBA

no final independente disso o ideal seria vacinar dos 18 anos cima e enviar as doses para o paises pobres , não adianta nada a gente esta vacinando aqui pessoas qeu teoricamente não precisariam e surgir uma variante num pais pobre que anule a vacina já que nesta não tem ninguem vacinado
sim, a parada é tensa. Mas ainda assim é menos tensa que COVID.
 

DanielMF

Bam-bam-bam
Mensagens
5.273
Reações
9.380
Pontos
338
quantas pessoas com menos de 18 anos SAUDáVEIs NÃO VACINADAS morreram ? lembre-se minha fala se refere a menores de idade
Na transparência do Registro Civil, tem uns 3500 óbitos em pessoas abaixo de 19 anos classificados como Covid ou suspeita de Covid.

Quantos eram saudáveis, não se tem essa informação. Mas pessoa saudável tem mais chance de morrer da vacina ou de covid?
 

Zefiris Metherlence

Bam-bam-bam
Mensagens
1.339
Reações
4.654
Pontos
268
Passando os olhos pelas noticias de SC e me deparo com essa:

  • Professora de Gaspar consegue na justiça autorização para não tomar vacina contra Covid
  • Na ação, a professora narra que a prefeitura tornou obrigatória a vacinação para todos os trabalhadores da educação, sendo passível de exoneração em caso de recusa injustificada.
[...]A magistrada cita dados do Ministério da Saúde que informam que 21 milhões de brasileiros venceram “bravamente a Covid”. E segue: “Infelizmente quase 600.000 brasileiros não a superaram, mas estes números demonstram que a doença pode ser vencida. Não é fácil vencer uma doença tão grave e por esta razão não se pode minimizar as consequências que imunizantes, não totalmente testados e não garantidos pelas empresas fabricantes, provoquem no ser humano”.

Segundo ela, não se pode minimizar as consequências de imunizantes. Diante disso, ela deferiu medida liminar obrigando a suspensão da exigência da vacina da prefeitura em relação a professora e determinou que ela continue trabalhando na rede pública de ensino.[...]
 

kapiel10

Bam-bam-bam
Mensagens
8.244
Reações
6.611
Pontos
354
Na transparência do Registro Civil, tem uns 3500 óbitos em pessoas abaixo de 19 anos classificados como Covid ou suspeita de Covid.

Quantos eram saudáveis, não se tem essa informação. Mas pessoa saudável tem mais chance de morrer da vacina ou de covid?
não sei , minha questão não foi essa e sim que estão aplicando vacinas em menores de idades e no final falta vacina para alguém e esse alguém são os países pobres e estes ´por conta do alto contagio podem desenvolver novas variantes que anulem a vacina, lembrando que essa opinião é da OMS
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.345
Reações
95.114
Pontos
829
quantas pessoas com menos de 18 anos SAUDáVEIs NÃO VACINADAS morreram ? lembre-se minha fala se refere a menores de idade
Segundo a Fiocruz, no ano passado, foram 1207, sendo metade disso com menos de 2 anos de idade.


Quase metade das crianças e adolescentes brasileiros mortos por Covid-19 em 2020 tinham até 2 anos de idade; um terço dos óbitos até 18 anos ocorreram entre os menores de 1 ano e 9% entre bebês com menos de 28 dias de vida. As informações são de um estudo inédito da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que analisa dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade Infantil (SIM), do Ministério da Saúde (MS), considerado o padrão ouro para esse tipo de investigação. O estudo é financiado pelo Programa Fiocruz de Fomento à Inovação (Inova Fiocruz).



“Estratificamos os dados obtidos no SIM para mensurar o impacto da Covid-19 entre menores de 18 anos. No ano passado, foram registrados 1.207 óbitos nessa faixa etária, sendo 110 entre recém-nascidos com menos de 28 dias de vida. Esperamos que essas conclusões orientem políticas públicas para o enfrentamento da pandemia”, explica o coordenador da pesquisa, Cristiano Boccolini, do Laboratório de Informação em Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz).







