O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Qual foi o ultimo jogo retro que vc terminou???



Mensagens
2.695
Reações
2.388
Pontos
339

Lunar Silver Star Story Complete (PS1)

JRPG que parece ser o ápice de um JRPG clássico. Faz tudo direito, sem inovar muito, mas polindo com cuidado todo o básico, desde os gráficos 2d, as cutscenes em anime, e a história básica de salvar a namorada e o mundo. A única parte que foge um pouco do básico é o sistema de batalha, que apesar de ser por turnos, leva em conta a movimentação dos inimigos na tela de batalha (tipo Trails in the Sky).
É um jogo muito bom. Não é o mais inovador, mas faz o básico muito bem. Pra quem gosta de JRPGs mais antigos, é um prato cheio. Recomendo, e muito.
 

HuezinXD

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.189
Reações
10.782
Pontos
553

Lunar Silver Star Story Complete (PS1)

JRPG que parece ser o ápice de um JRPG clássico. Faz tudo direito, sem inovar muito, mas polindo com cuidado todo o básico, desde os gráficos 2d, as cutscenes em anime, e a história básica de salvar a namorada e o mundo. A única parte que foge um pouco do básico é o sistema de batalha, que apesar de ser por turnos, leva em conta a movimentação dos inimigos na tela de batalha (tipo Trails in the Sky).
É um jogo muito bom. Não é o mais inovador, mas faz o básico muito bem. Pra quem gosta de JRPGs mais antigos, é um prato cheio. Recomendo, e muito.
Joguei no SEGA CD e achei difícil.
 


Diego89

Bam-bam-bam
Mensagens
1.274
Reações
1.043
Pontos
204
Ainda não zerei mas estou gostando muito bem desafiador, com bastante inimigos na tela (da pra cansar de matar eles ).

Shining wisdom do saturn (emulador ssf v0.12 beta r4)

O jogo da umas crashadas, pelo que testei aqui tem que desativar o bus wait do emulador.


Joguinho nos moldes de Zelda clássico feito pela sega, trazido pela working designs. Quando zerar posto aqui as impressões.

Fica a dica

Enviado de meu Moto G Play usando o Tapatalk
 
Ultima Edição:

Corvo Attano

Habitué da casa
Mensagens
208
Reações
380
Pontos
83
Quando eu era criança, tive esse cartucho, achava o jogo péssimo, mas era o que tinha para jogar. Cheguei na última fase, mas não entendia o que era para fazer.

De ontem pra cá, resolvi colocar uma pedra, e terminar o jogo, depois de algumas tentativas, conclui o jogo, e posso afirmar, que jogo ruim.


 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
2.484
Reações
2.689
Pontos
303
Mega Man V (GB)
O último Megaman do GB, e um dos melhores do console. Fiquei curioso esses dias de uma conversa sobre a série, onde aqui Megaman não usava como arma o mega buster, mas atirava a mão para atacar.

Robôs do espaço liderados por um chamado Terra atacam a Terra ( :P ). Cada robot master tem o nome de 1 planeta e é o único do GB que é totalmente original (os outros eram mixes de jogos do NES, MM 4 por exemplo tinha 4 fases do MM4 do Nes e 4 do MM5). Bom design de bosses, fases finais contam com bosses de jogos anteriores do GB, como Quint do MM2, Ballade do MM4. Tem bastante caminhos alternativos nas fases, e as dos 4 últimos robot masters tem cada fase um item a coletar que pode ir para o lab do Dr. Light e trocar por um item que diminui energia usada com as armas especiais.
 

Vaçago

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.249
Reações
30.812
Pontos
553


Tenchi Muyo! Game Hen

RPGzinho estilo tactics do anime Tenchi Muyo pra SNES. É um jogo curto pra um JRPG, história simples e boa trilha sonora.
Ele não tem tradução oficial pra inglês, mas existe tradução de fãs e ela é bem feita. Joguei em inglês mas acho que tem até em PT-BR.
Como eu adorava o anime na infância eu achei divertido rever os personagens num jogo.

