O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Diretor criativo de Journey to the Savage Planet, Far Cry 4 e AC3: "Streamers deveriam pagar os desenvolvedores e publicadores dos jogos que gravam"

scharlie

Bam-bam-bam
Mensagens
7.580
Reações
25.490
Pontos
353
O que esse diretor está propondo é que uma porcentagem do faturamento dos streamers/let's players/criadores de conteúdo vá para o jogo que eles usaram. Não bastaria simplesmente comprar o jogo.






Transcrição dos tweets, caso eles sejam deletados:

Alex Hutchinson: Streamers worried about getting their content pulled because they used music they didn't pay for should be more worried by the fact that they're streaming games they didn't pay for as well. It's all gone as soon as publishers decide to enforce it.

Alex Hutchinson: The real truth is the streamers should be paying the developers and publishers of the games they stream. They should be buying a license like any real business and paying for the content they use.

Alex Hutchinson: Most of the time playing the game just helpsl the streamer. People tune in to watch their ‘show’ which is built on content they didn’t pay for. If their show requires game content, then a percentage of their revenue should go to the game they used.

Alex Hutchinson: If they think they don’t need to pay for the the game they’re using then they can make a show without using games and see how it goes.

Alex Hutchinson: Amazing to me that people are upset at someone saying that the creators of content should be allowed to make some of the money from other people using their content for profit.

will hummel: They’re paying in exposure :)

Alex Hutchinson: Which reminds me, I need you to come to my office next week and do some work for free. It’ll look great on your CV I promise! C’mon Will!

will hummel: If you were gonna sell units on the back of it, and I was going to collect sub revenue, we’d do it.

Alex Hutchinson: I was thinking of pitching this to the NFL. They should let me broadcast the games for free and add my own commentary and be happy that I’ll introduce people to the sport and then they’ll buy merch and tickets.
Ele também trabalhou nos seguintes jogos:

Creative Director @ Google Stadia! Previously Journey to the Savage Planet, Far Cry 4, Assassin's Creed 3, Spore, Sims 2 etc.
 
Ultima Edição:




Passo's

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
29.717
Reações
29.332
Pontos
724
Não acho que isso vai mudar, mas ele tá errado? estão usando conteúdo de terceiro para fazer dinheiro.
  1. De repente todos tem de pagar para trasmitir jogos.
  2. Alguns devs isolados espertos falam "ein streamers, pode fazer stream do nosso jogo de graça, não precisam pagar nesses"
  3. Jogos que stream é gratuito começam a ser massivamente streamados
  4. Vendas desses sobem vertiginosamente(among us, fall guys, qualquer coisa da Riot, etc)
  5. Outros percebem e "olha streamers, vamos liberar gratuito stream dos nossos jogos também"
  6. Voltamos exatamente ao que é agora.
É óbvio que está errado e queria saber do que caralhos esse imbecil é diretor para ter uma linha de raciocínio tão burra em pleno 2020.


Essa é a diferença entre empresas agressivas do ramo que vão popularizando e enriquecendo em tudo estilo a Riot e a bosta do google que errou em 100% dos projetos de stream que criou em sua história.


edit: O CARA É DIRETOR CRIATIVO, put* QUE PARIU
 
Ultima Edição:

seifervll

Bam-bam-bam
Mensagens
2.519
Reações
3.816
Pontos
294
Agora sim o Stadia engrena, agora vai!

lol

Ele até estaria certo. Se as streams fossem cobradas e se os jogos não fossem uma mídia, essencialmente, interativa.
 

klamyr

Supra-sumo
Mensagens
784
Reações
1.249
Pontos
164
  1. De repente todos tem de pagar para trasmitir jogos.
  2. Alguns devs isolados espertos falam "ein streamers, pode fazer stream do nosso jogo de graça, não precisam pagar nesses"
  3. Jogos que stream é gratuito começam a ser massivamente streamados
  4. Vendas desses sobem vertiginosamente(among us, fall guys, qualquer coisa da Riot, etc)
  5. Outros percebem e "olha streamers, vamos liberar gratuito stream dos nossos jogos também"
  6. Voltamos exatamente ao que é agora.
É óbvio que está errado e queria saber do que caralhos esse imbecil é diretor para ter uma linha de raciocínio tão burra em pleno 2020.


Essa é a diferença entre empresas agressivas do ramo que vão popularizando e enriquecendo em tudo estilo a Riot e a bosta do google que errou em 100% dos projetos de stream que criou em sua história.
Não falei que do ponto de vista do marketing o que ele falou é inteligente, legalmente o que ele falou está certo.
 

