O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Como era ter um PC em nossas vidas nos anos 90 e início de 2000?

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.102
Reações
22.347
Pontos
348
Plagiando sem vergonha nosso amigo @Grose e sua excelente série de tópicos, me inspirei pra fazer um nos mesmos moldes, só que falando de PC. Então, como era ter um PC nos anos 90 e início dos anos 2000?

Primeiramente, era muito complicado e caro. A chamada Reserva de Mercado estava terminada, inflação a 2000% ao ano, moeda fraca e tudo de informática era vendido em dólares americanos. Não existia internet, linhas telefônicas eram caras e consideradas bens e poucas empresas vendiam PCs prontos, entre elas IBM, Itautec e Compaq.

Minha primeira “máquina” foi um 386 SX 25 mhz (giga nem se cogitava), com incríveis e insuperáveis 2 Mb de RAM, a mobo tinha co-processador matemático, vídeo que veio foi EGA (já explico mais abaixo que padrão é esse) e o resto era o de praxe, torre mini AT, drive de 5 ¼”, drive de 3,5” teclado e mouse. Não lembro quanto de HDD tinha, mas se era 80Mb era muito. Meu pai na época comprou esse PC de um amigo dele, claro ele não sabia nada de PC (nem eu) e como eu tava querendo um PC meu pai veio na boa fazer uma surpresa. Fiquei bem feliz. Lembro até hoje o primeiro jogo que joguei em um PC: Prince of Persa, num 286 com monitor de fósforo verde, CGA num vizinho amigo meu. Então vamos as primeiras explicações: Que padrões de vídeos são esses CGA e EGA?

Bom, CGA (Color Graphics Adapter) foi o primeiro padrão de vídeo colorido pro IBM PC. Tinha uma paleta de 16 cores sendo 04 exibidas simultaneamente. Como era muito caro na época um monitor CGA colorido, se usava os chamados Monitores de Tubo de Fósforo, que podia ser verde, âmbar ou branco. A primeira vez que joguei o Prince of Persia foi assim:

Bom, o meu PC veio com um padrão de vídeo superior ao CGA, o EGA (Enhanced Graphics Adapter) sendo esse padrão o segundo lançado pros IBM PCs da vida. A EGA permitia exibir 16 cores simultâneas das 64 disponíveis da paleta. Os jogos e os monitores eram assim:

Claro que meu monitor não era da IBM. Aliás nunca soube que marca era. Era parecido com o da foto acima, porém naquela época filme de máquina fotográfica eram caros e a revelação mais ainda, então não tenho nenhuma foto desse monitor. Bom, pra quem estava acostumado com o MSX, beleza né? Só que na época que meu pai comprou já estava por aí o padrão VGA que evoluiu para o quê usamos hoje em dia.

O primeiro upgrade.

Dou 1 centavo de Real pra descobrirem o que foi. Quem respondeu a placa de vídeo + monitor, acertou. O pai desse meu amigo queria esticar a vida do 286 dele e o padrão VGA só a a partir do 386 pra cima (que já era padrão AT). O 286 ainda tinha os pés no padrão XT e só aceitava no máximo EGA. Como EGA já estava em desuso no início de 90 (estou sempre falando a nível de Brasil, beleza?) já não se achava mais placas e principalmente monitores EGA. Tanto os monitores e as placas só funcionam com seus respectivos modelos, não dá pra usar um monitor CGA numa placa EGA pois os cabos e os sinais são diferentes. Então que esse meu vizinho fez? Um dia ele me levou junto com o filho dele (meu amigo) numa loja de informática e fui apresentado ao VGA.

Pra fazer o upgrade eu precisaria de duas coisas: da placa VGA e do monitor VGA. Conversei com meu pai, ele não podia gastar a diferença entre o que eu iria vender e o que eu iria comprar, mas seu eu esperasse dava pra fazer. Então vendi meu kit de video e fiquei com o PC encostado alguns meses.

E chegou o grande dia. Como a inflação comia muito o poder de compra naquela época, pro meu pai gastar o mínimo acabei comprando: Placa de Vídeo Trident ISA 512Kb de RAM + Monitor Sansung Syncmaster 14” (naquela época a Sansung não era nada e seus monitores eram muito baratos). A Trident era que nem essa daqui.

A primeira coisa que saltou aos olhos foi nos jogos. Que diferença de imagens; mais resolução e cores brilhantes. Eu ia a loucura. Prince of Persia virou outro jogo; Castlevania (sim, existe o primeiro Castlevania de NES pro DOS), Sim City, Indiana Jones, Stunts e tantos outros mudaram da água pro vinho.

A Fase Dourada.

Adivinha quem chegou na área? Os Kits Multimídia. Minha primeira decepção. Meu PC era fraco demais pra colocar um kit multimídia. E agora? Vamos pro segundo upgrade.

O Segundo Upgrade.

A essa altura eu já estava bem mais familiarizado com a plataforma, já haviam se passados dois anos eu acho. Esse upgrade foi um pouco maior. Sai a placa mãe + processador + memórias + HDD + Placa de Vídeo e entra no lugar: Uma nova MOBO, um processador 486 DX2 66mhz, um pente de 4Mb de RAM das novíssimas memórias de 72pinos (EDO), um HDD maior (de 512mb eu acho) e uma nova placa de vídeo Trident, com 1Mb de RAM. Porém o som da vida ainda continuava na PC speaker, porém o desempenho aumentou bastante e eu já conseguia rodar DOOM e outros jogos mais pesados de forma satisfatória!!! Levou algum tempo, mas consegui comprar meu tão sonhado KIT da Creative Labs: Drive de CD-ROM de 2x, placa Sound Blaster 16, caixinhas amplificadas e microfone (que tenho até hoje) e uma penca de jogos e software.