Cuidados necessários

Cristiano explica que a forma assintomática da Covid-19 é mais comum entre crianças e adolescentes, que têm melhor prognóstico quando contaminados, mas não estão imunes. Transmitem, podem adoecer gravemente e até morrer em decorrência da doença. “Em alguns países, como nos Estados Unidos, o avanço da variante Delta aumentou o número de casos novos de Covid-19 e esse aumento expõe cada vez mais crianças ao vírus. Em muitos lugares os leitos infantis estão sobrecarregados e isso pode acontecer no Brasil também. O aumento da cobertura vacinal de adultos tem que avançar mais rapidamente e gestantes e lactantes devem ser prioridade. Contudo, para conter a circulação do vírus e proteger nossas crianças, o uso de máscaras e o distanciamento social devem continuar mesmo após a vacinação”, alerta o pesquisador.

“Outra recomendação importante é que mães com Covid-19 continuem amamentando seus bebês, se ambos tiverem condições físicas para isso. Os benefícios do aleitamento materno superam em muito o risco de contaminação. Cuidados sanitários, como higiene das mãos e uso de máscaras tipo PFF2 e N-95, devem ser reforçados nesses casos”, completa Cristiano. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso universal de máscaras a partir dos 12 anos de idade. Entre crianças menores o uso deve ser supervisionado e avaliado caso a caso. Crianças com menos de 5 anos não devem ser obrigadas a usar máscaras.


 

thiago_solid

Habitué da casa
Mensagens
219
Reações
388
Pontos
63
Pode ter 20 doses que eu por enquanto não vou tomar nenhuma, enquanto não me obrigarem eu continuo assim!!
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639
não sei , minha questão não foi essa e sim que estão aplicando vacinas em menores de idades e no final falta vacina para alguém e esse alguém são os países pobres e estes ´por conta do alto contagio podem desenvolver novas variantes que anulem a vacina, lembrando que essa opinião é da OMS
Concordo com seu ponto porém aqui no Brasil a grande maioria das pessoas querem se vacinar. Se nos EUA e UE não então eles que doem, não nós.

E isso é muito curioso. Moradores de países pobres, que costumam sofrer muito com epidemias diversas (dengue, cólera, etc.), não recusam vacinas. Já moradores de nações ricas, que qualquer problema pode ir para um bom hospital, ficam com essa palhaçada anti-vacina. Não sabem o que é sofrer aí ficam com frescura.
 

Dark Goomba

Bam-bam-bam
Mensagens
3.791
Reações
13.549
Pontos
303
Quanto aos remédios, outra coisa sem sentido de sua parte. A gente só sabe se um remédio é eficaz se ele for testado, ora. Cloroquina e ivermectina foram testadas e não mostraram eficácia, então é hora de testar outros remédios.
O ponto aqui é outro... É óbvio que os remédios devem ser testados.

O problema é fazer campanha contra ou a favor quanto a testagem de determinado remédio por pura politicagem. Já faz um tempo que não acompanho a situação da ivermectina, mas é fato que existiam evidências que ela poderia funcionar para determinadas situações. Mesmo assim, a galerinha do dedo no bumbum e gritaria simplesmente tentava acabar com o debate apenas pq o Bozo jenossida falou nela.


A questão é noutro ponto, não na transmissão. Não-vacinados sintomáticos costumam se internar mais e demorar mais a se recuperar e o problema da pandemia no mundo sempre foi o colapso do sistema de saúde dos países. Enquanto isso acontecer os governos vão continuar com restrições e recomendando vacinas até aparecer um tratamento simples, barato e eficaz (vocês não, cloroquina e ivermectina!).
Não é verdade. Os governos irão recomendar, na maioria dos casos, o que der na telha e for politicamente mais seguro. NADA justifica as medidas autoritárias que foram tomadas nessa pandemia. Foram atos criminosos realizados em nome da ciência por um bando de políticos, que nunca fizeram um trabalhinho usando método científico na escola.


