[ GunDAM & GunPLA ] Guia para anime & modelismo

Discussão em 'Animes e mangás' iniciada por METALTEX, 11 Janeiro 2016.


  1. METALTEX

    METALTEX Bam-bam-bam

    Afiliado:
    1 Janeiro 2016
    Mensagens:
    891
    Curtir recebidos:
    8,322
    Pontos de Troféu:
    283
    Advertisement
    [​IMG]

    Fiz esse tópico simplesmente porque vi que o fórum estava bem carente sobre estes 2 temas, que são bem difundidos na pasta, mas que em momento algum tiveram suas informações centralizadas num único ponto e visando auxiliar novatos, de forma prática e direta. Como um assunto é originário de outro, darei uma breve, porém completa, introdução sobre Gundam e, somente depois, sobre o mercado de Gunplas em si.

    Infelizmente, como o fórum agora tem essas várias restrições de nº de imagens, nº de vídeos e nº de caracteres (Obrigado Cebola!), serei obrigado a fazer vários posts quebrados para poder ficar dentro desse limite (quase desisti do tópico depois que vi essa palhaçada, sorte que o Weblah topou meu pedido a aumentou o limite de imagens ao menos de 30 pra 50. Valeu pela força e deixo aqui registrado). Se houver interesse, continuarei com atualizações e responderei dúvidas no que puder ajudar. No entanto, esse tópico é comunitário e, pra decolar mesmo, precisa do interesse de todos, seja postando novidades, repassando conhecimento ou mesmo dúvidas, tanto das séries quanto do modelismo.

    1. O que é GUNDAM? ( P.S: trilha sonora para leitura de Gundam aqui ) :klolz
    Gundam (nome completo "Kido Senshi Gundam / Mobile Suit Gundam / Armadura Móvel/Tática Gundam") é uma obra originária de mangá (quadrinho japonês), sendo o mais popular desenho de animação japonês (anime) com temática sobre mechs/mechas (robôs gigantes). Escrito por Yoshiyuki Tomino e animado pelo estúdio Sunrise em 1979, não foi a obra que inventou o estilo, mas foi a responsável por catapultar o gênero para um novo nível no Japão e, a partir do final dos anos 90, também no ocidente, quando foi licenciado na Europa e Américas. Dentre todas as franquias japonesas de animação, Gundam é praticamente a maior, tanto em popularidade quanto número de obras, recebendo títulos até hoje.

    [​IMG]
    Do anime pra vida real: exposição 1:1 em Tóquio no ano de 2009.

    O grande diferencial do anime dentro do gênero (que já existia desde os anos 60 e 70) foi o enfoque. Antes, séries como Getter Robo e Mazinger Z trouxeram ao público japonês os "Super Robots", aqueles robôs gigantes invencíveis que lutavam contra monstros e alienígenas igualmente mega poderosos. Com Gundam, esse contexto mudou com a introdução dos "Real Robots" (robôs mais "pés no chão", sem armamento super poderoso e invencionices do tipo) lutando contra humanos que vivem no espaço. Esse é o mote que fez do primeiro Gundam o que é hoje: um desenho mais "realista" (do ponto de vista mecânico/militar) e com foco mais "pessoal" na guerra e nos personagens (do ponto de vista dramático). Afinal, são humanos matando... humanos.

    [​IMG]
    Amuro Ray e o mobile suit branco RX-78 (o gundam original) contra o vilão
    Char Aznable e seu mobile suit vermelho Zaku 2.

    De início, o primeiro Gundam (chamado também de "Gundam 0079" ou simplesmente "MSG", para encurtar) não foi um sucesso, pelo contrário. Seus 50 episódios que deveriam durar 1 ano, devido a baixa audiência da época, foram encurtados para 43 e terminou sem muito alarde. No entanto, a guinada ocorreu no ano seguinte, em 1980, quando a série foi compactada em formato de trilogia de filmes para cinema e relançada junto com uma vasta série de plastimodelismo referente a obra. Foi a partir desse "boom" que a franquia tornou-se popular e ganhou continuações.

    Apenas para efeitos didáticos, a franquia Gundam é muito vasta, provavelmente a maior do oriente, além de tão ou mais ampla que as maiores franquias ocidentais, como Star Wars ou Star Trek, por exemplo. E nesses mais de 35 anos, cresceu muito e continua se expandindo ano a ano. Em função disso, existe uma certa dificuldade de novatos se iniciarem na franquia, seja nos obras para TV, seja - por tabela - no modelismo. Abaixo, começaremos com a divisão de obras da franquia.

    + 1.1. Divisão de obras da franquia

    -- 1.1.1. Linha UC (Universal Century)
    É a linha de tempo oficial da franquia, que começou com o Gundam original (1979) e se estende até hoje. Não utiliza a cronologia do Anno Domini (A.D) mas sim o Universal Century (U.C), indicando a chamada "era espacial". Como são várias histórias em diferentes formatos (série de TV, OVAs para TV e filmes para cinema) e lançadas por "ordem de produção" (e não na ordem cronológica), caso assista as obras fora da sequencia poderá perder muitas referências e boiar em alguns termos, nomes e localidades. Esta grande linha se sub-divide em 3 grandes partes. Abaixo, para facilitar, listaremos as obras do UC por ordem cronológica:

    Primeira grande guerra Zeon ("Early UC" = One Year War --> UC 0068 a UC 0079)
    [​IMG][​IMG][​IMG]
    [​IMG][​IMG][​IMG]

    Gundam The Origin (UC 0068, 2015, 5 OVAs para TV).
    Prelúdios do estopim da guerra, mostrando o surgimento do futuro vilão Char Aznable, ainda criança, e se tornando piloto.
    Pró(s): apresentação geral muito boa (traço, trilha, edição, 3D).
    Contra(s): poucas cenas de luta/ação (ainda em exibição).

    Gundam 0079 (UC 0079, 1979, 43 episódios para TV ou 3 filmes-resumo para cinema).
    História principal da franquia, que mostra o ataque de Zeon que desencadeou o surgimento do Gundam RX por Amuro Ray.
    Pró(s): obra clássica considerada obrigatória (por ter sido a primeira) e com boa ambientação geral.
    Contra(s): qualidade da animação é fraca e visualmente datada, enredo tem umas "inocências" da época.

    Gundam MS IGLOO (UC 0079, 2004, 9 OVAs para TV).
    Histórias paralelas que mostram 9 diferentes acontecimentos nos mais variados fronts da One Year War, em CGs.
    Pró(s): CGs razoáveis, perspectiva do ponto de vista dos engenheiros na guerra e boa trilha sonora.
    Contra(s): personagens sem inspiração e muito flashback da OYW.

    Gundam: The 08th MS Team (UC 0079, 1996, 13 OVAs para TV + 1 curta para Bluray).
    História paralela que mostra o capitão Shiro Amada e seu batalhão nas florestas da Ásia, durante a batalha de Odessa.
    Pró(s): animação ótima, personagens variados e ambientação 100% militar, totalmente ambientada na Terra, com muito realismo.
    Contra(s): 2 sub-tramas no meio (1 caso amoroso e 1 caso de traição) podem não ser vistas de forma convincente por alguns.

    Gundam Thunderbolt (UC 0079, 2016, 8 OVAs (S1+S2) por download).
    Mostra o piloto da EFSF, Io Fleming, testando um protótipo do Gundam após sobreviver a batalha no "setor Thunderbolt".
    Pró(s): boa animação, trilha sonora diferente (com jazz), bom desenvolvimento de personagens e muitas mortes.
    Contra(s): curto, apenas 4 episódios.


    Gundam 0080: War in the pocket (UC 0079, 1989, 6 OVAs para TV).
    História paralela que mostra a criança Alfred Izuruha assistindo a chegada de um novo Gundam a colônia neutra onde mora.
    Pró(s): enredo escrito pelo autor de Patlabor, animação boa, perspectiva original (por uma criança) e final surpreendente.
    Contra(s): é curto e tem poucas cenas de ação/luta.


    Segunda grande guerra Zeon (Gryps War + Axis Conflict --> UC 0083 a UC 0096)
    [​IMG][​IMG][​IMG][​IMG][​IMG]

    Gundam 0083: Stardust Memory (UC 0083, 1990, 13 OVAs + 1 curta para TV ou 1 filme-resumo para cinema).
    O zeonista Gato rouba um Gundam com armamento nuclear para retaliar, criando assim a 2ª grande guerra espacial.
    Pró(s): animação excelente e batalhas bem executadas.
    Contra(s): personagens podem ser um pouco irritantes e o final, devido aos uso de 2 autores, não é convincente.

    Zeta Gundam (UC 0087, 1986, 50 episódios para TV ou 3 filmes-remake para cinema).
    Com a ameaça dos Titãs, o adolescente Kamille Bidan se junta aos pilotos da OYW para impedir uma nova ditadura.
    Pró(s): tem boa qualidade geral: animação, drama, cenas de ação e personagens antigos que retornam.
    Contra(s): secundários (Katz, Reccoa etc) são fracos e o filme intercala cenas novas com antigas, oscilando a qualidade.

    Gundam ZZ (UC 0088, 1987, 50 episódios para TV).
    O adolescente Judau Ashita se junta a trupe. Tom mais leve e cômico (nos filmes do Zeta, seus eventos foram ignorados).
    Pró(s): boas cenas de ação.
    Contra(s): 1ª metade tem tom piadístico demais e coloca personagens antigos em situações vergonha-alheia (ex: Bright).

    Char's CounterAttack (UC 0093, 1988, 1 filme para cinema).
    Os pilotos veteranos Amuro Ray e Char Aznable no duelo final - o 1º defendendo a EFSF, o 2º comandando Neo Zeon.
    Pró(s): animação muito boa, cenas de luta legais e Amuro e Char acertando, finalmente, as contas pendentes.
    Contra(s): personagens secundários são ruins (Hathaway, Quess) e a motivação do antagonista não é das melhores.

    Gundam Unicorn (UC 0096, 2010, 7 OVAs para cinema ou 22 episódios reformatados para TV).
    Banagher Links cai no meio da briga entre Neo Zeon e a EFSF pela misteriosa "Caixa de Laplace", item capaz de dar fim a guerra.
    Pró(s): visual ótimo, trilha orquestrada e bons personagens. Produção com nível de longa metragem.
    Contra(s): muito vai-e-vem na trama, exige conhecimento prévio do UC e final, apesar de diferente, não agradou a todos.


    Guerras do futuro ("Late UC" = Cosmo Babylon, Zanscare Empire e Capital Guard --> UC 0123 até 1000 anos no futuro)
    [​IMG][​IMG][​IMG][​IMG][​IMG]

    Gundam Gundam F91 (UC 0123, 1990, 1 filme para cinema).
    Mostra o piloto Seabook Arno descobrindo um novo Gundam para impedir a tirania da Crossbone Vanguard.
    Pró(s): animação boa, lutas decentes, designs diferentes do habitual e não requer conhecimento prévio do UC para entender.
    Contra(s): trama geral é corrida, edição pesada (era para ser uma série) e o Gundam aparece apenas na segunda metade.

