O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Problemas financeiros duríssimos.

♈he Øne

Bam-bam-bam
Mensagens
2.776
Reações
8.989
Pontos
303
Não tem segredo, se quiser fechar no azul ou gasta menos ou ganha mais.
Se não dá para cortar(Eu acredito que dê), mas ok; Tente ganhar mais. Procure trabalhar em buffets de noite ou final de semana ou outra coisa similar. E sobre uber, da uma conferida certinho, eu conheço bastante motorista de carro alugado que consegue um tirar um lucro satisfatório, senão me engano, o próprio uber da desconto em carro alugado com algumas empresas, e se precisar, tem um tópico de uber com vários motoristas aqui pode perguntar sobre algumas coisas. Eu não acho que seja impossível não ganhar dinheiro com carro alugado.
 


Willprf

Veterano
Mensagens
501
Reações
268
Pontos
124
Pensei nisso também cara. Pensei assim: se minha esposa pegar +1 consignado nós conseguimos pagar esse mês e o mês que vem dos cartões. Mas o problema é depois. Mesmo que não utilizemos mais o cartão, ainda temos parcelas em aberto, certo? Vamos supor que seja R$800,00. Como conciliar depois esses R$800,00 + o novo consignado que foi feito apenas para pagar o cartão e o cheque especial?

É aí que retorno lá no início da conta...


CARTÃO DE CRÉDITO​
R$ 800,00​

BILHETE ÚNICO​
R$ 420,00​

ÁGUA + LUZ + NET​
R$ 300,00​

CONDOMÍNIO​
R$ 400,00​

CELULARES​
R$ 85,00​

FINANCIAMENTO​
R$ 730,00​
Total de dívidas R$2735,00

Salário dela de R$1540,00 cairia para R$1390,00 (supondo que o novo empréstimo seja com parcelas de R$150,00)
E o meu salário R$1460,00

Total: R$2850,00 - R$2735,00 = R$115,00 faltando ainda a alimentação, higiene pessoal e produtos de limpeza.
Po irmão, acho que não tem conta pra fazer mesmo... não tem da onde tirar 800 conto pra pagar esse cartão ai não.

Larga de pagar o LIS e o cartão, deixa o banco chorar uns tempo até tu se reerguer. Pelo menos a sua esposa ainda terá o nome dela limpo.

Ai no final irá sobrar 1000 pila pra vocês 3 viverem, e era isso cara, aprender a administrar bem esses 1000 ai, se tirar a net vira 1100, e por ai vai. O condominio deve baixar uma hora também.

Edit: Na real 1000 era o que vocês sempre tiveram pra viver, porém caíram no conto mágico do "cartão do banco" e perderam um pouco a noção. 80% da população fica deslumbrado com crédito, nem esquenta.
 
Ultima Edição:

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
Eu sempre falo: se eu não consigo ajudar eu também não atrapalho e nem fico dando lição de moral até porque ninguém é perfeito. Se a renda dele é apertada que é o que acontece com a maioria dos brasileiros, situação de emprego tá péssimo e afins só faltam falar que pobre não pode ter filho por ser pobre.
ajuda já está pronta desde a página 3. De resto foi resistência "pq não posso" "assim não... não posso ficar sem minha net" . O q tinha q ser ajudado já foi. Cabe a ele acatar na medida do possível. Demais páginas ta servindo pra ele tentar contornar, ver se tem outro jeito o inevitável. Que são os cortes drásticos de custo sem ter q abrir mão do apê.

e cabe a discussão pro pessoal refletir e trocar idéia sobre como nós vivemos e cobramos dos outros o q deveria ser da conta de cada um. O user pode ser um caso de que tomou a decisão pq era o sonho dele, não pq foi condicionado, sei lá. Então não foi uma crítica direta a ele. Até posso concordar q foi mau timing ou q poderia ser abordado num tópico separado pra não parecer pessoal ou ataque direto ao OP

e sim.. tomei mto ovomaltine nos meus tempos de cortiço, aluguel em apartamento sem porteiro e segurança caindo aos pedaços em zona perigosa (pra quem conhece a região do Glicério perto da Sé e Liberdade) e com dívidas pq não tava dando conta pra pagar pré escola e primário
 

2345678

Ser evoluído
Mensagens
65
Reações
42
Pontos
18
Eu sempre falo: se eu não consigo ajudar eu também não atrapalho e nem fico dando lição de moral até porque ninguém é perfeito. Se a renda dele é apertada que é o que acontece com a maioria dos brasileiros, situação de emprego tá péssimo e afins só faltam falar que pobre não pode ter filho por ser pobre.
Por incrível que pareça já me disseram isso! Que pobre não pode ter filho, devem ter nascido tudo em berço de ouro né?