Ele não é complexo mas eu recomendo pesquisar um pouco sobre o sistema dele antes de jogar, porque o jogo não tem nenhum tutorial e eu quebrei a cara num boss porque tava evoluindo as personagens de maneira errada. Então tive que voltar num save anterior e fazer tudo da forma correta.
 
Mensagens
2.695
Reações
2.388
Pontos
339

EVO - Search for Eden (SNES)

Uma mistura inusitada de plataforma, RPG e "simulação de vida", onde você guia um organismo primitivo pelas eras, desde o início da vida nos oceanos, até a aparição dos humanos. Aí você vai evoluindo de peixe, dinossauros, mamíferos ou aves, instalando melhorias (chifres, asas, mandíbulas, etc), gastando os pontos de experiência acumulados ao matar tudo o que está em seu caminho. E tem aliens. E magia. É bizarro.
Gráficos e música são até bons, mas a jogabilidade é meio sofrida. E a dificuldade é estranha: os estágios não são nada demais, mas os bosses podem lhe aniquilar em poucos golpes.
Acho que é um jogo meio a frente de seu tempo. Talvez com umas convenções mais modernas, poderia ser considerado um clássico, mas infelizmente, consegue ser apenas um peculiar jogo obscuro.
Vale a jogatina, se você ignorar alguns defeitos.
 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
2.484
Reações
2.689
Pontos
303

EVO - Search for Eden (SNES)

Uma mistura inusitada de plataforma, RPG e "simulação de vida", onde você guia um organismo primitivo pelas eras, desde o início da vida nos oceanos, até a aparição dos humanos. Aí você vai evoluindo de peixe, dinossauros, mamíferos ou aves, instalando melhorias (chifres, asas, mandíbulas, etc), gastando os pontos de experiência acumulados ao matar tudo o que está em seu caminho. E tem aliens. E magia. É bizarro.
Gráficos e música são até bons, mas a jogabilidade é meio sofrida. E a dificuldade é estranha: os estágios não são nada demais, mas os bosses podem lhe aniquilar em poucos golpes.
Acho que é um jogo meio a frente de seu tempo. Talvez com umas convenções mais modernas, poderia ser considerado um clássico, mas infelizmente, consegue ser apenas um peculiar jogo obscuro.
Vale a jogatina, se você ignorar alguns defeitos.
Eu comecei a jogar ele esse ano com a retradução lançada, fui até a era de gelo. É único mesmo.
 

Asha

Bam-bam-bam
Mensagens
1.749
Reações
5.167
Pontos
303

Após gastar um save atoa com Beyond Good & Evil, aproveitando o anúncio do remake, resolvi jogar Prince of Persia: The Sands of Time pela primeira vez e, olha, eu queria ter feito isso muito antes pois ele é simplesmente sensacional. Sem dúvida nenhuma, é um dos melhores games que joguei.

A jogabilidade é mais ou menos uma fusão dos Prince of Persia clássicos com títulos como Tomb Raider, tendo o foco principal em percorrer as áreas do game através de saltos arriscados, escaladas e resolução de puzzles. Se me lembro bem, Uncharted é um título moderno bem parecido com ele em termos de gameplay.

Sands of Time possuí um recurso bem diferente desses jogos, no entanto: Caso caia de altura bem grande durante um pulo (algo que deve acontecer bastante graças aos ângulos horríveis que a câmera costuma se fixar) ou morrer por qualquer outro motivo, dependendo do nível de areia na sua adaga, você pode voltar alguns segundos no tempo e tentar de novo. Você também pode usar essa habilidade com inimigos para conservar saúde e ficar vivo por mais tempo quando muitos deles te atacarem.



Os visuais do jogo são fantásticos para 2003. Não sei se a versão Game Cube é uma das melhores nesse quesito, porém gostei demais do que eu vi. Os modelos dos personagens mostram um pouco da passagem do tempo, mas a direção de arte com tema árabe ainda continua 10/10.

Além dos ângulos muito afastados e confusos da câmera, diria que minha maior crítica ao jogo são os glitches. O pior que tive foi um onde a Farah (uma personagem que vai te acompanhar durante a história) sempre se jogava num abismo de espinhos, causando Game Overs. Por sorte, ele se resolveu sozinho após um reset.