    Gundam F91 Crossbone: Skullheart (UC 0133, 2003, 1 mangá, sem versão em anime ainda).
    Continuação direta do F91, relata o piloto Umon Samon contra a Crossbone Vanguard. É uma sugestão de mangá, leia apenas se quiser conhecer o formato. Caso goste, existem outras histórias. Caso não goste, continue nas obras animadas normalmente.
    Pró(s): continuação direta do F91 anterior.
    Contra(s): disponível apenas em mangá, nunca foi animada, o que afasta parte do público.

    Victory Gundam (UC 0153, 1993, 51 episódios para TV).
    Mostra o adolescente Uso Ewin usando seu Gundam para deter o Império Zanscare.
    Pró(s): muita matança e personagens morrendo em favor da trama, além de não requer conhecimento prévio do UC.
    Contra(s): falta de sombras na animação empobrece o visual, designs não são unanimidades e alguns capítulos podem soar infantis.

    G-Saviour (UC 0223, 2000, 1 filme para TV).
    Filme em live-action onde o piloto Mark Curran luta contra sua ex-tropa, a CONSENT. Obra renegada por criador, crítica e público.
    Pró(s): único Gundam em live action, além de ter sido o único produzido no ocidente.
    Contra(s): trama tosca, elenco fanfarrão, atuações ruins, pouca ação e sub-trama romântica totalmente forçada.

    Gundam Reconguista in G (RC 1014 (Reguild Century), 2015, 26 episódios para TV).
    Mais de 1 milênio a frente, o piloto Bellri Zenam esbarra com um Gundam pirata e mais confusão ocorre.
    Pró(s): bem produzido no geral, com ótima animação, personagens razoáveis, clima mais "leve" e "colorido".
    Contra(s): conflito não é centralizado, os diálogos não são dos melhores e ambientação não é unanimidade.

    -- 1.1.2. Linha Alternativa (Another Centuries)
    É a linha de tempo "alternativa" (AC) da franquia, que começou em 1994 para comemoração dos 15 anos do Gundam original. Nessa época, a Bandai, maior empresa de brinquedos do Japão, comprou o estúdio Sunrise. A partir desse momento, foi decido que para maximizar a franquia ao limite, rendendo assim mais brinquedos, porém sem bagunçar a linha UC, seria necessário criar uma "segunda linha de histórias" que não fossem ligadas com a linha oficial (permitindo assim expandir o conceito Gundam e brincar com novas possibilidades, sem amarras com as obras pioneiras). Assim sendo, podem ser assistidos sem ordem certa pois são obras "solo" e não-ligadas como a linha UC. No geral, são quase que releituras da franquia original, mas com a introdução de novos elementos, sub-dividindo-se em "universos menores". Abaixo, listaremos as obras do AC por ano de produção:

    [​IMG][​IMG][​IMG][​IMG][​IMG]

    Gundam G (Future Century 59, 1994, 49 episódios para TV).
    Vale-tudo com Gundams, onde o lutador Domon Kasshu cairá na porrada com lutadores de diferentes nacionalidades.
    Pró(s): concepção nova e usando lógica super robot, personagens intencionalmente caricatos e sub-trama amorosa descarada.
    Contra(s): trama simplória, levemente sem-noção, reuso de animação no início da série e enredo decai no final.

    Gundam Wing (After Colony 195, 1995, 49 episódios para TV + 1 filme-continuação para cinema).
    Heero Yui e mais 4 pilotos vem a Terra para lutar contra Oz, a federação terráquea que oprime as colônias espaciais.
    Pró(s): Grandes antagonistas, MSs ótimos e boas cenas de luta.
    Contra(s): Protagonistas ruins, enredo arrastado em prol de conflitos, muito reuso de animação e muitos flashbacks.

    Gundam X (After War 0015, 1996, 39 episódios para TV).
    Num mundo pós-apocalíptico, o ladrão Garrod Ran esbarra num antigo Gundam e se envolve numa luta com os Vultures.
    Pró(s): bons MSs, boas cenas de ação e utiliza alguns elementos do UC.
    Contra(s): apenas 39 episódios ao invés de 50, design dos MSs - apesar de bom - é muito similar aos de Gundam Wing.

    Turn A Gundam (Dark History 2345, 1999, 50 episódios para TV ou 2 filmes-resumo para cinema).
    Loran Cehack, originário da Moonrace, habitantes da Lua, vem até a Terra e descobre um novo Gundam de milênios atrás.
    Pró(s): considerado um dos melhores Gundams. Boa animação, MSs únicos, character design bem diferente e bom enredo.
    Contra(s): faz menção a obras antigas, visual original pode afastar alguns e possui poucas lutas na 2ª metade.

    Gundam Evolve (Variados, 2001, 15 curtas para TV).
    Série de curtas em computação gráfica com rápidas cenas novas sobre as franquias já finalizadas.
    Pró(s): CGs decentes - para a época - e mesmos dubladores dos originais.
    Contra(s): são apenas suplementos das obras originais e requerem conhecimento prévio para saber do que se tratam.


    [​IMG][​IMG][​IMG][​IMG]

    Gundam Seed (Cosmic Era 0071, 2002, 50 eps. p/ TV ou 3 filmes-resumo p/ cinema).
    Mostra o adolescente Kira Yamato caindo no meio da guerra entre humanos naturais e humanos coordinators (alterados geneticamente). Praticamente uma releitura atualizada do original 0079 do UC.
    Pró(s): universo interessante, MSs legais e trilha sonora acima da média. Remaster cortou gordura (os flashbacks).
    Contra(s): execução ruim do enredo, traço genérico, personagens ruins e melodrama teenager. Remaster força proporção 16:9.

    Gundam Seed Astray (Cosmic Era 0071, 2004, 2 curtas para TV).
    Dia-a-dia dos pilotos renegados Lowe Guele e Gai Murakumo ganhando a vida como mercenários no meio da guerra.
    Pró(s): Seed visto de forma diferente, com muito humor escrachado (episódio Red) ou seriedade adulta (episódio Blue).
    Contra(s): absurdamente curto, tem formato de curta-metragem.

    Gundam Seed Destiny (Cosmic Era 0073, 2004, 50 eps. p/ TV ou 4 filmes-resumo p/ cinema).
    O piloto de Zaft, Shin Asuka, depois da 1ª guerra, resolve entrar para o exército para poder vingar a morte de toda a sua família.
    Pró(s): 1ª metade com equipe nova, bons MSs e novos elementos (Core System, Deuterion Beam etc). Remaster refez muitas cenas.
    Contra(s): equipe velha volta forçadamente na 2ª metade, personagens irritantes, enredo pobre e com final péssimo.

    Gundam Seed Stargazer (Cosmic Era 0073, 2006, 3 OVAs para internet).
    História paralela a Destiny, retrata o piloto Sven Cal Bayang, membro black-ops da OMNI, fazendo trabalho de extermínio.
    Pró(s): Cosmic Era feito sem frescura - protagonistas mais velhos, sem melodrama e matando geral com MSs redesenhados.
    Contra(s): muito curto, apenas 45 minutos.


    [​IMG][​IMG][​IMG][​IMG][​IMG]

    Gundam 00 (Ano Domini 2307, 2007, 50 eps. p/ TV ou 3 filmes-resumo p/ cinema + 1 filme-continuação p/ cinema).
    A organização Celestial Being decidem intervir militarmente contra todos os países do globo para eliminar as guerras de uma só vez.
    Pró(s): 1ª parte boa, introduz elementos originais. Animação ótima, trilha boa e MSs de visual bastante moderno.
    Contra(s): 2ª parte ruim, apela para fórmulas antigas. Filme traz história nova, porém totalmente viajada.

    Gundam AGE (Advanced Generation 101, 2009, 49 eps. p/ TV ou 1/3 recomprimido em 2 filmes p/ cinema).
    Os pilotos Flit, Asemu e Kio constituem 3 gerações de pilotos Gundam (avô, pai e neto) que lutam contra o império Vagan.
    Pró(s): história com 3 protagonistas que envelhecem ao longo da trama, design simples - porém funcional.
    Contra(s): visual infantil pode afastar. Trama tenta criar um suspense na 1ª parte mas se desenvolve ruim na 3ª e 4ª parte.

    Gunpla Builders Beginning G (Ano Domini 2010, 2010, 3 OVAs para TV).
    Mostra o 1º contato do adolescente Haru, e do estúdio Bandai, em contar uma história relacionada com modelismo, e não guerras.
    Pró(s): Gundam retratado em forma de plastimodelismo, bem animado e com boas lutas.
    Contra(s): muito curto (apenas 40 minutos) e não existe conflito "real".

    Gundam Build Fighters (Ano Domini 2013, 2013, 50 episódios para TV).
    Os adolescentes Sei e Reiji (temp. 1) e Sekai, Fumina e Yuuma (temp. 2) decidem ir além do modelismo e lutar nas "Gunpla Battles".
    Pró(s): proposta diferente, acessível para iniciantes e veteranos, boa animação, ótima trilha sonora e sub-tramas.
    Contra(s): S2 usa elementos de shounen e harem, sem sub-tramas e sem o brilho da S1.

    Gundam Iron Blooded-Orphans (Calamity War 323, 50 episódios para TV).
    Mikazuki e Orga, amigos de infância, são adolescentes soldados que se revoltam e decidem criar seu próprio grupo de mercenários.
    Pró(s): S1 trouxe algumas novidades: adolescentes psychos, mortes corriqueiras e muitas lutas com armas físicas/sem lasers.
    Contra(s): interação entre personagens ocupa muito tempo, S2 segue um caminho anormal e final dúbio gerou reprovação.


    No geral, é isso. Existem ainda algumas histórias paralelas nos mangás (citei 1 apenas para referência, caso alguém queira ler pra saber como é), bem como outras derivadas diretamente dos jogos de videogame licenciados (desconhecidos aqui, mas saem todos os anos no Japão) e até algumas paródias em formato de curtas (como Gundam-San). No entanto, com relação as obras principais (até 2015), são as citadas acima.

    + 1.2. Sugestões para iniciantes
    Isso é bem pessoal, depende muito da sua paciência, temática e disponibilidade. Mas é possível seguir algumas regrinhas e listar obras com melhor custo x benefício. Uma boa vantagem da franquia é o oferecimento de quase todas as obras em 2 versões: série de TV (geralmente com 50 episódios de 20 minutos) e filmes-resumo com enredo condensado e alguns diálogos/cenas refeitas (geralmente 2-3-4 filmes de 2 horas). No geral, a dica base é simples: caso tenha tempo, opte pelas versões em séries. Caso não tenha tempo, opte pelas versões dos filmes-resumo. Se quiser ficar totalmente viciado, assista ambos. No caso dos OVAs (Original Video Animation) é um termo pouco conhecido aqui no ocidente, mas bem comum lá fora: são histórias mais curtas que séries, porém com qualidade visual próxima dos filmes. Nessas situações, OVAs geralmente possuem de 3 a 12 episódios (são bem menores) mas tem qualidade técnica (animações, som etc) melhores.