Pois meus pais eram pobres e tiveram 2 filhos, estão vivos para contar história. Hoje são separados, cada um com sua casa própria, meu pai com o carro dele. Bem, talvez se tivessem desistido quando a corda apertou lá atrás, não estariam tranquilos hoje. Vai entender o pensamento de alguns. Valeu pelo apoio!
 

Ataru

Bam-bam-bam
Mensagens
3.507
Reações
14.674
Pontos
303
Eu sempre falo: se eu não consigo ajudar eu também não atrapalho e nem fico dando lição de moral até porque ninguém é perfeito. Se a renda dele é apertada que é o que acontece com a maioria dos brasileiros, situação de emprego tá péssimo e afins só faltam falar que pobre não pode ter filho por ser pobre.
Existe uma grande diferença entre ser pobre e endividado. Se a pessoa é pobre mas tem condições de garantir o mínimo para sustentar uma criança, ótimo.

Não dá para julgar o cara por isso, mas não deixa de ser um agravante duríssimo na sua situação financeira. Rico ou pobre, a situação socioeconômica do país não é boa para ter filhos.
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
Mensagens
6.430
Reações
14.653
Pontos
348
No Brasil uma cultura já está estabelecida e dificilmente irá mudar: como é feita a precificação de produtos e serviços. Por culpa do sistema como um todo, tudo aqui é precificado não pelo que o produto vale, mas pela prestação que o individuo pode pagar. 99,99% da população brasileira recorre a financiamentos pra tudo: desde comprar imóveis e carros até comprar itens comuns, como celulares e sofás. Sabe aquela compra que você parcelou em 10x sem juros? Parabéns, você utilizou um financiamento!!

E sabe por que isso não vai mudar e se mudar um dia vai demorar? Simples: somos mortos de fome! Trabalhamos 153 dias/ano só pra pagar impostos e a renda mensal bruta de mais de 85% da população não chega a sequer 2000 reais. Em um país que você tem que pagar por educação, saúde, segurança e etc, como alguém vai construir algo nessa vida se não for recorrendo aos financiamentos com toda a problemática que isso acarreta?

Educação financeira é muito bom quando o dinheiro sobra. Quando não dá nem pro básico, é falácia ficar atirando pedras.
 


Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
Existe uma grande diferença entre ser pobre e endividado. Se a pessoa é pobre mas tem condições de garantir o mínimo para sustentar uma criança, ótimo.

Não dá para julgar o cara por isso, mas não deixa de ser um agravante duríssimo na sua situação financeira. Rico ou pobre, a situação socioeconômica do país não é boa para ter filhos.
exato. Do jeito q ta nem EU quero um agora. E se for o caso.. apenas UM se der conta ainda.. e minha situação não é ruim. O país q ta foda mesmo. Pra todos

agora vê se nego q só consegue enxergar luta de classes num tópico como esse consegue assimilar isso.
 

ganondorfan

Habitué da casa
Mensagens
132
Reações
260
Pontos
83
Em que país vocês vivem? Quem aqui comprou imóveis a vista, por favor levante a mão!
Levanto minha mão, incluo carro e demais itens de entretenimento.

Antes de me acusar de riqueza (neste país é quase crime), venho de família pobre (a nível de quase fome) e de escola pública.

É tudo uma questão de planejamento e de entender como o dinheiro funciona, eu já perdi a conta de gente da minha família dizendo coisas como "pobre só tem as coisas parcelando/financiando", "meu dinheiro não sobra, sou pobre", "se você não parcelar, você NUNCA vai ter suas coisas", "adulto de verdade tem dívida pra pagar no fim do mês" e mais um monte de baboseiras que dizem para justificar a má gerência do próprio dinheiro. Aí, quando alguém fala que não pode fazer alguma coisa por não ter dinheiro, estas mesmas pessoas apontam o dedo e falam "Nossa, você só pensa em dinheiro, de vez em quando tem que gastar, VIVER...", é o rabo balançando o cachorro e o mais espantoso é que estas pessoas não são predominantemente mal instruídas, conheço gente altamente escolarizada que é um verdadeiro desastre na vida financeira e na educação que passa para os filhos. Desgraça e entropia do patrimônio e uma vida de dificuldades passadas de geração em geração, viciosamente.

Existem casos na família da minha esposa de gente que ganha 10k líquido em cidade do interior (é muita grana pra duas pessoas viverem) e não tem nada (carro e casa financiada e dívidas pra bater com pau), tem caso de gente que tinha muita grana (gerente de banco a vida inteira) e hoje, aposentado, quando o pneu do carro fura os filhos tem de fazer vaquinha pra comprar outro senão quebra o orçamento, tadinho.

