O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Cidade Invisível [Nana, neném. Que a Cuca vem pegar]

Riveler

Bam-bam-bam
VIP
GOLD
Mensagens
2.069
Reações
3.256
Pontos
314
Não vi nenhum tópico falando dessa série nacional da Netflix que estreou semana passada e fala de algumas entidades do folclore brasileiro localizadas nos dias de hoje, em plena cidade grande do rio de Janeiro.




Nela, nós acompanhamos o personagem Eric, Interpretado por Marco Pigossi, um agente da polícia ambiental que após uma trágica eventualidade, encontra um boto cor-de-rosa morto... na praia! Pra quem não sabe (sério?), essa espécie de boto vive em águas doces.



Sem ter o que fazer ele coloca o boto na traseira de sua caminhonete para levá-lo para uma autópsia. Mas imprevistos acontecem e ele é forçado a ficar com o boto por mais tempo até que inexplicavelmente, o boto some, deixando outra coisa em seu lugar.

Assim começa o mistério dessa série que tem somente 7 episódios (assim como a semana tem sete dias, o arco-íris tem 7 cores, etc.) que vai levar o personagem principal a encontrar com várias entidades do folclore, encarnadas em pessoas que sofreram algum tipo de violência no passado.

Gostei das atuações dos personagens em sua maioria. Achei a Iara meio fora de prumo no começo, mas ela dá uma melhorada perto do fim. A Cuca, assustadora como sempre, brrrr, e interpretada por Alessandra Negrini foi a melhor das entidades, seguidas pelo Saci (Wesley Guimarães), cujo nome na série é Isac e pelo Curupira (Fábio Lago), que infelizmente só "ressurge" já no fim da série, com seus cabelos flamejantes e pés ao contrário.




Torço para que haja uma segunda temporada, porque ficaram faltando outras entidades, incluindo o querido boitatá, o lobisomem (presente em várias lendas ao redor do mundo), a mula sem cabeça e o mapinguari. Torço também, que coloquem atores indígenas, pois algumas das entidades tem origem nas lendas dos índios.


Sempre achei o curupira (também chamado caipora, caapora, anhangá* e pai-do-mato) a entidade mais legal do folclore com seus cabelos vermelhos e pés virados pra trás, seguido pelo saci e pelo boitatá.


* tem um filme chamado Skull - A Máscara do Anhangá que assisti pensando ser algo sobre o curupira, mas só foi uma desculpa para um filme sangreira total.
 


luizremorcorrea

Bam-bam-bam
GOLD
Mensagens
5.714
Reações
2.682
Pontos
459
Puxa, legal terem criado um tópico sobre a série.

Eu curti muito a serie.

É curta, 7 episódios de uns 30min por aí. Assiste rápidao.

Os efeitos especiais estão muito bons, só não gostei da cena do Tutu.

Pra quem não conhece os personagens, fica tentando adivinhar quem é quem afinal a série não explica quem, o que a história de nenhum deles. (a não ser o Saci, Curupira e Iara que mostra de uma forma bem declarada cada um)

Achei uma pena matarem o Saci. Dava um alívio cômico pra série.
Enviado de meu Redmi Note 6 Pro usando o Tapatalk
 

Riveler

Bam-bam-bam
VIP
GOLD
Mensagens
2.069
Reações
3.256
Pontos
314
Puxa, legal terem criado um tópico sobre a série.

Eu curti muito a serie.

É curta, 7 episódios de uns 30min por aí. Assiste rápidao.

Os efeitos especiais estão muito bons, só não gostei da cena do Tutu.

Pra quem não conhece os personagens, fica tentando adivinhar quem é quem afinal a série não explica quem, o que a história de nenhum deles. (a não ser o Saci, Curupira e Iara que mostra de uma forma bem declarada cada um)

Achei uma pena matarem o Saci. Dava um alívio cômico pra série.
Enviado de meu Redmi Note 6 Pro usando o Tapatalk
Entidades podem encarnar em qualquer pessoa, como ficou demonstrado na série. Logo, é provável que ainda possa reaparecer numa possível segunda temporada.
 

SamasosukE

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.034
Reações
10.843
Pontos
644
Não tive tempo de assistir, mais estou vendo muitos elogios.

É boa mesmo?
 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.380
Reações
46.039
Pontos
544
Nem vi ainda, mas...
O cara que escalou a Alessandra Negrini como a Cuca foi um genio. :kkk
 

Bacciotti

Habitué da casa
VIP
GOLD
Mensagens
292
Reações
404
Pontos
98
Bom dia.