As caixinhas de som e o microfone do meu primeiro kit

Meu amigo jogando NASCAR Racing na excelência! Detalhe da foto: O gabinete, os drivers de disquetes, teclado, mouse e o monitor da Sansung do primeiro upgrade do 386

Os kits multimídias fizeram tanto sucesso na época, que eu posso afirmar com certa certeza que provavelmente 70% dos softwares originais que nós tínhamos no Brasil naquela época vieram nesses kits. Uma das poucas distribuidoras nacionais de software originais era a Brasoft, que ficava em SP. Junto com o sucesso e a popularização dos kits multimídia, nasceram publicações especificas, entre as quais eu vou destacar aqui somente a minha preferida que era a Computer & Games.

Nossa. Como eu lí essas revistas! Graças a ela terminei meus primeiros jogos point and click, pois na época meu inglês não era bom. Gostava de tudo nessa revista: das reportagens, das seções de cartas, dos detonados, das matérias inclusive das propagandas! Infelizmente com o tempo ela decaiu de qualidade e acabou, junto com um monte de outras revistas. Mas foram bons tempos.

Consegui nessa época também comprar alguns softwares originais. Alguns importados aproveitando viagens de parentes e outros aqui no Brasil, pela Brasoft ou outras distribuidoras. Vou mostrar alguns que tenho aqui e que tive naquela época:


Esse 486 chegou a sofrer outros upgrades. Aumento de memória de 4mb pra 8mb, depois de 8mb pra 16mb. No vídeo troquei a Trident pra outra de 2mb e depois pra outra de 4mb de memória. Também upei o drive de CD pra um de 4x e depois um de 8x. Por último, foi trocado o processador por um da AMD 586 de 133mhz. Era o mesmo soquete do 486 e tinha um desempenho similar (um pouco inferior) aos novos processadores Pentium da Intel. As demais peças continuaram as mesmas.

Fim de uma era.

Com a chegada dos Pentium, chegou também a putaria da Intel de toda hora mudar os sockets do processador. Os upgrades que se seguiram foram substituições completas praticamente e cada vez mais longas. Desse 386 que virou um 586 no final da sua vida, pulei pra um Pentium II 333mhz. Como agora era basicamente trocar a CPU inteira a cada upgrade, fui protelando o máximo que conseguia, tanto que meu PC após o Pentium II foi o Pentium D 3.0 Ghz e depois o meu atual, o Core I7 4790K.

Além de várias gerações de PC, acompanhei gerações de Sistemas Operacionais da Microsoft. Comecei com DOS 5.0 e Windows 3.1 no meu 386. No 486 foi a vez do DOS 6.22 e do Windows 3.11. O 486 ainda viu o Windows 95 e o 586 rodou o Windows 98. No Pentium II além do Windows 98 passaram o Millenium Edition e o Windows 2000. O Pentium D já nasceu com Windows XP, conheceu o Vista e teve o gostinho do 7 antes de ser aposentado. Minha máquina atual conheceu o Windows 7, 8 e está atualmente no Windows 10.

Muitas tecnologias nasceram e morreram nesse tempo. Com o fim do DOS junto com ele foi embora o DOS 4GW que era responsável pela magia dos gráficos na tela. Com o nascimento do Windows 95, surgiram o Shockwave e o Quick Time pra dar aquela turbinada nas CGs dos jogos. Junto com o Windows XP nasceu o DirectX que perdura até hoje.

Quem viveu essa era dos anos 90 / 2000 viveu a era dourada dos computadores, assim como a era 16bits foi a era dourada dos videogames. Espero que gostem desse artigo (longo) e que compartilhem suas experiências.

Falow!
 


Scorpion

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.421
Reações
11.067
Pontos
634
Show!!! Bem até dez/98 não sabia nada de pc... comecei a fazer um curso gratuito de 3 módulos pelo estado no começo de 1999 ( entre fevereiro e maio, era Informatica básica, modulo office e montagem e manutenção).

Até que em abril/99 meu pai comprou o primeiro pc com o saque do FGTS (aposentadoria). Era tão noob que o babaca aqui fez a cagada de convencer meu pai desembolsar uma fortuna por um pc :( HJ eu me arrependo.

Como noob na época, minha referencia era sempre o maior numero... melhor :P
Ou seja, na janela de lançamento do pentium 3 500mhz, fiz meu velho pegar um pc com esse processador... Me lembro do preço.... só do processador foi R$ 1770,00, pqp :kcry. Valor total sem a impressora R$ 3569,00, com impressora... total de R$ 4185,00 em 1999 :eek:

Então, peguei uma pc com uma put* processador, com 128 mb de ram, o normal na época era 32mb ou 64mb, e um hd com 6,5 gb com uma impressora diferente da xerox, com suas bordar aredondada, era uma multifuncional, tinha un Scanner acoplado na parte de cima da impressora, e claro poderia desacoplar ela e viraria tb uma impressora de mão... ( chic)
Todo esse conjunto foda em uma placa mãe m**** de pc chips :P kkkkkkkkkkkk
Eu achando que com o bendito processador e memoria bagarai, ia rodar todos os games de boa.... mero engano. Uns ia de boa, outros não.... Achando que ia rodar tudo redondinho e nada.
Meses depois descobrir um tal de placa de vide-o dedicada e a onda do momento era PV de soquete AGP a tal da voodoo 2, riva tnt e uma tal de monster 3d, minha placa mãe tinha essa entrada!
Era muito mais jogo pegar um pc com um pentium II de 400 ou 450 por menos da metade do valor de um pentium 3 e investir em uma placa de vídeo!

Fui burro, fui burro e fui burro. Hj reconheço que essa foi a maior cagada eletrônica que fiz na minha vida.

:ksnif
 
Ultima Edição:

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.102
Reações
22.347
Pontos
348
@Scorpion
Você se inaugurou no PC na época que os jogos estavam migrando do processamento da CPU para processamento dedicado nas VGAs. Sempre quem começa faz cagada, não tem como. Mas você gastou uma fortuna meu amigo. E PC Chips, kkkkk, é a rapa do tacho. Última opção.
 

magrozom1

Habitué da casa
Mensagens
272
Reações
246
Pontos
84
Vixi, comecei num AT XT, monitor CGA, lá por 91/92. Arriscava alguns jogos nele.
Lembro de jogar Golden Axe nele. E a tela ir se formando vagarosamente ao andar pra frente. E se cometessemos o erro de soltar um especial, podíamos sair e ir tomar um café. Sério, demorava cerca de 10 minutos pro Dragão cuspir fogo. frame a frame passando pela tela.