O pessoal acha que é falácia ou conversa macia, mas a grande verdade é que depende muito pouco do quanto se ganha, mas normalmente do quanto e de como se gasta.

Tem gente que consome todo recurso que produz, tem gente que não consegue deixar de viver para poupar ou não sabe a medida saudável dessa equação, já tem outros que conseguem enxergar os objetivos a longo prazo e deixam de torrar e abandonam os supérfluos para justamente não estarem nesse tipo de situação crítica. Uma hora a conta chega.

Quem pensa como pobre, sempre será pobre mesmo ganhando uma fortuna. Lí isso no livro do Robert Kiyosaki quando ainda fazia faculdade e, não consigo nem medir o tanto que esse tipo de alinhamento me ajudou ao longo da vida.

Continuo sendo pobre (extrato social), porém tenho minhas coisas e não devo um puto para ninguém nesse mundo.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
No Brasil uma cultura já está estabelecida e dificilmente irá mudar: como é feita a precificação de produtos e serviços. Por culpa do sistema como um todo, tudo aqui é precificado não pelo que o produto vale, mas pela prestação que o individuo pode pagar. 99,99% da população brasileira recorre a financiamentos pra tudo: desde comprar imóveis e carros até comprar itens comuns, como celulares e sofás. Sabe aquela compra que você parcelou em 10x sem juros? Parabéns, você utilizou um financiamento!!

E sabe por que isso não vai mudar e se mudar um dia vai demorar? Simples: somos mortos de fome! Trabalhamos 153 dias/ano só pra pagar impostos e a renda mensal bruta de mais de 85% da população não chega a sequer 2000 reais. Em um país que você tem que pagar por educação, saúde, segurança e etc, como alguém vai construir algo nessa vida se não for recorrendo aos financiamentos com toda a problemática que isso acarreta?

Educação financeira é muito bom quando o dinheiro sobra. Quando não dá nem pro básico, é falácia ficar atirando pedras.
cuidado com a patrulha do @TonTon.13 falando q vc ta dando lição de moral.. ja tomei bronca por post assim aqui
 

Summo

Bam-bam-bam
Mensagens
919
Reações
1.693
Pontos
204
Em que país vocês vivem? Quem aqui comprou imóveis a vista, por favor levante a mão!
Pois é, hahaha. Imóvel à vista, mesmo pro brasileiro que ganha bem, é basicamente uma missão impossível.

Eu consegui essa façanha (comprar imóvel a vista) porque tive a oportunidade de exercer um cargo de chefia na repartição que eu trabalhava, que literalmente triplicou meu salário, por um período de 3 anos (a pessoa que me nomeou se aposentaria ao fim desse período, e o novo chefe naturalmente nomearia alguém da confiança dele e eu retornaria ao cargo de origem, como efetivamente aconteceu). Como eu já tinha a ideia de comprar um apartamento, eu fechei o negócio na planta, paguei todas as intermediárias antecipadamente (evitando a correção pelo INCC) e economizei TODA a diferença entre o salário antigo e o novo - literalmente tirava da conta-corrente no dia do pagamento, pra não ter a tentação de gastar - para usar para quitar o saldo restante, na data da entrega, sem precisar financiar.

Poderia ter tido muitos luxos nesse período (e muita gente jogava isso na minha cara), viagens pro exterior (nunca tinha ido), coleções, estilo de vida de grã-fino, etc, mas fui firme na disciplina...
... e mesmo assim, no final do período, eu não tinha o suficiente pra quitar "na bucha" :kforever:kforever:kforever. Faltava uns 20%, e olha que o apartamento nem é de alto padrão, dos melhores bairros de BH. Qualidade média, área de lazer razoável, bairro classe média.

Eu teria que resolver fazendo um empréstimo pessoal ou financiar, mas tive sorte de poder contar com o bom e velho "Banco Pai", kkkkkkk. O velho me emprestou a grana e eu o paguei em 4 anos e meio, sem juros, correção, garantia, contrato, etc. Então, no papel, o pagamento foi a vista, mas na prática...

E isso porque meu salário é razoavelmente bom e minha esposa também não ganha mal. Ainda assim, se não fosse esse cargo de confiança e a ajudinha do meu pai, não teria como escapar do Banco.

Tem que ser MUITO bem de vida, mas MUITO mesmo, para comprar qualquer imóvel minimamente razoável a vista, sendo jovem ainda.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
Levanto minha mão, incluo carro e demais itens de entretenimento.

Antes de me acusar de riqueza (neste país é quase crime), venho de família pobre (a nível de quase fome) e de escola pública.