Quanto a teste duplo cego, parece o Constantino falando. Existe, entre as metodologias científicas, a chamada observação empírica. Ela serve justamente para os casos em que é inviável fazer um estudo controlado.
Eu sei. Esse era justamente o ponto defendido por alguns médicos respeitados quanto a situação da ivermectina há uns meses. Mas a galerinha do dedo no bumbum e gritaria cobrava teste duplo-cego-randomizado padrão lulalivre...


Com as variantes acabou essa de comorbidade. Então eu, como pai, tenho o direito de decidir se meu filho precisa ou não de vacina. Se começar a deixar na mão dos outros é bem capaz de mandarem ele mudar de gênero e eu não poder fazer nada, concorda?
Concordo com a liberdade de vc e seu filho decidirem o que é melhor. Discordo da sua opinião quanto as variantes X comorbidades e idade do indivíduo.


Quando ao Ministério da Saúde, duas notícias:

https://istoe.com.br/queiroga-diz-que-partiu-de-bolsonaro-orientacao-para-rever-vacina-de-adolescentes/ (Olha aí o político desmandando como você alertou lá em cima.)
Esse é o ponto. As opiniões variam e políticos fazem politicagem.

Por isso te questionei quanto ao "precisar" tomar vacina com 10 ou 15 anos de idade.


E onde obriguei algo a alguém? Se uma pessoa não quer se vacinar, não se vacine. O que sempre falo é que quem escolhe isso que pelo menos saiba dos riscos. Que o risco de efeito colateral de vacinas é muito, muito menor. E que assim como uma pessoa tem o direito de escolher não se vacinar, uma empresa também tem o direito de não empregá-la, uma cia aérea tem o direito de não embarcá-la, um restaurante tem o direito de não atendê-la...
Concordamos em quase tudo aqui. Ainda acho que o risco da vacina (a longo prazo) para um adolescente saudável não compensa nesse momento.

Um adendo: Um restaurante tem o direito, em minha opinião, de não te atender se vc estiver sem máscara ou vacina. Mas um governo não tem o direito de obrigar um restaurante a fazer isso.
 

Duolks

Bam-bam-bam
Mensagens
3.845
Reações
6.226
Pontos
303
Bom, qualquer coisa que ESTE governo recomendar eu sempre vou ficar com um pé atrás. Basta ver que ele recomendou vacina pra adolescentes, uma semana depois "desrecomendou" e agora, como postei no link acima, já diz que não tem problema.

E não, meu filho não tem comorbidade e vai tomar a segunda dose.

Agora respondendo o que vc falou antes, mesmo não sendo pra mim, gostaria muito de saber de onde tirou essa informação que órgãos de saúde não recomendam a vacina (Pfizer) para jovens. Pesquisei agora e nem a OMS nem o FDA são contrários .

"...WHO's Strategic Advisory Group of Experts (SAGE) has concluded that the Pfizer/BionTech vaccine is suitable for use by people aged 12 years and above. Children aged between 12 and 15 who are at high risk may be offered this vaccine alongside other priority groups for vaccination. Vaccine trials for children are ongoing and WHO will update its recommendations when the evidence or epidemiological situation warrants a change in policy.

It's important for children to continue to have the recommended childhood vaccines.
..."


"The U.S. Food and Drug Administration has authorized the use of three COVID-19 vaccines in the United States:

  • The Pfizer vaccine is authorized for people 12 years of age and older. ..."
(Ps. Não é link do FDA mas informa a recomendação ainda na primeira linha).
Ser irracional nesse tipo de coisa por birra não é lá muito bom né, ainda mais qdo envolve vida de terceiro.

E onde eu falei "jovens"? Falei crianças, e crianças são até 12 anos que eu saiba... a recomendação atual é da Pfizer a partir de 12 e no próprio texto que vc colou ai esta falando exatamente isso, não entendi o seu questionamento então.

PS: E como obs, não recomendavam incluindo nessa faixa etária até recentemente, onde depois de bastante pressão liberou a Pfizer para adolescentes para até 2 doses recentemente, mas bem politicagem só existe no Brasil né, então deve estar de boa. :viraolho

E como já te falaram ai eu pensaria bem o qto vale o risco de entubar X doses no seu filho como vc falou anteriormente estar disposto, que imagino que deva ter mais que 12 e seja saudável, só pq o estado mandou ou desmandou levando em conta de estatisticamente ele ter mais chance de morrer de quase qualquer coisa que de COVID...

