O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[Oficial] Welcome Refugees =] Saiba o que está Acontecendo na Europa e no Mundo



arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353
Nuremberg: Migrantes empurram 3 Alemães de 16 anos nos trilhos do Trem, 2 deles morrem atropelados. A mídia tenta esconder o ocorrido.



https://voiceofeurope.com/2019/02/migrants-pushed-three-16-year-old-germans-in-front-of-train-mainstream-media-covered-up-the-murders/?fbclid=IwAR3fRG9IANtT6Qk7zipk4U1wTbLrJaiiQ5oprX7tLTAP2WnPJB_hMvouaaU


------------------

Um Sírio e um Grego se desentendem e empurram 3 adolescentes nos trilhos do trem. Dois deles morrem esmagados nos trilhos, e a mídia NÃO DÁ UM PIO.
 

arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353


Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.923
Reações
43.904
Pontos
553
Os italianos e alemães se entenderam no sul do Brasil...
Os japoneses se integraram bem em São Paulo e demais regiões do Brasil.
Na verdade, o multiculturalismo não é algo essencialmente ruim.
O Brasil é um país multicultural.
Os problemas acontecem quando não há vontade de integração dos representantes de uma cultura (muçulmanos na Europa) e os usos e costumes dessa cultura são contrários aos princípios básicos da sociedade (respeito, ética, igualdade, entre outros).
É o que eu digo em quase todo Wall of Text, nós queremos mulheres sendo tratadas iguais homens são (sem cobranças a mais, mas tbm sem direitos a mais), pessoas de diferentes raças sendo tratadas iguais (idem, inclusive com racistas sendo punidos se prejudicarem outros, mas racistas de qualquer lado) e, da mesma forma, imigrantes sendo tratados iguais.

Aí que tá, se um imigrante chega na sua terra e começa a matar cachorros doa outros porque a religião dele não gosta de cachorros tem que ser preso e pagar pela morte do animal como qualquer nativo.

Se na terra dele se arranca o clitóris da mulher, se na terra dele pode-se estuprar mulher que se veste de forma errada, se na terra dele se agride quem fala algo X, não tem que se passar pano.

Assim como não passamos prós imigrantes que chegaram 100 anos atrás.

Quando japoneses começaram a matar japoneses aqui no Brasil, ninguém disse "ah, é a cultura deles!". E estamos falando do Brasil!

Incrível é ver estuprador com galera protestando pra não ser extraditado pra seu país, ver gangue de bandido não sendo desbaratada porque a polícia não quer parecer racista, ver um cidadão ser preso porque disse que um espancador de mulheres era imigrante e o imigrante que espancou a mulher ser solto...

Ops, me extendi de novo.

Mas o recado é esse.
 

Crystal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.036
Reações
11.151
Pontos
729
No Brasil não iam durar uma semana.
Pau come aqui nesses barbudos pedófilos

Sent from my Mi A1 using Tapatalk
 

Edhuardo0026

Supra-sumo
Mensagens
514
Reações
1.120
Pontos
173
É o que eu digo em quase todo Wall of Text, nós queremos mulheres sendo tratadas iguais homens são (sem cobranças a mais, mas tbm sem direitos a mais), pessoas de diferentes raças sendo tratadas iguais (idem, inclusive com racistas sendo punidos se prejudicarem outros, mas racistas de qualquer lado) e, da mesma forma, imigrantes sendo tratados iguais.

Aí que tá, se um imigrante chega na sua terra e começa a matar cachorros doa outros porque a religião dele não gosta de cachorros tem que ser preso e pagar pela morte do animal como qualquer nativo.

Se na terra dele se arranca o clitóris da mulher, se na terra dele pode-se estuprar mulher que se veste de forma errada, se na terra dele se agride quem fala algo X, não tem que se passar pano.

Assim como não passamos prós imigrantes que chegaram 100 anos atrás.

Quando japoneses começaram a matar japoneses aqui no Brasil, ninguém disse "ah, é a cultura deles!". E estamos falando do Brasil!

Incrível é ver estuprador com galera protestando pra não ser extraditado pra seu país, ver gangue de bandido não sendo desbaratada porque a polícia não quer parecer racista, ver um cidadão ser preso porque disse que um espancador de mulheres era imigrante e o imigrante que espancou a mulher ser solto...

Ops, me extendi de novo.