    Como as opiniões variam muito entre os próprios fãs, o foco aqui não é dizer "série X é ruim, série Y é boa", mas sim dar uma orientação em função do seu gosto e tempo disponível. Algo no esquilo "se você tem tempo e gosta do assunto A, a série X é uma boa opção. Se você não tem tempo ou não gosta do assunto B, a série Y é mais aconselhável", e assim por diante. Por ser uma franquia gigante, custo x benefício é algo que tem que ser pensado. A lógica de um "guia" é exatamente essa: não dizer o que é "bom" ou "ruim", mas apontar o que se encaixa melhor ao gosto de cada tipo de espectador.

    Nas obras da Universal Century, o ideal é começar por alguma obra da One Year War.

    O Gundam The Origin é o início de tudo, além de ser curto (não confundir com o Gundam The Origin do mangá, que é o nome do Gundam original, o 0079, e vem logo em seguida). Com relação ao custo x benefício, é o melhor lugar para se começar.


    Gundam The Origin I.

    Se você gosta de militaria "clássica", o Gundam: The 08th MS Team, que se passa durante a One Year War. É uma série relativamente curta (13 episódios) e retrata combates de nível mais militar, com Gundams lutando em selvas, rios, desertos e neve. Praticamente um "Gundam no Vietnam".


    Gundam The 08th MS Team.

    No geral, devido a cronologia rígida do UC, evite ao máximo começar pelas obras avançadas, como Zeta ou Unicorn porque existem muitas referências a personagens antigos e eventos passados, o que irá diminuir a sua apreciação e entendimento geral.

    Se quiser começar pelas séries do Universo Alternativo, devido a não existir amarras entre elas, é possível assistir praticamente qualquer um com boa liberdade. Novamente, o ideal é optar pelos filmes-resumo, caso não tenha tempo; ou encarar as séries com calma, caso deseje ver tudo.

    Se você não se importa com visual mais antigo e tem tempo, querendo ir para o lado mais "shounen" da franquia e que fuja bem da proposta original da franquia, o G Gundam pode ser uma boa por ser despretensioso: um "Vale Tudo" com Gundams, com muitos elementos de animes de ação e golpes estilo "super robot". No entanto, não tem filmes-resumo, obrigando o usuário a assistir pelo formato de TV (49 episódios).


    G Gundam.

    Se tem problemas com obras de visual mais datado e tem pressa, um bom x custo benefício é o Gundam 00, mais por motivos técnicos e de formato do que pela obra em si: foi o primeiro Gundam em alta definição, wide screen e ambientado no Anno Domini (2307 a 2316), além de ter um início totalmente diferente dos Gundams passados, enfatizando disputa entre blocos militares, terrorismo + fanatismo religioso e intervenção paramilitar privada. Tem seus defeitos e vícios, como todo Gundam, mas traz animação fluída e muito boa, enredo diferenciado (no início) e mobile suits com design mais moderno, além de 3 filmes-resumo + 1 filme-continuação (o que, de uma forma ou de outra, ajuda um pouco pra quem não tem tempo hábil).


    Gundam 00.

    No geral, apesar de não ter um sequenciamento como o UC, existem séries aqui dentro que fazem referências a outras séries e também podem ser consideradas obras avançadas, como Turn A Gundam, Gundam Evolve e Gundam Build Fighters. Essas 3 séries, em especial, fazem referências a praticamente todas as obras existentes, inclusive do próprio UC. É possível assistí-los independentemente, claro, mas o aproveitamento não é igual. Assim sendo, para um entendimento perfeito, pegue-as por último.

    + 1.3. Onde assistir?
    Você pode assistir (ou mesmo baixar) em vários lugares. Algumas séries mais antigas podem ser mais difíceis, enquanto as mais recentes são fáceis de encontrar.

    1. Assistir online pelo Daisuki.net (direto pelo navegador).
    2. Assistir online pelo Youtube, na conta oficial do GundamInfo (direto pelo navegador, mas precisa usar plug-in que burle proxy).
    3. Assistir online pelo Crunchyroll (estilo Netflix).
    4. Baixar um torrent de algum fansub gringo via Nyaa.
    5. Baixar download direto (DDL) de algum fansub gringo rápido (ex: HorribleSubs).
    6. Baixar versões em DVD/bluray pelos torrents do BakaBT (serviço pago a partir de abril de 2017).
    7. Baixar versões em DVD de fansubs brasileiros, preferencialmente que tenham tracker próprio (ex: Anime No Sekai).

    Devido ao tempo, nem todas as séries - e principalmente filmes antigos - são fáceis de achar. Mas com um pouco de paciência, nada é impossível.
     
    Last edited: 16 Abril 2017
  2. METALTEX

    METALTEX Bam-bam-bam

    Afiliado:
    1 Janeiro 2016
    Mensagens:
    891
    Curtir recebidos:
    8,322
    Pontos de Troféu:
    283
    2. O que é GUNPLA? ( P.S: trilha sonora para leitura de Gunpla aqui ) :klolz
    É a junção das palavras GUNdam + PLAstico, ou seja, é o plastimodelismo referente a franquia. No entanto, o termo cresceu e hoje não foca apenas nos produtos plásticos, mas também os feitos com algumas partes metálicas ou resina, não importando se são comprados prontos ou para montagem/customização. Em suma, é o modelismo referente a tudo sobre Gundam, ou seja, tudo que eventualmente foi publicado nas séries de TV, filmes e mangás: personagens, tanques, caças, naves, armas e, obviamente, os robôs ("mobile suits", ou "MS" para encurtar).

    [​IMG]
    Gundam RX MK-II 1/60 Perfect Grade.

    Em 95% dos casos, são licenciados pela Bandai e feitos no Japão, indo da escala plástica de 1:400 até 1:35. Além de oferecer os kits plásticos para montar, existe também a linha de figuras plásticas já prontas - e algumas até metálicas/diecast - com acabamento de luxo, para quem deseja uma figura da franquia, mas não tem vontade, tempo ou capacidade para construir. Em linhas gerais, existem opções tanto para quem deseja construir do zero quanto para quem deseja comprar pronto.


    Bandai Hobby Center, a fábrica da Bandai em Shizuoka.

    No entanto, existem ainda kits maiores, e de outros tamanhos variados, vendidos pela G-System, bem como os inúmeros garage kits de resina que são vendidos por vários estúdios menores quando o foco são personagens 1/8 ou 1/6 (como a coreana DFMK e a japonesa Kip). Na prática, também vale lembrar as marcas piratas chinesas, como a Daban (que produz kits variados com qualidade bem próxima da Bandai) e da Dragon Momoko (que começou a fazer scratchbuilds próprios de figuras articuladas, mas vendidas em formato de plastimodelismo (!)). De forma resumida, essas são as principais fabricantes no mercado.


    Gunpla Builders World Cup, o campeonato mundial de modelismo que ocorre todo o ano em Tóquio.

    Logo, dizer que Gunpla se refere "apenas a robôs" e a temática lida "apenas com o espaço" é uma total falácia. Com essa ampla variedade de histórias, é possível retratar fronts com veículos totalmente militares, lutas de robôs nos mais variados cenários, naves espaciais nas mais diferentes batalhas, personagens de diferentes linhas cronológicas em "n" situações, bem como a customização quase total dos robôs a seu gosto, gerando scratchbuildings (customs) do mais alto nível.

    Em suma, quando comparado com marcas de plastimodelismo tradicional (Revel, Academy, Dragon models etc), Gunplas tem 3 enormes qualidades sobre as demais:

    + Não usam cola: os encaixes são por snap-fit (encaixes macho-fêmea), podendo (com cuidado), serem soltos caso necessário.
    + Não são estáticos: no caso dos robôs, graças ao innerframe, o esqueleto interno, são capaz de deixá-los em qualquer posição desejável, como uma figura de ação, ou seja, você pode trocar a pose, dando dinamicidade a exposição da figura.
    + São democráticos: existem kits com mecânica diferente (simples, intermediária ou avançada), inúmeros temas (tanques, caças, robôs, personagens), várias escalas (de 1/400 até 1/4), preços variados (de 5 até 900 dólares) e foco abrangente (comprados desmontados, para serem montados; ou comprados prontos, para serem expostos), todos para as mais diferentes faixas etárias (meninos, meninas (coisa rara), adolescentes e adultos). Em suma, opção e variedade é o que não falta.

    + 2.1. Tipos de kits disponíveis
    Em linhas gerais, temos basicamente a seguinte divisão de kits:

    -- 2.1.1. Espaço-naves & encouraçados (geralmente 1/400)

    São os maiores kits em escala da franquia pois compreende as naves espaciais. Podem ser tanto as espaço-naves que carregam as tripulações (ex: White Base do 0079, Archangel/Minerva do Seed, Ptolemaios do 00 etc) quanto os mobiles armors (armaduras em formato de caça) que se acoplam aos mobile suits, deixando-os muito maiores (Dendobrium do 0083, GN Arms do 00 etc). Existe uma linha chamada EX Models (EX) com kits quase que totalmente brancos. Bom desafio pra quem procura pintar figuras com peças e detalhes minúsculos.

    [​IMG]
    Exemplos de espaço-naves & encouraçados: Ptolemaios I, Minerva,
    Archangel, Eternal, GN Arms, Albion, Diva, Gaw.

    -- 2.1.2. Caças & boosters (1/144 a 1/35)

    São basicamente as unidades aéreas da franquias, indo de caças independentes (ex: Skygrasper do Seed, etc) até os caças do tipo boosters, que se unem aos mobile suits para formá-los durante a transformação (ex: Core Fighter do 0079, etc) ou para maximizar desempenho (ex: Universe Booster do GBF, etc). Também compreendem veículos de transporte, aqueles não-desenvolvidos especialmente para combate (ex: Ball, Base Jabbers vistos no UC, etc), além dos mobile suits com capacidades de virarem caças (ex: Kyrios do 00, Raider do Seed, Zeta Plus no Unicorn etc).

    [​IMG]
    Exemplos de caças & boosters: Core Fighter custom, Skygrasper custom,
    Base Jabber, O-Raiser, Kyrios, Universe Booster, Aegis e Ball.

    -- 2.1.3. Tanques & artilharia móvel (1/144 a 1/35)

    Referem-se basicamente aos tanques (Bloodhound do MS Team, Margela do 0079 etc), jipes (Cyclops do 0080 etc) e demais veículos terrestres, ou seja quase todos aqueles usados em conflitos ocorridos no planeta Terra quando, em determinado ponto do enredo, a luta se passa por aqui. Também compreendem os mobile suits com capacidades de virarem tanques (ex: Loto do Unicorn etc). Uma linha bastante popular aqui dentro é a U.C Hardgraph, que traz os principais veículos terrestres em escala 1/35.

