O que há de Novo?
  • Novo tema escuro está disponível
    Um novo visual para o fórum com fundo escuro agora está disponível para todos. Você pode escolher o tema clicando no ícone de pincel no canto inferior esquerdo da página.


Metal Gear Solid 2: O melhor e mais incompreendido MGS, por outro ponto de vista

razorkaos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.229
Curtidas
27.222
Pontos
563
#1
Alguns de vocês devem conhecer a história da revolta de boa parte da fanbase de MGS com o jogo pelo fato de você jogar com o Raiden, e não com o Solid. Vocês provavelmente já viram muita gente que jogou o jogo mas não entendeu absolutamente nada do que ele tentou apresentar, ao ponto de ver gente dizendo que é o pior MGS, que a história não faz sentido, ou alguma outra maluquice.

Já faz um tempo que MGS2 se tornou meu MGS favorito, não pelo que ele faz pela franquia em si, mas pelo que ele é e representa individualmente.

Eu sou bastante crítico do Kojima e se fosse explicar detalhadamente os motivos, precisaria de umas três paginas aqui... Mas MGS 2 é o ponto alto, a magnum opus do Kojima não como game designer, mas como pensador. Claro, o jogo sofre com a jogabilidade ruim que foi marca da série entre o primeiro Solid e Ground Zeroes, sofre da dificuldade que o Kojima tem em ser sucinto e escrever 400 linhas de texto pra dizer algo que não tem qualquer relevância ao plot (nem ao desenvolvimento de personagem nem ao worldbuilding), mas em compensação, a ideia, o conceito, e principalmente a forma com a qual MGS 2 foi construído, faz dele um jogo único.

Se você jogar todos os Metal Gear, desde o primeiro até o Phantom Pain, o único jogo que vai parecer um estranho no ninho é MGS 2. E isso acontece pq ele é mais que só um jogo. Na verdade, em boa parte de MGS 2, Kojima fez com que o "jogo" em MGS 2 fosse outro, não o jogo no sentido que normalmente se entende, mas algo bem mais profundo do que apertar botões, ler texto, interagir com itens, personagem e cenários.

Esse vídeo (em inglês), do ótimo George Weidman (SuperBunnyHop), analisa MGS 2 de uma forma totalmente diferente do que a gente entende por analise de um jogo... O que faz sentido ja que MGS 2, é algo alem de um jogo.

 


Mensagens
4.917
Curtidas
1.792
Pontos
269
#2
A edge ja fez uma excelente materia sobre mgs2 e como ele e a frente do seu tempo em ideias

E que a historia so envelheceu bem, sobre o controle e o lixo digital, e que as historias dos dias de hj, por sua falta de ambicao e qualidade, enaltecem ainda mais a ambiciosa historia de mgs2

Um jogaco, tb acho a historia mais foda, nao a mais wmocionate ( mgs3) mas com certeza a mais critica, mais pensante

Claro que o povo homer simpson da epoca, que alias curte os uncharted da vida, nao tiveram a capacidade de enxergar isso e ficaram de mimimi " quero jogar com o snake"


A historia vai muito alem
 


Darkx1

Bam-bam-bam
Mensagens
9.144
Curtidas
20.772
Pontos
344
#9
Eu me lembro que houve uma entrevista que ele falou que ele queria que esse game fosse do jogador jogando ao lado do Snake. Eu gosto desse jogo, as mecanicas dele são bem melhores que a maioria dos stealths da época.
 

razorkaos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.229
Curtidas
27.222
Pontos
563
#10
Verei depois...

Mas o V não tem salvação, é nítido que falta coisa. O 2 até vai.
Sim, o problema do corte de conteúdo e jogo não terminado é algo que infelizmente comprometeu o que poderia ter sido o melhor MGS de todos.