Pouco antes tivemos um TK85, e comecei a aprender programação nele (BASIC).
No AT XT brincava com o Q-Basic e fazia meus próprios joguinhos, estilo Atari.

depois conseguimos um 486 DX2 66, e UAuuuuuu! Ali sim comecei a jogar nos PCs pra valer. Doom, Stuns, Lotus Challenge, Quarantine, Joe e mac, os Adventures, Star Wars que era na maioria das fases um fmv de fundo, era a sensação.

Infelizmente já era minha adolescencia e não dava mais bola pra programação e acabei abandonando, pois ir pra rua e pegar as menininhas era prioridade. (Lógica estupida de adolescente)
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Minha curta história com jogos no PC não começou cedo, o preço era insano demais, o cinema que meu pai trabalhava ficava ao lado de uma Arapuã que dispunha bem na entrada da loja um 486 por meros 14.000R$, juntos meus pais nessa época deviam ganhar uns 500R$, olha o tamanho da disparidade, mesmo sendo pidão conseguia compreender que aquilo estava muito fora da nossa realidade. Tiveram alguns tópicos que postamos imagens e vídeos de propagandas de PC nessa época, deu para rir bastante das loucuras, deixavam até o Neo Geo AES no chinelo, vou deixar alguns links que encontrei numa pesquisa rápida para ilustrar a situação de quem não vivenciou.
https://tecnologia.uol.com.br/album/2012/10/30/conheca-quanto-custavam-antigamente-celulares-pcs-notebooks-e-windows.htm#fotoNav=1
https://www.tecmundo.com.br/infografico/9210-o-preco-da-informatica-o-computador-ja-custou-mais-que-um-carro.htm

Então acho que a primeira vez que toquei num computador foi na escola, em 1995, decidiram colocar aula de informática na grade curricular, mas tudo que fazíamos era ficar mexendo no paint ou algo que o valha, era tão chato que mesmo sendo uma novidade preferíamos ficar assistindo as meninas nas aulas de ginástica artística.

Meu interesse começou a aumentar quando descobri um programa que passava na Bandeirantes sobre jogos de PC, diferente dos outros programas do gênero que eram voltados para consoles, um destes jogos era o Wolfenstein, pouco tempo depois pude curtir pessoalmente na casa de um amigo que apesar de pobre teve a sorte de ter um PC em casa por causa do trabalho de seu pai, havia alguns casos desse na época, na verdade só conheci pessoas que tinham computador em casa desse jeito nos anos 90, se a empresa que os pais trabalhavam emprestassem, alugassem ou doassem o computador.

O primeiro computador que tive em minha casa, acredito que lá por 1998 ou 99, me disseram que era um Pentium II, tinha alguns jogos que vieram em revistas que tentei rodar nele mas os poucos que funcionaram ficaram extremamente lentos, portanto a maior utilidade dele foi para baixar músicas e ver pornografia, até que fiz alguma cagada e ele parou de funcionar, como era difícil demais conseguir alguém que lidasse com isso naquela época deixei ele de lado, afinal agora podia navegar no meu segundo computador, o Dreamcast! Apesar das limitações do Dreamcast ele quebrou um galho, usava para baixar saves, ver alguma coisa pela rede, especialmente datas de eventos pela cidade, conhecer apenas o nome de bandas para comprar o CD nas lojas, e claro, ver pornografia, somente fotos nos hpg da vida.

Engraçado que lá por 2003 conheci um amigo que cedi o Pentium II para a retirada de peças, que junto com outras doações pretendia fazer uma máquina com o que prestasse, o resultado foi uma máquina com 10 gigas somando dois HDs e uns 128kb de Ram, lento que doía, mas funcionava emulador de Game Boy, serviu para ele detonar os Pokémons, além de conversar conosco nas madrugadas do MSN, então até que valeu no fim das contas. haha

Foi somente após o ano 2000, em 2002 para ser mais preciso, que finalmente entrei no mundo da computação e de alguns jogos de PC, bem naquela época que passavam a propaganda do Pentium IV toda hora na TV, que era topzera pra época, obviamente que compramos num destes estabelecimentos genéricos, o meu veio do Extra no caso, por menos de 2.000R$, o que apesar de ter um especificação bem chula era o melhor custo e beneficio do mercado, ainda mais em comparação aos 486 por mais de 5.000R$ dos anos 90.

Na verdade comecei me acabando nos emuladores, era mágico demais, passava as madrugadas conversando no MSN enquanto baixava os jogos para jogar de tarde enquanto não podia acessar a rede, afinal banda larga era coisa e milionário, apesar de que aqui em casa até que não demorou tanto, fui o primeiro entre os meus amigos a ter esse beneficio em 2004, uma rede de 400kbps, baixando as coisas na velocidade da luz, a internet mais rápido do mundo! Baixava 50mgs em menos de 10 minutos, coisas que levava quase duas horas pela discada, era muito incrível, tanto que virou um ponto depois da aula para curtirmos algumas coisas, apesar de que mesmo com estas vantagens não éramos tão viciados em ficar na rede, além de ficar procurando garotas no chat da uol para conhecer pessoalmente, preferíamos dormir, ficar passeando ou jogando videogame, até chegar o orkut e o youtube, que manteve o mesmo padrão comportamental apesar de que agora perdíamos mais tempo neles, deixando as relações mais estreitas.

Foi só em 2010, quando fui trabalhar com montagem e manutenção de microcomputadores e impressoras, que tive a oportunidade de construir meu primeiro "PC Gamer", finalmente tinha uma placa de vídeo dedicada, com ela pude aproveitar até que bastante coisa, o tesão ainda residia nos emuladores onde debulhava especialmente jogos de GBA e Neo Geo, mas de computador mesmo comecei pelo Dragon Age Origins, estava doido para curtir esse jogo, também terminei o Dragon Age 2 quando saiu, terminei Mirrors Edge, viciei nos Plants vs Zombie, Puzzle Quest e Bejeweled, curti Burnout Paradise, Grid, Street Fighter IV, entre tantos outros. Podem estranhar porque não joguei isto nos consoles como é do meu feitio, é que nesta altura eu tinha apenas o Wii daquela geração, o PS3 demorou para chegar.