Resumindo: Mesmo com seus problemas, AMEI Sands of Time, recomendo e mal posso esperar para jogar as sequências. Espero que sejam tão boas quanto ele!:kluv
 

Lagarto Distraído

Bam-bam-bam
Mensagens
4.093
Reações
7.999
Pontos
303

Após gastar um save atoa com Beyond Good & Evil, aproveitando o anúncio do remake, resolvi jogar Prince of Persia: The Sands of Time pela primeira vez e, olha, eu queria ter feito isso muito antes pois ele é simplesmente sensacional. Sem dúvida nenhuma, é um dos melhores games que joguei.

A jogabilidade é mais ou menos uma fusão dos Prince of Persia clássicos com títulos como Tomb Raider, tendo o foco principal em percorrer as áreas do game através de saltos arriscados, escaladas e resolução de puzzles. Se me lembro bem, Uncharted é um título moderno bem parecido com ele em termos de gameplay.

Sands of Time possuí um recurso bem diferente desses jogos, no entanto: Caso caia de altura bem grande durante um pulo (algo que deve acontecer bastante graças aos ângulos horríveis que a câmera costuma se fixar) ou morrer por qualquer outro motivo, dependendo do nível de areia na sua adaga, você pode voltar alguns segundos no tempo e tentar de novo. Você também pode usar essa habilidade com inimigos para conservar saúde e ficar vivo por mais tempo quando muitos deles te atacarem.



Os visuais do jogo são fantásticos para 2003. Não sei se a versão Game Cube é uma das melhores nesse quesito, porém gostei demais do que eu vi. Os modelos dos personagens mostram um pouco da passagem do tempo, mas a direção de arte com tema árabe ainda continua 10/10.

Além dos ângulos muito afastados e confusos da câmera, diria que minha maior crítica ao jogo são os glitches. O pior que tive foi um onde a Farah (uma personagem que vai te acompanhar durante a história) sempre se jogava num abismo de espinhos, causando Game Overs. Por sorte, ele se resolveu sozinho após um reset.

Resumindo: Mesmo com seus problemas, AMEI Sands of Time, recomendo e mal posso esperar para jogar as sequências. Espero que sejam tão boas quanto ele!:kluv
Tem um episódio incrivel sobre esse jogo no Retrocompatibilidade...
Ele é mais revolucionário do que se imagina

 

Ulisses Seventy Eight

Bam-bam-bam
Mensagens
1.689
Reações
1.896
Pontos
203

Após gastar um save atoa com Beyond Good & Evil, aproveitando o anúncio do remake, resolvi jogar Prince of Persia: The Sands of Time pela primeira vez e, olha, eu queria ter feito isso muito antes pois ele é simplesmente sensacional. Sem dúvida nenhuma, é um dos melhores games que joguei.

A jogabilidade é mais ou menos uma fusão dos Prince of Persia clássicos com títulos como Tomb Raider, tendo o foco principal em percorrer as áreas do game através de saltos arriscados, escaladas e resolução de puzzles. Se me lembro bem, Uncharted é um título moderno bem parecido com ele em termos de gameplay.

Sands of Time possuí um recurso bem diferente desses jogos, no entanto: Caso caia de altura bem grande durante um pulo (algo que deve acontecer bastante graças aos ângulos horríveis que a câmera costuma se fixar) ou morrer por qualquer outro motivo, dependendo do nível de areia na sua adaga, você pode voltar alguns segundos no tempo e tentar de novo. Você também pode usar essa habilidade com inimigos para conservar saúde e ficar vivo por mais tempo quando muitos deles te atacarem.



Os visuais do jogo são fantásticos para 2003. Não sei se a versão Game Cube é uma das melhores nesse quesito, porém gostei demais do que eu vi. Os modelos dos personagens mostram um pouco da passagem do tempo, mas a direção de arte com tema árabe ainda continua 10/10.

Além dos ângulos muito afastados e confusos da câmera, diria que minha maior crítica ao jogo são os glitches. O pior que tive foi um onde a Farah (uma personagem que vai te acompanhar durante a história) sempre se jogava num abismo de espinhos, causando Game Overs. Por sorte, ele se resolveu sozinho após um reset.

