O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Qual a última HQ que você leu?



Pip

Veterano
Mensagens
477
Reações
839
Pontos
113
nao.

Age of X foi feita na decada passada, sob a batuta do Mike Carey. Envolvia as revistas Novos Mutantes e X-Men Legacy.

Já Age of X-Man tá saindo agora no Brasil e saiu em 2019 nos EUA.
 

SirMoeckel

Bam-bam-bam
Mensagens
4.146
Reações
7.310
Pontos
303
Comprei watchman completo em 2016 e só hoje to lendo pra valer, tentando pegar o hábito novamente de leitura, agora uma pergunta, to curtindo pra krl a HQ, já sabia que ia ser épico, o doom's day clock já tem completo pra comprar ou tá sendo lançado ainda? To afim de comprar, mas quero capa dura e tudo junto
 


SirMoeckel

Bam-bam-bam
Mensagens
4.146
Reações
7.310
Pontos
303
Terminei watchmen e curti o final, só queria ver o desfecho do desfecho, quando o rorscach entrega o diário, mas no diário tem toda a tramóia do cara lá? No caso ele descobriu a treta antes de todo mundo?
 

Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.422
Reações
10.458
Pontos
1.064
A moral do diário é justamente o motivo pelo qual o rorscach não a aceitou o plano do Ozzymandias, uma paz criada com base em uma mentira nunca vai durar, não foi uma paz alcançada porque a humanidade trabalhou para isso, mesmo sem o diário é só questão de tempo até a humanidade sair da curva e voltar ao seu trajeto normal.
 

Pip

Veterano
Mensagens
477
Reações
839
Pontos
113
108776

Uma boa coletânea de historias urbanas do Warren Ellis, escritor que costuma atuar mais na seara da ficção cientifica.
 

Kelsen

Bam-bam-bam
Mensagens
992
Reações
3.518
Pontos
274
Um Disney Big que achei numa gaveta haha

Tou lendo a coleção Epopéia Tri.
 

EgonRunner

Bam-bam-bam
Mensagens
9.428
Reações
18.405
Pontos
353
Comprei watchman completo em 2016 e só hoje to lendo pra valer, tentando pegar o hábito novamente de leitura, agora uma pergunta, to curtindo pra krl a HQ, já sabia que ia ser épico, o doom's day clock já tem completo pra comprar ou tá sendo lançado ainda? To afim de comprar, mas quero capa dura e tudo junto

tem o Before Watchmen também, aqui não saiu tudo junto mas lá fora tem um omnibus.
 

Standak

Bam-bam-bam
Mensagens
1.853
Reações
4.055
Pontos
303
Terminei watchmen e curti o final, só queria ver o desfecho do desfecho, quando o rorscach entrega o diário, mas no diário tem toda a tramóia do cara lá? No caso ele descobriu a treta antes de todo mundo?
O diário é a historia do Watchmen, a capa da primeira edição é o último painel na edição 12.

Na verdade você é o gordinho ruivo lendo o diário do Rorschach.
 

Tosetto Falls

Supra-sumo
Mensagens
1.071
Reações
705
Pontos
184
Aproveitando a quarentena pra ler todos os 4 volumes. Até agora curtindo demais, motor ball muito interessante.


Enviado de meu SM-G900M usando o Tapatalk
 

Niko

Bam-bam-bam
Mensagens
6.580
Reações
5.436
Pontos
354
Terminei de ler (reler) Berserk, a saga da Era de Ouro.





Primeira vez que tive contato com Berserk foi em 2013, li vários volumes pirata mesmo num tablet, mas sempre odiei leituras digitais, não gosto de ler livros, HQ's e mangás digitais. Nem material de estudo gosto, ferra minha visão.

Desde quando a Panini resolveu em 2014 relançar o berserk em formato "de luxo", o Kanzenban venho adquirindo todos esse volumes pra colecionar e cara o material ficou muito bom feito pela panini. A tradução oficial é ótima, com uso até de linguagem mais usuais em alguns momentos, o papel é offset, muito bacana. Só odiei mesmo a ''brilhante'' ideia de alterar as capas no decorrer dos lançamentos. Um gênio. Porra, mangá sempre tem a mesma capa na frente e no verso e eles vinham lançando assim desde o inicio, quando do nada decidem alterar esse formato pra colocar uma capa diferente no final. Não faço a menor ideia pra que fazer isso, talvez seja pra não confundir os leitores menos experientes. É um deslize feio, em minha visão.