É tudo uma questão de planejamento e de entender como o dinheiro funciona, eu já perdi a conta de gente da minha família dizendo coisas como "pobre só tem as coisas parcelando/financiando", "meu dinheiro não sobra, sou pobre", "se você não parcelar, você NUNCA vai ter suas coisas", "adulto de verdade tem dívida pra pagar no fim do mês" e mais um monte de baboseiras que dizem para justificar a má gerência do próprio dinheiro. Aí, quando alguém fala que não pode fazer alguma coisa por não ter dinheiro, estas mesmas pessoas apontam o dedo e falam "Nossa, você só pensa em dinheiro, de vez em quando tem que gastar, VIVER...", é o rabo balançando o cachorro e o mais espantoso é que estas pessoas não são predominantemente mal instruídas, conheço gente altamente escolarizada que é um verdadeiro desastre na vida financeira e na educação que passa para os filhos. Desgraça e entropia do patrimônio e uma vida de dificuldades passadas de geração em geração, viciosamente.

Existem casos na família da minha esposa de gente que ganha 10k líquido em cidade do interior (é muita grana pra duas pessoas viverem) e não tem nada (carro e casa financiada e dívidas pra bater com pau), tem caso de gente que tinha muita grana (gerente de banco a vida inteira) e hoje, aposentado, quando o pneu do carro fura os filhos tem de fazer vaquinha pra comprar outro senão quebra o orçamento, tadinho.

O pessoal acha que é falácia ou conversa macia, mas a grande verdade é que depende muito pouco do quanto se ganha, mas normalmente do quanto e de como se gasta.

Tem gente que consome todo recurso que produz, tem gente que não consegue deixar de viver para poupar ou não sabe a medida saudável dessa equação, já tem outros que conseguem enxergar os objetivos a longo prazo e deixam de torrar e abandonam os supérfluos para justamente não estarem nesse tipo de situação crítica. Uma hora a conta chega.

Quem pensa como pobre, sempre será pobre mesmo ganhando uma fortuna. Lí isso no livro do Robert Kiyosaki quando ainda fazia faculdade e, não consigo nem medir o tanto que esse tipo de alinhamento me ajudou ao longo da vida.

Continuo sendo pobre (extrato social), porém tenho minhas coisas e não devo um puto para ninguém nesse mundo.
só agradecendo pelo post.

e isso não é pra malhar ninguém. É pro cara refletir, saber q pode viver diferente depois de sair da lama. Galera ta aí nas melhores intenções

aí aparecem caras se doendo todo, se doendo com riqueza alheia, com papo estranho de segregação q nem foi um assunto abordado. Loucura
 

TonTon.13

Bam-bam-bam
Mensagens
6.034
Reações
7.220
Pontos
359
Existe uma grande diferença entre ser pobre e endividado. Se a pessoa é pobre mas tem condições de garantir o mínimo para sustentar uma criança, ótimo.

Não dá para julgar o cara por isso, mas não deixa de ser um agravante duríssimo na sua situação financeira. Rico ou pobre, a situação socioeconômica do país não é boa para ter filhos.
cuidado com a patrulha do @TonTon.13 falando q vc ta dando lição de moral.. ja tomei bronca por post assim aqui
Tu é chato pra porra. Kkk
Vida que segue, só falei que fica dando respostas padronizadas que não acrescenta em nada ao me ver.
Tem gente colocando a culpa porque vai ter filho, a culpa não é ter filho e sim os gastos supérfluos dele, o condomínio do apê e a renda baixa da família.
Meu irmão comprou um apê por um preço muito bom mês passado e alugou até a situação dele ficar melhor daqui a 1 ou 2 anos, enquanto isso ele mora/esposa com a minha mãe que é tranquilaça o que é raro segundo a nora dela encontrar uma sogra assim mas eles não tem filho.
 
Ultima Edição:

ganondorfan

Habitué da casa
Mensagens
132
Reações
260
Pontos
83
No Brasil uma cultura já está estabelecida e dificilmente irá mudar: como é feita a precificação de produtos e serviços. Por culpa do sistema como um todo, tudo aqui é precificado não pelo que o produto vale, mas pela prestação que o individuo pode pagar. 99,99% da população brasileira recorre a financiamentos pra tudo: desde comprar imóveis e carros até comprar itens comuns, como celulares e sofás. Sabe aquela compra que você parcelou em 10x sem juros? Parabéns, você utilizou um financiamento!!

E sabe por que isso não vai mudar e se mudar um dia vai demorar? Simples: somos mortos de fome! Trabalhamos 153 dias/ano só pra pagar impostos e a renda mensal bruta de mais de 85% da população não chega a sequer 2000 reais. Em um país que você tem que pagar por educação, saúde, segurança e etc, como alguém vai construir algo nessa vida se não for recorrendo aos financiamentos com toda a problemática que isso acarreta?