Hoje meu computador está meio capenga e com uma configuração bem ultrapassada, mas é um grande companheiro, me ajuda demais com os meus projetos, ainda serve para os emuladores no entanto, mas preciso dar um UP nele como homenagem pelos serviços prestados por tantos anos.
 


Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.102
Reações
22.347
Pontos
348
@Jor-el
Nossa! Alguém trouxe de fora pra você? Não lembro desse PC ser vendido aqui de forma oficial. Nunca tomei conhecimento de alguma loja / distribuidora que vendia Packard Bell por aqui! Mas é notável como a Itautec copiou esse desenho.

@Grose
Sim, PC era muito caro. Além do processador o que era mais caro na época eram as memórias RAM. Lembro que cada mega de RAM custava entre $ 100.00 USD a $ 150.00 USD dependendo do fabricante. HDD tambén não era muito barato na época também. A maioria das minhas peças vieram do Paraguai, encomendava geralmente nos muambeiros. Eu conhecia alguns de confiança.
 

Jor-el

Bam-bam-bam
Mensagens
927
Reações
4.068
Pontos
283
@Jor-el
Nossa! Alguém trouxe de fora pra você? Não lembro desse PC ser vendido aqui de forma oficial. Nunca tomei conhecimento de alguma loja / distribuidora que vendia Packard Bell por aqui! Mas é notável como a Itautec copiou esse desenho.

@Grose
Sim, PC era muito caro. Além do processador o que era mais caro na época eram as memórias RAM. Lembro que cada mega de RAM custava entre $ 100.00 USD a $ 150.00 USD dependendo do fabricante. HDD tambén não era muito barato na época também. A maioria das minhas peças vieram do Paraguai, encomendava geralmente nos muambeiros. Eu conhecia alguns de confiança.
Lembro que na época meu pai trouxe/comprou na empresa que ele travalhava Algar (que por sua vez prestava serviços para PcW e Hewitt) provavelmente o PC foi importado mesmo. Foi uma pena ter vendido ele.....bons tempos, Age of Empires e Blood reinavam nele.
 

Ghr

Supra-sumo
Mensagens
802
Reações
1.384
Pontos
183
Me lembro do primeiro pc que tive, acho que em 1994, era um pentium 100, rodava o prince of persia, stunts, um jogo do mario, carmen e san diego... Me lembro desses agora de cabeça, como o tempo passa kkk
 

doraemondigimon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.349
Reações
17.302
Pontos
619
"Ói eu aqui tráveis...":kbeca

Querem mais histórietas 'malíglinas' do tio Doraemon? (querem.... Eu sei que querem sim...:ksafado)

Comecei BEM cedo no mundo dos pcs. O primeiro aprendizado? Basic em um CP500 da Prológica.

O primeiro jogo? Karateka, no Apple II Plus (computador em que aprendi a trabalhar com outras linguagens, muito mal ensinadas na época)

Quando fui atropelado e fui parar no hospital, com risco severo de perder a perna, aí veio meu primeiro computador: o ZX Spectrum/TK90-X. Eram 48 kbytes pra se fazer de tudo. E fiz muita coisa, além de descobrir que o mundo dos jogos era bem poderoso e interessante!

E, ainda na década de 80 (mais ou menos em 1988...) eu descobri a pirataria e o contrabando ilegal de software e hardware.

As fitas K de jogos, volta e meia, vinham de um 'clube' (que traziam ilegalmente os jogos e saiam vendendo as cópias para outras pessoas). Eu mesmo, comprava jogos e programas demais, mas...

...Como um dia, tudo chega ao fim, houve uma batida policial lá e o povo de farda saiu feliz de lá: levaram MUITOS computadores que estavam lá: MSX, TRS80 (equivalentes aos da série CP), ZX Spectrum, ZX e ZX 81 e outros, com gravadores, drivers de diskettes e a parafernalha a quatro.

Algum tempo depois, me veio o MSX e passado outro pedacinho de tempo, veio o primeiro PC: um 286xt com 128kb de memória e daí, parei com os computadores.

Depois que eu voltei dos EUA e consegui meu primeiro Saturn, um irmão meu troca o meu videogame e a tv em um PC Pentium 133 com 128 mb ram EDO e um HD menor que 1GB, com mais bad blocks do que ele poderia aguentar. E daí, o resto....
 

matroska

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.860
Reações
13.748
Pontos
674
Bem sou de 1982 mas não tive um pc nos anos 90, pois como a galera falou o preço era absurdo.
Em Janeiro de 1997 um psx 300 reais. Um pc casas Bahia simples 3500 reais. É brincadeira.

Fiz cursos de office e outros mais entre 95 e/97 mas nesse período não me impressionava muito pois os jogos nos arcades e videogames considerava melhores e principalmente em uma quantidade muito maior.
PC tinha jogos fodas mas eram poucos se comparados aos videogames. Produtoras japonesas quase não lançavam jogos para pc e elas eram reinantes nos anos 90.

Comecei a me interessar pelos pc mesmo com difusão da internet no final dos anos 90.
Foi em Agosto de 2000 que peguei meu primeiro computador e foi um usado K6 350Mhz com 64 de ram se não me engano. Era windows 98.

Nem tentei rodar games nele, salvo emuladores de snes ou mega drive. Usei ele basicamente para navegar na internet. Paguei até barato para época na casa dos 850 reais. Para navegar na internet ele quebrava o galho bem.

Mas em fevereiro de 2002 peguei meu primeiro pc de verdade.
Vendi por 550 reais o pc anterior e peguei um athlon XP 1500 com 256 ram, placa gigabyte e HD 10 GB. Veio direto do Paraguai onde minha mãe e pai foram passar férias no Paraguai.
Era o período de auge dos processadores Athlon XP que tinha desempenho top mas custavam o preço de um celeron hehehe. Custo benefício supremo.
Como veio do Paraguai pelas mãos dos meus pais (eu que pedi as peças) saiu por R$ 1550 reais (dólar estava 2 por 1 o que ajudou muito).

