O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Tópico dos desabafos - Desabafe sobre o que quiser.



Adam Sandler

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
26.980
Reações
42.068
Pontos
553
Ando com um sentimento ambíguo, fico estressado com certos tópicos principalmente na pasta Política, as vezes penso em dar um tempo do fórum mas é difícil vencer esse vício.
O foda é enxergar a "realidade" que move as pessoas e como elas fingem ser diferentes.
 

Insônia

Bam-bam-bam
Mensagens
2.829
Reações
7.614
Pontos
294
Contrataram um cara aqui pro setor que aparentemente tem problemas psicológicos, acho que vai dar merda.

Enviado de meu Moto G Play usando o Tapatalk
 

ROLGENIO

Bam-bam-bam
Mensagens
9.610
Reações
25.408
Pontos
363
Ando com um sentimento ambíguo, fico estressado com certos tópicos principalmente na pasta Política, as vezes penso em dar um tempo do fórum mas é difícil vencer esse vício.
O foda é enxergar a "realidade" que move as pessoas e como elas fingem ser diferentes.
Só não acessar a pasta política. Dá uma paz na alma.

Nós viemos colorir um pouquinho esse tópico. :kawaii
Exatamente. Que tipo de cor é salmão ou fúcsia?

:klolwtf
 

Demétrio

Bam-bam-bam
Mensagens
4.170
Reações
5.118
Pontos
359
Verdade. A mais gata que saí foi uma dentista, fui com ela no cinema e dei uns amassos e tal, parecia bem interessada até aí. Depois ela quis ir comigo no estacionamento do shopping se despedir, viu meu carro meia-boca, chegou em casa e me bloqueou no whats. Fiquei assim (???)

E sempre quis pegar aquelas cavalas de academia e nunca consegui. Acho que não são materialistas estas, só não consegui interessá-las mesmo. Uma vez saí com uma, demos uma volta e até consegui tirar uma casquinha, tinha uns puta coxaços, aproveitei. Mas depois ela não quis mais sair comigo porque disse que somos de mundos muito diferentes. Eu acho fácil passar a conversa naquele tipo de guria que gosta de se fazer de intelectual e culta, que lê livros e tudo mais. Muito fácil. Mas esse tipo de gostosa de academia eu realmente não sei sobre o que conversar, sequer filmes essa aí assistia. Gostaria de saber sobre o que conversa esse tipo de pessoa, pois a lábia eu já tenho, só falta saber o que explorar. Ou talvez tenha que ser monstrão, mas sei lá, ela já sabia que eu não era e mesmo assim topou sair.

Enfim, compartilhando experiências aí para os analistas de plantão. De repente alguém tem um insight bacana a respeito.
Acho interessante que essas minas de academia, essas focadas mesmo, que querem ficar nível panicat, as vezes me parecem mais tranquilas que muita gordinha folgada e interesseira por aí.
Sua história foi interessante por que uma vez tive um lance com uma mina dessas, foi dahora, mas depois ela me disse algo parecido, que "éramos muito diferentes"(éramos mesmo).

Mas te falar que apesar de faltar assunto e afinidades, ela era gente fina demais e nunca foi babaca comigo, nada de bloqueio pré ou pós encontro, deixar no vácuo, dar gelo, etc, etc. Respeito.
 


toad02

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
35.747
Reações
51.999
Pontos
959
Verdade. A mais gata que saí foi uma dentista, fui com ela no cinema e dei uns amassos e tal, parecia bem interessada até aí. Depois ela quis ir comigo no estacionamento do shopping se despedir, viu meu carro meia-boca, chegou em casa e me bloqueou no whats. Fiquei assim (???)

E sempre quis pegar aquelas cavalas de academia e nunca consegui. Acho que não são materialistas estas, só não consegui interessá-las mesmo. Uma vez saí com uma, demos uma volta e até consegui tirar uma casquinha, tinha uns puta coxaços, aproveitei. Mas depois ela não quis mais sair comigo porque disse que somos de mundos muito diferentes. Eu acho fácil passar a conversa naquele tipo de guria que gosta de se fazer de intelectual e culta, que lê livros e tudo mais. Muito fácil. Mas esse tipo de gostosa de academia eu realmente não sei sobre o que conversar, sequer filmes essa aí assistia. Gostaria de saber sobre o que conversa esse tipo de pessoa, pois a lábia eu já tenho, só falta saber o que explorar. Ou talvez tenha que ser monstrão, mas sei lá, ela já sabia que eu não era e mesmo assim topou sair.