Educação financeira é muito bom quando o dinheiro sobra. Quando não dá nem pro básico, é falácia ficar atirando pedras.
Não existe isso de dinheiro SOBRAR, isso que é falácia.
Na Educação Financeira você compromete ele como dívida consigo mesmo.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
Pois é, hahaha. Imóvel à vista, mesmo pro brasileiro que ganha bem, é basicamente uma missão impossível.

Eu consegui essa façanha (comprar imóvel a vista) porque tive a oportunidade de exercer um cargo de chefia na repartição que eu trabalhava, que literalmente triplicou meu salário, por um período de 3 anos (a pessoa que me nomeou se aposentaria ao fim desse período, e o novo chefe naturalmente nomearia alguém da confiança dele e eu retornaria ao cargo de origem, como efetivamente aconteceu). Como eu já tinha a ideia de comprar um apartamento, eu fechei o negócio na planta, paguei todas as intermediárias antecipadamente (evitando a correção pelo INCC) e economizei TODA a diferença entre o salário antigo e o novo - literalmente tirava da conta-corrente no dia do pagamento, pra não ter a tentação de gastar - para usar para quitar o saldo restante, na data da entrega, sem precisar financiar.

Poderia ter tido muitos luxos nesse período (e muita gente jogava isso na minha cara), viagens pro exterior (nunca tinha ido), coleções, estilo de vida de grã-fino, etc, mas fui firme na disciplina...
... e mesmo assim, no final do período, eu não tinha o suficiente pra quitar "na bucha" :kforever:kforever:kforever. Faltava uns 20%, e olha que o apartamento nem é de alto padrão, dos melhores bairros de BH. Qualidade média, área de lazer razoável, bairro classe média.

Eu teria que resolver fazendo um empréstimo pessoal ou financiar, mas tive sorte de poder contar com o bom e velho "Banco Pai", kkkkkkk. O velho me emprestou a grana e eu o paguei em 4 anos e meio, sem juros, correção, garantia, contrato, etc. Então, no papel, o pagamento foi a vista, mas na prática...

E isso porque meu salário é razoavelmente bom e minha esposa também não ganha mal. Ainda assim, se não fosse esse cargo de confiança e a ajudinha do meu pai, não teria como escapar do Banco.

Tem que ser MUITO bem de vida, mas MUITO mesmo, para comprar qualquer imóvel minimamente razoável a vista, sendo jovem ainda.
o primeiro é sempre mais difícil hehe. Dificil não parcelar algo, não ter algum tipo de ajuda (esposa, pai) de uma forma ou de outra

o segundo é mais de boa se tudo der certo, claro. Raspar a economia q fez durante anos, somar com a venda do primeiro apartamento pra pegar a vista o segundo. Quando vc ta bem, fica mais fácil estar melhor se planejar. O difícil pra mta gente hoje é estar pelo menos bem.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
Tu é chato pra porra. Kkk
Vida que segue, só falei que fica dando respostas padronizadas que não acrescenta em nada ao me ver.
nada pessoal! To insuportável esses dias mesmo haha. Espero q esteja tudo na paz comigo. Não to querendo fazer inimizade por aqui não. Me agueeentaa

enfim. as dicas ainda são válidas depois q ele sair do buraco. Ele vai lembrar bem desse tópico. Depois q tiver no zero a zero, clean slate, vai repensar quando for entrar em outro financiamento, outro empréstimo
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
Mensagens
6.430
Reações
14.653
Pontos
348
Não existe isso de dinheiro SOBRAR, isso que é falácia.
Na Educação Financeira você compromete ele como dívida consigo mesmo.
Bom, acho que não me expliquei direito. Como uma família de 3 pessoas consegue viver na cidade de São Paulo com 2000 reais mensais de renda familiar total e poupar? Gostaria muito que você explicasse isso pra mim.

Então meu caro, sim, o dinheiro sobra, pois você não deixa de se alimentar, cuidar da saúde ou pagar suas contas pra investir seu dinheiro. Ou deixa?
 

werner_hetifield

Supra-sumo
Mensagens
1.112
Reações
743
Pontos
184
"comprei um apartamento para dar segurança a minha esposa e filho que ta pra nascer...

vou terminar de pagar quando ele tiver 26 anos de idade...."


:keehk


sai dessa irmão.. procura uma quitinete para morar... 1 quarto com cozinha.
deixa de gastar 1500 por mes com moradia e passa a gastar 600...

quando acabar esses empréstimos de bosta que voce fez, sua vida vai estar resolvida...

dai voce decide se fazer a merda de entrar em outro financiamento ou aprende a lição...

isso junto com o calote de algumas dividas que o pessoal ja falou e o corte de algumas coisas... ta resolvido.


quanta imaturidade...
"quanta imaturidade..."