Passo's

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
29.717
Reações
29.332
Pontos
724
Não falei que do ponto de vista do marketing o que ele falou é inteligente, legalmente o que ele falou está certo.
O único ponto é a inteligencia e não legalidade.


Se quiser a CDprojekt amanha proibe todo mundo de falar do jogo dela e de utilizar qualquer imagem/música e animação do Cyberpunk2077.

Ela pode fazer isso legalmente? Pode(com seus poréns, tem fair use), agora qual caralhos de lógica ela o faria?Melhor, aparecer um DIRETOR CRIATIVO e falar que a cdprojekt deve fazer isso?
Lembrando que diretor criativo mexe com marketing também.


Legal por legal a ford pode simplesmente decidir parar de vender carro e começar a vender charrete, a amazon pode fechar loja online e criar apenas física, etc.
Tudo na legalidade ai.
 

Johnzim

Bam-bam-bam
Mensagens
9.046
Reações
21.230
Pontos
369
Não falei que do ponto de vista do marketing o que ele falou é inteligente, legalmente o que ele falou está certo.
Óbvio que tá errado.
Primeiro porque não estão produzindo conteúdo de nada, estão simplesmente jogando. É o consumo mais puro do produto final.
Segundo porque, ao primeiro sinal de alegação de violação de direito autoral, vai recair na lógica que o @Passo's falou: eles simplesmente param de jogar o jogo e seguem adiante com um que vai permitir.
 

klamyr

Supra-sumo
Mensagens
784
Reações
1.249
Pontos
164
Óbvio que tá errado.
Primeiro porque não estão produzindo conteúdo de nada, estão simplesmente jogando. É o consumo mais puro do produto final.
Segundo porque, ao primeiro sinal de alegação de violação de direito autoral, vai recair na lógica que o @Passo's falou: eles simplesmente param de jogar o jogo e seguem adiante com um que vai permitir.
O jogo é uma propriedade intelectual, como música e filme, quando você compra um jogo você compra o direito para uso pessoal, não para reprodução, se você usar essa mesma lógica para filmes e músicas você vai perceber que não faz sentido o que você falou.

Outro ponto, fair use não é tão comum assim no mundo, nos EUA você tem uma discussão grande, mas fora de lá a matéria é mais escassa.
 

scharlie

Bam-bam-bam
Mensagens
7.580
Reações
25.490
Pontos
353
Sobre a parte de "Diretor criativo do Google Stadia" (é basicamente o que está no perfil dele no Twitter):


The funniest thing about today's streaming drama is that everyone thinks Alex Hutchinson runs Google Stadia (because his Twitter bio says "Creative Director @ Google Stadia"). He's actually a creative director at a Montreal game studio that was purchased by Google last December
Ele é diretor criativo de um estúdio de Montreal que foi comprado pela Google em dezembro de 2019.

Ele não tem nada a ver com a criação do Google Stadia como plataforma de jogos.
 

Johnzim

Bam-bam-bam
Mensagens
9.046
Reações
21.230
Pontos
369
O jogo é uma propriedade intelectual, como música e filme, quando você compra um jogo você compra o direito para uso pessoal, não para reprodução, se você usar essa mesma lógica para filmes e músicas você vai perceber que não faz sentido o que você falou.

Outro ponto, fair use não é tão comum assim no mundo, nos EUA você tem uma discussão grande, mas fora de lá a matéria é mais escassa.
Existe uma pequena diferença entre as mídias que você citou como exemplo: jogo foi feito pra ser jogado, música foi feita pra ser ouvida e filme, assistido. Se você streamear música ou filme, é claro que o público estará consumindo o produto final. No caso do jogo, isso não acontece, já que reproduzir o jogo é efetivamente você jogá-lo. Não consigo enxergar a violação à propriedade intelectual no caso de um jogo que eu não jogo.
 

seifervll

Bam-bam-bam
Mensagens
2.519
Reações
3.816
Pontos
294
O jogo é uma propriedade intelectual, como música e filme, quando você compra um jogo você compra o direito para uso pessoal, não para reprodução, se você usar essa mesma lógica para filmes e músicas você vai perceber que não faz sentido o que você falou.