    [​IMG]
    Exemplos de tanques & artilharia móvel: Bloodhound, Semovente,
    Loto, Guntank, Lakota e Ball custom.

    -- 2.1.4. Armas (1/144 a 1/35)

    Apesar de não serem expostas sozinhas, o panteão de armas da franquia é gigantesco, indo de meras facas até espadas gigantes capazes de cortar encouraçados e canhões capazes de explodir colônias espaciais. Caso deseje fazer scratchbuilding mais avançados, é possível customizar comprandos kits soltos, vendidos de forma avulsa por preços módicos. No caso dos armamentos laser, muitos já tem o espaçamento próprio para LEDs, incluindo os de menor escala (1/144).

    [​IMG]
    Exemplos de armas: Arondight beam sword, Agni cannon,
    Beam gatling guns e Grand Slam anti-ship sword.

    -- 2.1.5. Personagens (1/144 a 1/4)

    Apesar de não ser o foco principal da Bandai, que prefere licenciar figuras SD (cabeçudas), 1/10 ou 1/8 dos personagens já prontas para empresas como MegaHouse, é possível comprar kits de resina de personagens inacabados apelando para outras marcas. Nesses casos, uma vantagem é que a escala aumenta, indo para 1/6 e, até mesmo, 1/4, como as figuras americanas (escala raríssima para figuras japonesas). São bastante procurados pelos modelistas que já estão nos níveis mais avançados e fazendo esculturas próprias.

    [​IMG]
    Exemplos de personagens: Amuro Ray 1/4, Sayla Mass 1/4, Lala Sune 1/6,
    Aina Saharin 1/6, Aila Jyrkiäinen 1/8 e Ramba Ral SD.

    -- 2.1.6. Bustos (1/60 a 1/35)

    Caso bastante parecido com a linha dos personagens. Um detalhe importante é que os bustos finalizados costumam custar caro pois possuem algumas peças em metal, além de já virem com a parte elétrica totalmente funcional.

    [​IMG]
    Exemplos de bustos: RX-78, GP02 e Hyaku-Shiki.

    -- 2.1.7. Mobile suits (1/144 a 1/35)

    É a parte principal e mais icônica da franquia, compreendendo todos os mobile suits e máquinas relacionadas. Aqui dentro existem "n" categorias e escalas, com diferentes propostas de preço, tamanho, detalhamento e complexidade. Por ser a parte mais importante e ter muitas subdivisões, será explicada e exemplificada na sessão 2.2.

    [​IMG]
    Exemplos de mobile suits: PG Strike, MG Zaku 2, GS GM Powered, SD Winning,
    MB Destiny, GS Kampfer, PG Strike Noir custom e MG Exia Dark Matter.

    -- 2.1.8. Dioramas (1/700 a 1/35)

    São os cenários feitos a partir de uma ou mais figuras. Aqui vale de tudo, indo desde proposta militar séria em 1/35 até recriação de cenas do universo UC ou alternativo em 1/60, passando por customs 1/144, 1/100 e SDs.

    [​IMG]
    Exemplos de dioramas 1/100 com MSs: Zaku 2 vs RX-78, Gok na selva, Zaku 2 na neve e GM vs Gok no cais.

    [​IMG]
    Exemplos de dioramas militares 1/35: grupo de Ramba Ral na Terra,
    soldado olhando para cabeça de um Zaku 2 e grunts da E.F.G.F.


    [​IMG]
    Exemplos de dioramas 1/144 alternativos: Build Burning Gundam, Freedom e Aegis.

    + 2.2. Linhas de kits disponíveis
    Existem inúmeras linhas dentro dos Gundams da Bandai. Algumas já morreram, outras trocaram de nome e demais continuam recebendo lançamentos até hoje quase que mensalmente. Neste capítulo, veremos as principais ativas, bem como o foco, tamanho, preço e complexidade de cada.

    Em linhas gerais, apenas para título de nomes, a nomenclatura dos kits costuma vir no formato "abreviação da linha - abreviação do universo", ou seja:
    Em função do grande número de séries, hoje temos HG-AW, MG-AC, MG-FC, HG-Age, PG-00, HG-GB, HG-GBF... No entanto, não se preocupe: essas nomenclaturas servem apenas como "referencial histórico" na caixa dos kits, geralmente para lojistas.

    Outro detalhe importante que mostra a seriedade dos lojistas japoneses é o código de barras dos produtos. Numa forma bastante transparente, é possível entender a leitura do código de barras para saber o preço real (e tabelado) do item. No exemplo abaixo, o último número representa o valor fixo do kit em yens (100 yens = 1 dólar, valor histórico máximo, nunca ultrapassa esse limite).

    [​IMG]
    Achando o preço de fábrica no código de barras.

    Nessa situação, temos um kit de 600 yens, que é equivalente a aproximadamente 5-6 dólares. Assim fica fácil entender o quanto lojas/vendedores cobram a mais sobre kits vendidos para fora do Japão. Além de ser uma forma honesta de mostrar os preços, serve como forma de não ser enganado, sabendo assim exatamente quanto se pagou a mais num kit.

    -- 2.2.1. Linha [​IMG] (High Grade)
    Surgida em 1990, tem foco na escala 1/144 (de 10 a 12 cm) e preços que variam de módicos 8 dólares até cerca de 25 dólares. Por serem pequenos e baratos, é disparadamente a linha com mais lançamentos: 95% de tudo que existe nas séries Gundam existe aqui, desde o Gundam clássico até aqueles MSs buchas que aparecem por meros 2 segundos para serem explodidos em cena. Outra coisa que ajuda muito a maximizar esses números são as variações do mesmo kits, ou seja, por serem de fácil fabricação e terem relativamente poucas peças, um kit "X" pode ter muitas versões: uma versão "normal", outra com asas, outra com várias armas, outra com cores diferentes, outra comemorativa etc.

    [​IMG]
    Exemplos de kits HG: HG RX-78-2, HG Zaku Amazing, HG Barbatos e HG Buster.


    Trailer do HG Barbatos, lançado em 2015.

    No geral, por serem fáceis e baratos, são excelentes pra iniciantes ou aqueles que desejam montar vários com pouco $.

    [​IMG]
    [​IMG]
    Kits HGs com bom custo x benefício: HG RX 78 + Zaku 2 Starter Kit e HG 00-Raiser + GN Sword III.

    São kits "2 em 1", com boas figuras, muitas armas e preço razoável (cerca de 15 dólares).

    -- 2.2.2. Linha [​IMG] (Master Grade)
    Lançada em 1995, é a linha focada na escala 1/100 (de 16 a 22 cm), com robôs um pouco maiores que os HG. Um detalhe que salta aos olhos aqui é a existência obrigatória do innerframe, que é o esqueleto dos robôs, onde se encaixam separadamente as placas da armadura, bem como a presença do dedo polegar móvel. Os preços, por sua vez, variam de 25 a 50 dólares e tem caixas maiores. Com relação aos lançamentos, o número disponível aqui é sensivelmente menor, focando apenas nos MSs principais de cada franquia, ou seja, se você pretende comprar aquele Gundam famoso, ok. Mas se deseja um Gundam mais alternativo ou mesmo MSs de produção em massa, aí começa a complicar... Usa a mesma lógica de nomenclatura dos HG + iniciais da era em questão.

    [​IMG]
    Exemplos de kits MG: MG Age-1, MG Gundam Double X, MG Dark Hound e MG Impulse Force.

    Uma característica típica dos MGs são as revisões dos kits mais famosos, ou seja, o mesmo kit, com o passar dos anos, recebe melhorias tanto na engenharia quanto na parte estética, como mais panel lines, encaixes extras, peças redesenhadas e mais decals. Nesses casos, eles recebem alguma inicial extra como "Ver.1", "Ver.2", "Ver.3", "RM" (de "Remastered") ou "Ver.KA" (versão redesenhada pelo designer Hajime Katoki). Um detalhe negativo aqui dentro é com relação a kits do tipo "Extreme Blast", "HD Color" ou "Titanium Finish": eles vem com grids de cor metálica mas... ao serem cortados, a cor interna do plástico é diferente, pois eles foram apenas pintados por fora, tornando o resultado final feio. Se não for repintá-los, evite-os.

    Em linhas gerais, é uma boa linha pra quem já deseja Gunplas um pouco maiores e mais modernos, mas sem precisa comprar as versões de luxo. São Gunplas de níveis intermediário. No oriente, 90% dos gunplas montados compreendem HGs + MGs.


    Trailer das revisões do MG RX-78-2, lançadas aos longo dos anos.

    [​IMG]
    [​IMG]
    Kits MGs com bom custo x benefício: MG RX 78 version 3.0 (MG MK-II também é legal) e Aile Strike Gundam version RM
    (MG Impulse Force e MG Impulse Sword também são bons equivalentes). São todas figuras clássicas com bons acessórios e em
    versões atualizadas. No caso do Strike, caso compre também o pack extra de armas (vendido separadamente), é possível ter um
    Gunpla com inúmeras variações e um arsenal absurdamente vasto.

    -- 2.2.3. Linha [​IMG] (Perfect Grade)
    Lançada em 1998, como o próprio nome sugere, é a linha "perfeita" da Bandai, ou seja, kits grandes de escala 1/60 (de 32 a 40 cm), inúmeras peças, engenharia pesada e preço elevado, indo de 100 a 250 dólares, além de terem caixas realmente grandes (acima de 60 cm). Por padrão, possuem um sistema pneumático nas juntas, imitando cotovelos, joelhos e calcanhares reais, podendo alterar até mesmo a posição dos 5 dedos. Também possuem locais internos para LEDs, caso deseje inserí-los, e placas na armadura que podem abrir e fechar, revelando partes mecânicas. A primeira versão foi o RX-78 clássico e o Zaku 2, lançados em 1998. Usa a mesma lógica de nomenclatura dos HG + iniciais da era em questão.

    [​IMG]
    Exemplos de kits PG: PG Strike, PG Strike Freedom, PG GP-01Fb e PG 00-Raiser.

    As versões iniciais dos PGs, vistas hoje, são consideradas mecanicamente "simples" se comparadas com a tecnologia empregada atualmente (muitos MGs atuais tem estrutura mais complexa que os primeiros PGs do final da década de 90). No entanto, a partir de 2004, com a série Seed, os PGs sofreram uma pesada modificação nos moldes e passaram a ser o supra-sumo dentro dos gunplas pois, fora o tamanho imponente, as técnicas novas de engenharia sempre começam por eles. Em virtude do projeto ser único, apenas os MSs icônicos das principais eras ganharam versões PG (RX-78, Zaku 2, MK-II, Zeta, GP01, Wing, Strike, Astray, 00-Raiser, Strike Freedom e Unicorn/Banshee), ou seja, os únicos disponíveis são esses. Por isso, lançamentos aqui costumam demorar 2 anos ou mais.