Nossa, quantos dotorzin em economia temos aqui...
 

IcE_WiNd

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.806
Reações
15.032
Pontos
724
Como uma família de 3 pessoas consegue viver na cidade de São Paulo com 2000 reais mensais de renda familiar total e poupar?
Educação financeira acho que está mais voltada pra evitar que você crie dívidas e num futuro segundo momento pensar em investimento.
Então a educação financeira pra essa família é mais importante do que tudo.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
Bom, acho que não me expliquei direito. Como uma família de 3 pessoas consegue viver na cidade de São Paulo com 2000 reais mensais de renda familiar total e poupar? Gostaria muito que você explicasse isso pra mim.

Então meu caro, sim, o dinheiro sobra, pois você não deixa de se alimentar, cuidar da saúde ou pagar suas contas pra investir seu dinheiro. Ou deixa?
acho q entendi ele diferente. A sua situação apresentada é como sobrar quando se tem tantos gastos. Ele ta falando em encarar diferente o que sobra, como se não fosse sobra. Talvez eu esteja boiando forte desta vez. Vou esperar ele esclarecer melhor hahaha
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
Mensagens
6.430
Reações
14.653
Pontos
348
Educação financeira acho que está mais voltada pra evitar que você crie dívidas e num futuro segundo momento pensar em investimento.
Então a educação financeira pra essa família é mais importante do que tudo.
SIm, esse é o ponto. A educação financeira é pra ajudar a fazer mais com menos e evitar esse tipo de coisa, que é o endividamento. Mas a tecla que eu estou batendo aqui é a seguinte. De que adianta falar com um desempregado de educação financeira se nem renda o cara tem? As vezes o pessoal coloca a carroça na frente dos bois. Na vida existem muitos pré-requisitos pra uma coisa ser possível, outra coisa tem que acontecer antes. Iguais matérias de faculdade.
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
Mensagens
6.430
Reações
14.653
Pontos
348
acho q entendi ele diferente. A sua situação apresentada é como sobrar quando se tem tantos gastos. Ele ta falando em encarar diferente o que sobra, como se não fosse sobra. Talvez eu esteja boiando forte desta vez. Vou esperar ele esclarecer melhor hahaha
Então. Você pra chegar onde chegou, precisou subir uma escada na vida certo? Primeiro você se formou. Depois se estruturou profissionalmente, que gerou renda. Dessa renda você conseguiu alocar parte pra pagar seu imóvel. Com o imóvel adquirido você pode decorá-lo.

As vezes eu acho que tem um pessoal aqui que quer construir uma casa pelo telhado. Aínn, tá fodido? Culpa sua, não tem educação financeira, se fode aí. Se fosse assim, minha empresa não teria quebrado, a Avianca não estaria em recuperação judicial, a Fnac não tinha vazado fora daqui. Tem muita situação, MUITA MESMO, que não depende de você, por melhor que você seja. Eu e nem esses executivos de grandes empresas somos caras burros. Mas merdas acontecem, principalmente num país que nem o nosso.
 

ganondorfan

Habitué da casa
Mensagens
132
Reações
260
Pontos
83
Bom, acho que não me expliquei direito. Como uma família de 3 pessoas consegue viver na cidade de São Paulo com 2000 reais mensais de renda familiar total e poupar? Gostaria muito que você explicasse isso pra mim.

Então meu caro, sim, o dinheiro sobra, pois você não deixa de se alimentar, cuidar da saúde ou pagar suas contas pra investir seu dinheiro. Ou deixa?
Bom, acho que não me expliquei direito. Como uma família de 3 pessoas consegue viver na cidade de São Paulo com 2000 reais mensais de renda familiar total e poupar?
Esta pergunta está incorreta, o que me intriga é como uma família de 3 pessoas se formou sem planejamento algum?
Esta é a primeira questão.

Dinheiro NÃO SOBRA, a pessoa é que abre mão de alguma coisa para poupá-lo. Consigo imaginar mil maneiras diferentes e justas de como utilizar minha renda mensal completamente, porém, justamente pensando nos objetivos futuros, de longo, médio e curto prazos eu não comprometo a renda de forma a maximizar a qualidade de vida momentânea. Sempre manter uma reserva é LEI, mesmo que seja 50 reais por mês, principalmente com filho.

Não adianta querer colocar uma situação pontual e determinar ela como regra. Antes de ser uma família algumas decisões foram tomadas. Onde trabalham, onde foram morar, em que circunstâncias se casaram, se planejaram ou não ter o filho, o padrão de vida do casal, a maneira como ambos lidam com dinheiro (se é os dois ou é só um, ou se ambos se responsabilizam pelas escolhas financeiras mais significantes de forma racional), se estão dispostos a deixar de Viver para poupar de maneira equilibrada e se o "sonho" deles está a altura da realidade que podem assumir.