Mas o recado é esse.
Concordo em número, gênero e grau.
Fico puto de ver movimentos "Pró-Imigração desenfreada" em países europeus e nos EUA...

Eu sei que no meio disso tudo tem as pessoas de bem e crianças que só querem um refugio ou um lugar melhor para viverem em paz e a Mídia muitas vezes usa desse artificio para comover a opinião publica mundial de que deve-se abrir as portas para TODOS os imigrantes...

Mas sou a favor de que sim os países tem que ter controles bem rígidos de imigração...

E o que me deixa mais puto é ver que quando o País deixa suas portas abertas para migração (França e Suécia) ao invés do migrante adpatar-se e respeitar as leis e a cultura local é o contrário que acontece, sendo o estado que tem que prover "benefícios" para os novos povos...
 

constatine

Bam-bam-bam
Mensagens
3.785
Reações
17.903
Pontos
294
UM EM CADA QUATRO LONDRINOS TESTEMUNHA APOIO AO EXTREMISMO


Um em cada quatro londrinos testemunhou apoio ao extremismo , de acordo com uma pesquisa feita para o gabinete do prefeito.
A pesquisa indicou que 25% dos londrinos testemunharam pessoalmente a opinião de “promover, endossar ou apoiar o extremismo”, relatou o The Independent .
A pesquisa também indicou que quase dois terços dos londrinos não saberiam como buscar apoio em relação às preocupações com o terrorismo. Menos de 25% disseram que conseguiram identificar os sinais de extremismo.

Falando a sobreviventes de ataques terroristas, líderes religiosos e ativistas da contra-radicalização, o prefeito de Londres Sadiq Khan disse: Está claro que nossa capacidade como país para combater a radicalização e extremismo violento simplesmente não é boa o suficiente, e isso está colocando nossa segurança em risco.”
Khan assumiu a responsabilidade por esse estado de coisas, acrescentando: “Eu não acho que há coisas como comunidades difíceis de alcançar, há dificuldades em chegar ao governo e precisamos fazer um trabalho muito melhor para garantir que nos envolvamos com todos os londrinos“.
Ele pediu uma “avaliação completa e franca” do programa de contra-radicalização existente, incluindo o principal programa do governo, Prevent, dizendo que precisava ser reformulado.

Esse programa tem sido criticado pelos muçulmanos que se sentem alvos dele. Outros dizem que define o nível em níveis que são muito baixos para serem efetivos. Uma revisão do programa pelo governo está programada para começar em seis meses.
Khan disse que 18 conspirações terroristas foram frustradas apenas no ano passado.

Todos os dias, a ameaça real e constante do extremismo violento pesa em todas as nossas mentes“, acrescentou. “A melhor maneira de honrarmos aqueles que perdemos não é apenas garantir que defendamos e valorizamos os valores que os extremistas mais odeiam – democracia, justiça, igualdade e abertura para com os outros -, mas melhorar muito o enraizamento daqueles que procuram espalhar esses valores e ideologias vis. ”

Conforme reconhecido pelo Clarion Project e nosso novo programa, Prevenindo o Extremismo Violento , Khan falou sobre a necessidade de interromper o processo de radicalização antes que as pessoas fiquem “no caminho certo“.
Kahn observou corretamente:
“Se você olhar para os caminhos de radicalização dos extremistas de extrema direita, eles são muito semelhantes aos caminhos de radicalização dos grupos islâmicos. As pessoas não têm um senso de pertencer, estão preocupadas com o outro, tendo um sentimento de queixa. E então alguém vem, geralmente alguém que é carismático, que o desvia para as visões frequentemente niilistas que eles têm como a solução … as pessoas estão sendo radicalizadas e cuidadas em seus quartos pela internet. ”
https://clarionproject.org/one-in-four-londoners-witness-support-for-extremism/
https://www.independent.co.uk/news/uk/home-news/terror-attacks-uk-extremism-isis-farright-london-witness-sadiq-khan-a8759216.html





Testemunha de Jeová é condenado à prisão na Rússia por extremismo
Seguidores da religião foram considerados extremistas pela Suprema Corte russa


MOSCOU - Um tribunal da Rússia considerou um membro dinamarquês das Testemunhas de Jeová culpado de organizar atividades de uma organização extremista proibida e o condenou a 6 anos de prisão, nesta quarta-feira, 6, um caso que governos ocidentais veem como um teste para a liberdade religiosa.