    Trailer do PG Unicorn lançado em 2014: um dos PGs mais modernos e caros, com sistema
    de transformação da armadura e 2 kits de add-ons: o LED unit e o Full armor pack unit.

    Um detalhe que vale a pena citar são os kits produzidos pela G-System, licenciada da Bandai, que compreendem outros MSs (GMs, GP01, GP02, Sinanju etc), alguns em escalas ainda maiores. No entanto, prepare o bolso... Se PGs 1/60 já são caros por natureza, G-Systems de 1/48 ou 1/35 variam de 200 até insanos 900 (!) dólares.

    [​IMG]
    Gundam NT-1 Alex 1/35, da G-System: kit magnata feito para... magnatas.

    -- 2.2.4. Linha [​IMG] (Mega Size Model e Jumbo Grande)
    É a linha de escala 1/48 da Bandai, lançada em 2010 e chamada de "Mega Size Model" (MSM). No entanto, ele é uma figura pronta, sem innerframe e com mobilidade extremamente limitada, focando apenas em 4 kits básicos (Gundam RX-78, Zaku 2, Gundam Age-1 e Age-2). Em suma, é apenas um gunpla grande, pronto e bastante travado. Muito similar as figuras 1/4 da NECA americana. Já a tal Jumbo Grade "real" é um lançamento único que veio depois, maior ainda, em escala 1/24, mas contando apenas com o RX-78. Resumindo: é uma estátua de vinil com cara de brinquedo.

    [​IMG]
    Exemplo de kit JG: tire as crianças da sala.

    Devido ao tamanho proibitivo, geralmente é comprado pra criançada ou se você deseja fazer pintura customizada. No entanto, alguns modelos já foram descontinuados por aí.

    -- 2.2.5. Linha [​IMG] (Super Deformed ou "Cabeçudos")
    É a linha dos robôs cabeçudos, com tronco/membros pequenos e cabeça grande, pra deixá-los com visual mais "bonitinho" (apesar de serem unissex, fazem sucesso com a mulherada por motivos óbvios). Tem tamanho ainda menor que os HGs e são muito baratos (na casa dos 10 dólares). Por serem versões ainda mais miniaturizadas de kits já existentes, a oferta é grande, indo desde os primórdios da UC até as últimas séries da AC. Possuem 2 categorias: G-generation 0/F e BB Senshi.

    [​IMG]
    Exemplo de kits SD: SD Star Winning e SD Banshee.

    No geral, apesar de SDs aparentemente não serem levados muito a sério por alguns modelistas, são ótimos para treinar pintura (por causa das peças minúsculas) e custam muito pouco. E também não deixa de ser uma boa forma de introduzir a franquia/hobby para o sexo frágil e fazer charme com a mulherada, lol.

    [​IMG]
    Hora de aquecer os mini-braços dando porrada:
    SD Knight, SD Fenice Rinascita, SD Banshee e SD Strike.

    -- 2.2.6. Linha [​IMG] (Real Grade)
    Linha em escala 1/144 lançada pela Bandai em 2010, durante o aniversário de 30 anos da franquia. É uma junção do tamanho dos HGs + innerframe dos MGs + detalhamento e quantia de peças maior que o dos primeiros PGs. Um desafio considerável, pois kits RG possuem muitas peças como um 1/60, mas tamanho reduzido como um 1/144, ou seja, cuidado dobrado na hora de cortá-las.

    [​IMG]
    Exemplo de kits RG: RG RX-78-2, RG Zaku 2, RG Justice e RG Skygrasper.


    Trailer do RG Astray Red Frame, lançado em 2015.

    Apesar da ótima qualidade e utilizar o processo de miniaturização mais moderno existente atualmente, os RGs tem poucos lançamentos. Nos primeiros 5 anos, cerca de apenas 25 kits foram criados, ou seja, mesmo sendo uma versão avançada dos HGs, ainda irá demorar muitos anos para esta linha ficar realmente popular na quantidade de kits oferecidos (se é que isso realmente irá acontecer um dia...). O preço fica entre 20 e 30 dólares (entre os HGs mais caros e os MGs mais baratos).

    [​IMG]
    Diferenças visuais: PG x MG version 2.0 x RG.

    -- 2.2.7. Linha [​IMG] (No Grade)
    É uma linha antiga e que confunde muita gente, principalmente na hora de fazer compras. Kits NG (de "No Grade", "Sem escala" literalmente) não possuem escala fixa, ou seja, podem ser tanto 1/144, 1/100 ou 1/60. No entanto, o motivo de real confusão aqui não é a escala, mas sim o detalhamento do kit. O termo é usado para identificar figuras simplificadas, com menor preço, acabamento mais simples, menor mobilidade e tamanho levemente menor que as oficiais HG, RG, MG e PG. Resumindo: é um kit mais econômico, porém vendido em diferentes escalas (daí a confusão). Como descobrir quem é quem? É simples (abaixo).

    [​IMG]
    Diferenças visuais entre um Strike 1/144 HG x Strike 1/144 NG: visualmente, as 2 figuras tem detalhamento e tamanhos
    diferentes (é uma boa maneira de treinar o olho...). Com relação as caixas, mais fácil ainda: na figura acima temos a caixa do
    Strike MG 1/100 (esq.) e a caixa do Strike NG 1/100 (dir.). Ambos tem artes completamente diferentes (além do fato dos HGs e
    MGs terem o logo dourado no canto, mais detalhado; enquanto o outro não tem nada, o que indica um NG, mais simples).
    Em suma, a lógica é simples: primeiro, veja a escala. Em seguida, veja a linha (RG, HG, MG ou PG). Se não estiver escrito, é NG.

    Existem kits NG em escala 1/144, 1/100 e 1/60. No entanto, a qualidade desses 1/144, 1/100 e 1/60 são mais simples, respectivamente, que os 1/144 da linha HG, 1/100 da MG ou 1/60 da Perfect Grade. Outro detalhe bastante importante, mas que poucos sites citam, é com relação aos encaixes. Nas linhas superiores, os encaixes costumam ser quadrados. Nos NGs, costumam ser hexagonais, ou seja, caso você compre uma arma/backpack de um kit PG 1/60, ela não irá encaixar num kit NG 1/60 (e vice-versa). Atenção a estes detalhes pois, dependendo do caso, podem ser incompatíveis (obrigando você a fazer modificações).

    Apesar de serem versões mais baratas e simplificadas de kits populares, os NGs tem potencial alto para scratchbuildings gastando pouco, principalmente as versões maiores (1/60 por no máximo 35 dólares!), ou seja, com uma boa customização de peças e pintura bem feita, é possível deixá-los bastante próximos, ou até melhores, por exemplo, de um MG ou mesmo PG de fábrica. Tudo depende da capacidade do modelista.

    [​IMG]
    Exia 1/60 No Grade comum x Exia 1/60 No Grade customizado: exemplo claro de que é possível melhorá-los (e muito).

    -- 2.2.8. Linha [​IMG] (Robot Tamashii / Robot Spirits)
    Lançada em 2008, essa linha, assim como a Jumbo Grade, traz personagens prontos, mas em escala 1/144, no melhor estilo action figure. São praticamente figuras HGs já prontas e também com preço convidativo. No entanto, uma grande vantagem aqui é a flexibilidade: algumas figuras tem mobilidade ainda melhor que as HGs.

    [​IMG]
    Exemplo de kit RT: o RT Deathscythe Hell.

    Uma vantagem dos Robot Spirits é a praticidade pra quem deseja ter várias figuras pequenas, baratas e prontas, sem necessidade de por a mão-na-massa. É também muito procurada por quem procura fazer dioramas de escala 1/144, mas não tem tempo para construir múltiplas figuras. Figuras de MSs em massa, como os Leos do Gundam Wing, costumam vender bastante pois são usadas como "buchas-de-canhão" em dios, ou seja, na falta de um HG, as Robot Spirits servem muito bem.

    [​IMG]
    Diorama 1/144 feito inteiramente com figuras Robot Spirits.

    -- 2.2.9. Linha [​IMG] (Metal Build)
    Lançada em 2011, é uma linha de figuras prontas como a Robot Spirits, pra quem deseja comprar pronto ao invés de construir, porém de alto luxo, em escala 1/100. Cada kit tem projeto totalmente refeito e incorpora várias propostas numa só figura: tamanho de MG, pintura de custom, partes metálicas em diecast e mecânica + preço de um PG (1/60), a partir de 120 US$.

    [​IMG]
    Exemplo de kit MB: o MB Destiny.

    O visual comparado com MGs é grande, pois é outro projeto com armadura e armas redesenhadas, muito mais panel linnings, partes metálicas, pintura brilhante de alto nível e visual mais "pontiagudo", dando ares mais "agressivos" pra figura.

    [​IMG]
    Destiny MG x Destiny MB: diferença gritante, tanto no estrutural quanto no acabamento.

    Infelizmente, por ser algo voltado para o público ainda mais de nicho, possui poucos lançamentos (cerca de 12 figuras), todas focadas basicamente em Gundam Seed (Freedom, Destiny etc) e Gundam 00 (Exia, Exia damaged, Raiser, 00-Raiser etc).

    -- 2.2.10. Linha [​IMG] (Reborn-One Hundred)
    Lançada em 2014, é a mais recente linha dos Gunplas. Em escala 1/100, é uma tentativa da Bandai de lançar figuras ignoradas por algum motivo, seja devido ao tamanho (Nightingale), custo (Gerbera) ou obscuridade (Gundam Mk-III, GP04), sem ter que arriscar um lançamento na linha MG. Por outro lado, não tem o innerframe para facilitar o projeto. O preço fica na casa dos 35 dólares e ainda tem muitos poucos lançamentos. No geral, a série RE é, na verdade, uma tentativa da Bandai em fazer figuras 1/100 gastando menos dinheiro, com projetos mais simples e menos trabalhosos que os MG...


    Trailer de lançamento.

    -- 2.2.11. Kits de resina [​IMG] (múltiplos tamanhos)
    São as diversas linhas de vários fabricantes fora da Bandai, algumas até piratas, vendidas no Ebay e lojas asiáticas. Possuem figuras em praticamente todas as escalas, mas as mais comuns são 1/144 para MSs (geralmente custando o valor de um MG, de 30 a 50 dólares) e figuras 1/10 a 1/6 para os personagens (mais especificamente as mulheres, algumas em trajes sumários e menores pra 18 anos, dos mais variados preços).

    [​IMG]
    Exemplos de kits de resina em escala 1/144: Destiny, GM 3, GM 1 e GM Sniper Ecoas version.

    No geral, apesar de custarem mais caros que um HG normal, terem flexibilidade menor e serem mais complicados de manusear (resina é sempre mais difícil do que plástico), uma grande vantagem desses kits são os chamados "conversion kits", que são peças existentes na franquia televisiva, mas que - por alguma razão - não foram produzidos pela Bandai. Um exemplo bastante recorrente é o Impulse da série Seed Destiny. Ele possui 3 packs de armas: o Aile (asas para vôo), o Sword (espada) e o Blast (canhões). Os 2 primeiros existem tanto em HG quanto em MG mas, estranhamente, o último nunca ganhou versão em plastimodelismo (os engenheiros da Bandai devem realmente odiar esse pack...). No entanto, ele existe em formato de kit de resina, ou seja, uma vez comprado e pintado, é possível anexá-lo no Gunpla determinado que, visualmente, nem será possível notar que é um item não-oficial.