Nossa a diferença foi brutal. Como estava sem placa de video eu abusei de um emulador em especial (o mame). Joguei bastante jogos arcades, alguns bem atuais como Kof 2002, Metal Slug 4 etc.
Um ano depois em janeiro de 2003 peguei a placa de video Geforce 440 MX aí joguei de boas maioria dos jogos dos pc.

Esse pc foi muito guerreiro só deu problema na fonte. A placa mãe durou até o fim de 2007. Fiz upgrades nele no decorrer dos anos em memória, placa de vídeo e processador colocando um Athlon XP 2200. Todos foram upgrates baratos e simples pois vendia o anterior e trazia do Paraguai os mais novos.


No inicio de 2008 peguei um pc do zero que foi os core duo.
 

cavallier

Bam-bam-bam
Mensagens
1.471
Reações
3.355
Pontos
334
Embora eu já seja velho (39), meu primeiro PC foi um com Windows XP, já depois de 2003. Simplesmente porque ninguém em minha família tinha poder aquisitivo de comprar um PC. Era um produto de luxo, literalmente. Minha infância como gamer se deu nos consoles a base de troca, de Atari passando pelos clones do NES e assim por diante. Lembro que o primeiro jogo que instalei foi o Splinter Cell, rodando no low em minha MX4000.
 

Seu Oscar

Bam-bam-bam
Mensagens
2.904
Reações
4.205
Pontos
304
Meu primeiro PC foi um P133, com 16MB de Ram, da Itautec. Nele que desisti de consoles e passei a s´jogar na mAster Race desde então. Inclusive, tem um jogo que carrego de lá pra cá desde então, com a mesma instalação que é o Grand Prix II.
 

Scorpion

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.421
Reações
11.067
Pontos
634
Meu primeiro PC foi um P133, com 16MB de Ram, da Itautec. Nele que desisti de consoles e passei a s´jogar na mAster Race desde então. Inclusive, tem um jogo que carrego de lá pra cá desde então, com a mesma instalação que é o Grand Prix II.
Me vi neste comentário, porem o game é o DOOM e o gran prix 3 kkkk
 

Landstalker

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.937
Reações
35.094
Pontos
584
Há uma coisa que inegavelmente era melhor nessa época. Os teclados eram todos mecânicos, agora só se encontra teclado membranoso vagabundo (até mesmo o da Apple) e transformaram teclados mecânicos em teclados gourmet.
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.102
Reações
22.347
Pontos
348
Kkkk. Esse Compaq "all in one" era o caniço pra abrir. Tentei uma vez trocar o CD-ROM de um desses e pedi pra sair.
Nessa epoca eu estava ainda com esse compaq 4410

Enviado de meu ASUS_X00DDA usando o Tapatalk
 

Silverock®

Bam-bam-bam
Mensagens
3.667
Reações
5.938
Pontos
319
Meu 1º PC foi uma história diferente no minimo

Não lembro bem qual o ano exato mas acho que foi por volta de 97 eu fiquei sabendo que um vizinho meu tinha um PC antigo que estava querendo vender porém tinha um problema estava quebrado, eu nessa época não sabia nada sobre PC mas sempre tive vontade de ter um, fui lá conversei com o cara e ele falou que trocava o PC em um VG e podia ser qualquer um, ele manjava tanto de VG qto eu de PC, pensei dei sorte vou arrumar um VG pra ele, eu tinha uma bike show de bola que eu vinha arrumando e deixando do meu gosto tinha mais de 1 ano porém não pensei 2x em passar ela pra frente com um cara que tinha um Dynavision 2 , sim isso mesmo um Dynavision 2 que custava bem menos que a bike por sinal porém eu trocaria sem gastar $$ e foi o que fiz, levei o console pro cara e o mesmo trocou no pc, como tinha bastante cartucho o console o cara ficou bem feliz, cheguei em casa todo pimpão com o pc, primeiro não tinha nem lugar para colocar o dito cujo, segundo que ele nem se quer ligava e 3º eu não fazia idéia de qual PC era , tinha até esquecido de perguntar pro cara qual o modelo daquele PC porém eu sabia que era antigo pois nem mouse ele tinha, com o tempo descobri que era um IBM XT nem 286 era, mesmo naquela época eu não achava ninguém que consertava o dito cujo, fiquei com o PC em casa uns 2 anos e nunca o vi funcionar até que passei pra frente

Em 99 eu comecei meu curso técnico de Processamento de dados , tb em 99 eu fiz aquele curco básico de windows que tinha na época, mas foi no curso técnico mesmo que passei a ter muito contato com computadores, tínhamos um banco de horas a cumprir todo mês e não era pouca coisa, além de sempre precisar desenvolver algum programa em Visual Basic, Delphi e mesmo pascal que ja era ultrapassado naquela época mas que aprendemos mesmo assim, esse curso era de 3 anos e apenas no ultimo ano ou seja começo de 2001 que fui finalmente comprar meu 2º PC que na verdade ta mais para 1º que era um Pentium 3 800Mhz com 96mb 8mb de video, HD de 20gb, lembro bem pois desde desse pc até hoje todos que tive eu mesmo que montei, Nesse PC conheci esse forum, da uol e etc, conheci os bate-papos, ICQ, joguei on-line em PC pela primeira vez (apesar que no Dreamcast eu ja tinha feito antes, aliás posso considerar que o Dreamcast foi um semi pc que tive em 2000 ja que quebrou bastante o galho sobre acessar a net e jogar on-line)

Como pode ver comecei tarde no PC gostaria que tivesse sido antes, em 2001 agente se reunia de sábado a noite na casa de um amigo que tinha uma sala grande onde levávamos nos pcs e jogávamos em rede Starcraft, Age of empires, warcraft, command conquer, sempre RTS, varavamos a noite e ainda jogávamos no domingo, fizemos isso varias vezes, foi uma época bem legal, Age of empires mesmo eu tb jogava on-line foi acho que o primeiro game que viciei de verdade on-line pq no Dreamcast eu nunca cheguei a ficar viciado pra valer em nenhum jogo
 
Ultima Edição:

RodrigoviskRJ

Bam-bam-bam
Mensagens
5.298
Reações
7.492
Pontos
384
Rapaz, escorreu uma lágrima lendo esse tópico.