Policiais armados detiveram Dennis Christensen, um empreiteiro de 46 anos, em maio de 2017 durante uma prece coletiva em Oryol, cerca de 320 quilômetros ao sul de Moscou, depois de uma corte da região proibir a atuação das Testemunhas de Jeová um ano antes.

Mais tarde, a Suprema Corte russa designou o grupo como uma organização “extremista” e ordenou que ele parasse de atuar no país, e a detenção de Christiansen, a primeira prisão de uma Testemunha de Jeová ligada ao extremismo na Rússia, prenunciou dezenas de casos semelhantes.
Um tribunal de Oryol condenou Christiansen nesta quarta-feira depois de um longo julgamento, disseram seu advogado, sua mulher e um porta-voz das Testemunhas de Jeová à agência Reuters.
Christiansen se declarou inocente, dizendo que só estava praticando sua religião, algo que disse ser legal perante a Constituição russa, que garante a liberdade de se praticar qualquer religião ou nenhuma.

Sediadas nos Estados Unidos, as Testemunhas de Jeová estão sob pressão há anos na Rússia, cuja Igreja Ortodoxa é predominante e tem o endosso do presidente Vladimir Putin. Estudiosos ortodoxos os retratam como uma seita estrangeira perigosa que corrói as instituições estatais e os valores tradicionais, alegações que o grupo rejeita. / REUTERS
https://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,russia-condena-membro-das-testemunhas-de-jeova-a-6-anos-de-prisao,70002710238
 

arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353
POLÍCIA ALEMÃ ESCONDE FATOS SOBRE ESTATÍSTICAS DOS CRIMES DE IMIGRANTES “PARA PRESERVAR A PAZ CIVIL”



O jornal alemão Hannoversche Allgemeine recentemente levantou a questão se as estatísticas de crimes violentos são ajustadas no país.

Um policial do estado é citado dizendo: “Não há mentira, nada é silenciado, mas as coisas são deliberadamente deixadas de fora.” “Há ordens para usar nossa latitude de interpretação para preservar a paz civil”.

O jornalista Dieter Wonka encontrou-se com o policial e agora ele sabe especificamente como as estatísticas são ajustadas.

Em um curto clipe de vídeo, ele afirma o seguinte: “Não há instruções escritas para falsificar as estatísticas. Há certos termos, por exemplo, crimes de honra ou ofensas sexuais, que, se possível, não devem aparecer nos relatórios. ” No caso desses termos aparecerem nos relatórios da polícia, pelo que entendi, o chefe de polícia fará uma nota por escrito sobre o relatório que diz: ‘Por favor, reveja isso’”.

Este é um sinal para alertar o policial que escreveu o relatório para remover certos termos que são provocativos e podem ter uma influência negativa nas estatísticas. Nestas estatísticas você encontrará o termo agressão em vez de agressão sexual sem qualquer especificação adicional.

Isso significa que as acumulações estatísticas são pesadas de forma diferente e apresentadas de forma diferente, como o que os insights claros em detalhes revelariam”.

Imagem e informações Voice of Europe
https://ecoandoavozdosmartires.files.wordpress.com/2019/02/aa1-6.jpg?w=672&h=372&crop=1

-------------------

Inclusive ataques sexuais.

O governo claramente trabalhando contra o próprio povo. Por isso que a AFD lá está crescendo assustadoramente.
 

arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353
NOVOS CASOS DE VIOLAÇÃO DE CRIANÇAS REVELADOS NA FINLÂNDIA – PRESIDENTE DIZ QUE OS REQUERENTES DE ASILO TROUXERAM O MAL COM ELES



Vários casos de estupro e abuso de crianças, com perpetradores estrangeiros, foram revelados em Oulu, no norte da Finlândia, desde o último outono, informou Fria Tider.

A polícia está investigando outros quatro casos com meninas menores de 15 anos, onde três perpetradores de origem estrangeira foram presos suspeitos de estupro e abuso sexual grave de crianças.

Em todos os casos, os suspeitos têm antecedentes como refugiados ou requerentes de asilo.
E agora a polícia em Helsinque prendeu vários migrantes suspeitos de estupro grave e abuso sexual grave de crianças. Os crimes foram cometidos nos últimos dois meses.