Sobre o Berserk em si, é sem comentários. A arte do Kentaro Miura é maravilhosa, cara desenha pra c***lho, mas o foco mesmo, em minha visão, o porquê de Berserk fazer tanto sucesso é a sua história, cara é boa demais, quando li pela primeira vez não me lembrava de ser tão boa, gostosa de se acompanhar. A evolução dos personagens, a construção da trama, a criatividade do autor, numa linearidade de cair o queixo, trazendo twists envolventes, é outro nível.
É uma história pesada, de fato, em alguns momentos não só violenta, mas psicologicamente forte também, a gente se envolve com os personagens que são muito carismáticos. O autor não tem medo de pesar a mão no gore e na censura sexual, geralmente eu não concordo com algumas classificações indicativas de filmes ou séries, mas tenho que dizer que a desse mangá ser 18 anos não discordo nem um pouco, pois trata de temas adultos ou sensíveis para menores.
Essa verdadeira primeira saga (a saga do Black sworsdman não considero como saga) ''Era de ouro'' é uma verdadeira obra de arte, numa verdadeira explosão de talento pela parte do autor, excelentemente construída numa estrada que chega a um final derradeiro de cair o queixo e surpreendente. A saga de ouro vai até o volume 14 ou capitulo 94.

Enfim, fica aqui minha recomendação, pra quem nunca leu, que dê uma chance, mas não espere um mar de rosas, pois Berserk é alucinantemente chocante e maduro. No spoiler, deixo algumas imagens que capturei.


























 

jasque

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
25.862
Reações
49.549
Pontos
629
Káros de Gabriel Calfa e Erik Souza.

E A Luneta Mágica em quadrinhos.

Li Persépolis a um tempo, é uma obra bem impactante mas acho que em algumas partes é muito carregada de texto desnecessariamente. Preferia que fosse mais como Epiléptico.
 

Pip

Veterano
Mensagens
477
Reações
839
Pontos
113
120098


Essa é, provavelmente, a melhor historia do Homem-Aranha que eu ja li na vida.

O que nao é dificil, já que ela pega os momentos mais iconicos dos quase 60 anos do heroi e condensa em 200 pgs.

Mas.

Tem que conhecer do heroi para aproveitar 100% da historia. Simplesmente porque tudo que ocorre aqui remete a historias do passado - tirando uma coisa que ocorre no ultimo capitulo, que é Victor Von Doom dominar o mundo.

Entretanto, á até legal isso, porque mostra uma consequência obvia que Guerra Civil nao mostrou: quando herois lutam entre si, os viloes vencem.

Mas não é apenas Guerra Civil que é referenciada aqui. É tanta coisa que fica até difícil montar uma lista:

Guerra Civil;
Guerras Secretas e o simbionte;
A Ultima Caçada de Kraven;
A relação amor/odio que o simbionte tem pelo Parker;
Ben Reilly e a Saga do Clone;
Aranha vs. Osborn;
Aranha vs. Otto;
Otto tomando o corpo do Aranha;
Miles Morales;
11 de Setembro;
Parker Industries;
Fundação Futuro;
Aranha casado com MJ e com filhos;
Casamento Otto com Tia May;
Morlun;
Miles Warren fazendo o clone da Gwen;
A morte da Gwen;
Harry assumindo o manto do pai;
Vietnã e Flash Thompson;
Guerra Fria EUA vs. URSS.

Única coisa que eu senti falta: amizade entre o Aranha e o Tocha Humana.

Por isso, perde 0,1.

Nota 9,9
 

doutordoom

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.396
Reações
20.370
Pontos
954
Estou lendo:





Capitão América... O vilão.

A princípio é algo que parece inconcebível. Uma premissa estapafúrdia. Uma ideia idiota.

Mas não é.

Nick Spencer constrói uma grande história até chegar aqui. Primeiro fazendo uma reflexão sobre a sociedade norte americana atual, que serve para a sociedade de maneira geral, ao trabalhar o Falcão como um Novo Capitão América que deixa sua opinião politica muito clara. Isso gera muito debate e reflete a atual polarização politica que vivemos. Enquanto isso, Steve é transformado em um reflexo extremo da América atual. Ele deixa de ser o sonho americano para representar os piores anseios americanos.

Falamos aqui de uma história de super heróis fazendo um monte de referências a cronologia dos personagens, mas sem atrapalhar a leitura dos novos leitores, enquanto reflete de maneira precisa e instigante os conflitos de nosso tempo. Não chega a ser brilhante, mas é relevante, é inteligente e é corajoso por se enveredar em um caminho cheio de controvérsias. Quando finalmente chegamos no Império Secreto toda a estrada está pavimentada corretamente para desembocar em um grande evento que tem um enorme viés político (Guerra Civil passou longe de alcançar essa profundidade quando optou por simplesmente fazer de Tony Stark um vilão).

Parei no volume 2 e estou lendo as tainhas.