Meu primeiro PC, meu mesmo, foi em 1994, pra conseguir comprar o PC eu vendi meu Mega Drive + Sega CD + dois controles de 6 botões + todos os meus jogos por R$ 800,00, lembro até hoje o preço.
Meu pai tinha um 486 DX2 66 da HP, eu usava ele muito raramente, daí eu comprei o FATÍDICO 586 DX5 133Mhz da AMD. Que máquina horrível, put* que pariu!!! Daí implorei pro velho e pedi pra trocar na mesma loja q eu comprei, na época não manjava muito de hardware, daí peguei um Pentium 133Mhz que era TOP na época, isso já em 95 ...
Que máquina foda, fiquei muitos anos com esse Pentium, só fui trocá-lo quando passei pro AMD K6-2 350 que foi outra máquina sensacional tbm.
Também tive esse Creative 4x "PLUG AND PLAY", logo assim q peguei o 586 ... só q esse plug and play era um tremendo ko numa "Era de config.sys e autoexec.bat". Eu fico pensando, tentando me lembrar de como a gente conseguia resolver alguns problemas lendo manual e outros por pura intuição numa época onde internet inexistia, quando muito, você tinha uma BBS boa pra acessar.
Passei por tudo isso que o OP passou.
DOS 6.22 + Windows 3.11
Windows 95
Windows 95 OSR2
Windows 98
Windows 98SE
daí por diante...
Os hardwares fodas q tive, lembro do meu modem US Robotics 33.600 que na caixa era 28.800, mas aí tinha um adesivo de "veja bem", agora são 33.6kbps ...
Minha Diamond Monster 2 aceleradora de 12Mb.
Meu zip drive ...
e por aí vai...
Foi uma época de ouro mesmo... os jogos da Lucas Arts ... as versões de "flipper" de Mortal Kombat ... os Fifas iradíssimos pra época...
No final, ter tido PC relativamente novo, com 14 anos, me proporcionou ter a profissão q eu tenho, programador.
Só voltei aos videogames no PS3 ... mas ainda mantenho sempre meu PC atualizado, virou meio que uma "tradição" ter desktop... cheguei a tentar viver sem um... mas não consigo hahaha
 
Ultima Edição:

Ridge

Bam-bam-bam
Mensagens
1.878
Reações
3.982
Pontos
303
Nos anos 90 minha família não tinha condições financeiras de comprar um PC, era muito caro na época, e a internet ainda gatinhava, em casa so tive la pra 2003, antes so mexia na casa de familiares.

Mas a primeira vez que joguei um game de PC foi no trabalho do meu pai, foi o Doom, fui la visitar ele e meu pai deixou mexer la no PC, dae um colega de trabalho dele me perguntou se gostava de games, disse claro, ai ele me mostrou esse jogo, minha cabeça explodiu, nunca tinha jogado nada igual, e olhe que o PSX ja estava no mercado, foi o primeiro FPS e game de PC que joguei.
 

edineilopes

Retrogamer
Mensagens
27.760
Reações
89.886
Pontos
654
Meu primeiro PC foi um Pentium MMX 233 32MB de RAM. Ali estava unindo trabalho com diversão. Teria uma boa máquina para aguentar o CorelDraw, e ao mesmo tempo teria acesso a uma infinidade de aplicativos e games. Multimídia nos PCs estava bastante consolidado.

De cara, games em VGA e SVGA com imagens lindas, super nítidas, graças ao cabeamento d-sub 15 pinos. Texturas ricas e detalhadas, aproveitando da abundante memória RAM e processamento que os computadores tinham. Muito legal.

Porém ter PC em 98 para jogar era ganhar de brinde muitas dores de cabeça. A vida toda era ligar o videogame e jogar e com PC era muito distante disso. Ainda co-existiam games DOS e games para Windows. Nem tudo era Plug&Play. Configurar placa de som, memória, arquivos .bat. Sistema instável dava umas telas azuis tenebrosas. Comprei uma placa de vídeo 3D trident 4MB, que de 3D não rodava nada, que lixo. Apesar do nome, tinha que rodar tudo em modo software. Tudo bugava ou ficava mais lento que no modo software. Que me lembre o único game que ela me deu alguma alegria foi conseguir rodar o Test Drive 5.


Por volta desta época acabei pegando novamente um Playstation, que vinha recebendo uns games de tirar o chapéu. Fiquei com duas plataformas de jogos com estilos muito distintos - com o PC mais voltado para exclusivos como Commandos e The Settlers III.


O tempo foi passando e jogar no PC ficou cada vez melhor. Tudo ficava cada vez mais fácil e automático. Os gráficos, cada vez mais exuberantes. Lembro quando adquiri uma Nvidia TNT 32MB, passei a saber o que era ter uma placa 3D de verdade em casa.

Desde então, Master Race virou minha principal plataforma de diversão.
 
Ultima Edição:

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
@Jor-el
Nossa! Alguém trouxe de fora pra você? Não lembro desse PC ser vendido aqui de forma oficial. Nunca tomei conhecimento de alguma loja / distribuidora que vendia Packard Bell por aqui! Mas é notável como a Itautec copiou esse desenho.