Nenhum link direto com os casos em Oulu é conhecido atualmente.

O primeiro-ministro da Finlândia, Juha Sipilä, escreveu no Twitter: “Como resultado dos eventos desumanos e repreensíveis em Oulu e Helsinque, o governo se reunirá na próxima semana nas negociações tanto na terça quanto na sexta-feira.

É insuportável que as pessoas que pediram e até receberam asilo trouxeram esse mal e causaram insegurança aqui“, disse o presidente do país, Sauli Niinistö, em um comunicado.

A polícia de Helsínquia salienta a importância de os pais informarem os seus filhos para serem cautelosos nas redes sociais, onde os violadores estrangeiros encontram as suas vítimas.

Com imagem e informações Voice of Europe

https://ecoandoavozdosmartires.wordpress.com/2019/01/20/novos-casos-de-violacao-de-criancas-revelados-na-finlandia-presidente-diz-que-os-requerentes-de-asilo-trouxeram-o-mal-com-eles/

------------------

MIGRANTES BANIDOS DE ESCOLAS E CRECHES FINLANDESAS DEPOIS DE VÁRIOS CASOS DE ESTUPRO EM CRIANÇAS



O município finlandês de Oulu anuncia que os migrantes não podem mais visitar escolas e creches.

A razão é que os pais se queixaram das chamadas visitas de integração e se preocupam com seus filhos depois da recente onda de estupro contra jovens garotas.

Segundo a polícia finlandesa, os alegados autores são migrantes do sexo masculino que vieram para o país nos últimos anos e a maioria das vítimas de violação são adolescentes com menos de 15 anos.

Um dos lugares que a mídia destacou em conexão com a onda de estupro é o município de Oulu, na Ostrobótnia do Norte. Em Oulu, a polícia está investigando pelo menos dez migrantes por crimes sexuais graves contra meninas de até dez anos.

Como resultado, os pais se queixaram e expressaram preocupação sobre como o município pode permitir que o projeto de integração ESIKOTO continue.

O ESIKOTO é um experimento de integração onde os migrantes visitam escolas e creches para aprender mais sobre a sociedade através de aulas e grupos de estudo. Também é suposto que visa promover o multiculturalismo.

No entanto, agora a liderança municipal escolhe atender o pedido dos pais e encerrar o projeto de integração.

Mika Penttilä, responsável pela educação e cultura no município, confirma que, juntamente com os organizadores do projeto, decidiram que não haverá mais visitas.

Recentemente, relatos da mídia sobre crimes sexuais também revelaram novas estatísticas criminais no município de Oulu. Arto Karnaranta, vice-chefe de polícia, explica que as ofensas sexuais em apenas um ano – entre 2017 e 2018 – aumentaram em 20%.

Imagem e Informações Voice of Europe

https://ecoandoavozdosmartires.wordpress.com/2019/02/12/migrantes-banidos-de-escolas-e-creches-finlandesas-depois-de-varios-casos-de-estupro-em-criancas/

-----------------------------

Estupro de crianças e menores de 15 anos feita por "imigrantes". Sabemos quais imigrantes são. Os casos começaram e se tornaram tão frequentes que tiveram que banis eles do estabelecimento. Mas banir do país que é bom...

A mídia claro, nada.
 

arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353
Os 4 estágios da conquista islâmica

Por Civilus Defendus

ESTÁGIO 1: INVASÃO

Muçulmanos começam a imigrar para países não-muçulmanos frequentemente, e o início dos conflitos culturais já são visíveis, mesmo que na maior parte das vezes esses sejam sutis.

  • Primeira onda de imigração no país não-muçulmano.
  • Apelos para uma tolerância humanitária por parte da sociedade local.
  • Tentativas de descrever o islã como uma religião pacífica, e os muçulmanos como vítimas da ignorância e do racismo (mesmo o islã não sendo uma “raça”)
  • Alta taxa de natalidade nas famílias muçulmanas residentes no país que as recebeu causa o crescimento da população muçulmana.
  • Mesquitas são usadas para disseminar o islã e desmoralizar o país onde residem e sua cultura.
  • Pressões para a criminalização da “islamofobia” como discurso de ódio.
  • Apontamento de todo tipo de ação legal contra muçulmanos como uma suposta discriminação
  • São propostos “diálogos interreligiosos” para indoutrinar os não-muçulmanos.
Quantos países estão hoje sofrendo uma invasão muçulmana? Um? Cinco? Praticamente todos? As “lideranças” islâmicas da Irmandade Muçulmana e de outras organizações desejam acabar com a soberania de todos os países e substituí-las com a imposição global da Sharia, a lei islâmica. A Sharia, baseada no Alcorão, na Sira e no Hádice, condena a liberdade e o estado democrático de direito, sendo portanto incompatível com as leis de todos os países ocidentais, como o autor e historiador Serge Trifkovic afirma:

“A recusa das elites ocidentais em proteger seus países da invasão jihadista é a maior traição da história”.
ESTÁGIO 2: CONSOLIDAÇÃO DO PODER

Muçulmanos imigrantes e nativos convertidos continuam a exigir mais e mais assistência estatal: emprego, educação, serviços sociais, financiamentos e benefícios legais.

  • O proselitismo cresce: estabelecimento e admissão de células jihadistas.
  • Dedicação na conversão dos segmentos alienados da sociedade para o islã.
  • Esforços revisionistas são empregados para islamizar a história.
  • Empenho na destruição das evidências históricas que revelam a verdade sobre o islã.
  • Intensificação da propaganda anti-ocidental e da guerra psicológica.
  • Busca por alianças com os que compartilham dos mesmos objetivos (comunistas, anarquistas).
  • Tentativas de indoutrinar as crianças com a cosmovisão islâmica.
  • Intensificação dos esforços para intimidar, calar e eliminar os não-muçulmanos.
  • Pressão para a criação de leis contra a “islamofobia” e a blasfêmia para calar os críticos.
  • Foco contínuo no crescimento da população muçulmana via reprodução e imigração.
  • Uso de ONG’s para atrair patrocinadores e financiar a jihad.
  • Esforços são empregados para converter os cidadãos nativos e assim causar a destruição da sociedade local a partir de dentro.
  • Criação de bases políticas muçulmanas na sociedade não-muçulmana.
  • Redes islâmicas de financiamento sustentam o crescimento político e financiam a aquisição de terras.
  • Ostensivos assassinatos de críticos, com objetivo de intimidar oposição.
  • Tolerância com os não-muçulmanos diminui.
  • Aumento das reivindicações para adoção de condutas estritamente islâmicas
  • Criação de arsenais clandestinos reunindo armas e explosivos
  • Ostensiva rejeição e desconsideração da cultura e do sistema legal do país não-muçulmano
  • Esforços voltados para o enfraquecimento e para a destruição dos pilares de sustentação das religiões não-muçulmanas, em especial os do judaísmo e do cristianismo.
Não é óbvio que existe uma tendência aqui? Theo van Gogh assassinado na Holanda por “insultar” o islã; apelos por parte da Organização das Conferências Islâmicas para a criação de leis “anti-blasfêmia” nos países da ONU; França volta e meia atacada por “jovens” (leia-se muçulmanos); ódio perpetrado contra cristãos, judeus, hindus e budistas; aumento do número de assassinatos em nome da (des-)honra… negação do holocausto… anti-semitismo… a fraude é um dos princípios do islã. A tendência que vemos em tudo isso é ascensão da intolerância islâmica e da jihad cultural silenciosa para a recriação das sociedades locais conforme a Sharia, as destituindo de sua soberania e substituindo-a pela lei islâmica, que condena todo o tipo de liberdade terrena e individual, rejeitando por extensão o convívio pacífico entre as religiões, a igualdade entre os sexos e ideia de soberania nacional fora da esfera de influência islâmica (doutrina Dar al-islam).

ESTÁGIO 3: GUERRA ABERTA CONTRA AS LIDERANÇAS E A CULTURA

A violência é usada como instrumento para imposição da Sharia e das restrições culturais associadas a ela; cresce a rejeição ao governo local e a subjugação das outras religiões e costumes.