Enfim, compartilhando experiências aí para os analistas de plantão. De repente alguém tem um insight bacana a respeito.
tem q falar sobre frango e batata doce e soltar uns peido de whey bem fedido que ela gama
 

Augustine

Larva
Mensagens
9
Reações
17
Pontos
3
Como vocês, pais de primeira viagem, suportaram a ansiedade faltando uma semana para o nascimento do filho(a)?

Caras, estou muito ansioso. É um momento muito esperado por toda família (principalmente por mim e minha esposa), visto que é o primeiro filho, primeiro neto, primeiro sobrinho...
 

Dark Texugo

Bam-bam-bam
Mensagens
1.923
Reações
2.161
Pontos
303
Pois então, será que somos fruto do que aconteceu na nossa infância? A psicóloga me diz que oque tenho foi fruto de acontecimentos ate meus 4 anos, mas não lembro de porra nenhuma disso, só depois. Ai to tentando buscar informações com meus irmãos. So que quando vou atras disso me sinto mal, mas eu também sinto mal por ter esse comportamento na fase adulta.
Preciso me livrar dos maus pensamentos, ta faltando pouco para uma merda acontecer.
Pensamentos vem e vão, parece uma droga de rio zuado, com tudo quanto é tipo de tralha chegando. O lance é o que pegar e o que deixar ir.

A mente mente pacas. Acho importante julgar os próprios pensamentos pra separar o que é útil do que nos traz só conflitos, amarguras e sofrimentos de forma supérflua, porque sofrer etc é parte do que nos faz humanos, mas passar por isso apenas por acreditar em uma ou outra sugestão que venha de nossa mente não é necessário.
Então os pensamentos devem ser confrontados com uma razão, gerada por uma consciência esclarecida.

Mas ce tá fazendo terapia ai, então tá sussa. :kjoinha Espero que fique em paz rapaz.
 

Rel666

Bam-bam-bam
Mensagens
1.580
Reações
1.481
Pontos
239
É foda mesmo, isso é o que mais me incomoda aqui no fórum. Não sei se estamos reclamando sobre a mesma coisa, mas fico incomodada demais vendo a quantidade de melhores-do-mundo-e-donos-da-razão.
Esse forum é feito praticamente desse tipo de pessoa os donos da razão sempre certos e que não adimitem qualquer falha neles ou nos seus argumentos.
 

Landstalker

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.085
Reações
26.287
Pontos
584
O Danito sumiu, alguém sabe dele?
Soube que ele se inscreveu num daqueles cursos tipo uma mistura de PUA + Mgtow que o cara fica uma semana num lugar super bonito em contato com a natureza (parece aqueles resorts + spa mas sem ser e cheio de homem), tomando aulas todos os dias e aprendendo de forma racional a lidar com as molier. Segundo o Danito, essa seria a sua última cartada em prol de conseguir um relacionamento.

VOCÊS NÃO ME ENTENDEM!!!!
 

BlooMorte

Bam-bam-bam
Mensagens
4.922
Reações
5.031
Pontos
324
Soube que ele se inscreveu num daqueles cursos tipo uma mistura de PUA + Mgtow que o cara fica uma semana num lugar super bonito em contato com a natureza (parece aqueles resorts + spa mas sem ser e cheio de homem), tomando aulas todos os dias e aprendendo de forma racional a lidar com as molier. Segundo o Danito, essa seria a sua última cartada em prol de conseguir um relacionamento.

VOCÊS NÃO ME ENTENDEM!!!!
Cara, eu li um bocado sobre PUA uns anos atrás e, de certa forma, a parada me ajudou mesmo. Partes por mero acaso e partes porque ele jogava algumas coisas óbvias na minha cara que eu não tinha muita noção pra entender (se vestir mal, por exemplo).
 

Malakh

Veterano
Mensagens
400
Reações
777
Pontos
128
Acho interessante que essas minas de academia, essas focadas mesmo, que querem ficar nível panicat, as vezes me parecem mais tranquilas que muita gordinha folgada e interesseira por aí.
Sua história foi interessante por que uma vez tive um lance com uma mina dessas, foi dahora, mas depois ela me disse algo parecido, que "éramos muito diferentes"(éramos mesmo).