    Por mais estranho que isso possa parecer, não é tão incomum assim.

    + 2.3. Add-ons & dicas
    Uma dos grandes diferenciais dos Gunplas com relação ao plastimodelismo geral reside no innerframe (esqueleto). Com ele, é possível mudar a pose dos MSs de "n" formas diferentes, tanto ou até mais que um action figure articulado. Em linhas gerais, é como ter uma figura de ação totalmente articulada, mas dentro de uma figura de plastimodelismo. Resumindo em miúdos, é possível deixar a mesma figura com 1001 jeitos diferentes. Enjoou? Vá lá, troque as armas, mexa os membros e faça uma pose nova. O limite é sua criatividade.

    [​IMG]

    O grande problema é que muitos modelistas, principalmente os iniciantes, não ligam ou simplesmente não tem criatividade em fazer boas poses. É possível fazer figurações legais utilizando bases comuns, planas e de madeira, valorizando assim sua figura. No entanto, é possível ir além, utilizando-se de vários acessórios próprios.

    [​IMG]
    Exemplos de poses clássicas para robôs sem armas.

    [​IMG]
    Exemplos de poses clássicas para robôs com armas.

    Também existem inúmeros acessórios complementares para Gunplas no mercado. Com eles, é possível melhorar - e muito - a qualidade visual dos mesmos gastando pouco e usando peças padronizadas, que facilitam o scratchbuilding. Em linhas gerais, temos 3 "segmentos" aqui:

    [​IMG]

    Acessórios para suporte (1): compreendem as Action Bases (bases de ação), produzidas pela própria Bandai; e as Mechanical Bases (bases mecânicas), produzidas pela Kotobukiya. A primeira vem nos mais variados tamanhos e cores, fazendo com que a figura fique flutuando, permitindo assim mais poses conforme vimos acima. Já a segunda foca nos dioramas, retratando hangares e docas para mobile suits. Com customização, também permitem LEDs e até mesmo partes móveis. No geral, podem ser usadas com qualquer escala, mas casam melhor com 1/144 e 1/100, as mais populares entre os Gunplas.

    Acessórios para efeitos especiais (2): compreendem peças plásticas já finalizadas e compradas prontas, simulando raios, explosões, fogo, vento, chão quebrado, água espirrando, tiros e muitos outros efeitos visuais. As mais famosas são as da série "Tamashii Effects", feitas pela Tamashii Products, e as séries "Gunpla MS Effects" (1/144) e "Builders Parts HD" (1/100), produzidas pela Bandai. Custam pouco (no máximo 10 dólares) e vem com muitos itens variados, dos mais diversos tipos. No geral, a primeira é voltada para efeitos visuais de dios e as demais são focadas em dar detalhamento extra pra figura.

    Acessórios para armas (3): além das armas inclusas em cada kit, ainda é possível comprar armas extras separadamente, tanto através da linha da Bandai (a Builders Parts, citada acima), como pela linha da Kotobukiya (a M.S.G, Mobile Suit Goods). No segundo caso, existem um diferencial criativo extra em algumas armas: a presença do "sistema de tambor", onde é possível "dar corda" no objeto, simulando movimento. Também existe espaço interno para customizações elétricas, que permitem o movimento a partir de botões e ativações mais elaboradas.

    + 2.4. Onde comprar & pesquisar?
    -- 2.4.1. Onde comprar?

    [​IMG]

    Em linhas gerais, é possível comprar Gunplas em vários locais. No entanto, é preciso saber o foco e público de cada um.

    Hobby Link Japan (http://www.hlj.com/)
    Hobby Search (http://www.1999.co.jp/eng/gundam/)
    São as duas principais lojas de modelismo oriental do Japão. Aceitam Paypal e tem bastante produtos. Em linhas gerais, são seus pontos de partida para comprar qualquer kit, pois os preços são praticamente de custo. Se ele for lançamento, a chance de sucesso é de 100%. Caso seja um kit antigo e que esteja fora de estoque... pode complicar.
    Pró(s): preço baixo e produtos super bem embalados.
    Contra(s): declara somente valor cheio e o estoque, quando entra em backordered, costuma levar até anos...

    Ebay (http://www.ebay.com/)
    O Ebay costuma ser um lugar apenas mediano para lançamentos, mas pode ser uma grande segunda opção pra quem procura kits maiores ou mais antigos, que não estão em estoque nas lojas japonesas (a maioria dos meus kits foram comprados aqui). Uma outra vantagem são os vendedores que vendem acessórios para customizações, como parafusos metálicos, LEDs, decals diferentes, etc. Vale a pena sempre comprar 2-3-4 itens e aproveitar o frete. Também é um bom local para procurar kits de resina pois sempre existe alguém vendendo algo diferente por lá.
    Pró(s): sempre possui algum vendedor com kits difíceis de achar, além de ser possível combinar valor declarado menor.
    Contra(s): preços costumam ser de 30% a 60% mais caro do que o praticado em lojas.

    Amazon (https://www.amazon.com)
    Considero o último lugar a ser explorado. Mas na falta das opções acima, pode ser sua última saída.
    Pró(s): tem alguns vendedores com Gunplas antigos por lá.
    Contra(s): preços costumam ser de 50% a 100% mais caro que o de lojas, e ainda tem o empecilho de não aceitar PayPal, apenas cartão internacional. Pra piorar, a taxação é quase certa.

    E2046 (https://www.e2046.com)
    Site chinês famoso por kits de resina originais e piratas. Possui uma infinidade de kits femininos, dos mais diversos animes e filmes, mas também tem uma sessão para Gunplas de resina.
    Pró(s): tem alguns conversion kits de Gunpla, aceita Paypal, declara valor abaixo (se for pedido) e tem bases prontas de madeira, caso decida aproveitar o frete.
    Contra(s): não vendem Gunplas de plastimodelismo nem acessórios.

    Existem muitos outros sites disponíveis, especialmente lojas que importam itens diretamente do Japão, mas não listei simplesmente porque a combinação de preço mais elevado + declaração de valor cheio + frete caro acaba, por muitas vezes, inviabilizando a compra.

    -- 2.4.2. Onde pesquisar?

    [​IMG]

    Sites e blogs é o que não faltam pela internet. Quer procurar algo? Procure antes aqui.

    Notícias gerais sobre a franquia (notícias, lançamentos e kits de terceiros): Gundam Guy.
    Lista de lançamentos de kits: HLJ Japan e Hobby Search.
    Catálogo universal de todos os kits: Dalong.net.
    Site de reviews variados: Gaijin Gunpla.

    No geral, é isso. Esse foi um resumo dos principais pontos dentro da franquia Gunpla/Gundam. Outros menores, como sempre, ainda ficaram de fora, mas o básico está aqui. Entendendo-os bem, é possível assistir as séries, comprar um kit que gostou e começar a construir sem maiores complicações. E o mais importante: aproveitando o máximo dos itens disponíveis no mercado.

    Referências
     
    Last edited: 16 Maio 2016
    SneakBR, cece_black, EgonRunner e 8 outros curtiram isto.
  3. METALTEX

    METALTEX Bam-bam-bam

    Afiliado:
    1 Janeiro 2016
    Mensagens:
    891
    Curtir recebidos:
    8,322
    Pontos de Troféu:
    283
    Post reservado.
     
    Last edited: 16 Maio 2016
  4. Sgt. Kowalski

    Sgt. Kowalski Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    31 Março 2006
    Mensagens:
    38,932
    Curtir recebidos:
    77,015
    Pontos de Troféu:
    989
    Assinando para invejar todo mundo.
     
    METALTEX aprova isto.
  5. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    Adiciona ai cara: http://banzaihobby.com/

    Loja bem legal, com preços muito bons, infelizmente o frete com rastreio é meio caro, mas o sem, apesar de ser caixinha de surpresas, sempre chega (recebi ontem dois kits da loja).
    Também costumo comprara na Aliexpress, mas nesse caso é bom ficar muito atento porque lá geralmente vende das marcas bootleg (não bandai) - que é oque geralmente pego.

    Existem várias marcas no mercado que tem inclusive modelos próprios como a Dragon MOMOKO (qualidade excelente e com modelos de fabricação própria ou bandai melhorados) e DABAN (marca que copia os kits bandai, porém com extras que deveriam vir nos bandai). Com essa crise, tenho comprado alguns modelos de ambas.

    Se alguém tiver interessado mostro alguns modelos meus, e dou mais dicas dessas marcas "bootleg".

    Outra fonte de gunpla é um chinês de São Paulo que vende no facebook/whatsapp a preços muito bons: o facebook dele é "lojadoqi"
     
    Duolks e METALTEX curtiram isto.
  6. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    Cara, essa Aarondight com led ta muito FODA! queria fazer isso no meu destiny DM que está para chegar!

    Mais links:
    Catálogo com review de TODOS OS KITS:http://www.dalong.net/ (só selecionar acima a linha que ele lista todos os kits daquela escala)

    Site com reviews bem legais de kits mais populares: http://www.gaijin-gunpla.com/

    Site para acompanhar noticias, lançamentos e babar num kit feito por algum random asiatico: http://gundamguy.blogspot.com.br/
     
    Last edited: 11 Janeiro 2016
    Brandon Roy e METALTEX curtiram isto.
  7. Spike Spiegal

    Spike Spiegal Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    18 Julho 2012
    Mensagens:
    16,286
    Curtir recebidos:
    31,856
    Pontos de Troféu:
    544
    Tirando a recomendação de Gundam 00 para iniciantes, excelente tópico bro!

    Comentando para acompanhar.
     
    METALTEX aprova isto.
  8. ValenS

    ValenS Bam-bam-bam

    Afiliado:
    23 Fevereiro 2009
    Mensagens:
    8,703
    Curtir recebidos:
    6,323
    Pontos de Troféu:
    424
    Muito foda!!! E Gundam Seed é o melhor Gundam!!

    Enviado do Exp. Z1 usando tetatalk =D
     
    METALTEX aprova isto.
  9. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    Um China vai trazer a versao pre order a 250 Dilmas pra mim, cara no site da DM tava 69 obamas, e no site do samuel decal tava mais barato!
     
    METALTEX aprova isto.
  10. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    8th MS team discorda! XD!
    Mas quer ver outro que parece promissor? Esse Iron Blood Orphans!

    Moderação! vamos fixar essa parada aqui!
     
  11. doraemondigimon

    doraemondigimon Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    25 Junho 2002
    Mensagens:
    10,462
    Curtir recebidos:
    11,880
    Pontos de Troféu:
    619
    Mas que tópico impressionante! Eu tenho um Gunpla e um Gundam pequeno de montar, mas de borracha (é do tamanho da perna do Gunpla...)