Pegando os EUA que de acordo com vc estão "rejeitando" a vacina e por tabela estariam em mais risco e pela proporção do país ser de porte como o nosso, desde o inicio da pandemia teve até agora 439 mortes de menores que 18 anos de COVID, nisso incluindo os com comorbidades, mortes sem relação com COVID no mesmo período e faixa de idade foram 56.092, ou seja, 0,7% das mortes de até 17 anos com o país praticamente parado (oq reduz uma das maiores taxas de mortalidade dessa faixa de idade que são acidentes na rua) foram pela doença (reforçando que 0,7 é sobre o total de mortes gerais apenas dessa faixa de idade se pegar a geral do pais todo vira 0% levando em conta os arredondamentos dai o "estatisticamente irrelevante" que falei inicialmente no outro post), e era justamente o argumento incluindo os de especialista de não valer o risco x beneficio para essa faixa de idade sem terem nenhum agravante, já que vão continuar transmitindo do mesmo jeito.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.345
Reações
95.114
Pontos
829
Já tomei não sei quantas picadas no braço, na bunda, no quadril, e até tomaria na testa.
Todo santo ano tomo contra a gripe e se tiver que tomar a da covid também eu tomo, se aguentava um put* coquetel quando era bebê, não é agora com quase 40 na lomba que terei medinho.
Problema da Internet é dar a oportunidade para discurso antivax retardado se espalhar por aqui, essas caralhudinhas duplicaram a estimativa de vida humana, mas teoria conspiratória parece ser mais importante e ter mais base argumentativa que órgãos e entidades conceituados e especializados, lamentável.
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.295
Reações
43.788
Pontos
639
Ser irracional nesse tipo de coisa por birra não é lá muito bom né, ainda mais qdo envolve vida de terceiro.

E onde eu falei "jovens"? Falei crianças, e crianças são até 12 anos que eu saiba... a recomendação atual é da Pfizer a partir de 12 e no próprio texto que vc colou ai esta falando exatamente isso, não entendi o seu questionamento então.

PS: E como obs, não recomendavam incluindo nessa faixa etária até recentemente, onde depois de bastante pressão liberou a Pfizer para adolescentes para até 2 doses recentemente, mas bem politicagem só existe no Brasil né, então deve estar de boa. :viraolho

E como já te falaram ai eu pensaria bem o qto vale o risco de entubar X doses no seu filho como vc falou anteriormente estar disposto, que imagino que deva ter mais que 12 e seja saudável, só pq o estado mandou ou desmandou levando em conta de estatisticamente ele ter mais chance de morrer de quase qualquer coisa que de COVID...

Pegando os EUA que de acordo com vc estão "rejeitando" a vacina e por tabela estariam em mais risco e pela proporção do país ser de porte como o nosso, desde o inicio da pandemia teve até agora 439 mortes de menores que 18 anos de COVID, nisso incluindo os com comorbidades, mortes sem relação com COVID no mesmo período e faixa de idade foram 56.092, ou seja, 0,7% das mortes de até 17 anos com o país praticamente parado (oq reduz uma das maiores taxas de mortalidade dessa faixa de idade que são acidentes na rua) foram pela doença (reforçando que 0,7 é sobre o total de mortes gerais apenas dessa faixa de idade se pegar a geral do pais todo vira 0% levando em conta os arredondamentos dai o "estatisticamente irrelevante" que falei inicialmente no outro post), e era justamente o argumento incluindo os de especialista de não valer o risco x beneficio para essa faixa de idade sem terem nenhum agravante, já que vão continuar transmitindo do mesmo jeito.
antes de tudo, irracional é fazer algo sem pensar ou sem uma base sólida. eu decidi me vacinar e vacinar meu filho porque tenho recomendações de órgãos reconhecidos mundialmente como competentes. Agora se acha que eles são ineptos ou se competente mesmo é o beato Salú ou o guru da virgínia, bem, isso é com você.