Mas te falar que apesar de faltar assunto e afinidades, ela era gente fina demais e nunca foi babaca comigo, nada de bloqueio pré ou pós encontro, deixar no vácuo, dar gelo, etc, etc. Respeito.
Essa era gente boa também, só faltou o papo mesmo. Eu lembro que fiquei nervoso pra caralho quando fui buscar ela e saiu da casa aquele par de coxas enormes, já fiquei desnorteado ali, puta corpão . Pelo menos ainda consegui tirar uma casquinha, ela me achou fofo e eu, malandro, aproveitei. Foi o que deu para fazer
 

General Mark

Ser evoluído
Mensagens
50
Reações
77
Pontos
18
Verdade. A mais gata que saí foi uma dentista, fui com ela no cinema e dei uns amassos e tal, parecia bem interessada até aí. Depois ela quis ir comigo no estacionamento do shopping se despedir, viu meu carro meia-boca, chegou em casa e me bloqueou no whats. Fiquei assim (???)

E sempre quis pegar aquelas cavalas de academia e nunca consegui. Acho que não são materialistas estas, só não consegui interessá-las mesmo. Uma vez saí com uma, demos uma volta e até consegui tirar uma casquinha, tinha uns puta coxaços, aproveitei. Mas depois ela não quis mais sair comigo porque disse que somos de mundos muito diferentes. Eu acho fácil passar a conversa naquele tipo de guria que gosta de se fazer de intelectual e culta, que lê livros e tudo mais. Muito fácil. Mas esse tipo de gostosa de academia eu realmente não sei sobre o que conversar, sequer filmes essa aí assistia. Gostaria de saber sobre o que conversa esse tipo de pessoa, pois a lábia eu já tenho, só falta saber o que explorar. Ou talvez tenha que ser monstrão, mas sei lá, ela já sabia que eu não era e mesmo assim topou sair.

Enfim, compartilhando experiências aí para os analistas de plantão. De repente alguém tem um insight bacana a respeito.
Acho que pra conquistar a mina da academia tem que ser diferente.

Pensa o seguinte, ela é gostosa, tem quem quiser na mão. Todo dia, onde quer que vá tem maluco dando em cima.
Nesse caso aquele lance de nao ir com muita sede ao pote pode ser uma boa.
Tentar ser engraçado, ir pegando as brechas, mas sem demonstrar tanto interesse, pq já tem gente demais atrás dela.
 

geist

Bam-bam-bam
Mensagens
9.568
Reações
33.013
Pontos
353
Graças a Deus tenho fé para ver as coisas da vida de forma transcendente. Isso conforta bastante e traz paz de espírito.
Dentro dessa perspectiva percebo como coisas bobas, que não levam a nada de bom, são capazes de cegar as pessoas e fazê-las colocar elas mesmas sobre si um julgo pesado, achando que as coisas são assim.
 

-Drope-

Habitué da casa
Mensagens
405
Reações
478
Pontos
63
A mina que to namorando nunca beijou alguem de "verdade", nunca transou e nunca namorou.

Era para eu estar reclamando, mas, nao sei pq, me sinto tão bem por ser mais experiente.

Engraçado que na epoca as mulheres me zoavam por ser inexperiente...

Quando mulheres sao inexperientes acho fofo.

Enfim, a vida dá voltas...
 

Raikage4269

Bam-bam-bam
Mensagens
1.298
Reações
2.305
Pontos
303
Que saco! Agora no Tapatalk precisa ser vip pra baixar imagens.
A mina que to namorando nunca beijou alguem de "verdade", nunca transou e nunca namorou.

Era para eu estar reclamando, mas, nao sei pq, me sinto tão bem por ser mais experiente.

Engraçado que na epoca as mulheres me zoavam por ser inexperiente...

Quando mulheres sao inexperientes acho fofo.

Enfim, a vida dá voltas...
Ué! Como se beija alguém que não é "de verdade"?

Enviado de meu Moto G (5) Plus usando o Tapatalk
 

Project Schizoid

Zima Blue
VIP
Mensagens
5.714
Reações
7.700
Pontos
353
Detesto soar como uma adolescente revoltada, mas não consigo acreditar nesse amor idealizado que tanto pregam. O tal "amor cego". Acredito que sim, exista, e seja uma construção madura e quase racional entre duas pessoas que, juntas, desenvolvem um relacionamento e são capazes de se cuidar. Porém, não deixo de pensar em como até o "amor" ou a paixão são banais. É muito fácil amar uma pessoa com condição financeira estável, uma pessoa bonitinha, e por aí vai. As pessoas adoram falar sobre como o amor vence tudo, sobre como ele é aleatório e nada racional, mas...será mesmo?