    O que eu penso em comprar neste ano, seria um Zakku II pra colocar na estante. MAS, tenho que convencer a leoa primeiro (e isso NÃO É FÁCIL!!!!):kops
     
    Brandon Roy e METALTEX curtiram isto.
  12. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    Aconselho o 1/100 MG 2.0, otima mobilidade, belos detalhes ou o 1/144 hg zaku do char ver origin
     
    Brandon Roy e doraemondigimon curtiram isto.
  13. ValenS

    ValenS Bam-bam-bam

    Afiliado:
    23 Fevereiro 2009
    Mensagens:
    8,703
    Curtir recebidos:
    6,323
    Pontos de Troféu:
    424
    Ainda vou adquirir um Strike Freedom fuderoso.

    Enviado do Exp. Z1 usando tetatalk =D
     
    SS_Snake aprova isto.
  14. Spike Spiegal

    Spike Spiegal Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    18 Julho 2012
    Mensagens:
    16,286
    Curtir recebidos:
    31,856
    Pontos de Troféu:
    544
    Quase todo o Universal Century discorda. Mas beleza.

    E @METALTEX , pretende postar com regularidade os lançamentos de Gunplas aqui no tópico? Assim aqueles que quiserem se atualizar sobre os novos modelos terão uma fonte segura.
     
    METALTEX aprova isto.
  15. METALTEX

    METALTEX Bam-bam-bam

    Afiliado:
    1 Janeiro 2016
    Mensagens:
    891
    Curtir recebidos:
    8,322
    Pontos de Troféu:
    283
    O problema é que, apesar de terem muitas obras, todas tem 'poréns' complicados. Especialmente no AC...

    - Seed é famoso e ainda é, no geral, a releitura mais próxima do 0079 - mas é de lascar no traço, personagens e nos remasters...
    - Wing foi o primeiro gundam de muitos por causa do Cartoon Network - mas hoje vejo que é arrastado demais...
    - BF-Gunpla Builders-Turn A são bons - mas fazem referências demais, o que não é o ideal...
    - Age é demasiadamente infantil e os filmes não pegam o fim da série, só o arco central...
    - Gundam G é divertido - mas ainda é o mais viajado e diferente de todos...
    - IBO não terminou...

    Se for analisar de forma 'prática', pelo menos na minha cabeça, só sobra o 00 mesmo: tem um início 'diferente', visualmente é bem feito e moderno (HD, traço, brilhos, animação fluída, transparências etc) e tem tanto a série quanto os filmes pra escolher. Claro que a história, principalmente na temporada 2 pro final fica uma merda total, mas as outras opções não são lá muito melhores... :kbeca

    Mas tipo, pra um novato, qual do universo alternativo você sugere? [​IMG]

    Vou ver uma maneira boa de tentar fazer algo parecido. O problema é volume... Com relação a HGs, sai muita porcaria e tal. MGs, um ou outro bom e PG só 1 por ano e olhe lá. No entanto, é no mercado pirata e de acessórios que o pessoal fica realmente deixando as boas novidades passarem. Mas é aquilo: toda essa listagem está nos site das lojas. Na Hobby Link e na Hobby Search, no top 10 do canto dos sites, tem tudo lá a 1 clique de distância. Sem esquecer do Dalong, que é praticamente o one-man-army não oficial de gunplas, o cara tem TODOS os modelos e faz os lançamentos quase que diariamente. Já os acessórios ficam meio que pra segundo plano e o mercado pirata é totalmente ignorado...

    Por causa disso tudo, no geral, acho que seria mais interessante (ou 'menos pior') colocar esses links que citei para CONSULTAS RÁPIDAS (ex: "clique aqui nesses sites para ver os últimos lançamentos") e deixar o resto do tópico pra tirar dúvida mesmo, e claro... colocar os links mais obscuros (como esse Destiny pirata aí, que só é vendido em site não-oficial...).
     
    Last edited: 14 Janeiro 2016
    ValenS aprova isto.
  16. Spike Spiegal

    Spike Spiegal Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    18 Julho 2012
    Mensagens:
    16,286
    Curtir recebidos:
    31,856
    Pontos de Troféu:
    544
    No caso das recomendações, algumas opções são até melhores. Especialmente G Gundam, mas concordo quanto à ele não ser lá um grande introdutor à franquia.

    Mas entre as séries do UC temos sim opções interessantes para novatos que queiram adentrar na franquia. O já referido neste tópico MS 08th Team é o melhor exemplo de todos. Só 12 episódios, animação à mão com qualidade para a época, personagens carismáticos, no fim das contas um anime bem decente e ótimo como introdução ao universo Gundam.

    [​IMG]

    Outras opções são os OVAs de Gundam: The Origin que estão saindo desde o ano passado, e os 3 filmes que compilam o anime original dos anos 70 - Mobile Suit Gundam: The Trilogy.

    [​IMG]

    [​IMG]

    Ao meu ver, é o pacote perfeito para os iniciantes. Os 3 filmes de resumo do primeiro anime podem desagradar pelos traços mais datados, mas se o cara não se importar com isto, bom para ele.

    Em relação aos Gunplas, eu estava me referindo à lançamentos oficiais e de preferência os da Bandai. Mas entendo os pormenores que você pôs.
     
    Rdp157 aprova isto.
  17. Spike Spiegal

    Spike Spiegal Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    18 Julho 2012
    Mensagens:
    16,286
    Curtir recebidos:
    31,856
    Pontos de Troféu:
    544
    Olhem o que o vlog brasileiro oficial da Bandai no Youtube falou sobre Gundam:

     
    METALTEX aprova isto.
  18. METALTEX

    METALTEX Bam-bam-bam

    Afiliado:
    1 Janeiro 2016
    Mensagens:
    891
    Curtir recebidos:
    8,322
    Pontos de Troféu:
    283
    Toda informação eu julgo válida, mas no caso desses caras aí, é preciso colocar uns pingos nos 'Is' por um motivo simples: o vídeo deles ficou absurdamente capenga de informações (explicação bem porca das linhas e nem pra fazer um unboxing minimamente decente, pqp) e os caras são vendedores, logo... fizeram comentários bem tendenciosos. Vejamos:

    1) Mostrar kits 1/24 e 1/12 só confunde, ninguém sequer compra mais 1/48 (foram até descontinuados), imagine esses... Bobeira, só lojas adquirem esses trambolhos.

    2) O lance do snapfit "não quebrar no Bandai original" é papo-furadíssimo. Se você encaixar as peças e tentar tirá-las sem o adaptador plástico próprio pra isso (e sem paciência e cuidado redobrado), o encaixe irá quebrar em qualquer situação, original ou não.

    [​IMG]

    Sem esquecer que os piratas hoje melhoraram e muito - em alguns casos estão até mais sofisticados que os da própria Bandai (Dragon Momoko comendo o ku dos japas aqui).

    3) Esse papo de dizer que "Gunpla não precisa ser comprado no lançamento", "não inflaciona etc" é um absurdo. HGs, ok. São baratos e são fabricados todo o santo dia, carne-de-vaca total. Mas todo o restante, ou seja, MGs, PGs, HardGraph, Metal Build e outros kits mais "top" entram em pre-order depois da primeira leva e, dependendo da figura, levam 1-2-3-4 anos pra saírem novas fornadas nas lojas oficiais. Logo, quem quer comprar mesmo e não contar com a sorte, tem que ir pra Ebay e outros meios alternativos, pagando mais caro. Em suma, isso aí foi uma total inverdade.

    Tem que ficar de olho nisso aí, pois o inferno está justamente nos detalhes.

    Por fim, eu acho válido os caras tentarem ganhar o deles tentando ser representantes de alguma marca aqui no Brasil. O problema é que não podemos ser inocentes: (1) os caras não são meros 'fãs', são vendedores; (2) isso aqui é terra de ninguém e (3) nunca será viável por causa da insana carga tributária e do aspecto cultural do brasileiro médio de sempre querer meter 100%, ou mais, em cima... Se vingar, acontecerá o mesmo que aconteceu com o mercado de estátuas numeradas: preços absurdos até mesmo pra gringos e clientes bunda-moles.
     
    Last edited: 13 Janeiro 2016
    Rdp157 aprova isto.
  19. Spike Spiegal

    Spike Spiegal Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    18 Julho 2012
    Mensagens:
    16,286
    Curtir recebidos:
    31,856
    Pontos de Troféu:
    544
    Sem querer entrar no mérito político, mas nunca se falou em liberalismo econômico quanto se fala hoje no Brasil. Há uma demanda por isto e vários políticos hoje já pesquisam mais sobre o assunto. Na próxima alternância de governo/sistema governamental no Brasil eu imagino que teremos inevitavelmente mais liberdade econômica e menos impostos. É algo que o país simplesmente está necessitando. Mas não entrarei muito mais nesse rumo pois não é o assunto. O ponto central do meu argumento é: inflação ainda vai durar um pouco mais, mas num futuro ela irá acabar/diminuir, junto com os altos e esquizofrênicos impostos. E isso pode beneficiar os preços de Gunplas, Metal Builds e outros no Brasil.

    E eu não discordo de ti cara, não discordo. Mas ao mesmo tempo relevo pelo fato dos caras não serem meros entusiastas, mas representantes da marca. Querem vender o que tem.
     
    Last edited: 13 Janeiro 2016
    METALTEX e Rdp157 curtiram isto.
  20. Helghast Trooper

    Helghast Trooper Bam-bam-bam

    Afiliado:
    16 Setembro 2015
    Mensagens:
    5,664
    Curtir recebidos:
    6,558
    Pontos de Troféu:
    353
    O que esta montado ate o momento aqui:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Faltam 45 MGs ainda pra montar kkk
     
  21. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    FODAO CARA! depois tiro foto dos meus (não tenho cristaleira, boto numa estante) Por coincidencia chegou hoje pra mim um EX-S e um Buster ambos da DABAN, ambos taxado.....
     
    Spike Spiegal e Helghast Trooper curtiram isto.
  22. Spike Spiegal

    Spike Spiegal Ei mãe, 500 pontos!

    Afiliado:
    18 Julho 2012
    Mensagens:
    16,286
    Curtir recebidos:
    31,856
    Pontos de Troféu:
    544
    É tudo MG? Eu queria poder pegar mais MG, só o preço deles como o amigo METALTEX disse inflacionou muito de uns 3 anos pra cá. Antes dava para pegar por até uns 70 reais e hoje estão todos na faixa dos 200 e poucos para cima, com poucas exceções.

    Muito Foda a sua coleção by the way.
     
    METALTEX aprova isto.
  23. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    o strike freedom, e a segunda prateleira toda são PGs certo?