@Irregular Hunter são histórias como essa que me mantém lendo super heróis. Espero que conduzam bem o restante de Império Secreto. A conclusão de Sam Wilson Capitão AMérica é muito boa e extremamente apropriada. Ler ela agora, durante todos os protestos por George FLoydd, mostra bem o quanto Spencer está antenado o contexto atual da América.


Lendo desde o início. Ennis é muito bom escrevendo Constantine. A história com o Rei dos Vampiros é memorável.

Comprei watchman completo em 2016 e só hoje to lendo pra valer, tentando pegar o hábito novamente de leitura, agora uma pergunta, to curtindo pra krl a HQ, já sabia que ia ser épico, o doom's day clock já tem completo pra comprar ou tá sendo lançado ainda? To afim de comprar, mas quero capa dura e tudo junto
Por enquanto só saiu em mini série com capa cartão. Já está completa. Capa dura vai demorar um pouco.
 

Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.422
Reações
10.458
Pontos
1.064
Estou lendo:





Capitão América... O vilão.

A princípio é algo que parece inconcebível. Uma premissa estapafúrdia. Uma ideia idiota.

Mas não é.

Nick Spencer constrói uma grande história até chegar aqui. Primeiro fazendo uma reflexão sobre a sociedade norte americana atual, que serve para a sociedade de maneira geral, ao trabalhar o Falcão como um Novo Capitão América que deixa sua opinião politica muito clara. Isso gera muito debate e reflete a atual polarização politica que vivemos. Enquanto isso, Steve é transformado em um reflexo extremo da América atual. Ele deixa de ser o sonho americano para representar os piores anseios americanos.

Falamos aqui de uma história de super heróis fazendo um monte de referências a cronologia dos personagens, mas sem atrapalhar a leitura dos novos leitores, enquanto reflete de maneira precisa e instigante os conflitos de nosso tempo. Não chega a ser brilhante, mas é relevante, é inteligente e é corajoso por se enveredar em um caminho cheio de controvérsias. Quando finalmente chegamos no Império Secreto toda a estrada está pavimentada corretamente para desembocar em um grande evento que tem um enorme viés político (Guerra Civil passou longe de alcançar essa profundidade quando optou por simplesmente fazer de Tony Stark um vilão).

Parei no volume 2 e estou lendo as tainhas.

@Irregular Hunter são histórias como essa que me mantém lendo super heróis. Espero que conduzam bem o restante de Império Secreto. A conclusão de Sam Wilson Capitão AMérica é muito boa e extremamente apropriada. Ler ela agora, durante todos os protestos por George FLoydd, mostra bem o quanto Spencer está antenado o contexto atual da América.


Lendo desde o início. Ennis é muito bom escrevendo Constantine. A história com o Rei dos Vampiros é memorável.



Por enquanto só saiu em mini série com capa cartão. Já está completa. Capa dura vai demorar um pouco.
Bem, para ser justo com o Spencer, não é a primeira vez que essa premissa apareceu, senão me engano na Terra X tem uma revelação similar, não que o Steve é um traidor mas sim que o projeto do Super Soldado na verdade era um projeto nazista e que o Steve Rogers, loiro de olhos azuis era um candidato perfeito.

É uma premissa controversa, na realidade com um timing bem ruim se considerar a relação com o universo cinematográfico da época, essa história foi especifícamente um dos motivos pelo qual a Marvel levou uma chacolhada e o Quesada foi demovido de posição, parte porque a divisão de quadrinhos promoveu muito mal essa história na grande mídia, ainda mais quando a retórica deles ao invés de justificar a história foi de que a Hydra nunca foi nazista.

Pessoalmente não sou fã, parte porque já estavamos em um desgaste enorme de histórias de héróis contra "heróis", parte porque é outra história que todo mundo sabe o final desde o início e parte porque tirando uma ou outra instância até memorável, não acho particularmente muito interessante, como geralmente ocorre com esses eventos, tem um ínicio forte, um meio que enrola até a ultíma ediçào e um final corrido, mas definitivamente melhor do que uma história do Bendis.

Mas não foi uma história de impacto, na realidade a grande maioria dos roteiristas esqueceu bem rapidamente e quase ninguém fez menções, alias acho que deadpool foi a revista que mais mencionou essa história.
 

doutordoom

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.396
Reações
20.370
Pontos
954
Bem, para ser justo com o Spencer, não é a primeira vez que essa premissa apareceu, senão me engano na Terra X tem uma revelação similar, não que o Steve é um traidor mas sim que o projeto do Super Soldado na verdade era um projeto nazista e que o Steve Rogers, loiro de olhos azuis era um candidato perfeito.