Penso na minha irmã, por exemplo. Não fala, não anda, não consegue realizar atividade alguma sozinha, praticamente. Tem mais de 30 anos e uma de suas maiores dores é a solidão. A solidão romântica, no caso. Mas quem vai amar uma pessoa assim? Quantas estariam dispostas? É muito fácil amar a garota magra e bonitinha, ou o cara de "beleza normal", é muito fácil se apaixonar. Mas quem vai se apaixonar por alguém deficiente, ou com a cara queimada devido um incêndio, ou com alguma deformidade física que a tornaria atração de um "circo dos horrores", décadas atrás?

Eu estava conversando sobre isso com minha namorada, e pensando sobre o assunto, após ler certas discussões no Twitter. Eu só penso em como tudo isso é banal. E eu não me excluo: sou tão banal quanto. Tenho minhas preferências, e olha que nem curto contato físico. O lance é que, para pessoas normais, sempre vai ter alguém interessado. Eu sou uma pessoa comum, magra, de pele clara, então sempre aparece alguém, mesmo tendo uma aparência esquecível. E algumas dessas pessoas me consideram bonita. Mesmo quem deve me achar feia, provavelmente acha um "feio aceitável", o que a maioria de nós deve ser mesmo. E aí volto ao campo da paixão, do amor. Minha namorada me ama, mesmo? Meus pais se amam? As pessoas que vejo por aí? Quando é "amor", de fato? Parece-me algo tão raro que quase soa como um problema mental.

E aí eu volto a pensar: Será que as pessoas que se apaixonaram por mim, durante esses 23 anos, sentiriam o mesmo se eu pesasse 200kg? Se eu tivesse a face deformada? Se eu não tivesse braços ou pernas? Se não, por que seria amor? E a mesma pergunta vale para mim, também. Não serei hipócrita. Eu gostaria dessas pessoas se, aos meus olhos, não fossem tão atraentes? Parece bobo, mas é algo que me incomoda. Claro que estou falando sobre exemplos extremos, mas dá até pra traçar um paralelo em gente que é só "feia" por ser fora do padrão mesmo, que é pouco cobiçada por ser negra do cabelo duro, ou por ser acima do peso, ou qualquer coisa desse tipo. Muitas dessas já seriam muito inseguras, talvez se odiassem, simplesmente porque não tiveram sorte ao nascer. Claro, há formas de melhorar, como treinar em uma academia, fazer plásticas, usar maquiagem, mas...no fim, de que adianta? Se há quem namore contigo só por dinheiro, ou seja, interesse, beleza ficaria mais ou menos no mesmo campo. É muito fácil amar um ator ou atriz de Hollywood com suas aparências perfeitas. Tudo é tão focado nas aparências, que talvez seja quase impossivel se desvincular disso. Enfim, fica o desabafo. Eu só sinto que vivo em um mundo de ilusões, de troca de favores e interesses, enquanto tentam, a todo momento, empurrar idealizações absurdas, que não condizem com a realidade.

Idealização gera sofrimento. O ideal, para mim, é enxergar a vida de forma nua e crua, realista, e aceitar que não é um conto de fadas. Todo mundo quer algo em troca, algum beneficio, sem essa de "amor cego que ultrapassa barreiras". Até deve existir, mas é muito raro. Acho que só de nos limitarmos a namorar gente de só um tipo, de só um sexo, já meio que anula essa coisa de "conexão sobrenatural". Se um homem hetero namora a sua bela mulher durante 10 anos e, por mágica, um dia, ela se transforma em um cara, o amor continua? Acho dificil.
 
Ultima Edição:

VancouverSleepClinic

Habitué da casa
Mensagens
247
Reações
74
Pontos
54
Depois de 3 semanas com fluoxetina, parece que hoje ela não fez tanto efeito e estou me sentindo muito mal.

Estou me sentindo muito só.

Queria contar pra alguém que eu tenho bulimia, alguém que gostasse de mim... só para apoiar em momentos assim.
 