O lance de ser "compreensível" vc não gostar do V, ja que não gostou do 2, é que se certa forma ele faz algo que o 2 fez, ainda que em menor escala, e de uma forma diferente, mas ainda mais previsivel (o @Pingu77 sabe do que eu to falando, ja que eu descobri o que era o plot twist do jogo antes dele lançar).
 

Acir M

One-Above-All
VIP
Mensagens
7.108
Curtidas
11.246
Pontos
364
#11
Sim, o problema do corte de conteúdo e jogo não terminado é algo que infelizmente comprometeu o que poderia ter sido o melhor MGS de todos.

O lance de ser "compreensível" vc não gostar do V, ja que não gostou do 2, é que se certa forma ele faz algo que o 2 fez, ainda que em menor escala, e de uma forma diferente, mas ainda mais previsivel (o @Pingu77 sabe do que eu to falando, ja que eu descobri o que era o plot twist do jogo antes dele lançar).
Não é que eu "não goste" do 2. Mas até a chegada do V, para mim ele era o pior dos melhores entendeu?

O 1 e o 3 são jogos épicos. O 1 é epicidade do começo ao fim, o 3 tem a Boss. O 4 aquela luta com o Ocelot e a parte que ele se arrasta no corredor de Micro-ondas.

Me fala uma cena do 2 que seja tão marcante quanto essas duas. Simplesmente por isso para mim o 2 fica aquém dos outros. Agora o 5 é um excelente jogo, mas um péssimo metal-gear. O plot final foi legal, mas do que adianta se o restante foi mal desenvolvido? Só a Quiet salva.
 
Mensagens
607
Curtidas
740
Pontos
143
#13
Sempre quis jogar, mas sempre deixava pra depois. No ano que vem com certeza eu vou jogar.. Inclusive eu não joguei o 5 depois do prólogo pra zerar o 2, 3 e 4 algum dia.
 

razorkaos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.229
Curtidas
27.222
Pontos
563
#14
Não é que eu "não goste" do 2. Mas até a chegada do V, para mim ele era o pior dos melhores entendeu?

O 1 e o 3 são jogos épicos. O 1 é epicidade do começo ao fim, o 3 tem a Boss. O 4 aquela luta com o Ocelot e a parte que ele se arrasta no corredor de Micro-ondas.

Me fala uma cena do 2 que seja tão marcante quanto essas duas. Simplesmente por isso para mim o 2 fica aquém dos outros. Agora o 5 é um excelente jogo, mas um péssimo metal-gear. O plot final foi legal, mas do que adianta se o restante foi mal desenvolvido? Só a Quiet salva.
"Se você jogar todos os Metal Gear, desde o primeiro até o Phantom Pain, o único jogo que vai parecer um estranho no ninho é MGS 2. E isso acontece pq ele é mais que só um jogo. Na verdade, em boa parte de MGS 2, Kojima fez com que o "jogo" em MGS 2 fosse outro, não o jogo no sentido que normalmente se entende, mas algo bem mais profundo do que apertar botões, ler texto, interagir com itens, personagem e cenários."

Sobre o 2, é exatamente o modo de enxergar ele como jogo, que não deixa que vc o veja como o "jogo" que ele é. É confuso e complexo sim, mas pense no MGS2 como um experimento que usa a mídia chamada videogame como plataforma, e nao como mais um jogo entre todos os outros que foram lançados.

Foi por isso que eu disse que o jogo tem problemas. Como jogo, no sentido comum de entender a coisa, ele não é perfeito. É o jogo que ele faz e no qual se torna, que faz ele ser o que é.
 

GFOLDSCHOOL

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.891
Curtidas
16.932
Pontos
553
#15
ATÉ QUE ENFIM!

A repercussão que MGS2 causou,prova mais uma vez que quase todo mundo só gosta de personagem "fodão",independente se seja bom ou não.
Teve muita gente na época,e até hoje,que simplesmente diz "o jogo é ruim" apenas pelo fato de você jogar com o personagem Raiden na maior parte do jogo.