É uma premissa controversa, na realidade com um timing bem ruim se considerar a relação com o universo cinematográfico da época, essa história foi especifícamente um dos motivos pelo qual a Marvel levou uma chacolhada e o Quesada foi demovido de posição, parte porque a divisão de quadrinhos promoveu muito mal essa história na grande mídia, ainda mais quando a retórica deles ao invés de justificar a história foi de que a Hydra nunca foi nazista.

Pessoalmente não sou fã, parte porque já estavamos em um desgaste enorme de histórias de héróis contra "heróis", parte porque é outra história que todo mundo sabe o final desde o início e parte porque tirando uma ou outra instância até memorável, não acho particularmente muito interessante, como geralmente ocorre com esses eventos, tem um ínicio forte, um meio que enrola até a ultíma ediçào e um final corrido, mas definitivamente melhor do que uma história do Bendis.

Mas não foi uma história de impacto, na realidade a grande maioria dos roteiristas esqueceu bem rapidamente e quase ninguém fez menções, alias acho que deadpool foi a revista que mais mencionou essa história.
Até o momento estou avaliando as histórias do Capitão América que levaram a essa edição. Essas eu realmente acho alto nível. Mas se promoveram da maneira que você falou, foi um desastre.

Vamos ver como fica a saga em si agora.
 

Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.422
Reações
10.458
Pontos
1.064
Até o momento estou avaliando as histórias do Capitão América que levaram a essa edição. Essas eu realmente acho alto nível. Mas se promoveram da maneira que você falou, foi um desastre.

Vamos ver como fica a saga em si agora.

Quero dizer, imediatamente o preview virou meme por toda a internet, inclusive eu postei por aqui esses memes.

Foi promovido bem fora de contexto, na grande mídia então perdeu a nuance e virou uma notícia sobre como o capitão america virou "nazista", o que na revista em si é contextualizado de forma a aliviar essa ideía.

Pelo que dizem foi mais ou menos por essa época que a divisão de cinema e seus atores foram fortemente orientados a não comentar sobre o mercado de quadrinhos.
 
Ultima Edição:

Knarf.Rocha

Bam-bam-bam
Mensagens
2.130
Reações
2.831
Pontos
299
Helblazer - 164


Rapaz, roteiro de Brian Azzarello e arte do argentino Marcelo Fusin. Edição incrível de boa. Com ritmo dos desenhos perfeito ao roteiro. Os traços do argentino tem equilíbrio entre o maturidade e um estilo clean. A forma que esse discurso é apresentado sempre está bem relacionado com os desenhos de Fusin.

Constantine chega a uma cidade de supremacistas brancos, os quais justificam pelo evangelho toda ideologia racista que cultivam.

Li muita coisa do Constantine, com diversas atrocidades e afins na revista e, isso, eu adoro na história do inglês, mas esse roteiro dessa edição demonstra a desfaçatez do racismo teológico e como chega a ser risível o chafurdar dos supremacistas no próprio discurso. Desenhos leves e maduros para um roteiro corajoso e denunciante.

Genial essa edição.
 
Ultima Edição:

danitokaawa

Bam-bam-bam
Mensagens
4.674
Reações
3.148
Pontos
303
Noite de Trevas Metal 2
Uma premissa interessante e parece que eles estão voltando nos EUA, com Death Metal.
Mas eu achei muito sem sentido um universo inteiro estar ligado ao Batman.E quem afinal é esse Barbatos?
Um universo de escuridão e um de anti matéria?Estranho isso...
 
Ultima Edição:

Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.422
Reações
10.458
Pontos
1.064
O Snyder tem a ambição certa, mas não é um escritor maduro o suficiente para criar uma história conectando diferentes aspectos e conceitos de um multiverso inteiro de ideias.

É uma baita salada que tem ligações vagas mas mesmo assim nada sutis entre seus elementos.

A DC atualmente tem 3 ou 4 criadores cada um criando sua própria versão do multiverso e cronologia ao mesmo tempo, é óbvio que não vai dar certo.

Barbatos é tecnicamente um personagem obscuro e antigo no canon do Batman que foi referenciado mais tarde por autores como o Morrison, o Snyder então deu uma turbinada nessa versão e misturou com os monitores.
 

Pip

Veterano
Mensagens
477
Reações
839
Pontos
113
127198
127199

Doomsday Clock 01 a 12

Bom demais! Johns cria um novo Rorschach, além de dois outros personagens novos, para acompanhar o Comediante, Ozzymandias e Dr. Manhattan nessa colisão com o universo DC.

Muito legal a mensagem sobre o Superman que essa historia traz: "ele existe para mostrar o caminho".

Tambem curti a origem dos Novos 52 (foi o Manhattan que criou) e a volta da SJA e da LSH.

Pelo que eu entendi no final, o Manhattan morreu. Passou seus poderes para seu mundo (nao entendi isso muito bem) e para o jovem Clark.

Nota 10
 
Topo