Resumindo: Mesmo com seus problemas, AMEI Sands of Time, recomendo e mal posso esperar para jogar as sequências. Espero que sejam tão boas quanto ele!:kluv
Moça, esse é ótimo, o segundo é chato e bem difícil, parei perto do fim e o terceiro um jogo mediano. Gostaria que todos seguissem como o primeiro.
 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
2.484
Reações
2.689
Pontos
303
A trilogia Sands of Time é excelente, especialmente os 2 primeiros jogos. O segundo é mais difícil e violento/dark, mas recomendo também, inclusive acho que é o meu preferido da trilogia. Depois dela tem o PoP 2008 com uma pegada diferente mas que gostei bastante também.

Aqui fechei ontem o Rock & Roll Legends 2.


Com isso desfiz minha dívida e fechei os 2 jogos da série. Seria muito bem-vindo um novo game da série Legends com tecnologia atual. Literalmente na época a Capcom não sabia fazer lock on lol. Tirando esse fato jogo muito bom, de um estilo que tem poucos jogos (coloridos e carismáticos misturando aventura/platforming e rpg).
Outra coisa é que surpreendentemente para a época achei a dublagem boa, no PS1 só lembro de Soul Reaver com dublagem realmente boa antes do R&RL2.
O primeiro R&RL tem uma estrutura metroidvania (cidade única e ruínas com entradas e saídas em diversas áreas da cidade, áreas que não consegue acessar de início, etc.). O segundo foi mais diversificado em ter áreas mais diversificadas/abertas, mas perdeu a ideia de metroidvania.
 

Asha

Bam-bam-bam
Mensagens
1.749
Reações
5.167
Pontos
303
Tem um episódio incrivel sobre esse jogo no Retrocompatibilidade...
Ele é mais revolucionário do que se imagina

Salvando o vídeo para assistir mais tarde! Li alguns comentários mencionando isso, mas eles não detalhavam o que o jogo fez para ser considerado inovador.

Moça, esse é ótimo, o segundo é chato e bem difícil, parei perto do fim e o terceiro um jogo mediano. Gostaria que todos seguissem como o primeiro.
A trilogia Sands of Time é excelente, especialmente os 2 primeiros jogos. O segundo é mais difícil e violento/dark, mas recomendo também, inclusive acho que é o meu preferido da trilogia. Depois dela tem o PoP 2008 com uma pegada diferente mas que gostei bastante também.
Olhando fotos e alguns vídeos de gameplay, os dois últimos games me recordam muito de God of War. Nada contra isso (por mais que eu prefira os visuais antigos), mas espero que eles mantenham o level design "Tomb Raider" do primeiro.
 

Lagarto Distraído

Bam-bam-bam
Mensagens
4.093
Reações
7.999
Pontos
303
A trilogia Sands of Time é excelente, especialmente os 2 primeiros jogos. O segundo é mais difícil e violento/dark, mas recomendo também, inclusive acho que é o meu preferido da trilogia. Depois dela tem o PoP 2008 com uma pegada diferente mas que gostei bastante também.

Aqui fechei ontem o Rock & Roll Legends 2.


Com isso desfiz minha dívida e fechei os 2 jogos da série. Seria muito bem-vindo um novo game da série Legends com tecnologia atual. Literalmente na época a Capcom não sabia fazer lock on lol. Tirando esse fato jogo muito bom, de um estilo que tem poucos jogos (coloridos e carismáticos misturando aventura/platforming e rpg).
Outra coisa é que surpreendentemente para a época achei a dublagem boa, no PS1 só lembro de Soul Reaver com dublagem realmente boa antes do R&RL2.
O primeiro R&RL tem uma estrutura metroidvania (cidade única e ruínas com entradas e saídas em diversas áreas da cidade, áreas que não consegue acessar de início, etc.). O segundo foi mais diversificado em ter áreas mais diversificadas/abertas, mas perdeu a ideia de metroidvania.
Megaman Legends, jogaço subestimado. De carisma unico.
Assim como Resident Evil 4 eu sempre achei que este poderia ser uma nova franquia ao inves de estar atrelado a algo já consolidado

Já ouvi falar uma vez num terceiro jogo a ser lançado pro Nintendo DS(ou seria o 3DS?), mas infelizmente nunca rolou.
 