Eu,sinceramente,acho MGS2 um dos melhores jogos de todos os tempos.
Mas deixando à parte esse lado "não literal" (vou assistir o vídeo depois),ele é muito foda também:
O game design e toda a parte temática (história,ambientação) são muito bem modelados,pqp.
Toda hora o jogo te coloca numas situações inusitadas,seja por meio do gameplay ou tentando ligar aspectos da história.
Dá até para analisar o jogo como uma reinterpretação do MGS1,de certo modo.

Enfim,é um jogo excelente,e pegando fatores externos,uma obra excelente também.
 

Acir M

One-Above-All
VIP
Mensagens
7.108
Curtidas
11.246
Pontos
364
#16
"Se você jogar todos os Metal Gear, desde o primeiro até o Phantom Pain, o único jogo que vai parecer um estranho no ninho é MGS 2. E isso acontece pq ele é mais que só um jogo. Na verdade, em boa parte de MGS 2, Kojima fez com que o "jogo" em MGS 2 fosse outro, não o jogo no sentido que normalmente se entende, mas algo bem mais profundo do que apertar botões, ler texto, interagir com itens, personagem e cenários."

Sobre o 2, é exatamente o modo de enxergar ele como jogo, que não deixa que vc o veja como o "jogo" que ele é. É confuso e complexo sim, mas pense no MGS2 como um experimento que usa a mídia chamada videogame como plataforma, e nao como mais um jogo entre todos os outros que foram lançados.

Foi por isso que eu disse que o jogo tem problemas. Como jogo, no sentido comum de entender a coisa, ele não é perfeito. É o jogo que ele faz e no qual se torna, que faz ele ser o que é.
Que ele é único não tenho duvidas aquele cenário político e tudo mais.

Mas é isso mesmo que vc disse, ele é um estranho no ninho. Ele é bom do seu próprio modo, mas se vc comparar os outros 3 jogos (incluindo o peace walker) da pra ver que a pegada dele é diferente.

Eu gosto do estilo mais tradicional e "galhofa" dos MGS. Por isso o 2 fica em penúltimo na minha lista de melhores MGS.
 

razorkaos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.229
Curtidas
27.222
Pontos
563
#17
ATÉ QUE ENFIM!

A repercussão que MGS2 causou,prova mais uma vez que quase todo mundo só gosta de personagem "fodão",independente se seja bom ou não.
Teve muita gente na época,e até hoje,que simplesmente diz "o jogo é ruim" apenas pelo fato de você jogar com o personagem Raiden na maior parte do jogo.

Eu,sinceramente,acho MGS2 um dos melhores jogos de todos os tempos.
Mas deixando à parte esse lado "não literal" (vou assistir o vídeo depois),ele é muito foda também:
O game design e toda a parte temática (história,ambientação) são muito bem modelados,pqp.
Toda hora o jogo te coloca numas situações inusitadas,seja por meio do gameplay ou tentando ligar aspectos da história.
Dá até para analisar o jogo como uma reinterpretação do MGS1,de certo modo.

Enfim,é um jogo excelente,e pegando fatores externos,uma obra excelente também.
Vc vai adorar o vídeo (também) pelo motivo negritado.
 
Mensagens
1.728
Curtidas
3.872
Pontos
303
#19
Esse jogo me faz pensar até onde a história pode interferir em um jogo.

Quem sabe esse jogo poderia trazer muito mais elementos para a jogabilidade da série, mas ficou preso por causa da história que tinha que ser contada, mas se tivesse mexido muito no gameplay, a história, que é o ponto alto do jogo, ia ficar comprometida...

No fim acho que depende um pouco o que cada um prefere de um jogo e as experiências que consegue tirar dele.

Ah, e já tinha visto esse vídeo, ele tem outros da série Metal Gear, nesse mesmo formato, são bem interessantes.
 