  • Ações intencionais para o enfraquecimento do governo e da cultura local.
  • Atos de barbaridade para intimidar os cidadãos e fomentar o medo e a subserviência.
  • Esforços, tanto visíveis como secretos, para causar o colapso econômico da sociedade.
  • Toda a oposição é confrontada e, então, erradicada ou calada.
  • Execução em massa de não-muçulmanos.
  • Limpeza étnica generalizada por parte das milícias islâmicas.
  • Rejeição e provocações à cultura e às leis seculares da sociedade local.
  • Assassinato dos intelectuais muçulmanos “moderados” que não apoiam a islamização.
  • Destruição de igrejas, sinagogas e outras instituições não-muçulmanas.
  • Mulheres têm seus direitos restringidos, de acordo com a Sharia.
  • Extermínio populacional em grande escala, assassinatos e bombardeios.
  • Deposição do governo e usurpação do poder político.
  • Imposição da Sharia.
O site www.thereligionofpeace.com mantém um registro do número de ataques violentos dos jihadistas da melhor forma que pode. O site lista mais de 14.000 ataques desde setembro de 2001, vale a visita. No entanto, acontece que é praticamente impossível estimar o número de ocorrências onde muçulmanos são ameaçados pelos seus próprios correligionários por não serem “muçulmanos o suficiente”, onde não-muçulmanos são intimidados e forçados a fazer o que os muçulmanos desejam, onde o restante da população está numa espiral de mortes pelo simples fato de não ser muçulmana em uma área predominantemente muçulmana. Cristãos, judeus, hindus, budistas, animistas e ateus convivem diariamente com a iminência da morte, com o confisco e a destruição de suas propriedades, com estupros, conversões forçadas, excessiva taxação (a jizya), escravidão, multidões furiosas e várias outras formas de (in-)justiças islâmicas nas mãos dos muçulmanos no Sudão, nas Filipinas, no Quênia, na Malásia, na Índia e em outros países, isso sem contar a “morte aos apóstatas” em todo o mundo.

ESTÁGIO 4: “TEOCRACIA” TOTALITÁRIA ISLÂMICA

O Islã se torna a única ideologia religiosa/política/judicial/cultural.

  • A Sharia se torna a “lei da terra”.
  • Todos os direitos humanos são anulados.
  • Escravidão e genocídio da população não-muçulmana.
  • A liberdade de expressão e a imprensa são erradicadas.
  • Todas as religiões, exceto o islã, são proibidas e aniquiladas.
  • Destruição de todas as evidências que apontem para a existência dos povos não-muçulmanos, sua cultura e seus símbolos (budas, casas de culto, obras de arte, etc).
A “Casa do Islã” (“paz”), ou Dar al-Islam, inclui aqueles países que se submeteram aos princípios islâmicos, e, portanto, à discriminatória lei Sharia, que condena a liberdade e desintegra a alma. O resto do mundo está na Casa da Guerra, Dar al-harb, pois esse não se submete a Sharia, e vive em uma condição de rebelião ou guerra com a vontade de “Alá”. Nenhum país não-muçulmano e seus cidadãos é “inocente”, sendo possíveis alvos de ataques enquanto não acreditarem em “Alá”. As pessoas cristãs, judias, coptas, hindus e zoroastrianas de todo o mundo tem sofrido subjugação por séculos. Os Dhimmis (súditos não-muçulmanos de um estado muçulmano) são proibidos de construir casas de culto e reparar as já existentes e, além de serem economicamente incapacitados pelos pesados impostos (jizya) e socialmente humilhados, sofrem com a discriminação legalizada, são tidos como alvos das autoridades que os consideram criminosos e geralmente são mantidos num permanente estado de fraqueza, medo e vulnerabilidade pelos governos islâmicos.

Deve-se destacar que as conversões forçadas (Egito) e a escravidão (Sudão) ainda são denunciadas. Homossexuais enforcados em praça pública no Irã, adolescentes forçadas a casar com homens mais velhos, apóstatas ameaçados de morte, rotineiros assassinatos em nome da “honra”, mulheres legalmente tratadas como cidadãs de segunda classe, ainda que os homens muçulmanos insistam em dizer que elas são “mais bem tratadas” em seus países do que no ocidente… Estas manifestações mais óbvias acabam tirando o foco de outras menos evidentes como a ausência de investigação intelectual nas ciências, reduzido âmbito de escrita, artes e música praticamente inexistentes, uso e abuso sexual de jovens e mulheres, e um descaso para com a satisfação pessoal, a busca pela felicidade e a admiração da realidade. Olhe nos olhos de uma menina de 12 anos recém-casada e veja a consequência da depravação moral gerada pelo islã.