Lagarto Distraído

Bam-bam-bam
Mensagens
4.093
Reações
7.999
Pontos
303
Visualizar anexo 154084
Caramba um jogo até que bonitinho, mas com uns sprites muito feios, joguei isso no passado e não imaginava que era feio assim não hehe.
E como jogo mesmo ele é mediano, parece um Mugen.
Eu joguei no PS2, também achei bem sem graça.
Parece que tem uma versão pra Xbox 360 que é mais bonita graficamente, mas o mesmo joguinho bobo.

Eu reparava em detalhes mais obscuros. Por exemplo, nesse jogo o especial do Iori tem outros dizeres do personagem
E um dos chefes era uma versão esquisita do Orochi, com outro nome, não sei se era um clone. O jogo era tão fraco que não me dei o trabalho de conhecer melhor.

De verdade mesmo só curtia terem trazido Hanzo e Fuuma devolta, é muito divertido jogar com eles. Até aquela curva estranha que o Hanzo faz no antiaéreo replicaram.
 

Kaiketsu_Zubat

Bam-bam-bam
Mensagens
4.758
Reações
11.679
Pontos
303
Eu joguei no PS2, também achei bem sem graça.
Parece que tem uma versão pra Xbox 360 que é mais bonita graficamente, mas o mesmo joguinho bobo.

Eu reparava em detalhes mais obscuros. Por exemplo, nesse jogo o especial do Iori tem outros dizeres do personagem
E um dos chefes era uma versão esquisita do Orochi, com outro nome, não sei se era um clone. O jogo era tão fraco que não me dei o trabalho de conhecer melhor.

De verdade mesmo só curtia terem trazido Hanzo e Fuuma devolta, é muito divertido jogar com eles. Até aquela curva estranha que o Hanzo faz no antiaéreo replicaram.
Sim é um clone, se chama Mizuchi e é uma apelação da desgraça, e o jogo é isso mesmo que você falou.
Não me admira ter sido esquecido, e é uma pena pois tinha muito potencial, Ai e Yuki são uns protagonistas beeeeeem sem graças mas eu gostei da Yuki por causa do Special attack homenageando tetris, mas na boa?
Esse jogo é um cocô, passe longe dele.
 

B - Mark

Bam-bam-bam
Mensagens
5.818
Reações
2.908
Pontos
459
Eu joguei no PS2, também achei bem sem graça.
Parece que tem uma versão pra Xbox 360 que é mais bonita graficamente, mas o mesmo joguinho bobo.

Eu reparava em detalhes mais obscuros. Por exemplo, nesse jogo o especial do Iori tem outros dizeres do personagem
E um dos chefes era uma versão esquisita do Orochi, com outro nome, não sei se era um clone. O jogo era tão fraco que não me dei o trabalho de conhecer melhor.

De verdade mesmo só curtia terem trazido Hanzo e Fuuma devolta, é muito divertido jogar com eles. Até aquela curva estranha que o Hanzo faz no antiaéreo replicaram.
Eu comprei meu Neo Geo Battle Coliseum em 2009 por 40 Reais nas Lojas Americanas.

Antes joguei na casa de um amigo e achei legal pela variedade de personagens entre eles Hanzo e Fuuma do World Heroes,Lee Pai Long de Art of Fighting, Tung Fu Rue e os irmão Chonrei e Chonshu de Fatal Fury.

Eu até que gosto do jogo mas ainda não terminei porque os chefes são apelões demais.
 

Kaiketsu_Zubat

Bam-bam-bam
Mensagens
4.758
Reações
11.679
Pontos
303
Eu comprei meu Neo Geo Battle Coliseum em 2009 por 40 Reais nas Lojas Americanas.

Antes joguei na casa de um amigo e achei legal pela variedade de personagens entre eles Hanzo e Fuuma do World Heroes,Lee Pai Long de Art of Fighting, Tung Fu Rue e os irmão Chonrei e Chonshu de Fatal Fury.