Só pra deixar meu comentário:

Sou muito receoso (tá, preconceito bobo talvez) com séries originais Netflix. E mais ainda com produções nacionais.

Mas, na boa, adorei essa série. Muito bacana mesmo.

Bom carnaval para vocês :)
 


Riveler

Bam-bam-bam
VIP
GOLD
Mensagens
2.069
Reações
3.256
Pontos
314
Achei um vídeo legal no youtube que fala sobre a cuca e sua origem europeia.


É um vídeo longo (pros meus padrões), mas vale à pena ser visto se você, assim como eu, gosta de saber sobre folclore e suas origens.

E pensar que foi a rede globo a responsável pela forma crocodiliana dos meus pesadelos quando criança.
 

Resu Anera

Bam-bam-bam
Mensagens
9.705
Reações
19.176
Pontos
454
Vi o trailer mas fiquei receoso depois daquele Big Brother Zombies com a Sabrina Sato. Aquela tosqueira vai me fazer demorar a ter fé em produções brasileiras de novo.
 

drdreh

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.801
Reações
21.620
Pontos
599
eu dei uma chance e diria que a série é um grafico que sobe e depois desce.... até o 3o episódio só vai melhorando, até chegar no 4o episódio, daí em diante os 3 últimos vão caindo de qualidade e enredo, é como se a produção chegasse na metade e não soubesse como terminar, daí tacaram o dane-se e foram fazendo de qualquer jeito, o ultimo episodio então é um lixo com qualidade típica brasileira!
tanto que são 7 episodios, numero estranho pra qualquer seriado.
e não tem a loira do banheiro e nem a mula sem cabeça!
 

Riveler

Bam-bam-bam
VIP
GOLD
Mensagens
2.069
Reações
3.256
Pontos
314
tanto que são 7 episodios, numero estranho pra qualquer seriado.
e não tem a loira do banheiro e nem a mula sem cabeça!

Achei interessante o número de episódios: sete.

Esse número é tido como um número místico ou sagrado em várias culturas e religiões.

E no sétimo dia, ele descansou.
Sete são os pecados e também as virtudes.
Sete são as notas musicais.
Sete são os chacras.
Sete são os arcanjos.
Sete eram as maravilhas do mundo.
E sete são os orifícios de uma cabeça humana.

Um número mais que acertado de episódios para uma série sobre esse assunto, em minha opinião.
 

Corticóide

Bam-bam-bam
Mensagens
1.890
Reações
3.605
Pontos
288
A série me impressionou bastante, tanto no visual como no enredo.
As entidades só pelo fato de não serem caricatos já me ganhou.
Drama e suspense na medida certa.
Agora o mais impressionante por ser pela Netflix e produção brasileira, não teve putaria, palavrões muito pouco, nada de gêneros e tal, nem pederastia, nem acreditei que ia assistir algo apenas como entretenimento. Que série foda, podem ver de boa.
Outra coisa que disseram aí sobre alívio cômico, isso é uma das coisas que eu fico puto, eu não quero piadinha quando o tema é sério, o saci foi um ótimo personagem, mas como entidade e não por suas "aliviadas".

Enviado de meu SM-A207M usando o Tapatalk
 

Potestatem

Habitué da casa
Mensagens
301
Reações
731
Pontos
93
Vi nesse final de semana. Achei muito interessante, só me decepcionei com o Tutu, por quê eu tava achando que ele séria a lenda do Barba Ruiva, e como ele ficava muito com a Iara, fazia muito sentido.

Pra quem não conhece a lenda do Barba Ruiva:

Barba Ruiva é um homem encantado que mora na lagoa de Parnaguá, no Piauí.
Ele é capaz de se transformar em menino, moço e velho ao longo do dia.
Abandonado pela mãe ao nascer, o sujeito se aproxima das moças na esperança de que uma delas quebre o feitiço.
Conta-se que uma senhora viúva morava com suas três filhas. Um dia, umas delas começou a se sentir mal, com enjoos e cansaço. Todos pensavam que ela estava doente, mas na verdade, a menina estava grávida do namorado que havia sumido.
Por isso, ela decide ter o seu filho sozinha na mata. Quando o menino nasceu, ela o coloca numa bandeja de cobre e a joga no rio.
Ao ver o gesto da mãe, a Iara, guardiã das águas, fica indignada. Da sua ira começa uma grande enchente que cobre toda a mata e as casas do lugar, dando origem à lagoa de Parnaguá.
 