Tradução: Direita Realista

http://tradutoresdedireita.org/os-4-estagios-da-conquista-islamica/?fbclid=IwAR0xrm7lnoIkThstczJZAwgqD6SKDq1WbiQ6-mZw6lx0bPm29aJ1MnND5HQ

-------------------------------------------------------------------------

Achei interessantíssimo este artigo.

A quem interessar as leitura.
 

arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353
Correio da UPS cancela as entregas nas "No-Go zones" por Vários Ataques aos Motoristas



Courier company UPS stopped delivering packages im the multicultural district of Rosengård in Malmö.

United Parcel Service Inc. started as a courier company in the United States in 1907 and has grown into a multi-billion dollar company. Every day, UPS handles goods, money and information in more than 200 countries and regions worldwide.

One area that currently does not receive packages is the multicultural district of Rosengård in Malmö.

https://voiceofeurope.com/2019/02/ups-stops-delivering-packages-to-swedish-no-go-zones-after-multiple-attacks-on-drivers/?fbclid=IwAR3u-uIx5fFemxrNx_kGjNCRvOABd1V6MrREQ43X3JpF4o0EWlvMicCvFsU

-----------------

Favelas na Suécia agora? :klol

No mais se fodam aí EUROS.
 

arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
5.844
Reações
20.334
Pontos
353
Em ano eleitoral, Soros fortalece mídia oposicionista na Polônia



Bilionário húngaro-americano apoia compra da segunda rádio do país por grupo de mídia oposicionista. Governo nacionalista de direita do PiS critica negócio como ameaça à pluralidade da imprensa.O grupo midiático polonês Agora, que detém o diário de maior circulação da Polônia, a Gazeta Wyborcza, assinou recentemente um acordo para comprar 40% da Eurozet, pelo correspondente a 30 milhões de euros, da Czech Media Invest (CMI), empresa sediada em Praga e que tem o bilionário tcheco Daniel Kretinsky entre seus proprietários.


-------------------

Agora esse velho maldito quer fuder com a Polônia também.
 

Tarvos

Bam-bam-bam
Mensagens
1.453
Reações
3.297
Pontos
304
Em ano eleitoral, Soros fortalece mídia oposicionista na Polônia



Bilionário húngaro-americano apoia compra da segunda rádio do país por grupo de mídia oposicionista. Governo nacionalista de direita do PiS critica negócio como ameaça à pluralidade da imprensa.O grupo midiático polonês Agora, que detém o diário de maior circulação da Polônia, a Gazeta Wyborcza, assinou recentemente um acordo para comprar 40% da Eurozet, pelo correspondente a 30 milhões de euros, da Czech Media Invest (CMI), empresa sediada em Praga e que tem o bilionário tcheco Daniel Kretinsky entre seus proprietários.


-------------------

Agora esse velho maldito quer fuder com a Polônia também.
"É tudo teoria da conspiração"

- Prafrentex usuário de maconha
 

Yusuke Urameshi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.429
Reações
12.949
Pontos
303
Em ano eleitoral, Soros fortalece mídia oposicionista na Polônia



Bilionário húngaro-americano apoia compra da segunda rádio do país por grupo de mídia oposicionista. Governo nacionalista de direita do PiS critica negócio como ameaça à pluralidade da imprensa.O grupo midiático polonês Agora, que detém o diário de maior circulação da Polônia, a Gazeta Wyborcza, assinou recentemente um acordo para comprar 40% da Eurozet, pelo correspondente a 30 milhões de euros, da Czech Media Invest (CMI), empresa sediada em Praga e que tem o bilionário tcheco Daniel Kretinsky entre seus proprietários.


-------------------

Agora esse velho maldito quer fuder com a Polônia também.
Ô Dona Morte, você não pode fazer um favor à humanidade e levar logo esse velho filho da puta ?...
 

Crystal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.036
Reações
11.151
Pontos
729
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

não tem como descrever melhor
 

Jhon titor

Bam-bam-bam
Mensagens
1.149
Reações
2.756
Pontos
283
Eu to ligado nisso.

Pior que se você fala isso o pessoal fala que é "teoria da conspiração". Cultura Européia (toda ela) está indo pro buraco.



:facepalm



Não mostrei nada meu caro, tem coisa 10x pior...
Vai chegar um ponto aonde a Europa oriental irá passar com folga a ocidental.
 
Topo