Eu até que gosto do jogo mas ainda não terminei porque os chefes são apelões demais.
Ele não é completamente ruim, mas é frustrante porque a snk tem um baita host de personagens e não aproveitou muito bem.
 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
2.484
Reações
2.689
Pontos
303
Olhando fotos e alguns vídeos de gameplay, os dois últimos games me recordam muito de God of War. Nada contra isso (por mais que eu prefira os visuais antigos), mas espero que eles mantenham o level design "Tomb Raider" do primeiro.
Especialmente o Warrior Within tem bastante platforming. God of War (2005) saiu depois do primeiro PoP (2003), pode ter rolado uma inspiração.

Já ouvi falar uma vez num terceiro jogo a ser lançado pro Nintendo DS(ou seria o 3DS?), mas infelizmente nunca rolou.
Teve trailer e tal mas cancelaram. Pena que nesse leak aí da Capcom não apareceu nada, aparentemente não tem planos mesmo de retomar a franquia.

Tem alguém brincando com a engine na UE4.
 

Corvo Attano

Habitué da casa
Mensagens
208
Reações
380
Pontos
83
Eu comecei a jogar ele esse ano com a retradução lançada, fui até a era de gelo. É único mesmo.
Fui conhecer esse jogo por acaso, em 2014, vendo uma lista de jogos de Snes com preço elevado, comecei, e cogitei largar, mas fui até o final. É um bom jogo, e muito diferente dos demais rpgs, demorei até pegar o jeito do final boss.
 

HuezinXD

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.189
Reações
10.782
Pontos
553
Acho que muitas das vezes as versões americanas são mais difíceis porque nos EUA existia locação de jogos. Era melhor a pessoa comprar que locar. No Japão locar jogos é proibido.
 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
2.484
Reações
2.689
Pontos
303
Mega Man X4

Peguei meu save antigo que estava com 100% com o X e venci finalmente o Sigma. Tinha saves com 100% no memory card do PS1 com o Zero e X, mas nunca tinha vencido a fase final do Sigma, que é o boss mais difícil do que joguei da série. Mas vendo uns vídeos e treinando, consegui até que relativamente me saindo bem (usei um recharger e sobrando 50% de HP ainda). Esse save acho que era de uns 2 anos atrás quando rejoguei com o X no PSP, mas também cheguei no Sigma e não tinha vencido, assim como nas jogatinas de PS1. Agora foi.
 

B - Mark

Bam-bam-bam
Mensagens
5.818
Reações
2.908
Pontos
459
Mais um terminado hoje

Jogo: Project X Zone 2
Sistema: Nintendo 3DS
Data: 22/11/2020


Depois de 3 anos consegui terminar o Project X Zone 2 para Nintendo 3DS. Essa demora aconteceu devido a faltade tempo quando comecei a jogar e pela dificuldade em algumas fases.

E em relação ao Project X Zone 1 adicionaram lojas para comprar items essenciais as batalhas.

O jogo é um Crossover com personagens da Bandai Namco,Capcom e Sega além de personagens da Nintendo como convidados especiais.

O último chefe chama-se Byaku Shin e ele foi bem dificil devido aos seus golpes muito fortes,tanto que passei um tempo subindo meus personagens de Nível.

Gostei do jogo pela inclusão de personagens clássicos da Sega como Axel Stone de Streets of Rage,Ryo Hazuki de Shenmue e até do Segata Sanshiro, que foi criado para fazer propagandas do Saturn.

Segue abaixo algumas imagens do final que tirei do prórpio 3DS com meu celular.






Ryo Hazuki (Shenmue) e Segata Sanshiro. Curiosamente Hiroshi Fujioka,ator que interpretou Segata Sanshiro nos comerciais vinculados no Japão e dublou a versão em game de seu personagem também dublou Iwao Hazuki,pai de Ryo.


Axel comentando sobre os relançamentos de games antigos em plataformas mais recentes. Por muito tempo os jogos de Streets of Rage foram relançados em coletâneas e em mídia digital para os mais diversos sistemas.


Axel e Ryo Hazuki falando para Kite da série .Hack sobre a improtância dos Retrogames


Créditos


Meu registro de jogo
 
Topo