Zorosan

Bam-bam-bam
Mensagens
3.519
Reações
1.822
Pontos
274
A cada ano que passa, sinto que devo mudar meu estilo de vida, talvez tbm pelo fato que convivo na maior parte do tempo pessoas mais velhas do que eu e ja com famílias e filhos.

Por exemplo, já não acho tanta graça encher a cara e falar que a noite anterior foi ótima...o que não pretendo deixar morrer é nos shows de rock que sempre tento ir.
 

-Drope-

Habitué da casa
Mensagens
405
Reações
478
Pontos
63
Detesto soar como uma adolescente revoltada, mas não consigo acreditar nesse amor idealizado que tanto pregam. O tal "amor cego". Acredito que sim, exista, e seja uma construção madura e quase racional entre duas pessoas que, juntas, desenvolvem um relacionamento e são capazes de se cuidar. Porém, não deixo de pensar em como até o "amor" ou a paixão são banais. É muito fácil amar uma pessoa com condição financeira estável, uma pessoa bonitinha, e por aí vai. As pessoas adoram falar sobre como o amor vence tudo, sobre como ele é aleatório e nada racional, mas...será mesmo?

Penso na minha irmã, por exemplo. Não fala, não anda, não consegue realizar atividade alguma sozinha, praticamente. Tem mais de 30 anos e uma de suas maiores dores é a solidão. A solidão romântica, no caso. Mas quem vai amar uma pessoa assim? Quantas estariam dispostas? É muito fácil amar a garota magra e bonitinha, ou o cara de "beleza normal", é muito fácil se apaixonar. Mas quem vai se apaixonar por alguém deficiente, ou com a cara queimada devido um incêndio, ou com alguma deformidade física que a tornaria atração de um "circo dos horrores", décadas atrás?

Eu estava conversando sobre isso com minha namorada, e pensando sobre o assunto, após ler certas discussões no Twitter. Eu só penso em como tudo isso é banal. E eu não me excluo: sou tão banal quanto. Tenho minhas preferências, e olha que nem curto contato físico. O lance é que, para pessoas normais, sempre vai ter alguém interessado. Eu sou uma pessoa comum, magra, de pele clara, então sempre aparece alguém, mesmo tendo uma aparência esquecível. E algumas dessas pessoas me consideram bonita. Mesmo quem deve me achar feia, provavelmente acha um "feio aceitável", o que a maioria de nós deve ser mesmo. E aí volto ao campo da paixão, do amor. Minha namorada me ama, mesmo? Meus pais se amam? As pessoas que vejo por aí? Quando é "amor", de fato? Parece-me algo tão raro que quase soa como um problema mental.

E aí eu volto a pensar: Será que as pessoas que se apaixonaram por mim, durante esses 23 anos, sentiriam o mesmo se eu pesasse 200kg? Se eu tivesse a face deformada? Se eu não tivesse braços ou pernas? Se não, por que seria amor? E a mesma pergunta vale para mim, também. Não serei hipócrita. Eu gostaria dessas pessoas se, aos meus olhos, não fossem tão atraentes? Parece bobo, mas é algo que me incomoda. Claro que estou falando sobre exemplos extremos, mas dá até pra traçar um paralelo em gente que é só "feia" por ser fora do padrão mesmo, que é pouco cobiçada por ser negra do cabelo duro, ou por ser acima do peso, ou qualquer coisa desse tipo. Muitas dessas já seriam muito inseguras, talvez se odiassem, simplesmente porque não tiveram sorte ao nascer. Claro, há formas de melhorar, como treinar em uma academia, fazer plásticas, usar maquiagem, mas...no fim, de que adianta? Se há quem namore contigo só por dinheiro, ou seja, interesse, beleza ficaria mais ou menos no mesmo campo. É muito fácil amar um ator ou atriz de Hollywood com suas aparências perfeitas. Tudo é tão focado nas aparências, que talvez seja quase impossivel se desvincular disso. Enfim, fica o desabafo. Eu só sinto que vivo em um mundo de ilusões, de troca de favores e interesses, enquanto tentam, a todo momento, empurrar idealizações absurdas, que não condizem com a realidade.