Johnzim

Bam-bam-bam
Mensagens
8.674
Reações
19.939
Pontos
369
Eu assisti também.
Achei ela uma nota 7, o que é muito bom pra uma produção brasileira.

A parte visual e os efeitos estão excelentes. Realmente me surpreendi com o Curupira e com os efeitos da Cuca, dignos de série alto nível.
Mas, particularmente, não gostei de duas coisas: atuações e o tom da série.
As atuações são bem canastronas, estilo série da Globo. O Pigossi é um bom ator, mas tava bem engessado. A filha dele e o velho são atores fracos.
O tom da série não dá pra entender muito bem, às vezes tenta ser suspense, às vezes pende pro lado do terror, vai um pouco pro místico/fantasia. Tenta ser de tudo um pouco, o que, pra mim, não funcionou muito bem.

De todo modo, no geral, por se tratar de série brazuca, achei acima da média.

Vi nesse final de semana. Achei muito interessante, só me decepcionei com o Tutu, por quê eu tava achando que ele séria a lenda do Barba Ruiva, e como ele ficava muito com a Iara, fazia muito sentido.

Pra quem não conhece a lenda do Barba Ruiva:

Barba Ruiva é um homem encantado que mora na lagoa de Parnaguá, no Piauí.
Ele é capaz de se transformar em menino, moço e velho ao longo do dia.
Abandonado pela mãe ao nascer, o sujeito se aproxima das moças na esperança de que uma delas quebre o feitiço.
Conta-se que uma senhora viúva morava com suas três filhas. Um dia, umas delas começou a se sentir mal, com enjoos e cansaço. Todos pensavam que ela estava doente, mas na verdade, a menina estava grávida do namorado que havia sumido.
Por isso, ela decide ter o seu filho sozinha na mata. Quando o menino nasceu, ela o coloca numa bandeja de cobre e a joga no rio.
Ao ver o gesto da mãe, a Iara, guardiã das águas, fica indignada. Da sua ira começa uma grande enchente que cobre toda a mata e as casas do lugar, dando origem à lagoa de Parnaguá.
Tutu não é o Bicho Papão?
 

Monogo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.221
Reações
56.895
Pontos
579
Eu achei o trailer bem cringe, mas dei uma chance pq e do Carlos Saldanha.

E nao me arrependi.
 

RM Danger

Bam-bam-bam
Mensagens
6.054
Reações
9.417
Pontos
384
Sou mais um que curtiu a série, triste pelas mortes das 2 entidades e acho que a primeira morta da série também era uma entidade.

Enviado de meu LM-Q630 usando o Tapatalk
 

matgaudio

Bam-bam-bam
Mensagens
6.853
Reações
4.084
Pontos
414
assisti 4 epis e gostei bastante, minha namorada amou e terminou a série no mesmo dia.

Algumas atuações muito ruins quebram um pouco o 'clima', ainda mais nessas produções um pouco mais simples, a atuação tem que carregar nas costas.. mas a história é bem legal. Recomendo.
 

Barb

Bam-bam-bam
Mensagens
1.713
Reações
3.841
Pontos
309
Serie boa, não é tosca,não caiu no cliche de produção brasileira (como ja citado no tópico) de putaria e palavrão. dou 6,5/7 de 10. Faltou ao meu ver desenvolver mais o background das entidades. E a trama em si é típica de filme da xuxa/angélica dos anos 90. Tomara que na segunda temporada melhorem um pouco isso.
 

TheBoss

Bam-bam-bam
Mensagens
11.950
Reações
3.500
Pontos
464
conferi e recomendo fortemente, serie nacional mas que parece serie gringa, pela alta qualidade tanto de efeitos como de trama, direção e atuação...

espero que tenha sequencia...
 

geissler

Bam-bam-bam
Mensagens
6.073
Reações
3.017
Pontos
419
Terminei dever hoje com a patroa! Grata surpresa, ambos gostamos bastante.

Na segunda temporada poderia ter o chupa-cabras! :rox
 

ROLGENIO

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.346
Reações
53.420
Pontos
563
Pra mim a primeira temporada foi mais uma introdução pro que tá planejado pro futuro (óbvio). Mas o que quero dizer é que provavelmente eles tivessem pensamento de várias temporadas e não fazer uma só e se der certo aumentar a história.

É a impressão que eu fiquei depois que acabou. E como deu certo e foi sucesso em vários países eu acho que vão fazer uma segunda temporada com mais esmero e deixar um gancho pra terceira temporada e assim por diante. Não que não tivessem deixado gancho pra segunda.
 
Topo