Decisões sob decisões, ninguém chega numa situação por acaso e Estado nenhum consegue garantir bonança e direito de ser feliz pra todo mundo, cada um é responsável pela própria realidade.

Tem tanta variável nisso que fica até difícil de estipular, mas o fato é que tudo são escolhas e existe sim maneira de minimizar o sofrimento e as dificuldades nesta vida, mas isso depende de disciplina, razão e de ser capaz de enxergar o dinheiro com um pouco de razoabilidade, coisa que a maioria não consegue.
Inclusive são estas mesmas pessoas que justificam o que você colocou na sua postagem anterior sobre a precificação das coisas e como o mercado funciona no próprio país.

O caso do cara que quase comprou o imóvel a vista numa postagem acima, não mostra que é impossível, mostra que ele fechou o negócio antes da hora, simples assim. Ele comprou tempo com um empréstimo com o pai. O problema é que comprar tempo no mercado tem juros exorbitantes e os que menos tem são os que mais compram, logo a oferta e demanda é mantida e temos o que temos hoje.

Tudo sintomático.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
SIm, esse é o ponto. A educação financeira é pra ajudar a fazer mais com menos e evitar esse tipo de coisa, que é o endividamento. Mas a tecla que eu estou batendo aqui é a seguinte. De que adianta falar com um desempregado de educação financeira se nem renda o cara tem? As vezes o pessoal coloca a carroça na frente dos bois. Na vida existem muitos pré-requisitos pra uma coisa ser possível, outra coisa tem que acontecer antes. Iguais matérias de faculdade.
a questão da educação financeira é mto maior do q poupar e investir

mas saber como gastar, se pode gastar, saber trabalhar com o que tem e não tem pra entrar em buracos e buracos de um buraco. Claro q tem forças externas como vc bem falou no outro post me citando. Só q todos os erros aí foram exclusivamente do casal. A economia atrapalha? Indiretamente mas não teve jogo de cintura pra se adequar a esse tipo de realidade.

acho q a galera ficou impaciente, foi falando de tudo, desde ele sair do buraco e o q fazer posteriormente.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
justamente pela empatia e desespero em ver alguém cometendo erros graves q não só vão prejudicar o casal como tbm o futuro de um filho que fez a galera dar dicas além do necessário, não apenas como sair das dívidas mas como se policiar posteriormente. E ainda tomaram pau por demonstrar preocupação hehe.

houve exageros, até por minha parte, mas o OP tem q entender q se ta dando bronca é pq se importa. Quem ta cagando, não vai nem se pronunciar. Não vai ficar dando porrada no cara a toa.

às vezes a gente toma as dores como se o erro fosse de um filho nosso q ta cometendo um grande equívoco. Não q seja a forma correta de se expressar mas acho q isso pode aliviar a barra de quem se exaltou um pouco na hora de ajudar. E acho pertinente falar de outros assuntos (edu. financeira) q vão sim agregar na minha opinião, diferente de alguns q acreditam não agregar nada no momento.
 

LudwigVonMises

Supra-sumo
Mensagens
498
Reações
1.288
Pontos
168
Velho, estava em uma situação assim. Consegui um empréstimo com a minha irmã, ela foi mandada embora recentemente do trabalho e recebeu a rescisão. Como não iria gastar com nada agora, me emprestou para eu pagar sem juros.

Se você tem algum parente ou amigo que possa fazer o mesmo, tente isso.

Outra coisa: consignado, condomínio e financiamento não podem deixar de serem pagos, mas cartões de crédito podem sim. Veja se você tem opção de sacar dinheiro com seus cartões de crédito, limpe todos e pague quando puder. Faça portabilidade para outro banco, para não ter que pagar este cheque especial.

Enfim, pegue todo crédito bancário que puder, menos consignados, dos quais não há como fugir.

Quando estiver próximo de efetivar a portabilidade de salário, limpe o LIS. Acerte tudo de maneira que você consiga pagar os consignados, o financiamento e as contas básicas, como condomínio, luz, etc.

Deixe os bancos por último.
 

mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.926
Reações
18.371
Pontos
694
Onde fica o teu apto?
Vc pode considerar alugá-lo por um tempo e morar de favor com algum parente?
 

Calcifer

Bam-bam-bam
Mensagens
1.716
Reações
3.866
Pontos
294
Pqp maluco tu cometeu praticamente todos os erros do livro. Praticamente seguiu manual do endividamento moderno.
  • Fez 2 empréstimos
  • Entrou no cheque especial
  • Financiamento acima do salário
  • Dívida com cartão de crédito
  • Não bastando tudo isso ainda vai ter filho!!????