@Grose
Sim, PC era muito caro. Além do processador o que era mais caro na época eram as memórias RAM. Lembro que cada mega de RAM custava entre $ 100.00 USD a $ 150.00 USD dependendo do fabricante. HDD tambén não era muito barato na época também. A maioria das minhas peças vieram do Paraguai, encomendava geralmente nos muambeiros. Eu conhecia alguns de confiança.
Esqueci de dizer que curti muito o tópico, li todos os relatos até agora, vou anexar na lista dos meus outros tópicos. UU

Eu não faria um desse tão cedo pela falta de intimidade com toda a história dos jogos no PC, algo admirável e persuasivo mas muito fora do contexto daquilo que vivenciava, até porque se tivesse condições muito provavelmente teria deixado de ter outras experiências, afinal passava a maior parte do tempo cozinhando nos fliperamas nos anos 90. haha

Procurei num vídeo do programa de games que passava na Bandeirantes nos anos 90 mas não encontrei, no entanto me deparei com as propagandas do clássico Game TV da CNT e um outro que não assisti por passar em rede fechada e TV a Cabo aqui em casa demorou bastante para aparecer, até porque enquanto tinha Manchete tinha muito do que precisava e depois passava muito tempo na rua com os meus pais, em casa só jogava quando não assistia desenho, de madrugada quando chegavámos em casa curtia muito 911 e Telecatch no SBT. :D
 

crei

Bam-bam-bam
Mensagens
1.400
Reações
2.223
Pontos
294
Em 1995 tinha um Pentium 100mhz, exatamente como este:

Acho que tinha 8mb de ram, lembro de tentar instalar o fifa 97 nele e não conseguir pq pedia pelo menos 16mb :lolwtf
Quando instalava o Railroad Tycoon então.. não dava pra ter mais nada instalado no pc:


Melhor CD Expert ever, empatada com Little Big Adventure 2 e Constructor :kjoinha
 

Vaynard

Mil pontos, LOL!
Mensagens
64.394
Reações
45.263
Pontos
1.014
Meu primeiro pc foi em meados de 2003. Meu pai comprou usado dum sujeito que trabalhava na mesma empresa que ele, um pentium 3 500mhz, 96mb de ram, 8 de video onboard e 8gb de HD.
Como fui feliz com aquele pczinho hahahaha

Joguei demais Starcraft, Diablo 2, Age of Empires, Elifoot 98, Tibia, emuladores, assisti um monte de desenhos, animes, chaves e chapolin hehehe
Ele foi muito importante também pra eu aprender a usar um PC. Na época, só com Windows 98, aprendia tudo na raça, seja comprando revista ou fazendo um curso de montagem e manutenção na época, que foi quando eu comecei mesmo a esmiuçar tanto o hardware quanto software.

Formatava pelo menos 1 vez por mês e abria ele direto pra limpar e tal. Hoje, não tenho mais essa paciência. Passei 2 anos sem formatar a máquina e nem lembro quando foi a ultima vez que o PC viu um pincel kkkk

Aí em 2006 eu ganhei um Sempron 3000+ com 512mb de ram, 80gb de HD e uma MX4000. Nossa, aí fui um estouro. Joguei demais uma quantidade imensa de jogos, principalmente Warcraft 3, que é meu jogo de pc favorito!
 

Silverock®

Bam-bam-bam
Mensagens
3.667
Reações
5.938
Pontos
319
Rapaz, escorreu uma lágrima lendo esse tópico.

Meu primeiro PC, meu mesmo, foi em 1994, pra conseguir comprar o PC eu vendi meu Mega Drive + Sega CD + dois controles de 6 botões + todos os meus jogos por R$ 800,00, lembro até hoje o preço.
Meu pai tinha um 486 DX2 66 da HP, eu usava ele muito raramente, daí eu comprei o FATÍDICO 586 DX5 133Mhz da AMD. Que máquina horrível, put* que pariu!!! Daí implorei pro velho e pedi pra trocar na mesma loja q eu comprei, na época não manjava muito de hardware, daí peguei um Pentium 133Mhz que era TOP na época, isso já em 95 ...
Que máquina foda, fiquei muitos anos com esse Pentium, só fui trocá-lo quando passei pro AMD K6-2 350 que foi outra máquina sensacional tbm.
Também tive esse Creative 4x "PLUG AND PLAY", logo assim q peguei o 586 ... só q esse plug and play era um tremendo ko numa "Era de config.sys e autoexec.bat". Eu fico pensando, tentando me lembrar de como a gente conseguia resolver alguns problemas lendo manual e outros por pura intuição numa época onde internet inexistia, quando muito, você tinha uma BBS boa pra acessar.
Passei por tudo isso que o OP passou.
DOS 6.22 + Windows 3.11
Windows 95
Windows 95 OSR2
Windows 98
Windows 98SE
daí por diante...
Os hardwares fodas q tive, lembro do meu modem US Robotics 33.600 que na caixa era 28.800, mas aí tinha um adesivo de "veja bem", agora são 33.6kbps ...
Minha Diamond Monster 2 aceleradora de 12Mb.
Meu zip drive ...
e por aí vai...
Foi uma época de ouro mesmo... os jogos da Lucas Arts ... as versões de "flipper" de Mortal Kombat ... os Fifas iradíssimos pra época...
No final, ter tido PC relativamente novo, com 14 anos, me proporcionou ter a profissão q eu tenho, programador.
Só voltei aos videogames no PS3 ... mas ainda mantenho sempre meu PC atualizado, virou meio que uma "tradição" ter desktop... cheguei a tentar viver sem um... mas não consigo hahaha
k6-2 como essa maquina fez sucesso na época, lembro que vários amigos do curso tinham ela, no laboratório da minha escola todos pcs eram k6-2
 

antonioli

O Exterminador de confusões
Membro STAFF
VIP
GOLD
Mensagens
96.703
Reações
157.546
Pontos
949
Sinto-me um senhor.
 