Idealização gera sofrimento. O ideal, para mim, é enxergar a vida de forma nua e crua, realista, e aceitar que não é um conto de fadas. Todo mundo quer algo em troca, algum beneficio, sem essa de "amor cego que ultrapassa barreiras". Até deve existir, mas é muito raro. Acho que só de nos limitarmos a namorar gente de só um tipo, de só um sexo, já meio que anula essa coisa de "conexão sobrenatural". Se um homem hetero namora a sua bela mulher durante 10 anos e, por mágica, um dia, ela se transforma em um cara, o amor continua? Acho dificil.
Vou dar um exemplo de mim mesmo. Por sorte nasci "normal", com um cérebro saudável e uma beleza considerada razoável. Além disso, tive a sorte de ter nascido em uma família classe média. Atualmente, como já estão sabendo aqui, eu estou namorando e, sinceramente, por mais que sinta essa coisa de "amor" e "paixão", acho que no fundo no fundo só há interesse. Interesse por parte da minha namorada (e também meu), devido a minha condiçao, como estar estudando numa boa faculdade, estar estagiando, morando sozinho e etc. Ela mesma já chegou a dizer que uma das coisas que chamou a atenção dela em mim foi a minha segurança e seriedade ao me expor em sala de aula. Agora, imagina, se eu não tivesse tratado a minha fobia social e toc no passado? Continuaria sendo aquele cara calado e super inseguro, e ela nem saberia da minha existência.

É uma merda pensar que todo esse "colorido" no início do nosso relacionamento é um bando de neurotransmissores sendo ativados, que irão se amenizar após alguns meses ou anos. Já é mais que sabido que se um relacionamento amoroso continua por décadas é porque o amor ficou no campo racional e não emocional. É triste, mas, uma hora isso vai acabar. Uma hora vou perceber coisas na minha namorada que vão me incomodar e que me deixarão de saco cheio. Toda noite antes de dormir eu fico muito angustiado quando penso nessas coisas.

Bom, o jeito é aproveitar cada momento enquanto ainda temos tempo, mesmo que seja uma ilusão...
 

Wendy

Bam-bam-bam
Mensagens
2.767
Reações
2.811
Pontos
314
Vou dar um exemplo de mim mesmo. Por sorte nasci "normal", com um cérebro saudável e uma beleza considerada razoável. Além disso, tive a sorte de ter nascido em uma família classe média. Atualmente, como já estão sabendo aqui, eu estou namorando e, sinceramente, por mais que sinta essa coisa de "amor" e "paixão", acho que no fundo no fundo só há interesse. Interesse por parte da minha namorada (e também meu), devido a minha condiçao, como estar estudando numa boa faculdade, estar estagiando, morando sozinho e etc. Ela mesma já chegou a dizer que uma das coisas que chamou a atenção dela em mim foi a minha segurança e seriedade ao me expor em sala de aula. Agora, imagina, se eu não tivesse tratado a minha fobia social e toc no passado? Continuaria sendo aquele cara calado e super inseguro, e ela nem saberia da minha existência.

É uma merda pensar que todo esse "colorido" no início do nosso relacionamento é um bando de neurotransmissores sendo ativados, que irão se amenizar após alguns meses ou anos. Já é mais que sabido que se um relacionamento amoroso continua por décadas é porque o amor ficou no campo racional e não emocional. É triste, mas, uma hora isso vai acabar. Uma hora vou perceber coisas na minha namorada que vão me incomodar e que me deixarão de saco cheio. Toda noite antes de dormir eu fico muito angustiado quando penso nessas coisas.

Bom, o jeito é aproveitar cada momento enquanto ainda temos tempo, mesmo que seja uma ilusão...
Perainda,
aquela moça do whatsapp, da sua sala, já é sua namorada?
perdi o desfecho da história :(
 

Augustine

Larva
Mensagens
9
Reações
17
Pontos
3
Depois de 3 semanas com fluoxetina, parece que hoje ela não fez tanto efeito e estou me sentindo muito mal.

Estou me sentindo muito só.

Queria contar pra alguém que eu tenho bulimia, alguém que gostasse de mim... só para apoiar em momentos assim.
É foda ter que tomar antidepressivos! Eu tomo Paroxetina (para síndrome do pânico e depressão) e mesmo tomando a medicação me sinto mal as vezes. Você faz terapia? Dizem que traz muitos benefícios.

Não há ninguém da sua família com quem você possa partilhar? Ou quem sabe um amigo(a)? Estimo melhoras, amigo. Não é fácil ter que lidar com isso tudo sozinho, é um fardo muito pesado para nós, se precisar bater um papo, sinta-se a vontade para me enviar uma mp.

Forte abraço!
 
Topo