Sugiro que negocie com o banco oque pode ser feito e única coisa que consigo pensar é Uber. Tem bastante gente que aluga carro fazer ser uber e diz que ainda vale a pena. Uns bicos de temporário sempre tem por ai tipo trabalhar em festas etc.
 

Felipe1459

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.985
Reações
11.734
Pontos
774
420,00 em bilhete único. As empresas onde vc e sua mulher trabalham não paga VT? VT as empresas são obrigadas a pagar, não?
 

xala_may

Bam-bam-bam
Mensagens
8.525
Reações
9.267
Pontos
384
Ué,

"deixa de gastar 1500 por mês com moradia e passa a gastar 600... "

KKKKKKK você não é o inventor da mágica? Palhaçada mesmo o cara querer criticar. Vai ver muita gente aqui tá em situação pior mas tem vergonha de "expor" aqui por causa da "reputação", aí fica pagando de ricão aqui dizendo que tem vida financeira organizada, investimento etc.
para com isso cara, estar com a situação financeira lastimável já não é um problema o suficiente?
não sei onde você mora, então como vou dizer onde você vai achar?
que tem, tem... se tem financiamento de AP pelo preço que você esta pagando.. vai ter lugar pequeno por essa faixa de preço sim...

e eu não sou ricão... mas uma coisa que me pai me ensinou é como administrar dinheiro....

sim, tenho uma vida financeira bem organizada, tenho investimento, carros pagos e acabei de voltar de ferias na Europa... só nessas ferias acho que gastei uns 25k

não quer seguir conselhos de quem entende um pouco mais do que você.. não siga.. questione... diga que não vai dar.. diga que não existe... deboche...

mas veja... eu pago 400 de condomínio também.. porem minha renda familiar é maior que a sua.

ENTÃO SIM.. você esta gastando muito com moradia. vocês não ganham tão mal(pro padrão geral do br) porem estão gastando dinheiro demais.
 

The legend

Supra-sumo
Mensagens
722
Reações
669
Pontos
154
No Brasil uma cultura já está estabelecida e dificilmente irá mudar: como é feita a precificação de produtos e serviços. Por culpa do sistema como um todo, tudo aqui é precificado não pelo que o produto vale, mas pela prestação que o individuo pode pagar. 99,99% da população brasileira recorre a financiamentos pra tudo: desde comprar imóveis e carros até comprar itens comuns, como celulares e sofás. Sabe aquela compra que você parcelou em 10x sem juros? Parabéns, você utilizou um financiamento!!

E sabe por que isso não vai mudar e se mudar um dia vai demorar? Simples: somos mortos de fome! Trabalhamos 153 dias/ano só pra pagar impostos e a renda mensal bruta de mais de 85% da população não chega a sequer 2000 reais. Em um país que você tem que pagar por educação, saúde, segurança e etc, como alguém vai construir algo nessa vida se não for recorrendo aos financiamentos com toda a problemática que isso acarreta?

Educação financeira é muito bom quando o dinheiro sobra. Quando não dá nem pro básico, é falácia ficar atirando pedras.
No Brasil, tudo é realmente o contrário do q deveria ser. Deveríamos ter juros mais baixos por sermos obrigados a parcelar muita coisa, mas não, nos ferramos com juros e os impostos. Sobre os juros, ao menos, o Banco Central tá tentando arrochar os bancos, os bancos agora são obrigados a oferecer uma opção de financiamento pra tua dívida do rotativo do cartão. Era isso q o autor do tópico poderia ter feito, no lugar de entrar no cheque especial. Não tenho muito a dizer, a não ser oq o pessoal já disse: tenta trocar suas dívidas atuais por dívidas de juros menores. Há tmb a opção de negociar com o banco a dívida do cartão. Por fim, já dito tmb, vc não tem parentes com uma condição boa e q possa emprestar? Mesmo q seja cobrando pequenos juros de vc?
 
Mensagens
1.776
Reações
4.531
Pontos
303
fala inglês, abençoado? sua esposa fala inglês?

mechanical turk, pesquise por

é trabalho escravo mas ganha em doleta, se ela se puxar durante a licença consegue tirar uns 200~300 dólares por mês trampando em casa

não é porque o conselho não agrada o ouvido que queremos o seu mal, pelo contrário. filho chegando é hora de acordar pra vida meu nego, se tá difícil agora a casa amanhã cai.
 

Ron Swanson

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.221
Reações
35.032
Pontos
984
420,00 em bilhete único. As empresas onde vc e sua mulher trabalham não paga VT? VT as empresas são obrigadas a pagar, não?
não são obrigados não até onde sei... pior q é mto mais vantajoso pra empresa dar vale comida e vale transporte q mais salário pra fugir de imposto (acho)
 
Topo