Suordi

Bam-bam-bam
Mensagens
7.478
Curtidas
8.118
Pontos
419
#21
Ainda não assisti ao vídeo, mas vou compartilhar um trecho de um artigo sobre como MGS2 praticamente previu o algoritmo do Facebook:

Towards the end of the game, there's an extraordinary conversation in which the motivations of the Patriots are revealed, along with their disturbing ideas on the effects of mass culture and social media on the people.

"But in the current, digitized world, trivial information is accumulating every second, preserved in all its triteness. Never fading, always accessible," says Campbell, now revealed as an AI.

"Rumours about petty issues, misinterpretations, slander..." continues Rose.

"All this junk data preserved in an unfiltered state, growing at an alarming rate. It will only slow the rate of progress, reduce the rate of evolution," says Campbell.

And then Rose says, "Everyone withdraws into their own small gated community, afraid of a larger forum. They stay inside their little ponds, leaking whatever 'truth' suits them into the growing cesspool of society at large." Somehow, it'd foreseen the effect of Facebook's algorithmically curated newsfeed long before even MySpace was invented.

It's not that Metal Gear Solid 2 offers any particular answers to today’s post-truth world. But this transcendent, bizarre, base, confusing, funny, rambling, rich, ridiculous, self-indulgent, and deeply generous game can still hold a mirror up to it. 15 years later, it still has us talking.
Para quem não sabe, o Facebook tenta aprender aquilo que você gosta e mostrar mais daquilo, ocultando conteúdo que o usuário não gostaria de ver e criando uma espécie de "bolha de informação".

O artigo completo: http://www.glixel.com/news/how-metal-gear-solid-2-foretold-our-post-truth-future-w450225
 
Mensagens
732
Curtidas
1.659
Pontos
174
#28
O Kojima previu com bastante grau de acerto a cultura internética dos dias de hoje. Memes idiotas se espalhando sem controle, boatos e notícias falsas se disseminando e muitas vezes se sobrepondo às verdades e informações mais relevantes. As vezes até me pergunto se a intenção de controle do fluxo da informação proposta pelos antagonistas do jogo realmente seria de todo o mal. Pra mim é um Metal Gear que vai subindo no meu conceito a cada dia que passa.
 
Ultima Edição:

7 outros

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
34.621
Curtidas
55.063
Pontos
849
#29
Vc pode discutir quem pegou em quem, mas a viadagem corre solta nesse jogo.

Ratinho ficaria orgulhoso. :klol
Po uma boa é jogar o game ao invés de repetir o que viu escrito por ai, essas paradas que você ta escrevendo não tão fazendo sentido pra quem jogou ele.

Daqui a pouco tu vai querer justificar usando uma SS de quando o Raiden foge pelado da prisão.
 

matroska

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.547
Curtidas
12.686
Pontos
674
#35
Não é que eu "não goste" do 2. Mas até a chegada do V, para mim ele era o pior dos melhores entendeu?

O 1 e o 3 são jogos épicos. O 1 é epicidade do começo ao fim, o 3 tem a Boss. O 4 aquela luta com o Ocelot e a parte que ele se arrasta no corredor de Micro-ondas.

Me fala uma cena do 2 que seja tão marcante quanto essas duas. Simplesmente por isso para mim o 2 fica aquém dos outros. Agora o 5 é um excelente jogo, mas um péssimo metal-gear. O plot final foi legal, mas do que adianta se o restante foi mal desenvolvido? Só a Quiet salva.
No Metal Gear 2 além da falta de epicidade, a batalha contra os chefes não tem graça.

No Metal Gear 1 e 3 temos lutas muito legais contra chefes e momentos épicos.
Enfrentar o Ninja, A sniper Wolf, psicho Mantis e o Loquid foi foda demais.

No Metal Gear 3 enfrentar the pain, the End e the boss tb foi muito épico. Além da cena de perseguição da moto foi muito foda.

No Metal Gear 2 não tem uma luta contra chefe legal. Mas repito uma única luta marcante essa porra não tem. Quem parecia interessante era a fortune mas ela morre sem você enfrentar ela.
 

Topo