CrimsonKiryu

Supra-sumo
Mensagens
551
Reações
1.146
Pontos
183
Ent, eu fui um pouco sortudo já que quando eu era criança chegaram duas coisas na minha casa que me fizeram ser o gamer que sou: Ganhei da minha vó um SNES que ela havia ganhado numa promoção e ele veio completo pra mim (exceto que não havia nenhum jogo além de Super Mario World lol) e infelizmente não tive muitos jogos pra ele com o passar do tempo, então me sobrava a outra opção da casa, um PC que meu pai havia conseguido com meu tio, que trabalhava mexendo com software na Nestlé (se não me engano, ele trabalha lá ate hoje, só não é exatamente o mesmo cargo), era um Compaq com um Pentium II, kit CD, Win 98 e infelizmente um cartão VGA (pq eu sei que ele só suportava 256 cores), eu jogava mais nele que o SNES já que eu tinha um CD daquelas revistas cheio de jogos, a maioria um jogos flash ruins que rodavam bem mal no meu PC, mas havia um bom número de jogos de DOS, entre eles um que eu amo até hoje e ainda jogo de vez em quando, esse aqui:
2017-11-08 (1).png
mas eu também jogava outros jogos e acreditem se quiser, esse PC ficou com a gente até 2010 (!), mas para saciar a minha fome de um PC mais potente e recente na minha adolescência, minha tia em 2003 comprou um PC Dell que rodava Win XP (não me perguntem os specs, eu realmente não lembro), então eu ia constantemente na casa dela para mexer nele e foi nele que aprendi a mexer em emulação, e ai não jogava nada alem disso, GBA, Mega, SNES, N64... cheguei até a arriscar emulação de DS nos seus primeiros passos..., o resto é história;
 
Ultima Edição:

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.102
Reações
22.347
Pontos
348
Tirando os medalhões que todo mundo conhece, vou postar aqui jogos poucos conhecidos mas que fizeram minha alegria quando garoto:

Tyrian

Shump bem bacana da Appogee

Jazz JackRabit

Jogo de plataforma da Epic Megagames

Bram Stokers Dracula

FPS da Psygnosis

The Patrician

Era um misto de simulador naval com perguntas históricas tipo Carmen's San Diego. Não lembro o nome da produtora do game.

Rise of the Triad

FPS da Appogee

Corridor 7

FPS, também não lembro a produtora desse game também.

Lotus 3 The Ultimate Challenge

Corrida no estilo do Top Gear de SNES. Da Gremlin

Castlevania (já tinha citado na matéria)

Plataforma, Konami

Crusader - No Regret

Ação isométrica, da Origin.

Crusader - No Remorse

Ação isométrica, da Origin.

Stunts

Simulador de acrobacia com carros / corrida, da Broderbund Software!

Vamos lembrando!!!
 

Denrock

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.675
Reações
70.855
Pontos
584
Nos anos 90 era muito caro ter PC , então eu não tinha...

... mas jogava na casa de 2 primos que tinham mais condição financeira na época, eram os famosos "486 com kit multimidia" . Na casa deles 2 foi onde joguei coisas como Doom, Alone in the Dark 2, Syndicate, Day of the Tentacle, Wolfenstein 3d, Diablo 1, etc

mas só em 2001 que fui ter meu 1º PC mesmo

Um Pentium 3 de 1ghz, 256 de ram e Windows 98 . Veio com uma Riva TNT 2 de 32 mb, que depois troquei por uma Geforce 4 MX 440 de 64mb guerreira.

Aí rolou muito Quake 3 Arena, Unreal Tournament 1, Max Payne 1, Age of Empires 2, StarCraft, Test Drive 5, Half-Life, e vários outros

e fiquei na conexão discada por mais de 12 anos! todo mundo já tinha banda larga e eu na discadona ainda..... nisso baixava muito DEMOS de jogos, já que eram pequenos pra baixar, e jogos RIPs (sem músicas e videos) eram só o que conseguia baixar.
 
Ultima Edição:

Ghr

Supra-sumo
Mensagens
802
Reações
1.384
Pontos
183
Caras, me lembro que no começo dos anos 2000, fui na casa de um vizinho, e ele tinha um jogo no pc dele que era um robo branco, ou um cara de armadura branca, se nao me engano ele tinha tipo uma jet pack também, tenho quase certeza que o jogo possuia apenas 3 levels, estilo plataforma lateral.
são os unicos detalhes que me lembro, era criança na época kk.
Por essas descrições alguém consegue identificar qual jogo seria?
 

yugi moto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.437
Reações
32.036
Pontos
559
Tai uma era que não tenho a minima nostalgia e saudade que va com Deus e não volte :klol

- Internet discada pagando pulso de telefone , lentíssima até pra abrir imagens ela carregava e demorava
- Peças de PC caríssimas
- Pcs de baixa potencia para o consumidor final quase monotarefas, abria mais de uma coisa ao mesmo tempo até os celerons ja começavam a peidar na farofa
- Poucos joguetes para PC, nem se comparava com os consoles não é como hoje na steam
- Controle lixoso só na base da gambiarra e olha lá, hoje graças adeus temos suporte plug and play
- Disquetes e CD ROM ainda de armazenamento pifio, 300 cds de instalação para um simples jogo ou programa
- Caixinhas multimídia? placa de som e rede? PCs brancos encardidos? Capas bregas de PC :klingua2:klingua2:klol

a lista segue ..
Foram tempos negros que não sinto falta alguma , ainda bem que a tecnologia esta evoluindo
 

Grandpa

Mestre Jedi
Mensagens
5.587
Reações
2.428
Pontos
434
O que eu posso dizer é que minha história com os PCs foi tão boa que na época (década de 90) eu simplesmente não tive vontade de ter um console de 32/64 bits. Estiquei a vida do meu Mega Drive e joguei muito no PC (ainda jogo, mas atualmente mais emuladores).

O meu primeiro PC foi um 386 DX 33. Depois eu tive 486 DX 40 e o próximo já foi um Pentium MMX. Eu tive um Kit Multimídia desses de 4X, depois mais tarde adquiri um outro melhor. Vinha com enciclopédia e diversos jogos em CD e até disquete. O Twinsen's Odyssey ainda está por aqui.

Eu me lembro das placas 3D. Precisei de uma delas para jogar Tomb Raider 3, que eu ganhei de aniversário e exigia uma placa 3D para jogar. A minha Trident não suportava o game aí eu comprei uma Diamond 3D (acho que o chipset era Nvidia). Até jogos consagrados do Playstation eu joguei no PC, como Final Fantasy VII que eu aguardei ansiosamente sair a versão para PC.

Meu encanto com os PCs foi até o início desse século, quando joguei GTA III ainda no PC. Aí tive vontade de ter um PS2 e voltei a jogar mais em consoles do que no computador.
 
Topo Fundo