    O resto é mg
     
  24. Irregular Hunter

    Irregular Hunter O BATMAN da internet

    Afiliado:
    27 Dezembro 2005
    Mensagens:
    33,899
    Curtir recebidos:
    9,956
    Pontos de Troféu:
    864
    Para iniciantes eu separaria de acordo com a demografia, para audiências mais jovens eu considero Wing, G e Seed como recomendações aceitáveis, até porque foram sucessos com essas audiências em suas respectivas épocas, para audiências mais velhas é melhor recomendar os OVAS do U.C que tem boas animações e são historias curtas e fechadas, mesmo os 3 filmes do 0079 não são ideais para iniciantes porque mesmo que sejam coleções de boas (algumas muito boas) animações do anime com uma dezenas de minutos de roteiro e cenas adicionais (na terceira parte principalmente), o formato narrativo e artístico pode ser um choque para audiências iniciantes.

    Build Fighters é ideal para audiências infantis, o fato de fazer referencias não atrapalha realmente a serie, AGE pelo outro lado muda tanto entre sagas por querer encontrar uma demografia ideal que provavelmente não é recomendável.

    00 usa absurdamente de estereótipos e clichês demais de animações Japonesas é justamente o pior tipo de anime para recomendar para iniciantes (e pessoalmente nem recomendaria para qualquer fã de anime ou de qualquer coisa porque é terrível e sem pé nem cabeça).
     
  25. Irregular Hunter

    Irregular Hunter O BATMAN da internet

    Afiliado:
    27 Dezembro 2005
    Mensagens:
    33,899
    Curtir recebidos:
    9,956
    Pontos de Troféu:
    864
    00 já foi completamente esquecido, igual ao que aconteceu com Gundam X e que inclusive já aconteceu com AGE, teve sua base de fãs (que não eram maioria da comunidade de mechas, muito pelo contrario, tanto que a serie comercialmente não pegou), especialmente pelo momento do mercado que estava tendo um vácuo com animes de mecha, mas esse não é nem o meu ponto principal, 00 como anime é conturbado demais, é especificamente o tipo de serie que você nunca recomendaria para um iniciante, independente de ser Gundam ou anime de mecha, ele tem os estereótipos que são ridicularizados em memes, os únicos pontos positivos é o que você apontou, é o primeiro Gundam em HD, em Widescreen e não tem baixo orçamento, mesmo que a direção de arte seja precária para um anime de mecha, eu realmente acho que recomendar 00 para iniciantes é quase o mesmo que dizer que esse vai ser o seu primeiro e ultimo Gundam.

    E eu não discordo, Wing e Seed são series de qualidade muito baixa, eu não vou nem dizer que envelheceram mal porque para ser honesto elas nunca foram boas em suas respectivas épocas, Wing foi o primeiro Gundam de baixo orçamento da TOEI, em termos de animação G ainda é muito superior, enquanto isso Seed iniciou a transição dos desenhos a mão com a utilização de ferramentas digitais, ele mistura animações de melhor qualidade que o Wing com CGs de baixa qualidade, mas para jovens eu realmente não acho que são series ruins, é justamente esse tipo de demografia que ele quis apelar, são historias lineares, cheios de momentos de choque e "impacto" que a demografia jovem gosta, são praticamente shonens misturados com mecha.

    Destiny já é complicado por ser uma sequencia, o fato de ser terrível em todos os aspectos (e praticamente só meio anime, já que do episodio 25 ou 26 para cima só tem cena reciclada praticamente) já o torna impossível de ser recomendado para iniciantes, tem personagem que literalmente morre 3 vezes e todas as vezes ele simplesmente retorna sem explicação nenhuma, é engraçado pensar que eles ainda tinham um filme planejado, imagina o desastre que ia ser.


    É que no final das contas os OVAS tem boas animações, as versões remasterizadas colocam as cores um pouco mais próximas do padrão digital, são historias bem curtas e bem fechadas, é o formato ideal para qualquer iniciante, no final das contas não adianta buscar ser justo com outras series, tem que pensar no que o iniciante quer ver.


    Alias, eu vi que você colocou o manga do Crossbone na linha de tempo, considerando que você omite também as outras dezenas de obras do U.C em outros formatos eu não vejo sentido (até porque tem obras bem mais importantes ou populares que são candidatos para ganhar anime), além da omissão do Thunderbolt que ganhou animação recentemente.

    A propósito, eu explicaria que os filmes do Gundam (que são parte do canon, diferente da serie) e a serie são diferentes, o mesmo com os filmes do Zeta Gundam.
     
  26. Irregular Hunter

    Irregular Hunter O BATMAN da internet

    Afiliado:
    27 Dezembro 2005
    Mensagens:
    33,899
    Curtir recebidos:
    9,956
    Pontos de Troféu:
    864
    O seu tópico é bom, não estou dizendo para atualizar imediatamente, apenas notando para caso tenha passado despercebido e sugerindo o que pode ser relevante para quem ler o tópico.
     
  27. Duolks

    Duolks Bam-bam-bam

    Afiliado:
    26 Setembro 2013
    Mensagens:
    2,587
    Curtir recebidos:
    3,409
    Pontos de Troféu:
    303
    Povo parem com a choradeira de Gundam bom X Gundam ruim, não é o foco daqui e o assunto é muito pessoal... eu mesmo achei uma bosta no geral o Reconquista que muita gente achou ótimo e já acho que 00 e Seed são bem melhores para quem não esta acostumado com o gênero inclusive tenho conhecido que nem de anime gosta e viu Seed inteiro em 4 dias que tava de férias...
    -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Falando do tema, estou moh cota namorando alguns modelos de SRW... mas vai ficar para bem depois pelo meus planos atuais, alguém tem algum para opinar da qualidade e zaz?

    Exemplos:
    Huckebein Boxer:
    [​IMG]
    Dygenguar:
    [​IMG]

    Gespent:
    [​IMG]

    E claro não pode faltar o clássico Cybuster:[​IMG]
     
    Rdp157, Sgt. Kowalski e METALTEX aprovam isto.
  28. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    um dia pego um kit huckbein (que é um gundam dos TITANS descaradamente) e um alteisein da kotobukyia

    Um amigo meu tem o daizengar e fala que o plastico da koto é meio ruinzinho...
     
    Duolks aprova isto.
  29. METALTEX

    METALTEX Bam-bam-bam

    Afiliado:
    1 Janeiro 2016
    Mensagens:
    891
    Curtir recebidos:
    8,322
    Pontos de Troféu:
    283
    O plástico da Koto tem gramatura um pouco maior. Só de pegar naqueles kits de armas que são vendidas avulsas você saca, mas admito que é tranquilo pra cortar e lixar. Se quiser gastar pouco, compre algumas dessas armas pra montar: são legais, baratinhas, fáceis de montar e você ainda testa o plástico.

    Agora, se você quer ver plástico REALMENTE RUIM, vá pras figuras militares, em especial as da Academy... Sério, nunca vi kits tão porcos quanto desses caras: plástico fuleira, mole, todo com jogo e várias peças, além de precisarem de cola, ainda precisam ser lixadas porque o encaixe não vem perfeito de fábrica (sem esquecer que os manuais/panfletos são bem fracos). Resumindo: são verdadeiras merdas, o acabamento e o material são muito vagabundos. Se o cara começa por militaria e vai pra gunpla, ok. Ele sente a melhora no ato. Agora, um cara começar em gunpla e ir pra essas marcas, PQP... O retrocesso fica descarado.
     
    Duolks aprova isto.
  30. Rdp157

    Rdp157 Bam-bam-bam

    Afiliado:
    4 Janeiro 2008
    Mensagens:
    2,958
    Curtir recebidos:
    1,442
    Pontos de Troféu:
    219
    Eu tenho kits bootleg de várias marcas e sei como é. Eu até quer curti um kit de armas que peguei, mas como disse, esse meu amigo tem o daizengar e não curtiu o plastico. Mas nada que me impeça de um dia pegar um Alteisein!
     
  31. Duolks

    Duolks Bam-bam-bam

    Afiliado:
    26 Setembro 2013
    Mensagens:
    2,587
    Curtir recebidos:
    3,409
    Pontos de Troféu:
    303
    Isso do plástico já ouvi falar, mas fico mais preocupado com o resto, tipo encaixe e o desgaste mesmo das juntas...

    E o os modelos Huckebein são foram feitos pelo próprio Katoki, é para ser uma homenagem mesmo... se não me engano eles apareceram primeiro no SRW 4 para o SNES, que é daqueles que mistura os universos então ficava side a side com os gundams de verdade, era tipo um gundam próprio para o personagem principal...

    E o Alt, eu pago pau para esse da Koto da linha EO-Tech, pena que é um rim hoje.

    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]
     
    Spike Spiegal e METALTEX curtiram isto.
  32. Helghast Trooper

    Helghast Trooper Bam-bam-bam

    Afiliado:
    16 Setembro 2015
    Mensagens:
    5,664
    Curtir recebidos:
    6,558
    Pontos de Troféu:
    353
    6 sao PG, das duas prateleiras de cima. O perfect neo zeong eh MG mas eh grande tb.

    O resto é MG. :D
     
    Duolks e Spike Spiegal curtiram isto.
  33. Helghast Trooper

    Helghast Trooper Bam-bam-bam

    Afiliado:
    16 Setembro 2015
    Mensagens:
    5,664
    Curtir recebidos:
    6,558
    Pontos de Troféu:
    353
    Achei bem legal isso aqui:

    [​IMG]


    Original:

    [​IMG]
     
  34. Quarterback

    Quarterback Supra-sumo

    Afiliado:
    22 Novembro 2011
    Mensagens:
    776
    Curtir recebidos:
    798
    Pontos de Troféu:
    154
    Obrigado por compartilhar de tanta coisa show de bola!...
     
    METALTEX aprova isto.
  35. colher

    colher Bam-bam-bam

    Afiliado:
    22 Julho 2007
    Mensagens:
    2,192
    Curtir recebidos:
    5,638
    Pontos de Troféu:
    314
    Que legal, não tinha visto esse tópico.
    Tenho alguns modelos montados em casa, chegando lá eu bato umas fotos!

    EDIT: Para não correr o risco de esquecer, procurei no Instagram e achei a foto de um Gunpla e outros dois plasmos (Patlabor e Megaman).
    Desculpem pelas imagens ruins, são fotos antigas.

    [​IMG]
    Começando o Gunpla (se não me engano era um HG) com o Megaman de fundo.

    [​IMG]
    Gunpla montado sem detalhamento. Tem aproximadamente 12~15cm

    [​IMG]
    Patlabor Mk1 Aphonse, meu favorito. Fora ele, tenho o Mk2 e um Mk3 para montar... A mais de um ano esperando para sair da caixa.
    Esse é imenso, deve ter uns 25~30cm. Master Grade.


    Tenho mais alguns plasmos. Em geral são mechas, não necessariamente Gundams, mas ficaram no meu antigo quarto na casa dos meus pais.
    Se rolar interesse, quando rolar um tempo dou um pulo lá, limpo e fotografo.
     
    Last edited: 23 Janeiro 2016
    Duolks aprova isto.

Compartilhe essa página