Continuando, pra crianças menores de 12 não foi liberado mesmo em nenhum lugar do mundo. Você estava se referindo a crianças pequenas desde o início? Por que? Se não me engano nem a OMS ou a FDA recomendou tal coisa em algum momento. De minha parte, toda a discursão aqui sempre esteve relacionada as recomendações para crianças acima de 12 anos e não tem nem sentido criticar algo que ninguém está fazendo ou recomendando. então, se sua crítica sempre foi sobre isso, fique tranquilo. Ninguém está recomendando.

Quanto a estatística de mortes, é o que sempre disse. Morte de 0,7% ainda é muito maior que as mortes provocadas pela vacina (noutro tópico com a morte da apresentadora inglesa trouxe o valor, foi de 0,00005%). Sem falar que algumas dessas mortes são supostas. Por exemplo, a Anvisa, assim como a Secretaria de Saúde de São Paulo, também descartou a vacina como causa de morte do rapaz de 16 anos:

https://veja.abril.com.br/saude/morte-de-adolescente-em-sp-nao-tem-relacao-com-vacina-diz-anvisa/

Mas provavelmente você não vai acreditar. Afinal, é tudo uma grande conspiração pra empurrar vacinas a todos.

Aí chegamos a seguinte conclusão. Se a morte de um adolescente por COVID é muito baixa, mas a morte por vacina é muito mais baixa ainda, é melhor arriscar a vacina que a COVID. Afinal, pra mim é perfeitamente racional escolher 0,00005% de risco a 0,7% de risco.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.345
Reações
95.114
Pontos
829
O CEO da Moderna vê a vida 'voltar ao normal' em um ano se todos nós tomarmos vacinas de reforço indefinidamente


O CEO da gigante farmacêutica Moderna diz que até mesmo os mais jovens terão que receber vacinas de reforço pelo menos uma vez a cada três anos, o que significa que uma sociedade de dois níveis que pune os não vacinados pode permanecer em vigor indefinidamente.

De acordo com Stephane Bancel, a pandemia continuará por pelo menos mais um ano, quando haverá doses de vacina suficientes “para que todos na Terra possam ser vacinados”.

Isso inclui jabs para bebês e doses de reforço para aqueles que precisam deles.

“Aqueles que não forem vacinados se imunizarão naturalmente porque a variante Delta é muito contagiosa”, disse Bancel, embora afirmasse que essas pessoas ainda ficariam doentes.
“Você pode se vacinar e ter um bom inverno. Ou você não faz isso e corre o risco de ficar doente e possivelmente até acabar no hospital ”, disse o CEO da Moderna.
Bancel diz que a vida voltará ao normal "em um ano", mas que isso dependerá de as pessoas continuarem a receber jabs de reforço COVID-19 regulares.

O CEO disse que as pessoas mais velhas e vulneráveis “sem dúvida” precisariam de injeções de atualização pelo menos uma vez por ano, enquanto até os mais jovens, que enfrentam uma chance infinitesimal de morrer do vírus, precisarão de injeções de reforço a cada três anos.

Israel já sinalizou que os passaportes da vacina irão incorporar a prova obrigatória de um indivíduo que recebeu as vacinas de reforço.

Isso significa que aqueles que esperam enfrentar a pandemia sem serem vacinados, com todas as liberdades devolvidas no ano que vem, podem na verdade enfrentar um estado policial de biossegurança permanente que os mantém presos de fato para sempre.

Aqueles que por qualquer motivo se recusam a receber seus jabs de reforço também enfrentam discriminação quando se trata de viagens e atividades básicas de estilo de vida em muitos países.

Apesar da insistência do Bancel de que todo o planeta terá recebido uma oferta de vacina dentro de um ano, de acordo com a Anistia Internacional, “Moderna ainda não distribuiu uma única dose de vacina a um país de baixa renda”.



........

Tolo.

Mal sabe ele que a vacinação vai ter que ser trimestral e que tão pouco vai acabar com a pandemia.

 
Ultima Edição:
Topo Fundo