Outro ponto, fair use não é tão comum assim no mundo, nos EUA você tem uma discussão grande, mas fora de lá a matéria é mais escassa.
Mas então as revistas de games desde os primórdios, não deveriam estar pagando direito também? Porque cobram por um material gerado totalmente a partir dos jogos, inclusive alguns sendo "detonados" como fotos do jogo inteiro, até mesmo spoiler do final.
 

tortinhas10

É Nintendo ou nada!
Mensagens
93.810
Reações
204.424
Pontos
979
Como falaram, muito jogo só fez sucesso por causa dos streamers. É bom para todo mundo.


Tem muita gente que nunca jogou god of war, mas assiste os vídeos no YouTube e vira fã do Kratos, o que é bom para a Sony, ele vai começar a fazer propaganda gratuita

Enviado de meu moto g(8) usando o Tapatalk
 

Copandon

Ser evoluído
Mensagens
39
Reações
56
Pontos
28
O jogo é uma propriedade intelectual, como música e filme, quando você compra um jogo você compra o direito para uso pessoal, não para reprodução, se você usar essa mesma lógica para filmes e músicas você vai perceber que não faz sentido o que você falou.

Outro ponto, fair use não é tão comum assim no mundo, nos EUA você tem uma discussão grande, mas fora de lá a matéria é mais escassa.
É, infelizmente é bem por aí.

Como exemplo pra quem nunca leu, a nintendo detalha o que ela considera como conteúdo que infringe copyright: https://www.nintendo.co.jp/networkservice_guideline/en/index.html
 

Nolifeking

Bam-bam-bam
Mensagens
4.254
Reações
6.517
Pontos
303
Olha, tem sentido o que ele falou. Até legalmente. E o exemplo que ele usou da NFL ou músicas, se encaixam perfeitamente nisso.

Mas é como citaram aqui, algumas empresas podem fazer acordos com streamers e deixar ele fazer a stream de graça e voltaria tudo ao normal.
 

klamyr

Supra-sumo
Mensagens
784
Reações
1.249
Pontos
164
Existe uma pequena diferença entre as mídias que você citou como exemplo: jogo foi feito pra ser jogado, música foi feita pra ser ouvida e filme, assistido. Se você streamear música ou filme, é claro que o público estará consumindo o produto final. No caso do jogo, isso não acontece, já que reproduzir o jogo é efetivamente você jogá-lo. Não consigo enxergar a violação à propriedade intelectual no caso de um jogo que eu não jogo.
Você falar isso é dizer que toda a historia, enredo e toda a parte artística do jogo é completamente irrelevante, sem falar que isso é irrelevante para infração de direito autoral, o streamer cria seu conteúdo em cima de um conteúdo criado por terceiro, o seu conteúdo não existiria se ele não estivesse usando conteúdo de terceiro, por isso, legalmente, o que ele falou não é nenhum absurdo;

Agora, em marketing é um suicídio, nesse quesito podem cair em cima dele.
 

klamyr

Supra-sumo
Mensagens
784
Reações
1.249
Pontos
164
Só pra deixar bem claro, eu não gostaria que começassem a cobrar por isso, ninguém ganha no final.
 

Wrex

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.518
Reações
14.655
Pontos
609
Igual pagar por direitos autorais em música de fundo: ridículo.

Não é só o game que faz as views, o principal não é isso. Se o game fosse realmente o principal, ainda vá... Mas tanto não é que o youtuber muda de jogo e sua fanbase continua lá...

Então pra quem falou que ele não está errado: está sim.
 

Pipoqueiro

Bam-bam-bam
Mensagens
1.471
Reações
3.431
Pontos
303
Como se eles não ganhassem rios de dinheiro se um jogo virar modinha de youtuber

basta ver aquele amoung us que era desconhecido até ontem..

Deveriam agradecer se um streamer ta upando o gameplay
 

Setzer1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.157
Reações
22.597
Pontos
594
ja houve toda essa discussão em 2009-2012. Quando streamers sofriam com youtuber afins sendo bloqueados.

Empresas como EA e Ubisoft eram contra o uso de seus games em streaming.
Mas fico obvio que stream aumenta as vendas com a propaganda gratuita e que impedir era impossivel.

La pra 2013-2015 as poucas empresas que brigavam contra streamers desistiram.

.
 

Kise Ryota

Exploiter Lixoso
VIP
Mensagens
46.202
Reações
68.115
Pontos
909
Pra mim o mais recente exemplo de como o streaming pode impulsionar o seu produto foi o Fall Guys. Se eu não tivesse assistido a um dos meus streamers favoritos jogando o game, eu muito provavelmente não o teria comprado.
 
Topo Fundo